quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Jornal Nacional admite equívoco em denúncia contra Dilma

04.12.2014
Do blog PRAGMATISMO POLÍTICO

Delator Paulo Roberto Costa isenta Dilma e Lula em depoimento a deputado do PSDB. Mito da tese "eles sabiam de tudo" alimentou tentativa de golpe durante as eleições de 2014

jornal nacional bonner renata
Jornal Nacional reconhece erro cometido contra Dilma Rousseff (reprodução)
A edição de ontem do Jornal Nacional reconheceu um erro cometido contra a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. Na reportagem, conduzida pela repórter Cristina Serra, foi citado o trecho em que Paulo Roberto Costa afirma que jamais alertou Lula ou Dilma sobre desvios na Petrobras.
O ex-diretor da Petrobras também negou que tivesse recebido o apelido carinhoso de “Paulinho”, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
“É folclore”, disse Costa ao ser questionado pelo deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF) sobre o apelido e uma suposta proximidade com Lula.
Confira a transcrição da reportagem:
Ontem, em depoimento à CPMI, o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, afirmou que enviou um e-mail em setembro de 2009 à então ministra da Casa Civil e presidente do Conselho de Administração da Petrobras, Dilma Rousseff, comentando a recomendação feita pelo Tribunal de Contas da União de imediata paralisação de três obras da estatal, entre elas a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Mas questionado pelo deputado Izalci (PSDB-DF), Paulo Roberto Costa disse que nunca alertou Dilma ou o ex-presidente Lula sobre desvios na Petrobras.
EX-DIRETOR DA PETROBRAS/PAULO ROBERTO COSTA: Não, nunca tivemos uma reunião em particular nem com a ministra Dilma nem com o presidente Lula sobre esse tema;, particularmente, nunca foi discutido não. Por mim, não.
DEPUTADO IZALCI (PSDB-DF): Por que por mim não? O senhor tem conhecimento de que outros trataram disso?
EX-DIRETOR DA PETROBRAS/PAULO ROBERTO COSTA: Eu não sei, eu não posso lhe garantir isso. agora eu, pessoalmente, nunca cheguei a conversar sobre esse tema de forma clara, transparente, nem com o presidente Lula nem com a ministra Dilma.

Eles sabiam de tudo?

As informações prestadas por Costa ganham relevância diante dos crimes de imprensa cometidos durante a campanha eleitoral. Veja, por exemplo, antecipou sua capa e rodou com os dizeres “Eles sabiam de tudo”, entre as imagens de Lula e Dilma.
Mais do que simplesmente antecipar uma edição, Veja rodou milhões de exemplares só da capa, que foram transformados em panfletos de campanha, às vésperas e no dia da eleição (relembre aqui).
Por isso mesmo, foi condenada a conceder direito de resposta à presidente Dilma no dia das eleições (relembre aqui), na maior humilhação já sofrida por um meio de comunicação no Brasil.
com Brasil 247 e Poder Online
****
Fonte:http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/12/jornal-nacional-admite-equivoco-em-denuncia-contra-dilma.html
Postar um comentário