sábado, 25 de abril de 2015

O vídeo que o PiG capou: roubalheira começou com FHC!

25.04.2015
Do blog  CONVERSA AFIADA, 23.04.15
Por Paulo Henrique Amorim

Dr Moro, Dr Moro, o senhor vai prender a cunhada do FHC ?

Não adianta apagar, porque está no acervo do Congresso … (Denuncia está a partir do minuto 32′)
O Conversa Afiada reproduz o depoimento de Augusto Mendonça Neto, da empresa Toyo Setal na CPI da GloboNews dessa quinta-feira 23/4.

Ele diz que a roubalheira “generalizada” se concentrava em dois diretores – como explicou o Gabrielli, aqui ao Conversa Afiada -,  ambos devidamente demitidos pela Dilma.

E o mais importante: ele diz, candidamente, que a roubalheira é dos tempos do FHC, quando presidia a Petrobras o Joel Rennó, indicado pelo ACM, que dividiu a presidência com Roberto Marinho, Jose Sarney e FHC.

Essa informação – a roubalheira se origina no Governo FHC – ficou na home page do PiG por 3 segundos e se evaporou.

Como o mensalão tucano, que sumiu como a credibilidade do “Projeto Bonner”, aquele que pensa que nós somos crianças, como diz o Simão.

Dr Moro, Dr Moro, quando é que o senhor vai botar em cana a cunhada do FHC ?

Paulo Henrique Amorim


Antes, o C Af havia publicado:

DELATOR: ROUBALHEIRA COMEÇOU COM FHC !


Moro, Moro, vai deixar esse delator também sumir?

Saiu no Estadão: 

ESQUEMA NA PETROBRAS ERA EM CONJUNTO, DIZ EXECUTIVO À CPI


Em depoimento à CPI da Petrobrás, o executivo da Toyo Setal Augusto Mendonça Neto revelou aos parlamentares que o esquema de corrupção da estatal começou no final da década de 90 – a partir de 1997 até os dias atuais – em uma ação conjunta entre as diretorias de Abastecimento e de Serviços. “Não podemos imaginar que uma companhia como esta, organizada e competente, pudesse ter um esquema como essas duas diretorias montaram”, afirmou.


(…)

Navalha
Juiz Moro de Guantánamo tem cometido alguns pequenos “deslizes”.
Segundo a Fel-lha, errou de irmã.
Confundiu a cunhada do Vaccari com a irmã!
E mantém a cunhada em prisão perpetua…
Antes, a testemunha que depôs contra o Anastasia – coitado do Anastasia, bode expiatório ​- tinha desaparecido!
Que coincidência.
A testemunha do único tucano – fora o morto…
Essa Lava Jato é um castelo de areia.
Em tempo: Joel Mendes Rennó era o presidente da Petrobras em 1997. Ficou no comando da estatal entre Novembro de 1992 e Março de 1999.
Rennó foi uma indicação do PFL, ou seja, de ACM, que também encaminhou Daniel Dantas, o brilhante, ao FHC. Como diz o Mino, tudo a mesma sopa – PHA
Em tempo do Vasco: A nota do depoimento que fala da corrupção desde 1997 ficou só alguns minutos na home do Estadão. Deve se enquadrar na categoria “se quiserem podem tirar”.



DELATOR CONFIRMA GABRIELLI

“Generalizada” em dois diretores


No G1:

CORRUPÇÃO SÓ ERA ‘GENERALIZADA’ EM ÁREAS DE COSTA E DUQUE, DIZ DELATOR

Augusto Mendonça presta depoimento nesta quinta (23) à CPI da Petrobras.
Ex-gerente da estatal havia dito que corrupção era generalizada na empresa.


Um dos delatores da Operação Lava Jato, o ex-dirigente da Toyo Setal Augusto Mendonça Neto afirmou nesta quinta-feira (23) à CPI da Petrobras que a corrupção na estatal só era “generalizada” em contratos firmados pelas diretorias de Refino e Abastecimento e de Serviços, comandadas, à época, por Paulo Roberto Costa e Renato Duque, respectivamente. Mendonça destacou à comissão que não tem conhecimento de irregularidades em outras áreas da petroleira.


(…)

Em tempo: Em entrevista ao Conversa Afiada, no mês de fevereiro, o ex-presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, esclareceu como se dava a ilegalidade cometida pelo diretor de Abastecimento, Paulo Roberto, e o gerente de Engenharia Pedro Barusco.

De acordo com ele, a operação envolvia o empreiteiro, o fornecedor do empreiteiro e o doleiro. “Então, é impossível no sistema da Petrobras se perceber isso”.

Assista a íntegra aqui.

****
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/politica/2015/04/23/o-video-que-o-pig-capou-roubalheira-comecou-com-fhc/
Postar um comentário