terça-feira, 11 de agosto de 2015

Debate em São Paulo encerra ciclo de encontros regionais com sindicatos e associações

11.08.2015
Do boletim eletrônico GEAP MOVIMENTO
Por Nita Queiroz (editora-chefe e revisora


A Geap finalizou na última sexta-feira (7) o ciclo de Encontros Regionais com Sindicatos e Associações de Servidores Públicos, iniciado no mês de março. A atividade realizada na capital paulista reuniu entidades de classe dos estados de São Paulo e Minas Gerais, além de assessores e gerentes da Geap. O Conselho de Administração (Conad) esteve representado pelos conselheiros Luiz Carlos Braga e Leonardo Alexandre Barbosa.

Para estar cada vez mais perto dos beneficiários, a Geap tem buscado estreitar o diálogo com os servidores públicos por meio de suas representações. Os encontros regionais são uma demonstração da nova relação que a operadora tem buscado construir com os associados de seus diferentes planos, com foco no acolhimento, no cuidado e na transparência da gestão.


“Considero que atingimos nosso objetivo. Eu vim do movimento sindical e esse diálogo mais aberto faz muita falta porque a Geap sempre está na pauta dos sindicatos de trabalhadores. É importante que as entidades repassem as informações compartilhadas aqui para suas bases”, disse Miraci Astun, assessora de Desenvolvimento de Produtos e Clientes, representando a Diretoria Executiva da Geap.

Na opinião de Leonina Schiavo, representante do Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social de São Paulo (Sinssp), essa aproximação da operadora com os trabalhadores é muito positiva. “Um dos maiores problemas tínhamos com a Geap era a falta de transparência e a duplicidade de informações. O prestador dizia uma coisa e a gestora do plano dizia outra. O assistido ficava desconfiado, inseguro e acabava por desacreditar. Esta é uma diferença fundamental: a transparência na questão da receita, da despesa e de que quando houver um problema ele será devidamente esclarecido. Isso é fundamental para resgatar a credibilidade do assistido”, explicou. 

Jussara Griffo, do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público do Estado de Minas Gerais (Sindsep/MG), acredita que democratizar regionalmente os debates sobre a Geap com as entidades sindicais de servidores públicos é o caminho ideal. “Esta é uma parceria para atender melhor os trabalhadores e suas famílias. Agora estamos construindo uma relação de proximidade com a gestão para discutir os problemas e tentar uma atuação em conjunto”, avaliou.

Ao final do evento, os participantes leram uma carta assinada pelos sindicatos e associações de São Paulo e Minas Gerais em defesa da Geap e da atenção à saúde dos beneficiários.

Na série de cinco encontros regionais (Nordeste; Norte e Centro-Oeste; Sul; Sudeste – Espírito Santo e Rio de Janeiro; e Sudeste – Minas Gerais e São Paulo), os servidores públicos da ativa e aposentados tiveram a oportunidade de conhecer a situação financeira e administrativa atual da Geap, os diferentes de planos de saúde oferecidos, os canais de comunicação com o beneficiário e todos os programas de promoção, prevenção e assistência à saúde. Os participantes também puderam apresentar dúvidas, reclamações e sugestões para melhorar o serviço prestado pela autogestão.


****
Postar um comentário