quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

CARDOZO MANDA INVESTIGAR VAZAMENTOS DE LEO PINHEIRO

07.01.2016
Do portal BRASIL247

:

Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou no início da noite desta quinta-feira, 7, a abertura imediata de inquérito pela Polícia Federal, para investigar o vazamento à imprensa de mensagens do empresário Leo Pinheiro, da construtora OAS, que estão protegidas por sigilo legal; nas mensagens interceptadas por investigadores da operação Lava Jato, Pinheiro aparece em conversas com o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, e com o ministro da Comunicação Social, Edinho Silva; em outro diálogo, Leo Pinheiro revela pressão de Eduardo Cunha (PMDB) por doações eleitorais; "Estou sendo cobrado com insistência. Liga para o EC (Eduardo Cunha). Fugir é o pior", diz o executivo; oposição, por meio do PPS, já usa os vazamentos para pedir ao STF investigação contra Jaques Wagner; Planalto suspeita que Cunha tenha vazado dados contra ministros


247 - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou no início da noite desta quinta-feira, 7, a abertura imediata de um inquérito pela Polícia Federal, para investigar o vazamento à imprensa de mensagens do empresário Leo Pinheiro, da construtora OAS, que estão protegidas por sigilo legal.

"O ofício encaminhado à direção da Polícia Federal refere-se a mensagens de texto enviadas pelo empresário no período de agosto de 2012 a outubro de 2014 que foram publicadas pelo jornal O Estado de São Paulo no dia de hoje", diz o ministério da Justiça, em nota à imprensa.

Grampo vazado ao Estado de S.Paulo revelou que mensagens de celular obtidas pelos investigadores mostram conversas entre o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, com o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, além do ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva. 

De acordo com as reportagens, o empreiteiro negociou com ministros da presidenta Dilma Rousseff apoio financeiro à campanha de reeleição presidencial, em 2014, e para a prefeitura de Salvador, em 2012.

Segundo o ministério, a investigação se refere a mensagens de texto trocadas pelo empresário entre agosto de 2012 e outubro de 2014, publicadas no jornal Estado de S. Paulo.

Conforme a reportagem, o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, recebeu pedidos para intermediar interesses de Léo Pinheiro junto ao ministério dos Transportes.

Os vazamentos ilegais já municiam a oposição. O líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno, anunciou que irá ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir investigação sobre o conteúdo da conversa entre Léo Pinheiro e o ministro Jaques Wagner.

Segundo o colunista Gerson Camarotti, o Palácio do Planalto suspeita que Eduardo Cunha esteja por trás dos vazamentos contra os ministros Jaques Wagner e Edinho Silva (leia aqui)
****
Fonte:http://www.brasil247.com/pt/247/poder/212492/Cardozo-manda-investigar-vazamentos-de-Leo-Pinheiro.htm
Postar um comentário