Pesquisar este blog

sexta-feira, 15 de abril de 2016

FIESP, KRUEL E TEMER TUDO A VER: Fiesp subornou general para trair Jango, diz coronel à Comissão da Verdade de SP

15.04.2016
Do portal ÚLTIMO SEGUNDO, 18.02.2014
Por  iG São Paulo 

Coronel reformado denunciou que o general Amaury Kruel, ex-ministro da Guerra do ex-presidente João Goulart, teria recebido U$ 1,2 milhão para apoiar golpe em 1964

O coronel do Exército reformado Erimá Pinheiro Moreira denunciou que a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) teria subornado o então comandante do 2º Exército, general Amaury Kruel para que ele traísse o ex-presidente João Goulart e apoiasse o golpe militar. Em seu depoimento à Comissão Municipal da Verdade de São Paulo, nesta terça-feira (18), Moreira disse estar presente quando Kruel, ex-ministro da Guerra de Jango, recebeu em U$ 1,2 milhão (R$ 2,4 milhões, em valores atualizados) do então presidente da Fiesp Raphael de Souza Noschese, no dia 31 de março de 1964.
General Amaury Kruel, subornado pela mesma  FIESP golpista de hoje, traiu em 64,  Jango( á esquerda), por 1,2 milhão de dólares
Moreira era major farmacêutico na época e servia no Hospital Geral Militar, e cedeu seu laboratório particular, na Aclimação, para uma reunião secreta de Kreul com Noschese. Até então, "Kruel dizia que morreria em defesa de Goulart", relata o coronel Moreira. “Ele foi subornado”. O coronel conta que Noschese chegou ao seu laboratório acompanhado de três homens, cada um com duas maletas. Temendo pela segurança do general, Moreira exigiu a abertura das malas, que estavam repletas de notas de dólares.
Depois de se reunir com Noschese, Kruel ordenou que as maletas fossem colocadas no porta-malas de seu carro, o que foi feito com a supervisão do próprio coronel Moreira, e deixou o local com cinco militares batedores que conduziam motocicletas. Horas depois, Kruel anunciou o apoio ao movimento que depôs Goulart.
Michel Temer, assim como Kurel,também traiu a Presidenta Dilma,
e é, hoje, o principal golpista ao lado de Eduardo Cunha
Moreira diz que acreditava que o dinheiro seria usado para organizar a resistência ao golpe militar, e questionou em reunião com oficiais do Exército, se Kruel havia embolsado o dinheiro.
Moreira relata que foi colocado na reserva após questionar o episódio e passou a ser vigiado por homens do Dops e do 2º Exército. O coronel também declarou à Comissão da Verdade, comandada pelo vereador Natalini (PV), ter recebido a informação de que Kruel usou o dinheiro do suborno para comprar duas fazendas na Bahia.

Leia tudo sobre: Comissão da Verdade • Jango
*****
Fonte:http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2014-02-18/fiesp-subornou-general-para-trair-jango-diz-coronel-a-comissao-da-verdade-de-sp.html
Postar um comentário