quinta-feira, 3 de maio de 2018

Deus provê a melhor explicação para a origem do universo

03.05.2018
Do portal CACP - MINISTÉRIO APOLOGÉTICO, 02.05.18

Dadas as evidências científicas que nós temos sobre o nosso universo e suas origens, e reforçado por argumentos apresentados por filósofos por séculos, é altamente provável que o universo teve um inicio absoluto. Desde o universo, como todas as demais coisas, não poderiam meramente passado a existir sem uma causa, deve existir uma realidade transcendente além do tempo e do espaço que trouxe o universo a existência. 
Esta entidade deve ser enormemente poderosa. Somente uma mente transcendente e incorpórea se encaixa adequadamente com esta descrição. Para piorar a questão do Evolucionismo e do Ateísmo como um todo, vamos analisar a cronologia das descobertas científicas da Origem do Universo. Até 1917, os ateus pensavam que o Universo era necessário e a matéria era eterna. Quais as implicações desses pensamentos? Se isso fosse verdade, Deus não existe. Mas em 1917, Albert Einstein formulou a sua famosa Teoria da Relatividade. 
Quais as implicações das descobertas de Einstein? O universo teve origem em um passado finito. Implicações? Deus existe! Ele descobriu o evento que os ateus denominaram de Big Bang. Vejamos mais ou menos como foi:[1]
1 – 1917 – Einstein formula a Teoria da Relatividade; Mas ela precisava ser confirmada por outras observações científicas. Por exemplo, para que o universo tivesse sido criado, o Universo teria que estar em expansão. O flash de luz de quando o universo surgiu deveria ser encontrado. Todas as estrelas e galáxias deveriam poder ser rastreadas até o ponto de onde elas surgiram.
2 – 1919 – O Astrônomo inglês Arthur Eddington, um ateu, fazendo um experimento durante um eclipse solar, confirma que a Teoria de Einstein era verdadeira. Ele ficou tão frustrado com a descoberta, por causa das implicações que disse: ―”Eu preferiria ter encontrado um verdadeiro buraco”.[2]
3 – 1927 – O Astrônomo holandês William de Sitter descobriu que o Universo está em expansão;[3]
4 – 1929 – O próprio Albert Einstein vai até o Observatório no Monte Wilson e vê pelo telescópio o universo em expansão. Ele ficou tão impactado com essa observação que proferiu a sua famosa frase: ―”Quero saber como Deus criou o universo”;
5 – 1965 – Os cientistas Arno Penzias e Robert Wilson dos laboratórios Bell, fazendo um experimento, descobriram uma luz avermelhada sendo captada pelas antenas. Eles subiram nos telhados, limparam os dejetos de pombos e quando voltaram, aquele brilho avermelhado vinha de todos os lados do Universo. Eles haviam “tropeçado” na maior descoberta científica do século 19. Eles descobriram a luz de quando o Universo foi criado; Quando eles foram receber o prêmio Nobel de Física, eles leram o Salmo 19.1.
6 – 1989 – A Nasa lança um satélite de 200 milhões de dólares, chamado de COBE – Cosmic Background Explorer. Tentando rastrear a semente de cada estrela e galáxia no universo.
7 – 1992 – George Smoot, líder da pesquisa com o COBE, divulgou as descobertas do satélite. Ele disse que era possível rastrear cada estrela ou galáxia até o ponto de onde eles surgiram. Ele ficou tão impactado com a descoberta, que disse: ―Se você é religioso é como estar olhando para Deus […] são marcas mecânicas da criação do universo ou impressões digitais do Criador. Detalhe, George Smoot é ateu.
Um dos principais detalhes destas descobertas científicas era que antes dessa criação, não existia exatamente nada. Nem tempo, espaço ou matéria. O que diz o livro de Gênesis 1.1? ―No principio [tempo], criou Deus os céus [espaço] e a terra [matéria].A evidência científica confirma o que a Bíblia já afirmava a milhares de anos atrás.
Como as coisas são engraçadas.
By Walson Sales.

*****
Fonte:http://www.cacp.org.br/a-melhor-explicacao-para-a-origem-do-universo/
Postar um comentário