Pesquisar este blog

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

AÉCIO, O DERROTADO CALUNIADOR: PT processa Aécio, que embarcou de vez no “bolivarianismo”

02.12.2014
Do blog VI O MUNDO

Jose_arruda_E_Aecio_Neves
PT processará Aécio Neves por acusação infundada, afirma Rui Falcão

Tucano, que enfrenta dificuldade para aceitar a derrota nas urnas, referiu-se ao PT como organização criminosa. Henrique Fontana, Humberto Costa e Lindbergh Farias criticaram afirmações no Senado

1/12/2014 – 15h58

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, informou, nesta segunda-feira (1º), que a legenda interpelará na justiça o senador e candidato do PSDB derrotado nas eleições presidenciais, Aécio Neves (MG), por ter chamado o PT de “organização criminosa”.

O tucano fez a declaração em entrevista transmitida pelo canal “Globonews” no sábado (29). “Na verdade, eu não perdi a eleição para um partido político. Eu perdi a eleição para uma organização criminosa que se instalou no seio de algumas empresas brasileiras patrocinadas por esse grupo político que aí está”, acusou o tucano.

“Já estamos interpelando o senador mineiro derrotado. Em seguida, processo crime no Supremo Tribunal Federal. O PT não leva recado para casa”, afirmou Rui Falcão, pelo Twitter.

De acordo com o líder do governo na Câmara dos Deputados, Henrique Fontana (PT-RS), com as declarações, Aécio perde todos os limites da razoabilidade. Segundo ele, o candidato derrotado não tem o direito de partir para a agressão contra o PT.

“Alguém tem de dizer para o senador Aécio que ele não é juiz e que ele não tem o mínimo direito de agredir todos os eleitores da presidenta Dilma, do mesmo jeito que não tem o direito de agredir nosso partido”, defendeu.

Derrotado em exercício – Ainda segundo Fontana,  é preciso que o tucano aceite a derrota sofrida nas eleições presidenciais. “O senador Aécio Neves precisa compreender de uma vez por todas que ele perdeu a eleição, porque a presidenta Dilma foi reeleita com 54,5 milhões de votos. Ele tem que parar de contestar o resultado da eleição.”, diz o deputado.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE), também repudiou a afirmação de Aécio Neves. Em sessão no plenário da Casa, o senador afirmou que as declarações “desastradas” reduzem a estatura política do tucano.

Para Costa, “a derrota subiu à cabeça” de Aécio. “O candidato derrotado, que tem se sentido cada vez mais à vontade na sofrível interpretação do papel de vítima do processo eleitoral, quer agora reinventar a história ao negar que tenha perdido a disputa para a presidenta Dilma”, disse Costa.

“É uma infame ópera-bufa, essa protagonizada pelo que chamo de candidato derrotado em exercício”, completou o senador.

Também no plenário, o senador Lindbergh farias (PT-RS) disse que Aécio Neves age como “mal perdedor”. “É hora de enterrar esse debate eleitoral. Aécio tenta radicalizar o discurso porque está perdendo espaço dentro do PSDB”, disse Farias

Por Mariana Zoccoli, da Agência PT de Notícias

PS do Viomundo: O que mais nos chamou a atenção na entrevista não foi o que rendeu manchete em O Globo, mas a observação seguinte de Aécio Neves (registrada pelo diário conservador carioca). Ele sugere o risco de “bolivarianismo” com o mesmo fervor da extrema-direita da Venezuela ou dos Estados Unidos, ao expressar temor com a “politização” do Judiciário. É curiosa a direita brasileira. Qual é o mais “politizado” de todos os juizes do Supremo Tribunal Federal? Gilmar Mendes, indicado por Fernando Henrique Cardoso! É o cúmulo da hipocrisia.

Captura de Tela 2014-12-01 às 12.10.14
Leia também:

*****
Fonte:http://www.viomundo.com.br/denuncias/pt-processa-aecio-que-embarcou-de-vez-bolivarianismo.html

ELEITORES DE DILMA VÃO À JUSTIÇA CONTRA AÉCIO

02.12.2014
Do portal BRASIL247
****
Fonte:http://www.brasil247.com/pt/247/poder/162435/Eleitores-de-Dilma-vão-à-Justiça-contra-Aécio.htm

Como e quando Marcos Valério inocentou Lula e Zé Dirceu

02.12.2014Do BLOG DA CIDADANIA
Por Eduardo Guimarães
Valério capa
O Blog recebeu, de fonte que não quer ser identificada, um calhamaço de documentos contendo informações bombásticas – algumas, já conhecidas. Há acusações pesadíssimas contra figuras importantes da república. Algumas dessas acusações são de caráter pessoal e não envolvem condutas lesivas ao interesse público.
Esse material consta do inquérito físico do mensalão tucano e já houve vazamentos seletivos em 2012, quando reportagem da revista Veja afirmou que o dito operador do “mensalão do PT”, Marcos Valério, em entrevista da qual ninguém jamais ouviu a gravação além da revista, teria acusado o ex-presidente Lula de ter se encontrado consigo e de ser o “chefe” do mensalão.
Valerio 1
Abaixo, trecho da matéria de capa da edição 2287 da revista Veja, datada de 19 de setembro de 2012
“(…) Feita com base em revelações de parentes, amigos e associados, a reportagem de capa de VEJA desta semana reabre de forma incontornável a questão da participação do ex-presidente Lula no mensalão. “Lula era o chefe”, vem repetindo Valério com mais frequência e amargura agora que já foi condenado pelo STF (…)”
O material enviado ao Blog contém reprodução de gravações do inquérito 3530 da PF que mostram que dificilmente Marcos Valério poderia ter feito acusações a Lula na entrevista à Veja, porque, naquele momento, já sabia que fora grampeado em reunião com vários envolvidos no mensalão tucano, reunião na qual inocentou Lula e José Dirceu de qualquer participação no esquema do mensalão.
Para entender a origem do material, reproduzo, abaixo, trecho do manual que o acompanha.
“(…) Aí estão os principais arquivos do Inquérito 3530 da Polícia Federal, que gerou a Ação Penal 536 (Mensalão Tucano), com base na qual o Procurador Geral da República – Rodrigo Janot –, pediu quase 23 anos de prisão para Eduardo Azeredo (…)”
Este Blog acredita ter razões para divulgar, neste momento, trecho de material que circulou parcialmente na internet em 2012. Refere-se a trecho de gravações clandestinas feitas por Joaquim Engler, advogado de Cláudio Mourão, ex-tesoureiro de campanha do ex-senador e ex-presidente do PSDB Eduardo Azeredo, pivô do mensalão tucano.
No trecho em questão, Valério inocenta Lula e José Dirceu de qualquer responsabilidade pelo mensalão do PT.

Valerio 2
A degravação foi feita por Engler em 19 de outubro de 2011
****
Fonte:http://www.blogdacidadania.com.br/2014/12/como-e-quando-marcos-valerio-inocentou-lula-e-ze-dirceu/