quarta-feira, 16 de maio de 2018

Moro rasga o Código de Ética da Magistratura

16.05.2018
Do blog CONVERSA AFIADA
Por Paulo Henrique Amorim

Evitar a busca desmesurada por holofote? Quá, quá, quá!
Sem Título-1.jpg
(Crédito: Deputada Erika Kokay)
Conversa Afiada publica, a partir de sugestão do amigo navegante Henry Izzi, trecho do Código de Ética da Magistratura que o Judge Murrow rasga sistematicamente, agora, na noite de terça-feira, de black-tie!
Código de Ética da Magistratura
Art. 5º Impõe-se ao magistrado pautar-se no desempenho de suas atividades sem receber indevidas influências externas e estranhas à justa convicção que deve formar para a solução dos casos que lhe sejam submetidos.
Art. 7º A independência judicial implica que ao magistrado é vedado participar de atividade político-partidária.
Art. 8º O magistrado imparcial é aquele que busca nas provas a verdade dos fatos, com objetividade e fundamento, mantendo ao longo de todo o processo uma distância equivalente das partes, e evita todo o tipo de comportamento que possa refletir favoritismo, predisposição ou preconceito.
Art. 13. O magistrado deve evitar comportamentos que impliquem a busca injustificada e desmesurada por reconhecimento social, mormente a autopromoção em publicação de qualquer natureza.
******
Fonte:https://www.conversaafiada.com.br/brasil/moro-rasga-o-codigo-de-etica-da-magistratura
Postar um comentário