quarta-feira, 15 de abril de 2015

MTST convoca manifestação nesta quarta-feira em SP

15.04.2015
Do blog OS AMIGOS PRESIDENTE, 14.04.15


O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) espera mobilizar 30 mil pessoas para a manifestação marcada para esta quarta-feira, 15. Segundo Josué Rocha, coordenador do MTST, a manifestação foi organizada há cerca de um mês, com iniciativa do MTST, juntamente com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), ao PSOL e movimentos sindicais - os principais deles o Conlutas e a Intersindical. Segundo o MTST, são esperados na manifestação na capital paulista Luciana Genro, ex-candidata presidencial, e o deputado Ivan Valente (PSOL).

"A nossa manifestação é contra o ajuste fiscal, o projeto que reduz a maioridade penal (de 18 para 16 anos), contra todo esse conjunto de pautas conservadoras que tem avançado no Congresso. Com a aprovação do PL 4330, a CUT se uniu a nós e vai protestar também amanhã contra a terceirização", disse Josué Rocha ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

Lideranças ligadas à Central Única dos Trabalhadores (CUT) ouvidas pela reportagem reclamaram do pouco tempo para mobilizar seus sindicalistas - já que a CUT decidiu aderir uma semana atrás às manifestações do dia 15. "É muito pouco tempo para a gente organizar", disse uma das lideranças. "Ultimamente a gente tem dificuldade até para trazer os ônibus, reunir o pessoal", comentou outra.

A CUT convocou uma mobilização às 15h na frente do prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na Avenida Paulista. O MTST, MST e PSOL começarão a mobilização às 17h no Largo da Batata, na zona oeste, e sairão à noite em caminhada para a Avenida Paulista, onde se juntarão ao pessoal da CUT. A central convocou paralisação e manifestações também em Brasília e em outras 18 capitais.

As lideranças têm receio de a CUT ter uma participação desidratada, dado o curto prazo para organizar as ações. Uma fonte próxima à CUT disse à reportagem que a central espera reunir 3 mil pessoas amanhã. A reportagem não conseguiu contato com o presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, para comentar os possíveis problemas de mobilização.

Na semana passada, na terça-feira, 7, a CUT reuniu  manifestantes para protestar contra o PL 4330, que liberaliza a terceirização em atividades-fim, e contra a precarização do Sistema Único de Saúde (SUS). A CUT esperava reunir 10 mil naquela ocasião. No dia 13 de março, em atos pela defesa da Petrobras, a CUT conseguiu mobilizar 30 mil pessoas pelo País - 12 mil em São Paulo, segundo estimativa da Polícia Militar. Os organizadores falaram em 100 mil na Avenida Paulista. "Aquela manifestação a gente organizou 40 dias antes", disse uma liderança.

A previsão das atividades para esta quarta-feira começa com paralisações pela manhã - estão previstas paralisações em fábricas ligadas aos metalúrgicos do ABC. Bancários, químicos, petroleiros e funcionários do setor de transportes também podem cruzar os braços em cidades pelo País.
****
Fonte:http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2015/04/mtst-espera-reunir-30-mil-em.html
Postar um comentário