sábado, 4 de abril de 2015

Contra a Globo: Manifestantes pedem fim da concessão e rechaçam manipulação

04.04.2015
Do blog VI O MUNDO, 02.04.15

globo1
Ato em frente à sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro
Manifestantes pedem fim da concessão da Globo e rechaçam manipulação
Pelo fim da manipulação de informação, pela cassação de concessão pública de transmissão e contra a sonegação, centenas de manifestantes em todo o Brasil realizaram ato nesta quarta-feira (1º/4) contra a rede Globo.
As manifestações foram convocadas por jornalistas, blogueiros e diversas lideranças de mídia alternativa, entre os quais o Barão de Itararé. No Rio de Janeiro, os manifestantes se reuniram em frente a sede da emissora e também na Candelária, na região central. Os manifestantes empunhavam cartazes, bandeiras e faixas com os dizeres: “O povo não é bobo, abaixo a Rede Globo” e “Globo mente”. Antes, os manifestantes fizeram ato em frente a Band, outra emissora cujo seus proprietários estão na lista das contas secretas do HSBC na Suíça.
A banda do Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) agitou os manifestantes. O protesto também contou com a participação do grupo independente de teatro, que atua nas ruas de Santa Teresa, que encenou o enterro da Globo e da Operação Zelotes, deflagrada pela Polícia Federal que investiga os esquemas de sonegação fiscal.
Para o jornalista Alexandre Teixeira, do blog Megacidadania, o ato reafirma a luta pela democratização dos meios de comunicação. “O enfrentamento da mídia acontece num momento em que vivemos de manipulação e distorção da informação. Portanto, a mobilização ganha ainda mais força e importância”, disse.
Segundo ele, o ato ganhou apoio de populares que se interessaram em saber mais o esquema de sonegação de impostos da Globo e pelo que classificou como vergonhoso roubo do processo ocorrido nas dependências da Receita Federal, em um procedimento que documentou diversos crimes cometidos pelos Marinho na compra dos direitos de transmissão da Copa de 2002.
Um dos líderes da manifestação, o analista de mídias sociais Wellington Nobre disse em entrevista à Folha de S. Paulo que não é contra o conteúdo apresentado, mas contra a corrupção.
“Todo veículo de imprensa tem que ser livre ao seu conteúdo, isso não é a questão, mas a Globo está afundada na corrupção e manipulação”, salientou.
Dia 17 de abril, às 18 horas, acontece no Rio de Janeiro nova plenária de preparação de um grande ato dia 26 de abril por ocasião dos 50 anos da Globo, que também deve acontecer no restante do país. A reunião será no auditório do Sindipetro-RJ, na Avenida Passos, 34, centro do Rio de Janeiro.
Globo não me convence
Em São Paulo não foi diferente. Foram realizados atos no Masp e em frente a sede da emissora na região sul da capital. “Globo Não Me Convence”, dizia um dos cartazes.
Em depoimento ao jornal Folha, a enfermeira aposentada Edva Aguilar afirmou: “Queremos mostrar publicamente que a Globo sonega impostos, manipula informações, deturpa, que teve um papel fundamental na ditadura militar e agora tenta um novo golpe. Eles não têm ideia de quantas pessoas estão a favor da Dilma. A Globo define a pauta para o Brasil inteiro, a mídia do Brasil é uma das mais corrompidas. Queremos a mídia democrática”, enfatizou.
No Rio Grande do Sul, os manifestantes ocupam a frente da sede da afiliada no Rio Grande do Sul, a RBS, cujo grupo que administra a emissora também caiu na chamada Operação Zelotes que investiga esquema de sonegação de impostos.
De acordo com os líderes da manifestação, 1º de abril é uma data simbólica conhecida pelo dia da mentira, por isso representa bem as ações da Rede Globo.
Do Portal Vermelho, com informações de agências
Leia também:

Antônio David: Estadão diz que falar em resistência à tentativa de golpe é ‘ameaçador‘; apologia de golpe, não

****
Fonte:http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/atos-contra-a-globo-manifestantes-pedem-fim-da-concessao-e-rechacam-manipulacao.html
Postar um comentário