Pesquisar este blog

terça-feira, 6 de maio de 2014

“Farsantes da direita disseminam ódio no País”

06.05.2014
Do portal BRASIL247
 


Em entrevista ao 247, Alberto Cantalice, vice-presidente do PT, reage aos posicionamentos de Arnaldo Jabor, que diz que o Brasil está "com ódio de si mesmo" e que, por isso, "é preciso tirar do poder esses caras", e de Marco Antonio Villa, que prevê a morte do PT e do ex-presidente Lula; segundo Cantalice, "quem está disseminando ódio não são as forças de esquerda, mas as forças conservadoras, que querem manter seus privilégios"; sobre a teoria do historiador, o petista acredita não ter o "menor cabimento", uma vez que o partido cresce a cada eleição; "Quem está morrendo é a mídia impressa, que usa espaço para esse tipo de colunista pseudo pitbull para poder fidelizar um eleitor que já é conservador por excelência"
 
Gisele Federicce, 247 – As teses de Arnaldo Jabor e Marco Antonio Villa sobre o Brasil e o PT foram rebatidas horas depois nesta terça-feira 6 pelo vice-presidente do Partido dos Trabalhadores, Alberto Cantalice, em entrevista ao 247. Para Cantalice, que é responsável pela área de mídias sociais no partido, o cineasta e comentarista da Globo e o historiador "são dois farsantes". Em artigos na imprensa, Jabor afirma que o País está "com ódio de si mesmo" e que, por isso, "é preciso tirar do poder esses caras" (leia aqui). Já Villa prevê a morte do PT e de Lula nas eleições de outubro (leia aqui).
 
"Quem está disseminando ódio não são as forças de esquerda, se você acompanha as redes sociais, vê que quem dissemina ódio são as forças conservadoras, que querem manter seus privilégios, que se opõem a tudo o que é popular, contra Bolsa Família, contra Mais Médicos, programas sociais, esses é que são os responsáveis por esse estado de coisas que estão acontecendo", opina Cantalice. Para o petista, os dois colunistas "estão perdendo prestígio, já não são aqueles formadores de opinião", mas sim "deformadores de pensamento da opinião pública".
 
Em seu manifesto, Arnaldo Jabor, a quem Cantalice chama de "cineasta decadente, que abandonou o ofício para fazer esse tipo de comentário no Jornal da Globo", diz que ônibus queimados, presos decapitados, crianças assassinadas por pais e mães, como o menino Bernardo, são fruto de um mesmo fenômeno, cuja culpa é do Partido dos Trabalhadores.
 
"A chegada do PT ao governo reuniu em frente única os dois desvios: a aliança das oligarquias com o patrimonialismo do Estado petista. Foi o pior cenário para o retrocesso a que assistimos", diz ele.
 
Sobre a tese de Marco Antonio Villa, o vice-presidente do PT acredita que "não tem o menor cabimento", uma vez que o partido vem crescendo "ano após ano" nas eleições. "O Lula é o maior líder político do País e do PT em particular, tem uma visão de Brasil que ninguém tem. O PT é o único partido no Brasil que tem a preferência de mais de dois dígitos da população, de 25% a 30%. Como é que está morrendo? Quem está morrendo é a mídia impressa, que usa espaço para esse tipo de colunista 'pseudo pitbull' para poder fidelizar um eleitor que já é conservador por excelência".
 
Em artigo no jornal O Globo, Villa festeja hoje o fracasso do PT em outubro. "A derrota na eleição presidencial não só vai implodir o bloco político criado no início de 2006, como poderá também levar a um racha no PT", antevê. Segundo ele, "as imposições de 'postes', sempre aceitas obedientemente, serão criticadas. Muitos dos preteridos irão se manifestar, assim como serão recordadas as desastrosas alianças regionais impostas contra a vontade das lideranças locais. E o adeus ao PT também poderá ser o adeus a Lula".
*****
Fonte:http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/138901/“Farsantes-da-direita-disseminam-ódio-no-País”.htm

COM CRÍTICA A WEBER, RENAN RECORRE CONTRA CPI

06.05.2014
Do portal BRASIL247, 05.05.14

*****
Fonte:http://www.brasil247.com/pt/247/poder/138835/Com-cr%C3%ADtica-a-Weber-Renan-recorre-contra-CPI.htm

A luta que Genoíno nunca perdeu

06.05.2014
Do blog CAFEZINHO, 02.05.14
Por Miguel do Rosário 

O único argumento de Barbosa e dos barbosianos para justificar a maldade (não há outra palavra) de enviar um Genoíno com graves problemas de cardiopatia de volta à Papuda é acenar com o sofrimento de outros presos e lembrar as mazelas da saúde pública.

É o novo fascismo tupiniquim. Justifica-se a barbárie e o arbítrio com mais barbárie e mais arbítrio. Se reclamarmos que fomos estapeados numa delegacia, agora seremos acusados de “privilegiados”, porque, em outros lugares, a polícia mata, não estapeia. Se reclamamos que nossa irmã foi estuprada num lugar ermo, dirão que tivemos sorte porque ela permaneceu viva; em outros lugares, seria estuprada, morta e esquartejada.

Homens como Genoíno lutaram a vida inteira para melhorar o serviço público no país, aí incluindo o sistema de saúde e o sistema penal. Homens como ele, não os barões da mídia, barbosianos e coxinhas.

Homens como Genoíno lutaram para pôr fim à ditadura. Não os barões da mídia, barbosianos e coxinhas.

Homens como Genoíno lutaram, já durante a redemocratização, para estabelecer um pacto de paz entre as diferenças forças políticas brasileiras. Genoíno era o homem do PT que cuidava, dentre outras coisas, das relações com os meios de comunicação. 

Democrata e cordial que era, sempre defendeu incondicionalmente a liberdade de expressão e de imprensa.

Sua foto protegendo o repórter Caco Barcellos durante uma manifestação em que se hostilizava este jornalista ficou famosa.

genoino globo caco
Este é Genoíno, um homem solidário tanto à causa do povo quanto às causas da liberdade. Um intelectual que cultivava um socialismo absolutamente democrático e avançado. Um dos deputados mais íntegros e experientes que já passaram pelo Congresso Nacional.

Um homem que tem uma história para contar, que ainda pode escrever livros sobre sua experiência na guerrilha, no parlamento, e agora, sobre a sua experiência como vítima de um vergonhoso processo de linchamento político, da mais clamorosa farsa jurídica da nossa história.

Ecce Hommo, como apontavam os fariseus. Este é o homem condenado por suas qualidades. Num país com uma elite tão egoísta, com tantos corruptos e sonegadores, a mídia escolheu um inocente como bode expiatório. E o exibe na TV como uma atração de circo.

A calúnia moral, seguramente, é a principal razão da dor que mina a saúde e a vida de Genoíno. Nordestino orgulhoso e guerreiro, Genoíno é de uma cepa infinitamente mais nobre que a daqueles que agora o torturam, o acusam, o encarceram. É uma alma magnânima, que jamais seria capaz de agir igual a seus inimigos. Genoíno não é vingativo, jamais perseguiria alguém, e defenderia até mesmo o pior de seus adversários se estivesse em jogo valores mais altos, como a vida, a saúde, a dignidade.

Esse talvez tenha sido seu ponto-fraco. Neste mundo, às vezes parece que apenas os brutais, os cruéis, os truculentos, os barbosianos, conseguem vencer.

Barbosa e seus patrões da mídia não se satisfazem em derrotar Genoíno politicamente, até porque sabem que não conseguirão jamais. As campanhas de solidariedade por Genoíno foram impressionantes, e o seu nome cresce, dia a dia, enquanto o nome de Barbosa afunda, rapidamente, num poço profundo de ignonímia e covardia, arrastando consigo a mídia. Barbosa quer se vingar da derrota política que já vê despontar no próximo batente da história.

É a luta entre o crápula, ignorante político, justiceiro, e um líder trabalhista, preso cruelmente no dia do trabalhador, em mais um ridículo esgar sádico de Joaquim Barbosa.
E Barbosa faz tudo isso enquanto mantém Dirceu preso ilegalmente em regime fechado.
O que o Brasil ganha com esse espetáculo deprimente? Nada.

Barbosa apenas alegra os espíritos mesquinhos, degenerados, alimenta-os com seu rancor, com seu ódio, com sua mediocridade infinita.

Genoíno emergirá dessa injustiça com a aura de um verdadeiro mártir do primeiro grande golpe midiático da nova república. Seu caso será estudado em livros de história. Veremos como um herói nacional foi perseguido, torturado moralmente, condenado sem provas e depois encarcerado brutalmente, mesmo tendo direito à prisão domiciliar.

A luta pela história, esta não poderá ser vencida pela mídia, nem por Joaquim Barbosa. Genoíno já a venceu. A luta pela justiça social, pelos direitos humanos, pela democracia, pela dignidade, são batalhas que apenas perdemos quando as abandonamos. Estas lutas Genoíno jamais perdeu. Já no outono de sua vida, ele perdeu a si mesmo, sua segurança, seu conforto, sua reputação nos jornais, mas ganhou a grande luta, a luta maior de todas, a luta para elevarmos nosso espírito acima das mesquinharias do presente, e contemplarmos as conquistas do futuro!
******
Fonte:http://www.ocafezinho.com/2014/05/02/a-luta-que-genoino-nunca-perdeu/

Grupo na Nigéria ameaça vender como "escravas" mais de 200 garotas sequestradas

06.05.2014
Do portal OPERA MUNDI, 05.05.14
Por Redação | São Paulo  

Em vídeo divulgado, suposto líder do grupo fundamentalista islâmico assumiu autoria do sequestro em massa

O grupo islâmico Boko Haram assumiu nesta segunda-feira (05/05) a autoria do sequestro das mais de 200 meninas nigerianas que estão desaparecidas desde o dia 15 de abril. Em depoimento gravado em vídeo, um homem que se identifica como Abubakar Shekau, o líder da organização, ainda ameaçou vender as garotas raptadas em países vizinhos, prometendo tratá-las como escravas ao forçar o casamento com agressores.



Agência Efe
Diversas mulheres protestam contra falta de informações do governo sobre sequestro e pedem que "deixem a paz e a justiça reinar"


"Eu raptei suas meninas. Por Alá, vou vendê-las no mercado. Existe um mercado para vender pessoas. Alá diz que eu devo vendê-las. Vou vendê-las. Eu vendo mulheres", disse o suposto representante do Boko Haram — nome que significa "a educação ocidental é pecado", em língua hausa —, na primeira confirmação pública do sequestro das centenas de garotas de um colégio na zona rural da Nigéria.

"Eu repito: a educação ocidental deve parar. Vocês, meninas, devem deixar a escola e se casar", disse Shekau, no vídeo de mais de uma hora de duração. Ele ainda afirma que nada o impede de se casar com crianças de 12 ou nove anos de idade.


De acordo com os relatos, um grupo armado do Boko Haram rendeu os guardas da escola feminina da cidade de Chibok, retirou as estudantes (de maioria cristã) de seus aposentos e as colocou em um caminhão que partiu em direção à região florestal do nordeste do país, próxima à fronteira com Camarões.

Uma das meninas sequestradas conseguiu escapar do cativeiro e relatou que as vítimas chegam a sofrer até 15 estupros por dia. À imprensa local, a garota afirmou que, por ser virgem, foi entregue como esposa a uma liderança local. Segundo ela, meninas são forçadas a fazer sexo e se converter ao islã; caso não aceitem, podem ser degoladas.
Campanha #BringBackOurGirls ("tragam de volta nossas garotas") em defesa das meninas raptadas na Nigéria ganhou pelas redes sociais adeptos no mundo inteiro:
Após três semanas do sequestro, as forças de segurança nigerianas têm poucas pistas sobre o crime. Ontem, o presidente do país, Goodluck Joanathan, reconheceu que o governo desconhece o paradeiro das vítimas, além de dizer que não estava negociando a libertação das reféns pois nenhum grupo havia reivindicado a autoria do crime.

A demora do governo em dar respostas aos familiares das vítimas deu impulso a uma série de protestos de cidadãos nigerianos e intelectuais ao redor do mundo, pedindo uma postura mais firme do Executivo nigeriano.

Não está claro o número exato de garotas sequestradas. Autoridades nigerianas atualizaram para 276 a quantidade de meninas raptadas inicialmente. Dessas, 53 conseguiram escapar, segundo informa a polícia local.

O grupo fundamentalista Boko Haram atua na Nigéria para impor a "sharia" (lei islâmica) no país, onde predominam muçulmanos no norte e cristãos no sul. Desde que a polícia matou em 2009 o líder da organização, Mohammed Yousef, seus integrantes mantêm uma sangrenta campanha que deixou mais de três mil mortos.


* Com informações da Agência Efe
*****
Fonte:http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/35112/grupo+na+nigeria+ameaca+vender+como+escravas+mais+de+200+garotas+sequestradas.shtml