sexta-feira, 19 de junho de 2015

GEAP: Governança corporativa é tema de curso

18.06.2015
Do portal da GEAP SAÚDE AUTOGESTÃO, 16.06.15

cid:image009.jpg@01D0A795.1996BFE0

Os conselheiros e diretores da Geap Autogestão em Saúde participaram, na segunda-feira (15), de um curso de Governança Corporativa e Compliance – ou seja, conformidade e integridade institucional. O treinamento foi realizado na sede do Conselho de Administração da empresa, em Brasília, e veio por sugestão dos próprios integrantes do Conad, interessados em fortalecer as ferramentas de gestão da Geap. Os consultores Eduardo Lilla e José Luiz Munhós palestraram sobre os aspectos históricos e legais da governança corporativa, tanto no Brasil quanto no exterior, e introduziram o Sistema de Compliance eficaz, com as melhores práticas de auditoria, controle e gestão de riscos.


De acordo com Eduardo Lilla(foto ao lado), o tema mais importante em conformidade e integridade para evitar desvios e irregularidades se refere ao acompanhamento da confiabilidade de terceiros com quem a empresa se relacione “Nos Estados Unidos, por exemplo, 90% dos casos de irregularidades envolvem atuação de parceiros e fornecedores”, destacou.

Munhós, por sua vez, falou sobre a tendência de melhora do Brasil no indicador de Percepção de Corrupção elaborado pela Transparência Internacional. “O Brasil saiu da 72ª posição, em 2013, para a 69ª, em 2014. Essa melhora sutil já é resultado da lei anticorrupção, do maior rigor nas investigações e punições, além do compromisso crescente das empresas em alinhar seus processos”, avaliou.

Na opinião do Diretor Executivo, Luís Saraiva Neves, o treinamento propicia um salto de qualidade na relação ampla e diversificada que a Geap tem com prestadores, fornecedores e outras instituições. “O curso chega em boa hora, precisávamos desse alinhamento para continuar o aprimoramento da gestão. Do estágio que encontramos a empresa desde a época da intervenção conseguimos boa evolução, mas precisamos de ferramentas como esta para continuar a trilhar um caminho tranquilo, cumprindo o que rege a legislação”, disse.

Segundo a presidente do Conselho Fiscal, Maria das Graças de Oliveira, “percebemos que a governança e adoção de boas práticas são temas que não tocam apenas os administradores, mas a todos desde os funcionários da base. A responsabilidade pelo controle e rigor na Geap deve ser assumida por todos, desde a base até a cúpula”, afirmou.

O conselheiro Roberto Machado considera que a Geap encontra-se num “ponto da virada” em termos organizacionais, éticos, assistenciais. “Temos que introduzir a cultura de compliance no dia a dia da empresa, sem isso, dificilmente a Geap irá superar os desafios que tem pela frente, principalmente os de mercado. Esta compreensão vai dar efetividade, qualidade, honorabilidade às nossas atividades, principalmente dos conselhos”, opinou.

A diretora de Controle de Qualidade, Maria do Socorro da Costa Brito, avalia a ocasião como uma “oportunidade de alinhamento de visão estratégica, tanto do conselho quanto do corpo diretivo, para acompanhar os esforços da Geap na verificação da integridade de hospitais, fornecedores de OPME e demais parceiros”.

O conselheiro Irineu Messias(foto ao lado), demonstrou grande expectativa quanto ao treinamento, “uma vez que a Geap tem uma capilaridade nacional, o que já demonstra o desafio grande de manter todos os seus procedimentos alinhados nos estados, com todo seu corpo funcional”. (Geap)

******
Fonte:http://www.geap.com.br/_geap/ge_notic_publi_ultim_notic.asp?NroNoticia=3981