quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

O sofrimento que dá frutos

21.01.2016
Do portal ULTIMATO ON LINE
Por Victor dos Santos

"Os que semeiam com lágrimas colherão com alegria"

O sofrimento que dá frutosNinguém quer passar por tristezas, elas representam para nós o empecilho da nossa felicidade, mas não nos atentamos para quantos prazeres da vida são frutos de nossas tristezas. Por isso, a dor de hoje pode te conduzir a real alegria de amanhã.

Uma pessoa cheia de sonhos, desejosa em contar para os irmãos um futuro brilhante que lhe aconteceria, acaba se frustrando, ainda jovem ele enfrenta a dor da inveja causada pelos próprios irmãos que o jogam no nada, longe do seu pai e levado para o trabalho escravo por pessoas desconhecidas. Agora, esse jovem está longe da família, com a lembrança de seus irmãos trapaceiros, sem conhecer ninguém; escravo, sem afeto e com um futuro indefinido.

E o sonho dele aonde fica? Eu diria que a frustração – ou posso chamar de desprezo, dor, tristeza da vida – destruiu o sonho do jovem. Ele desejava ser o maior entre os irmãos, não de forma egoísta mas como exemplo de superação. A dor devastou isso, agora nem família ele tinha e trabalhava para sobreviver. Essa história é a de José, adiantando os fatos temos cenas de muito trabalho e, Deus o abençoava, diante de toda essa crise temos em José esperança em Deus que lhe entregará seu sonho. Terminando, José acabou se tornando o governador do Egito, tinha liberdade para liderar o maior país da época, além disso, foi quem salvou sua própria família da fome graças ao seu posto de liderança, perdoando os irmãos e os garantindo a vida e sobrevivência sem rancor (Cf. Gn 37-46).

E se José não fosse desprezado pelos irmãos? Se ele não fosse jogado no nada? Se ele não fosse escravo no Egito? Será que se tornaria o governador do Egito? O que sabemos é que toda a dor de José o conduziu a um caminho.

Foi difícil, caminho de choros, de NÃO, de solidão, tristezas, mas todo esse trajeto o levou a alegria completa. Ora, José se tornou o líder do governo, realizou seu sonho, ajudou sua família, foi justo e honesto, servia o Deus Pai que o guiava. Ele conseguiu a superação, tinha paz consigo mesmo, tanto que não condenou quem o maltratou, isso é a verdadeira alegria dentro de si! A história de José é um exemplo de que o inicio difícil não significa um final frustrado e que o sofrimento pode ser uma porta para o sucesso!

Sendo assim, podemos aprender que as tristezas de hoje não simbolizam o fim, não pense que as dores que você enfrenta agora é sua morte, por mais que doa, enfrente a dor, não pare de viver no sofrimento, porque isso te levará para alegria.

Se entregamos a nossa vida nas mãos de Deus, podemos confiar nele, por mais que erramos e a vida seja inconstante, nossa dependência no Pai e busca em fazer a sua vontade nos levará a um lugar de felicidade. Não deixe de sonhar, nem se entregue as dores, viva a cada dia na presença do Senhor, obedecendo a sua palavra e Ele irá ajudar em tudo que sua mão fizer.

“José foi para o Egito e sofreu horrivelmente. Sem dúvida, pediu para Deus que o ajudasse a fugir, mas não obteve ajuda alguma e permaneceu na escravidão. Apesar de todo o sofrimento, o caráter de José se aperfeiçoou e se fortaleceu através das provações, e ele acabou alcançando ao posto de primeiro ministro do Egito, salvando milhares de vidas. Se Deus não houvesse permitido que José sofresse tantos anos, talvez ele não se transformasse em um agente tão poderoso de justiça e cura espiritual” (Timothy Keller)

“Os que semeiam com lágrimas colherão com alegria” (Salmos 126.5)
*****
Fonte:https://artigos.gospelprime.com.br/o-sofrimento-que-da-frutos/
Postar um comentário