terça-feira, 21 de outubro de 2014

VERDADES QUE A MÍDIA ANTI-POVO, DO PSDB, NÃO DIVULGA: Nos 11 anos do Bolsa Família, 11 verdades sobre o programa que mudou o Brasil

21.10.2014
Do blog MUDA MAIS

Dia 20 de outubro, o Programa Bolsa Família faz 11 anos. São 11 anos que revolucionaram a sociedade brasileira com um programa social de transferência de renda que se tornou referência para o mundo, e ajudou a retirar da pobreza 36 milhões de brasileiros. Nesse aniversário do Bolsa Família, listamos 11 verdades sobre o programa que mudou o Brasil. Confira:
1. A cada dois meses, o Bolsa Família de Lula e Dilma faz mais que FHC em 8 anos: R$ 4,2 bilhões foi o valor gasto nos programas de transferência de renda em seus dois mandatos. Isto é menos do que a Dilma investe em dois meses no Bolsa Família. (valores atualizados)
2. Hoje, 17 milhões de alunos têm a frequência escolar acompanhada graças ao Bolsa Família. Se a criança não tem a frequência mínima, a família é notificada e acompanhada pela Assistência Social e se não voltar a ter a frequência normal, a família tem seu beneficio suspenso. Isso para garantir que a criança volte para a escola, que é seu direito. Na era FHC, o Bolsa Escola não tinha nenhum mecanismo de controle e acompanhamento da frequência escolar.
3. Graças ao casamento do Bolsa Família e o Programa Saúde da Família, as crianças de 0 a 6 anos tem sua saúde acompanhada e vacinação em dia. Esta parceria foi responsável pela redução de 58% da mortalidade infantil causada pela desnutrição e por 46% da mortalidade infantil causada por diarreia.
4. A cada R$ 1,00 gasto no Bolsa Família, R$ 1,78 voltam para a economia. É o efeito multiplicador do investimento no Bolsa Família.
5. O Bolsa Família, a politica de valorização do Salário Mínimo e o aumento do emprego são listados pelas Nações Unidas/FAO como os principais elementos que elevaram a renda dos mais pobres e com isso tiraram o Brasil do Mapa da Fome do Mundo. Hoje temos menos de 1,7% da população em situação de insegurança alimentar.
6. Hoje, 36 milhões de brasileiros vivem fora da extrema pobreza por causa do Bolsa Família. Outros 1, 7 milhão saíram do Bolsa Família voluntariamente.
7. A ação Brasil Carinhoso fez com que 8,1 milhões de crianças saíssem da extrema pobreza no Governo Dilma. Por estarem protegidas pelo Bolsa Família, as crianças de 0 a 4 anos tem mais acesso à creche e já são 581 mil crianças pobres que conseguiram vagas.
8. Ao contrário do que insistem em afirmar os preconceituosos, os beneficiários adultos do Bolsa Família são economicamente ativos. 75% estão no mercado de trabalho, e apesar de trabalharem, continuam pobres, pois não tiveram acesso a oportunidades a escolarização.
Eles aproveitam todas as portas abertas pelo governo, como por exemplo no PRONATEC., pois querem melhorar de vida.1,3 milhão de pessoas com baixa renda já fizeram cursos técnicos. Outras 400 mil pessoas se tornaram Micro Empreendedores Individuais, ou seja, se formalizaram e alcançam autonomia.
9. O Bolsa Família se tornou uma grande porta para oportunidades. Estando no Cadastro Único, os beneficiários tem acesso a mais de 20 programas sociais do governo federal, como: cisternas, Minha Casa, Minha Vida, Assistência Social, Tarifa Social de Energia, Crescer, Microcrédito Produtivo Orientado.
10. No Bolsa Família há um benefício monetário que apoia especificamente a gestante, desde que ela compareça regularmente à consulta pré-natal. Graças ao Bolsa Gestante mais de 60% fizeram a primeira consulta pré-natal antes da 12ª semana, reduzindo o risco de mortalidade neonatal e materna.
11. As crianças do Bolsa Família comem melhor e tem acompanhamento de saúde, por isto, pesquisas demonstram que elas estão superando a desnutrição crônica detectada pelo déficit de altura. Ao comparar dois grupos de crianças de 5 anos em 2008 e 2012, verificou-se que as crianças do Bolsa Família estão quase 1 cm maior. A altura das meninas passou de 107,2 para 107,9 e a dos meninos de 107,9 para 108,6 cm.
****
Fonte:http://mudamais.com/node/4759
Postar um comentário