domingo, 15 de fevereiro de 2015

Lindberg vira o jogo para colocar Dilma bem, na boca do povo.

15.02.2015
Do OS AMIGOS DO PRESIDENTE LULA,12.02.15

https://www.facebook.com/lindbergnarede
O senador Lindberg Farias (PT-RJ) tem, desde 2011, projetos necessários, simples e diretos e com apelo popular suficiente para colocar o governo Dilma "bem na fita" na boca do povo.

Por exemplo, a proposta de aumentar impostos sobre o lucro dos bancos, taxar jatinhos e helicópteros, etc. São medidas que atingem só os milionários e combate a desigualdade social.

O governo precisa criar sua pauta com coisas que mexam com o sentimento de justiça social do povo, marca que a oposição tenta tirar do governo Dilma (e está tendo um sucesso momentâneo com ajuda da mídia).

Coisas como imposto sobre grandes fortunas e sobre lucros exorbitantes, taxar mais empresas que fazem rotatividade ou demissões em massa, indecente e "lucrativa", como faz o banco Itaú. Criar pelo menos alguma alíquota a mais no imposto de renda de pessoa física para milionários e dar qualquer aliviada que seja para a classe média. Tudo isso é assunto que as pessoas comentarão nos botecos, na mesa de jantar, nas reuniões de família, nas escolas, nas ruas, campos e construções.

Eu até entendo que tem algumas medidas que causam pouco efeito na arrecadação, por isso, mesmo quando o ministro da Fazenda era Mantega, sempre foram deixadas de lado, para o Congresso tramitar (o que é feito a passos de tartaruga).

Mas agora é hora de desengavetar pelo menos algumas das principais estruturas tributárias injustas, para o povo levantar a cabeça e sair do clima de baixo astral imposto pelo PIG (Partido da Imprensa Golpista).

Da mesma forma que as leis do seguro desemprego e das pensões precisam de alguma mexida (não digo todas as mexidas que estão propostas, mas os abusos e fraudes precisam ser corrigidos e os benefícios irem para quem mais precisa de fato), também é preciso corrigir outras leis que estão ruins e injustas e que afetam os mais ricos.

Lindberg não chegou a propor isso que vou dizer, mas acho que canais de TV altamente lucrativos de grande porte devem voltar a pagar ICMS como era antigamente. Jornais e revistas comerciais devem deixar de ser isentos de impostos. Por que o acesso à internet para ler notícias tem impostos e o papel jornal não? Por ser concessão pública, as emissoras grandes altamente lucrativas não precisam ser remuneradas pelos cofres públicos pelo horário eleitoral na TV. Tudo isso pode ser feito, nem que seja para colocar o bode na sala para ser discutido. Basta preservar a isenção tributária e compensação para pequenas e médias empresas, para o povo não ser enganado como se o aumento de impostos fosse atingir a todos.

Outro assunto que o jornalismo da TV Globo não gosta em sua pauta, mas que precisa ser colocado é o combate à sonegação fiscal. Leis e normas de endurecimento podem e devem ser propostas por Dilma.

Lindberg incluiu suas propostas como emenda às Medidas Provisórias que atingem o seguro desemprego e as pensões. Só que a Globo não vai noticiar isso e não vai cair na boca do povo se o governo Dilma não abraçar e tomar para si também pelo menos três ou cinco causas moralmente justas e de impacto que caiam na boca do povo.

Abaixo os links para as propostas de Lindberg:

- Aumento do Imposto sobre o Lucro dos Bancos

http://pt.slideshare.net/lindberghfarias/emenda-csll-bancos

- Tributar distribuição de lucros e dividendos
http://pt.slideshare.net/…/emenda-fim-da-iseno-sobre-divide…

- Imposto de Renda segundo a capacidade econômica do contribuinte
http://pt.slideshare.net/lindberghf…/emenda-imposto-de-renda

- Imposto sobre remessas de lucros para o exterior
http://pt.slideshare.net/…/emenda-tributao-da-remessa-ao-lu…

- Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR)
http://pt.slideshare.net/lindberghfarias/emenda-itr

E este é o link para a PEC 116/2011, que está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadaniahttp://www.senado.gov.br/atividade/materia/detalhes.asp…
*****
Fonte:http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2015/02/lindbergh-vira-o-jogo-para-colocar.html#more
Postar um comentário