sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Minha modesta opinião sobre o caso Delcídio

27.11.2015
Do blog LUIZ MULLER, 26..11.15
Por Luiz Muller
Delcídio
Nunca gostei muito dos métodos do Delcídio, pelo menos até onde os conhecia, através de relatos apenas. Se incorreu em crime, que seja julgado por isto, dentro da lei. Mas o problema aqui é de novo o método. Não se pode querer aplicar a lei, atropelando a própria lei, por juízes que acham que um determinado crime pode ser castigado fora ou acima da Lei. No caso da AP 470 a Juíza Rosa Weber proferiu um voto exemplar de um julgamento fora da lei. Ela disse claramente “Não tenho provas cabais para condenar José Dirceu, mas a Literatura Jurídica me permite fazê-lo” . Bonito pro povo aplaudir. Mas não é a melhor forma de alguém do STF agir. 
O Joaquim Barbosa, pela mesma estranha lógica de fazer cumprir a lei, descumprindo-a, deixou de lado a Inquérito 2474, por que “não vinha ao caso” com relação a Ap 470. O Moro promove a maior perseguição, prendendo a torto e direito, mantendo preso, até que arranque uma delação premiada, que usualmente é contra políticos do PT e contra os amigos da Lula, contra a Nora do Lula, etc… Aliás, o voto proferido pela Ministra do STF Carmen Lúcia também foi expressivo da verdadeira intenção da turma do STF ou de parte dela: A ministra disse em seu voto que “primeiro se acreditou que a esperança venceu o medo. No mensalão, se viu que o cinismo venceu o medo. E agora que o escárnio venceu o cinismo“. 
 O Judiciário deveria zelar pelo rigoroso cumprimento da Lei, seja qual for, por que estamos num país democrático. O problema, é que a justiça e o STF não tem agido desta forma. E a invasão do Senado e a submissão da imunidade parlamentar foi vergonhosa neste caso. Por que não houve a mesma ação retumbante diante do caso “Eduardo Cunha”, e nem haverá? Não é de agora que o judiciário tem se assumido como um legislador. E muitas vezes, provocado por parlamentares mesmo. A aprovação da atitude do STF por parte do próprio plenário do Senado, dá uma pá de cal da difícil democracia brasileira. Quem manda agora é o STF.  O STF não prenderá Eduardo Cunha, por que o objetivo do STF não é acabar com a corrupção. O STF mantém Eduardo Cunha sob sua batuta, já que tem o pescoço dele na mão. 
O STF prepara o Golpe Paraguaio. Mas infelizmente o Presidente do PT, ou sua direção, resolveram aproveitar a hora não para fazer a grande política, mas lavar a roupa suja, que se comprovado fosse, deveria ter sido feita antes. E depois de um processo INTERNO. O conteúdo da nota do PT, sem mencionar o golpe contra o Senado, explicitou um juízo de valor sobre o mérito de algo que não deveria ser o objeto naquele momento. Acho que a Bancada do PT, tanto no Senado como na Câmara fazem uma política muito mesquinha e particularista, com raras exceções. Mas ontem o voto da maioria da Bancada, junto com a liderança, foi correto. Foi um voto para manter a estrutura dos poderes intacta. 
E Humberto Costa falou isto em seu pronunciamento. Embora Renan tenha sido muito mais contundente na Defesa do Senado contra este atentado a autonomia constitucional do Senado. Não adiantou. A tal nota foi tão equivocada que serviu a oposição e até mesmo a base do governo, votar a favor deste verdadeiro atentado a Constituição, como expressou claramente o jurista responsável pela redação do artigo 53 da Constituição Federal 
A nota deveria ter sinalizado a Bancada como votar sobre o método. Era esta a votação. Não era o mérito da responsabilização do sujeito que estava em votação. Mas pelo discurso dos que aprovaram o golpe contra o Senado, era de que alí se estava julgando o próprio Delcídio, o que a nota do PT parecia corroborar. Mas, “agora Inês é morta”. O Golpe Paraguaio esta reinstalado, com a aprovação maciça de Senadores da Situação e da Oposição e com o aval do PT.
A luta em defesa da democracia virou uma luta permanente no Brasil, pois diariamente ela é atacada de forma odiosa, pelos que querem desmoralizar e desprestigiar o Brasil diante da comunidade internacional.
Aliás, falando em Delcídio, acho muito estranho que um sujeito que, pela própria interpretação das tais gravações, faz esquemas com a Petrobras desde o governo FHC, que já passou por vários partidos, que é macaco velho na política, se deixe gravar, assim de forma explícita, falando tudo o que falou e já num período conturbado por gravações legais e ilegais, realizadas por PF , delatores depois premiados, etc…Muito estranho mesmo…
*****
Fonte:https://luizmullerpt.wordpress.com/2015/11/26/minha-modesta-opiniao-sobre-o-caso-delcidio/
Postar um comentário