Pesquisar este blog

domingo, 22 de junho de 2014

MANIPULAÇÃO DA MÍDIA: De novo, em editorial, Estadão tenta convencer que regulação da mídia é censura

22.06.2014
Do BLOG DO DIRCEU, 18.06.14
 
 
 
 
Lá vem o Estadão de novo com um daqueles editoriais anti-PT, pronto para confundir o leitor e mascarar os fatos. No caso, temos de contestar, de novo, a obviedade: regulação da mídia, longe de ser censura de qualquer espécie ou forma, longe de ser controle social da mídia, como eles bradam tanto, significa combater o monopólio e o absurdo da comunicação concentrada nas mãos de meia dúzia de famílias no Brasil, dentre elas, claro, a que mantém o Grupo Estado.
 
Ressalvas feitas à necessidade de se chamar a atenção para o fato de o Estadão vir assumindo sua posição antipetista mais radicalmente a cada eleição, com editoriais que explicitam suas posições políticas ao eleitor, vamos ao editorial.
 
Sob o título “O PT e a regulação da mídia”, o jornal da família Mesquita vêm com a argumentação de sempre: o PT ao defender e propor a regulação quer promover a censura à imprensa e atacar a liberdade de expressão, como forma de viabilizar seu projeto de se manter eternamente no poder. Em suma: o discurso dos que detêm hoje o monopólio sobre o setor e temem – essa é a verdade – a democratização dos meios de comunicação no país.
 
Há regulação em o todo mundo. Estadão finge não saber e não informa a leitores
 
O Estadão finge não saber que em todos os países democráticos do mundo – Estados Unidos, Inglaterra, França etc etc… – existem leis e regulação da imprensa (confiram aqui como funciona a legislação em outros países). Ele sonega essa informação de seus leitores.
 
Tergiversa e transforma em questão ideológica a necessidade e a proposta de se legislar e dar à comunicação neste país o mínimo de garantias de imparcialidade, o direito de resposta, de preservação e respeito à imagem, à presunção da inocência, à garantia do contraditório e, no mínimo, respeito à inteligência do leitor.
 
Regulação não é um instrumento de manutenção de poder, é um direito do cidadão, inscrito na nossa Constituição, e defendido para que a mídia, que reina absoluta entre nós sem nenhuma legislação, viva e atue, também ela, sob o império da lei, como qualquer setor de atividade econômica. Regulação da mídia é para que ela tenha lei que reja seu funcionamento.
 
Convidamos a todos que se interessam por este debate a que acompanhem aqui pelo blog, todas às quartas, as análises sobre a imprensa feitas pelos jornalistas Laurindo Lalo Leal Filho e Venício Lima.
*****
Fonte:http://www.zedirceu.com.br/de-novo-em-editorial-estadao-tenta-convencer-que-regulacao-da-midia-e-censura/