quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Gilmar, quem pagou o banner da Veja? "Agora a gente sabe" que é...

02.12.2015
Do blog CONVERSA AFIADA, 01.12.15
Por Paulo Henrique Amorim
banner revista veja
Da colona de Ilimar Franco, no Globo:

"Ministro (sic) do STF critica (sic) petistas"

Em entrevista, o Ministro (sic) Gilmar Mendes (líder da bancada tucana no STF - PHA) declarou:

- A presidente Dilma disse que 'faremos o diabo para ganhar'. E o ex-presidente Lula que 'eles não sabem do que somos capazes de fazer para ganhar as eleições'. Agora a gente sabe."

PT acusou Gilmar e Moro de parcialidade incompatível com a toga.

E os dois se calaram!

Moro responde, de certa forma, quando vai à solenidade em que é beatificado pela Veja.

E quando reage com um Não Vem ao Caso, diante da mais remota possibilidade de incriminar um tucano!

Jamais!


Gilmar, segundo o PT, é cínico, mentiroso, notório adversário do PT e conspurca a toga.

Ou seja, faz por merecer o patrono, o Príncipe da Privataria.

Não é à toa que o Fernando Brito, ao ler o Face do Fernando Morais,  se lembra dele, esse imparcial juiz do Tribunal Superior Eleitoral:


Fernando Morais publica algo hoje, em seu Facebook, que deveria interessar ao Ministro Gilmar Mendes, tão preocupado em provar que “dinheiro espúrio” foi usado na campanha eleitoral.

Lembram desse banner gigante, de plástico, com cinco metros de altura, que chegou a todo o Brasil simultaneamente com a edição da Veja, na antevéspera da eleição da Dilma, no ano passado? pois é: essa promoção milionária foi feita pela Abril, uma empresa que está da mão para a boca, vendendo o almoço para comprar o jantar.

Pois o Eufracto, um tatu-peba que circula pelo bairro, apareceu aqui no meu escritório e fez um vazamento seletivo: a fase atual da Operação Lava Jato, diz ele, já descobriu quem pagou a impressão, distribuição e logística de exibição do banner em todo o país, em tempo recorde.

Será que tem nota fiscal? Ou será que foi o “dindinho” Dedé?
******
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/brasil/gilmar-quem-pagou-o-banner-da-veja
Postar um comentário