terça-feira, 19 de maio de 2015

FALSO MORALISMO: Senador Caiado usa servidora da Casa em escritório particular, diz jornal

19.05.2015
Do blog CORREIO DO BRASIL, 18.05.15
Por Redação - de Brasília

senador
O senador alega que o prédio em questão não é o local fixo de trabalho da servidora Meiry
O líder do partido Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), utiliza a servidora Meiry Rosa de Oliveira, em um de seus escritórios particulares, em Goiânia. De acordo com a reportagem do jornal Folha de S. Paulo, no local de trabalho da servidora funciona a administração das fazendas do senador.
Ainda segundo a reportagem, o local também serve de base para as atividades de irmão de Ronaldo Caiado, Rondon. A servidora disse ao jornal que o escritório cuida ainda dos negócios do senador: “Escritório financeiro dele, no geral (…) Cuida de todas as finanças, de todos os pagamentos dele”.
Ao jornal, Caiado afirmou que o prédio não é o local fixo de trabalho de Meiry. O senador disse: “Então, esse assunto, onde ela fica, isso é uma coisa muito relativa. Ela despacha comigo na minha casa, despacha comigo no escritório político, despacha comigo no escritório [em] que você viu meu irmão. Agora, falar que ela é fixa naquele local, isso não procede”.
A Comissão Diretora do Senado permite que os parlamentares criem “escritórios de apoio” em seus estados, contanto que os endereços sejam comunicados por escrito. Em caso de descumprimento da regra, o Ministério Público pode ajuizar ações de improbidade e buscar ressarcimento aos cofres públicos.
Senadora chama Caiado de autista
No dia 12 deste mês, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) chamou o colega Ronaldo Caiado (DEM-GO) de autista durante sabatina, na Comissão de Constituição e Justiça da Casa, do advogado Luiz Edson Fachin. No dia seguinte, Grazziotin pediu desculpas ao colega. Em sua conta no Twitter, ela disse: “Fui muito infeliz ao usar o termo autista para descrever o comportamento de um parlamentar, peço desculpas por isso. Me doeu muito ver o sofrimento que minhas palavras trouxeram a milhares de famílias. As críticas que recebo são duras porém, justas”.
O fato ocorreu no momento em que Caiado questionava o candidato a ministro do Supremo. Um grupo de senadoras que aguardavam para fazer perguntas ao jurista reclamaram do tempo que estava sendo concedido ao oposicionista. O presidente em exercício da CCJ, José Pimentel (PT-CE), chegou a pedir que Caiado respeitasse os cinco minutos acordados entre os senadores, mas foi ignorado pelo senador de Goiás que ao mesmo tempo em que as reclamações eram feitas continuou falando ao microfone como se não estivesse ouvindo os apelos.
– Ele [Caiado] é autista – disse Vanessa Grazziotin, provocando risos no plenário.
Antes do pedido de desculpas, Caiado engrossou o coro de críticas a Vanessa Grazziotin nas redes sociais e escreveu: “A grosseria de Vanessa Grazziotin, ontem, durante a sabatina do [Luiz] Fachin é pra mim um elogio. Ela não tem sensibilidade para compreender a inteligência dos autistas”, publicou acrescentando que atitude foi uma “bola fora” da senadora.
*****
Fonte:http://correiodobrasil.com.br/noticias/politica/senador-usa-servidora-da-casa-em-escritorio-particular-diz-jornal/761847/
Postar um comentário