Pesquisar este blog

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Midiotas não batem panela contra Cunha

10.02.2016
Do portal BRASIL247
Por Altamiro Borges

Na quarta-feira (3), alguns midiotas promoveram um "panelaço" contra a presidente Dilma e nem sequer ouviram seu pronunciamento de seis minutos em cadeia de rádio e tevê que tratou da "guerra" contra as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, em especial sobre o Zika. O protesto foi pífio, conforme reconheceu a própria mídia golpista. O site do Estadão, por exemplo, relatou que "as manifestações foram mais fracas em comparação com as convocadas no auge da crise política".

Já o site IG ironizou a revolta dos coxinhas. "Nas redes sociais, foram noticiados protestos em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e em vários bairros nobres da capital paulista, como Higienópolis, Moema, Morumbi e Vila Mariana... O panelaço – protesto com panelas, gritaria e apitos que já se tornou marca dos grupos contrários ao governo Dilma – foi convocado pelos principais movimentos que pedem o impeachment: Movimento Brasil Livre (MBL), Vem pra Rua e Revoltados On Line".

A zica do "panelaço" confirma o refluxo destes movimentos golpistas, que seduziram tantos midiotas adestrados pela imprensa oposicionista. Vários fatores contribuíram para este descenso. Entre eles, a descoberta das contas secretas na Suíça de Eduardo Cunha, o herói dos fascistas mirins que pregam o impeachment de Dilma. Fica difícil criticar a corrupção quando o principal aliado do golpe, que ainda preside a Câmara Federal, chafurda na lama. Os moralistas sem moral ficaram pendurados na brocha!

As manobras do correntista suíço

Mesmo assim, eles não desistiram e nem podem ser subestimados. Os golpistas contam com a ajuda de setores importantes do aparato do Estado – no Ministério Público, na Polícia Federal e no Supremo Tribunal Federal – e com o indispensável impulso da mídia udenista. Não é para menos que a tática de "sangrar" Dilma e "matar" Lula continua em curso, enquanto Eduardo Cunha segue livre e solto, manobrando para escapar da forca e para acelerar seu golpe diversionista no Congresso Nacional.

Com o fim do recesso parlamentar, na véspera do carnaval, o correntista suíço voltou a esbanjar a sua ousadia. Segundo matéria do Jornal do Brasil, "o Congresso voltou ao seu primeiro dia de trabalho de 2016 com uma notícia impactante: nesta terça-feira (2), o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), anulou a aprovação do parecer do deputado Marcos Rogério (PDT-RO) pela admissibilidade do processo que investiga o presidente da Casa. O parecer havia sido aprovado no Conselho de Ética no final de 2015, às vésperas do recesso parlamentar".

Com mais esta manobra regimental, o processo contra Eduardo Cunha volta à estaca zero. E o lobista nem se incomoda com as novas denúncias que surgem contra ele. Ainda na semana passada, o Banco Central encaminhou uma nova leva de documentos que comprovam as suas falcatruas. Eles detalham a movimentação de recursos, no exterior, em contas ligadas a Eduardo Cunha e a sua mulher, Cláudia Cruz. Integrantes da Procuradoria-Geral da República avaliam que os dados fecham o cerco contra o presidente da Câmara ao comprovar o manejo de milhões de dólares no exterior. Mesmo assim, os midiotas ainda não agendaram nenhum "panelaço" contra o líder do impeachment de Dilma!
****
Fonte:http://www.brasil247.com/pt/colunistas/altamiroborges/216379/Midiotas-n%C3%A3o-batem-panela-contra-Cunha.htm
Postar um comentário