quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Evangélicos Pentecostais: A Religião Mais Negra do Brasil

18.11.2015
Do portal ULTIMATO ON LINE, 17.11.15
Por MARCO DAVI DE OLIVEIRA

POR QUE OS NEGROS FAZEM OPÇÃO PELO PENTECOSTALISMO?

 A Religião Mais Negra do Brasil apresenta uma crítica bastante oportuna às igrejas evangélicas não pentecostais, que, em geral, fazem suas opções pastorais e eclesiásticas pelas elites e apresentam grande dificuldade de criação de linguagem, estratégias missionárias e espaços litúrgicos que estejam em sintonia com a realidade de vida das pessoas negras. Mesmo valorizando o contexto pentecostal, favorável à expressiva participação de negros no país, o autor não nos oferece uma interpretação ingênua ou romântica dessa realidade. Ao contrário, ele também nos mostra as contradições, as formas de fundamentalismo, a manutenção de estigmas de inferioridade e de cultura do branqueamento presentes nesse contexto. De fato, pensar a Igreja não é tarefa das mais simples […] Há no interior das igrejas e nas suas fronteiras com a sociedade inúmeras experiências de ações afirmativas que marcam o campo da negritude no país. Em boa parte das vezes, tais iniciativas estão encobertas, fragmentadas e sem visibilidade. A leitura deste livro é um bom ponto de partida para maior sensibilização humana e política, para vencermos diversas formas de preconceito e discriminação no Brasil.

*Claudio de Oliveira Ribeiro, professor de teologia e ciências da religião da Universidade Metodista de São Paulo.
 A Religião Mais Negra do Brasil
Falar de racismo, preconceito, políticas de ações afirmativas é algo raro nas igrejas evangélicas. A edição atualizada de A Religião Mais Negra do Brasil mostra por que a igreja pentecostal se tornou uma espécie de opção para os negros brasileiros. E também responde a outras perguntas inquietantes:
– Como é tratada a cultura negra no segmento evangélico?
– Por que ainda se demoniza a herança africana?
– Qual é o futuro da relação do negro com a igreja evangélica brasileira?
Ao contrário do que parece ocupar o imaginário popular – especialmente dos evangélicos –, a religião com o maior número de negros não são as religiões de origem africana, mas os pentecostais.
A Religião Mais Negra do Brasil está na “ordem do dia”. A sua leitura é um bom ponto de partida para maior sensibilização humana e política, para vencermos diversas formas de preconceito e discriminação no Brasil.
 – *Claudio de Oliveira Ribeiro, professor de teologia e ciências da religião da Universidade Metodista de São Paulo.
****
Fonte:http://ultimato.com.br/sites/religiao-mais-negra-brasil/
Postar um comentário