terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

MANIPULAÇÃO NO JUDICIÁRIO: Moro põe desempregados (da Comperj) na rua

10.02.2015
Do blog CONVERSA AFIADA
Por Paulo Henrique Amorim

 Vara do Moro se aproxima de seu objetivo: fechar o Brasil e derrubar a Dilma

Trabalhadores fecham a ponte Rio-Niterói. Serão um, dois três, um milhão de Comperjs!


Uma cena que nao se via desde os plumbeos tempos do FHC: trabalhadores nas ruas, em protesto …

Como se sabe, o magnífico complexo petroquimico da Comperj, que a Petrobras tentava construir em Itaboraí, no Rio, http://pt.wikipedia.org/wiki/Complexo_Petroqu%C3%ADmico_do_Rio_de_Janeiro, um investimento de quase US$ 10 bilhoes, está suspenso.

A Petrobras não tem como pagar as empresas que trabalhavam nas obras.

Breve vão parar as outras obras da Petrobras, estradas, rodovias, ferrovias, aeroportos.

E a defesa da Dilma está confiada ao  , aquele que mereceu doces palavras do Breno Altman.

O Juiz Moro se aproxima de seu objetivo, combinado com o advogado do Fernando Henrique e o Ataulfo: parar o Brasil e derrubar a Dilma.

Só falta combinar com o Lula .


Em tempo:

No G1:

PROTESTO INTERDITA PISTA DA PONTE RIO-NITERÓI POR DUAS HORAS



Mais de 150 funcionários do Comperj participam da manifestação.
Às 13h57, tanto o sentido Niterói quanto o Rio foram liberados.


Funcionários do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) interditaram nesta terça-feira (10) as duas pistas da Ponte Rio-Niterói. O ato na via durou cerca de duas horas e causou reflexos em vários pontos do tráfego da capital e de Niterói. Apesar da Polícia Rodoviária Federal ter enviado reforços ao local, não houve confronto até 14h08.

De acordo com a Secretaria Estadual de Transportes, 300 trabalhadores participam da manifestação. Já de acordo com a CCR-Ponte, 150 manifestantes participam do protesto. Eles dizem que não recebem salários há três meses.

Perto das 14h os dois sentidos da ponte foram liberados. Os motoristas encontram trânsito confuso nos dois sentidos.


(…)
Cerca de 100 funcionários do Comperj interditaram a Ponte Rio-Niteró
Funcionários protestam

****
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2015/02/10/moro-poe-desempregados-da-comperj-na-rua/
Postar um comentário