quarta-feira, 27 de maio de 2015

Veja admite que não gosta de democracia

28.05.2015
Do blog O CAFEZINHO, 27.05.15

Olha só até onde desce o nível do esgoto.
Um grupo de professores universitários e juristas organizou uma petição para pedir o impeachment do governo Beto Richa, do PSDB.
Veja descobriu que alguns deles são, pasmem, petistas!
ScreenHunter_5805 May. 27 22.53






Reinaldo Azevedo, blogueiro da Veja, expõe o fato qual um nazista que descobrisse que um grupo de professores que criticam uma determinada política do governo é composto de… judeus.
Para mim, é confissão de desprezo absoluto à democracia.
Ora, quem mais pediria impeachment de Richa?
Professores e juristas tucanos?
Quem pede o impeachment da Dilma não são eleitores do PSDB?
Alguém tem de explicar à Veja que um médico, um professor, um jurista, pode se vincular a qualquer filiação partidária, porque a democracia lhe garante isso.
Eu critico os que querem o impeachment da Dilma, mas vocês nunca me verão desempenha um papel tão ridículo como expor um ou dois signatários de uma petição dizendo que eles são… tucanos!
Ora, quem pede o impeachment da Dilma tem fortes chances de ser um tucano ou eleitor do PSDB.
Assim como quem pede o impeachment de Beto Richa tem forte chance de ser petista.
O que se deve avaliar aqui é a consistência do pedido de cada impeachment, e não a simpatia política dos cidadãos brasileiros que protagonizam os pedidos.
Azevedo expõe fotos do blogueiro Tarso Cabral Violin com Lula, Dilma e Gleisi Hoffman.
Ora, os marchadeiros do impeachment que foram à Brasília não tiram fotos com seus políticos?
O Kim sei lá o quê não tirou foto com Eduardo Bolsonaro e Marco Feliciano?
ScreenHunter_5800 May. 27 09.34
O próprio Reinaldo é cheio de fotinha ao lado de tucanos de alta plumagem, conforme se vê no alto do post e repito abaixo.
reinaldo-azevedo
Isso significa que ele não tem nenhum direito político de, por exemplo, pedir o impeachment da Dilma?
Tarso Cabral é um colega de Barão de Itararé. Um cara excepcional, e companheiro de infortúnio de processos judiciais. Por iniciativa de Beto Richa, o TSE o processou em mais de 100 mil reais no ano passado, por ter publicado uma pesquisa não registrada.
Ora, o Judiciário tem cobrado de simples blogueiros multas mais altas que àquelas aplicadas à grande mídia, sendo que esses processos, quando chegam em outras instâncias, a mídia sempre ganha, porque os juízes tem medo da mídia. Os blogueiros quase sempre perdem
Não há nenhum cálculo de proporcionalidade. Cabral não ganha um centavo com seu blog, que atualiza apenas por amor à política. Aplicar-lhe uma multa de mais de R$ 100 mil é grotesco.
Beto Richa ainda articulou para a universidade onde Cabral trabalhava o demitir.
Ou seja, é o modus operandi tucano: truculência, truculência, truculência.
Manda cortar cabeça, manda aplicar multas exorbitantes, manda espancar professor, e aí quando os cidadãos protestam e tentam alguma reação política, os seus pitbulls na mídia, como Reinaldo Azevedo, ainda completam o serviço com um toque nazista: chamam-lhe de “petistas”, como se isso os excluísse de qualquer direito político.
******
Fonte:http://www.ocafezinho.com/2015/05/27/veja-admite-que-nao-gosta-de-democracia/
Postar um comentário