Pesquisar este blog

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Irineu Messias repudia o aumento abusivo da Geap e as medidas prejudiciais da ANS

05.02.2016
Do portal do SINDSPREV/PE, 03.02.16

CLIQUE PARA AMPLIAR


Em entrevista à TV Sindsprev, o dirigente do Sindicato e membro do Conad (Conselho de Administração da Geap) critica o aumento de 37,55% nos planos de saúde e a investida da ANS (Agência Nacional de Saúde) para inviabilizar as entidades de autogestão, entre elas a Geap.

Inicialmente, Irineu falou das providências que estão sendo tomadas pelo Sindsprev-PE e pela CNTSS contra o aumento abusivo decidido pelo Conad no dia 17 de novembro. O dirigente informou que logo no dia seguinte, em Brasília, representantes da Anfip, Anasps, Anprev, CNTSS/CUT e Fenadados reuniram-se e divulgaram nota de repúdio contra o aumento absurdo.
Segundo o dirigente do Sindsprev-PE, “O aumento não resolve os problemas financeiros da Geap. Pelo contrário, agrava ainda mais, porque à medida que aumenta muito o valor das mensalidades, os assistidos não conseguem pagar, saem do plano e vai continuar o mesmo problema de sustentabilidade financeira. Em várias reuniões do Conad, argumentamos para que não fosse aplicado um reajuste tão elevado. Por isso, eu e os outros dois conselheiros eleitos pela categoria, votamos contra o reajuste.”
Outro aspecto importante abordado por Irineu foi a concepção de que “O pano de fundo para essa abusividade é que a ANS está sendo instrumento desse mercado voraz que não tem preocupação com a vida, com os idosos. Eles só querem gente nova que usa menos os planos.”
O dirigente do Sindsprev acrescentou que as entidades representativas dos servidores federais decidiram entrar com ações jurídicas contra o aumento de 37,55%. E informou que a Justiça já concedeu uma liminar à Anasps que suspende o aumento da Geap.

Essa foi uma orientação da reunião para que os sindicatos dos estados também ingressem com ações nos estados, o que o Sindsprev-PE está providenciando esta semana.
“Felizmente, o Poder Judiciário está reconhecendo esta injustiça, esta desumanidade. Nós somos do Conad, mas estamos lá para defender em primeiro lugar os interesses dos assistidos e também defender a Geap, porque sem ela a situação ficará pior.”

No final da entrevista, Irineu Messias solicitou cautela aos assistidos antes de tomar a decisão de sair da Geap, pois de acordo com o TCU, não poderão mais retornar ao plano. Ele argumentou que é melhor aguardar o andamento das ações jurídicas e políticas, pois acredita que a categoria poderá sair vitoriosa, como já aconteceu muitas vezes com a luta do Sindsprev-PE e das entidades nacionais.
Além das ações jurídicas, os sindicalistas estão organizando um ato público nacional de protesto contra o reajuste e contra a ANS, em Brasília, no dia 17/02, com participação do Sindsprev-PE.
Um dia antes (16/02), também na capital federal, as assessorias jurídicas da CNTSS e das outras entidades nacionais dos servidores federais vão se reunir para discutir uma ação contra a ANS. Deverá ser agendada ainda, uma audiência pública na Câmara dos Deputados ou no Senado Federal.

Assista abaixo ao vídeo da entrevista feita por Wedja Gouveia 




******
Fonte:http://sindsprev.org.br/index.php?categoria=noticias_principais_01&codigo_noticia=0000003653&cat=noticias
Postar um comentário