quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Amigo de Aécio pega 20 anos de prisão

17.12.2015
Do BLOG DO MIRO
Por  Altamiro Borges

Resultado de imagem para AZEREDO PRESO TUCANO MENSALAODava uma manchete garrafal na Folha: “Amigo de Aécio Neves pega 20 anos de prisão”. Mas ela dificilmente será estampada na capa do jornal da famiglia Frias – amiga dos generais golpistas, dos torturadores da ditadura e dos neoliberais de plantão. Nesta quarta-feira (16), Eduardo Azeredo – ex-governador de Minas Gerais, ex-senador e ex-presidente nacional do PSDB – foi condenado a 20 anos e 10 meses de cadeia, em regime fechado, pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. A sentença em primeira instância foi proferida pela juíza da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte, Melissa Pinheiro Costa Lage, e se refere ao escândalo do “mensalão tucano” – que a mídia privada insiste em chamar carinhosamente de “mensalão mineiro”. Afinal, todo tucano é santo e basta se filiar ao PSDB para não ser investigado, condenado e, muito menos, ser preso.

Apesar de ser anterior ao chamado “mensalão petista”, sendo considerado inclusive o seu laboratório, o caso só agora teve este desfecho, que ainda é parcial. Cabe recurso ao condenado tucano e, pelo histórico de parcialidade da Justiça e de cumplicidade silenciosa da mídia, a tendência é que Eduardo Azeredo nem passe perto das grades de uma cadeia. Ele foi acusado por sete crimes de peculato, o desvio de bens praticado contra a administração pública, e seis de lavagem de dinheiro cometidos durante a campanha eleitoral pela sua reeleição ao governo mineiro, em 1998. Segundo inúmeras provas, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e a Companhia Mineradora de Minas Gerais (Comig) teriam repassados, cada uma, R$ 1,5 milhão à agência de publicidade SMP&B. de Marcos Valério, que teria alimentado o Caixa-2 do PSDB no Estado. Do Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge) teriam saído outros R$ 500 mil para o esquema criminoso.

Em 2010, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) aceitou denúncia contra 11 envolvidos no escândalo. Um deles, Fernando Moreira Soares, já morreu e o processo contra foi extinto. Walfrido dos Mares Guia e Cláudio Mourão tiveram o crime prescrito ao completarem 70 anos. Outros oito réus aguardam a sentença em três processos distintos: o secretário da Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalho, o ex-senador Clésio Andrade, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Eduardo Pereira Guedes Neto, Lauro Wilson de Lima Filho e Renato Caporalli. Todos eles negam a envolvimento no esquema. 

Quando o escândalo chegou ao Judiciário, o próprio Eduardo Azeredo, temendo ser descartado como bagaço por seus pares, confessou em entrevista à imprensa que parte da grana desviada das estatais para o Caixa-2 também serviu à campanha do seu amigo e padrinho Aécio Neves. Será que a Folha tucana vai estampar na manchete: “Amigo de Aécio Neves pega 20 anos de cadeia”. A conferir!

*****

Leia também:





*****
Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com.br/2015/12/amigo-de-aecio-pega-20-anos-de-prisao.html
Postar um comentário