quinta-feira, 28 de maio de 2015

Câmara aprova fim da reeleição para presidente, governador e prefeito a partir de 2020

28.05.2015
Do blog OS AMIGOS DO PRESIDENTE LULA

Com apoio de todos os partidos, foi aprovada na Câmara dos Deputados o fim da reeleição para presidente da República, governadores e prefeitos. 

Foram 452 votos a favor, 19 contra e 1 abstenção. Falta passar pelo senado.

O texto aprovado prevê uma transição.

Os atuais prefeitos eleitos em 2012 poderão se candidatar à reeleição em 2016, mas os eleitos em 2016 em primeiro mandato não poderão mais se candidatarem à reeleição em 2022. 

Exemplo: o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad poderá se candidatar à reeleição no ano que vem, mas ninguém mais poderá se candidatar à reeleição para prefeito em 2020. 

Os atuais governadores eleitos em 2014 e os vices que vierem a assumir o cargo poderão se candidatar à reeleição em 2018, mas nenhum governador poderá mais se candidatarem à reeleição em 2022.

Exemplo: Fernando Pimentel poderá se candidatar à reeleição em 2018. As regras contemplam também as ambições do vice-governador de São Paulo Márcio França (PSB). Caso Geraldo Alckmin (PSDB-SP) se afaste do governo em 2018 para se candidatar a presidência ou ao senado, o vice assumirá o cargo e poderá se candidatar à reeleição. Mas nenhum governador poderá se reeleger em 2022, nem o vice que suceder ao cargo durante o mandato.

Para presidência da República, a presidenta Dilma já está no segundo mandato e não poderia se reeleger de qualquer forma em 2018. O presidente eleito em 2018 não poderá se reeleger em 2022.

O curioso foi ver deputados demotucanos que votaram na emenda da reeleição de FHC, agora votarem para desfazer o que fizeram.

A regra também revela o medo do presidente Lula se eleger em 2018, pois limita o mandato a 4 anos, impedindo sua reeleição.
****
Fonte:http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2015/05/camara-aprova-fim-da-reeleicao-para.html
Postar um comentário