quinta-feira, 9 de outubro de 2014

PT desafia Costa e juiz. É mentira!

09.10.2014
Do blog CONVERSA AFIADA, 09.10.14
Por Paulo Henrique Amorim
 
  Partido repudia as acusações sem provas de ex-diretor da Petrobras


O Conversa Afiada reproduz nota do Partido dos Trabalhadores:

PT repudia as acusações sem provas de ex-diretor da Petrobras


Em nota divulgada, agora à tarde, o presidente do PT, Rui Falcão, repudia as declarações do ex-dirigente da estatal, as quais classifica de “caluniosas” e fruto de nebulosos vazamentos em série, em pleno período eleitoral.

Leia a íntegra:


Nota oficial do Partido dos Trabalhadores


O PT repudia com veemência e indignação as declarações caluniosas do réu Paulo Roberto Costa, proferidas em audiência perante o mesmo juiz que, anteriormente, acolhera seu depoimento, sob sigilo de Justiça, no curso de um processo de delação premiada.

O PT desmente a totalidade das ilações de que o partido teria recebido repasses financeiros originados de contratos com a Petrobras.

Todas as doações para o Partido dos Trabalhadores seguem as normas legais e são registradas na Justiça Eleitoral.

A Direção Nacional do PT estranha a repetição de vazamentos de depoimentos no Judiciário, tanto mais quando se trata de acusações sem provas.

Lamentamos que estejam sendo valorizadas as palavras do investigado, em detrimento de qualquer indício ou evidência comprovada.


A Direção Nacional do PT, por intermédio de seus advogados, analisa a adoção de medidas judiciais cabíveis.


Rui Falcão


Presidente Nacional do PT


Leia mais:


JUIZ DA PETROBRAS ENTRA NA CAMPANHA

CONTADORA DESTRÓI BALA DE PRATA DO AÉCIO

*****
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/politica/2014/10/09/pt-desafia-costa-e-juiz-e-mentira/

Dilma rebate FHC: "Eles não dão importância ao povo"

09.10.2014
Do portal BRASIL247


Romulo Faro, do Bahia 247 - Em Salvador, onde faz campanha nesta quinta-feira (9), a presidente Dilma Rousseff concedeu entrevista à rádio Metrópole e rebateu as declarações "preconceituosas" do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que "o PT está fincado nos menos informados". A petista aproveitou para falar que espera debate de "alto nível" neste segundo turno contra o candidato do PSDB, Aécio Neves.

"Essa eleição é fundamental. Eu discordo do baixo nível, destilando o ódio. Essa história de falar que nossos votos são de pessoas ignorantes. Isso mostra o preconceito e o desconhecimento. As pessoas não são ignorantes coisa nenhuma. O povo é informado, tem ideias próprias, não precisa de ninguém vir explicar. Tem que ter respeito".

Dilma aproveitou oportunidade para lembrar que venceu Aécio em Minas Gerais, terceiro maior colégio eleitoral do País e terra natal do tucano.

"Eu ganhei do meu adversário em Minas Gerais, onde ele tinha o berço político. Eu sou de Belo Horizonte, mas ganhei dele no Rio de Janeiro. Perdi em São Paulo. Ganhei nos estados do Sudeste, no Norte. Isso (de que a presidente é forte apenas no Nordeste e que seus eleitores são mal informados) é uma visão preconceituosa. Como eles não dão importância ao povo, tudo isso é destilar ódio".

Em discurso há pouco, Dilma também voltou a pedir voto contra o ódio. "Eu peço a vocês, convidem as pessoas a votar a favor da verdade, da esperança. Vamos votar com consciência. Vamos votar contra a mentira e o ódio. Eu peço a vocês, vamos na onda, pessoal. Vamos na onda", disse a presidente para uma plateia de prefeitos, deputados, vereadores e populares.

A partir das 11h, Dilma seguirá em caminhada do Largo Irmã Dulce até a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim. "Fiquei muito satisfeita, fiquei muito feliz. Fiquei feliz com as eleições de Rui Costa para governador e Otto Alencar para senador. São grandes parceiros. Vim aqui agradecer essa grande votação que a Bahia me dá", disse a presidente.
******
Fonte: http://www.brasil247.com/pt/247/bahia247/156410/Dilma-rebate-FHC-Eles-n%C3%A3o-d%C3%A3o-import%C3%A2ncia-ao-povo.htm

PESQUISAS MANIPULADAS NO PARANÁ: TSE desmente que Época tenha pago a esquisitíssima pesquisa “Paraná”

09.10.2014
Do BLOG DA CIDADANIA
Por Eduardo Guimarães

No fim da tarde de quarta-feira (8), a revista Época divulgou em seu portal na internet que contratou “A primeira pesquisa sobre o segundo turno” com um tal “Instituto Paraná”. O resultado dessa pesquisa surpreendeu não só petistas mas também tucanos ao mostrar Aécio Neves disparado à frente de Dilma Rousseff (54% a 46%).
Abaixo, a chamada na home do portal de Época

Pelo inusitado dos números, o Blog procurou a campanha de Dilma Rousseff. Perguntou se o PT já dispunha de trackings ou pesquisas internas sobre o segundo turno, ao que foi informado de que o partido começa a fazer suas sondagens a partir desta quinta-feira (9).
Em seguida, a pergunta foi sobre a confiabilidade da pesquisa. Abaixo, a resposta:

Picaretagem. Dê uma olhada no site do TSE. [A pesquisa] nem está registrada no TSE como uma pesquisa comprada pela Época. No registro da pesquisa perante o TSE (BR 01064 e 01065), não consta a revista Época nem tampouco a Editora Globo como contratantes, ao contrário do afirmado pela própria Época em sua página

O Blog acolheu a sugestão da fonte e foi ao site do TSE pesquisar. Abaixo, a reprodução da página de registro de pesquisas do TSE que mostra os números de registro da pesquisa “Paraná”.

Como se vê, a pesquisa custou R$ 62 mil e o contratante é o próprio “Instituto Paraná”.

Pelo que se entende da lei, quando o TSE pergunta a quem registra uma pesquisa eleitoral quem foi que pagou por ela, espera que lhe digam a verdade. Ora, se a revista Época diz que pagou, mas o site do TSE diz que não pagou, só há duas hipóteses: ou mente a revista ou mente o Tribunal.

Enquanto sobrevém esse fato estranho, surgem outros. O blogueiro parananese Esmael de Moraes divulga que o dono do “Instituto Paraná” é alguém chamado Murilo Hidalgo. A partir da informação de Esmael, o blogueiro Miguel do Rosário vai “fuçar” e descobre que o mesmo Hidalgo “já está nomeado para integrar o novo governo de Beto Richa” e que “deverá dirigir a Celepar, companhia de TI do estado do Paraná”.

Para fechar o círculo de estranhezas, o Blog tentou acessar o site do tal “Instituto Paraná” e o resultado você confere abaixo.


Como se vê, não abre página alguma ao digitar o endereço http://www.paranapesquisas.com.br/

A primeira tentativa de acesso foi por volta das 19 horas de quarta-feira (8). Foi tentado o acesso por mais QUATRO computadores diferentes e por dois celulares, e nada. Esperou-se mais SETE horas para tentar acessar o site, e nada.

Nesta quinta-feira (9), deve ser divulgada pesquisa Datafolha registrada no dia 4 deste mês, com campo nos dias 8 e 9. Abaixo, o registro da pesquisa.


Diante da volatilidade nas eleições de 2014, não se descarta a possibilidade de a pesquisa mostrar alguma coisa parecida, mas que a pesquisa “Paraná é “esquisita”, não há dúvida. Além de todo o exposto, Dilma aparece com menos votos no segundo turno do que teve no primeiro.

Seja como for, na tarde desta quinta o PT já terá seu primeiro tracking no segundo turno. Provavelmente, sairá antes do Datafolha. Ou este Blog ou algum outro certamente terão os números para confrontar com as pesquisas “Paraná” e Datafolha.

Independentemente da pesquisa Datafolha e do tracking do PT, entre outros, sobressai uma pergunta – e não é sobre a ligação do dono do “Instituto Paraná” com o PSDB: por que Época disse que pagou essa pesquisa, se não pagou? Será que a revista e o instituto não sabem que fazer esse tipo de coisa constitui crime eleitoral?
*****
Fonte:http://www.blogdacidadania.com.br/2014/10/tse-desmente-que-epoca-tenha-pago-a-esquisitissima-pesquisa-parana/

Guilherme Scalzilli: Aécio Neves é a nova Marina; ou como a mídia está inflando o tucano

09.10.2014
Do blog VI O MUNDO

richa_aecio.jpg-001
Aécio é a nova Marina

 por Guilherme Scalzilli (*), em seu blog

O exagero em torno da “surpreendente” votação de Aécio Neves amplifica o modesto triunfo de superar Marina Silva, candidata frágil e sem estrutura partidária. Também contribui para ofuscar a vexatória derrota do ex-governador em Minas Gerais.

Repetindo o “furacão Marina”, a grande imprensa agora constrói um Aécio de mitologia esportiva, lutador incansável e habilidoso que dribla obstáculos rumo ao pódio. Os discursos da superação e da virada substituem o da esperança novidadeira que há pouco dominava as referências à pessebista.

Com Aécio, os analistas voltam a supervalorizar a força da sua candidatura preferida. É o mesmo autoengano que fez de Marina a salvadora da oposição, dando-lhe um favoritismo ilusório que no final das contas só a prejudicou.

Os 33% do mineiro foram inesperados apenas sob a ótica das pesquisas. É o aporte histórico do oposicionismo nos anos petistas, que oscilou na direção de Marina e retornou a Aécio no embalo das definições estaduais, particularmente em São Paulo. O cenário atual parece o de 2006, quando Lula venceu José Serra com certa facilidade.

Há um desmesurado respeito pela dianteira paulista de Aécio. A vantagem de Dilma no Nordeste foi duas vezes maior. A base federal elegeu governadores em 10 estados, acumulando 15 milhões de votos que podem migrar dos vencedores para Dilma. O PSDB recebeu o mesmo contingente em São Paulo e no Paraná, mas só ganhou ali.

A estratégia petista acertou ao favorecer um segundo turno contra Aécio. Ele não é tão competitivo quanto Marina seria. A sombra dos anos FHC, o repertório escandaloso dos tucanos e os episódios constrangedores do próprio candidato fornecem um volume de material negativo que jamais teria equivalente na ex-senadora. Os vídeos em que Aécio figura, digamos, confuso, ilustram o tamanho do problema.

A polarização PT x PSDB favorece Dilma. Primeiro graças à comparação entre os governos federais de ambos os partidos. Segundo porque, neutralizado o cabo-de-guerra da corrupção, os tucanos são associados a plataformas impopulares (privatizações, desemprego, arrocho) que o eleitor repudia de forma quase inercial.

O apoio formal de Marina soa irrelevante. Nem mesmo as poucas centenas de sinceros adeptos da Rede migrarão para Aécio automaticamente. Boa parte da militância do PSB simpatiza com o lulismo ou repudia a herança do PSDB. Esse grupo é bem maior do que um terço dos votos que Marina recebeu, parcela suficiente para eleger Dilma.

Não se trata de amenizar as dificuldades do PT, mas de impedir que seus militantes incorporem o alarmismo da mídia tucana. Sabíamos desde o início que a disputa final seria acirrada, e contra esses adversários. A imprevisibilidade histérica é uma criação propagandística para moldar a campanha ao perfil de Aécio Neves.

O factoide sedutor da novidade ruiu com Marina e desmoronará também com Aécio. Basta a coordenação petista seguir o roteiro combativo das eleições passadas. Não há razão para pessimismo. Não, pelo menos, entre os adeptos de Dilma Rousseff.

 (*) Guilherme Scalzilli é historiador e escritor.

PS do Viomundo: Como diria o Chacrinha, eleição só acaba quando termina.

Leia também:
Rogério Correia: “Se tudo for investigado, Aécio acaba preso”
*****
Fonte:http://www.viomundo.com.br/politica/guilherme-scalzilli-aecio-neves-e-nova-marina-ou-como-midia-esta-inflando-o-tucano.html

Biografia secreta de Aécio: o patrimônio milionário oculto, longe dos olhos do eleitor.

09.10.2014
Do blog OS AMIGOS DO PRESIDENTE LULA


Não há mal nenhum em políticos serem milionários, desde que honestos, e que os eleitores saibam a explicação para a origem de sua fortuna.

Josué Alencar, que foi candidato a senador em Minas pelo PMDB tendo uma votação surpreendente para um estreante, todo mundo sabe que é um industrial, dono da Coteminas, fundada por seu pai, o ex-vice presidente José Alencar.

Mas e o Aécio?

Salário de senador é alto para nós, pobres mortais de classe média baixa ou remediada, mas não dá para ser vizinho de milionários e da Patrícia Poeta na Praia de Ipanema no Rio, onde um apartamento do tipo do que o Aécio vive custa cerca de R$ 12 milhões para cima (o da Poeta custou R$ 23 milhões, segundo o noticiário).

Também não dá para ter jatinho, nem fretar, toda vez que vai passear em Cláudio (MG), com salário de parlamentar.

Além de Senador, Aécio é o que? É empresário, afinal de contas? Se for, de qual ou de quais setores? Mercado Financeiro, que tanto o apoia? Pedágios? De jogos? Empresa de ônibus? Mineração? Telefonia? Empresa privatizada? Tem parcerias com a Cemig, já que gosta tanto de tarifas altas? É fornecedor de Furnas?

Não dá para políticos, principalmente aqueles que disputam o mais alto cargo, terem patrimônio e atividades econômicas ocultas do eleitor.

O cidadão precisa saber até para não haver conflito de interesses em suas votações como senador.

O patrimônio declarado por Aécio à Justiça Eleitoral é muito menor do que o valor do apartamento onde mora.

Consta que ele é sócio em uma rádio, em uma empresa agropecuária (da fazenda em Montezuma, que era registrada como terra pública do Estado de Minas e foi apropriada em processo de usucapião). Mas não são empresas de porte suficiente para morar em apartamento de milionário.

O bicho pega em três outras empresas de Participações, com capital social pequeno.

Participação em que?

O povo precisa conhecer em quem está votando antes da eleição. As atividades econômicas que levam Aécio a viver como milionário é um mistério.

Nem emprego, ninguém consegue sem apresentar o currículo e explicações.
*****
Fonte:http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2014/10/biografia-secreta-de-aecio-o-patrimonio.html