domingo, 15 de fevereiro de 2015

“A corrupção da Petrobras começa muito antes do governo Lula”, diz ministro da Justiça

15.02.2015
Do portal FÓRUM, 12.02.15


Para o ministro José Eduardo Cardozo, os governos Lula (2002-2010) e Dilma (2011) avançaram “muito no combate à corrupção”, sendo que “ninguém fala” sobre atos de corrupção na gestão FHC

Por Redação

Em entrevista concedida ao jornal O Estado de São Paulo, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, atacou a maneira como vêm sendo utilizada as informações da investigação Lava Jato e declarou que as gestões petistas no governo federal “avançaram muito” no combate à corrupção. “Se não tivéssemos tomado as medidas que tomamos desde o governo do presidente Lula e durante o governo Dilma, nós não teríamos hoje a investigação no padrão que temos”, defendeu o ministro.
Cardozo também negou que o governo esteja sob “cerco político” que teria por objetivo oimpeachment da presidenta Dilma Rousseff. “Eu diria que existem pessoas que ainda não entenderam o resultado das urnas e querem o terceiro turno”, criticou. O ministro lembrou que antes da reeleição de Dilma Rousseff já existiam “atos para defender o impeachment da presidenta”.
Posteriormente, Cardozo declarou que as investigações sobre o cartel de empreiteiras que agiria nas contratações da Petrobras estão sendo utilizadas politicamente. “(…) a Lava Jato está sendo aproveitada por lideranças políticas para fazer imputações indevidas à presidenta Dilma (…) acho curioso porque não há absolutamente nada em relação a ela. Os depoimentos da Lava Jato mostram que a corrupção na Petrobras começa muito antes do governo Lula, infelizmente. Segundo depoimento de um dos delatores [Pedro Barusco, ex-gerente executivo da Petrobras], começa em 1997. No entanto, ninguém fala – nem poderia falar – que Fernando Henrique Cardoso foi conivente ou estava envolvido naqueles fatos”, analisou o ministro.
Foto: Marxismo.org
Leia Mais: 
*****
Fonte:http://www.revistaforum.com.br/blog/2015/02/corrupcao-da-petrobras-comeca-muito-antes-governo-lula-diz-ministro-da-justica/
Postar um comentário