segunda-feira, 13 de outubro de 2014

LEIA SOBRE O FALSO MORALISMO DE AÉCIO: A desconstrução de Aécio Neves - A verdade vence a mentira

13.10.2014
Do portal do INSTITUTO JOÃO GOULART,08.10.14 
Por Davis Sena Filho

O mineiro tem sangue tucano e seu programa de governo é voltado, sem sombra de dúvida, aos interesses das classes dominantes e dos grandes empresários nacionais e internacionais. Aécio Neves é o candidato da direita

Davis Sena FilhoO candidato tucano à Presidência da República, Aécio Neves, nunca foi um político talentoso. Porém, a vida o bafejou com a sorte, pois filho de uma oligarquia mineira tradicional, cujo ícone político é Tancredo Neves, homem que militou na política brasileira por mais de 50 anos e que participou efetivamente da redemocratização do Brasil, após 21 anos de ditadura militar.
Por seu turno, causava estranheza a muita gente, e hoje não mais, a total dissociação do tucano chamado por muitos de playboy, com a trajetória de Tancredo — o seu avô. O veterano político mineiro, que hoje faz parte da história, sempre esteve no lado da legalidade constitucional e institucional, bem como foi correligionário e homem de confiança de presidentes trabalhistas, a exemplo de Getúlio Vargas e João Goulart.

Tancredo Neves sofreu com a mão pesada da direita brasileira empresarial e militar, que, em 1964, conquistou o poder presidencial por intermédio de uma quartelada, que ocasionou dura repressão política e social, exemplificada em censura, perseguições, demissões, prisões, exílios, tortura e mortes.

O líder de Minas, apesar de ser politicamente moderado, um político de centro, nunca se acumpliciou com a ditadura, bem como jamais se aliou às causas da direita nacional, de alma colonizada e entreguista, que sempre conspirou contra os mandatários trabalhistas, a ter como norte os interesses dos Estados Unidos e dos países hegemônicos da Europa Ocidental.

Aécio Neves se tornou o herdeiro do espólio político de Tancredo Neves. Recebeu as chaves da política mineira e começou sua carreira, aos 25 anos, como um dos diretores da Caixa Econômica Federal (CEF). Um bom início para um jovem, sem experiência, mas que já vislumbrava um futuro político promissor, pois nascido em uma oligarquia, que já há algum tempo se tornou por demais conservadora.

O mineiro tem sangue tucano e seu programa de governo é voltado, sem sombra de dúvida, aos interesses das classes dominantes e dos grandes empresários nacionais e internacionais. Aécio Neves é o candidato da direita. Ponto! E o PT tem de mostrar esta realidade sem vacilar. Tem de ficar claro qual é o lado do político elitista do PSDB, o partido da burguesia e da pequena burguesia (classe média), que tem como meta implementar no Brasil uma política econômica e social neoliberal.

A mesma política que levou os países latino-americanos à bancarrota, além de causar desemprego em massa, pois a lógica perversa dos partidos direitistas é governar para poucos e, consequentemente, favorecer as consideradas "elites" com benefícios e privilégios, principalmente os governamentais. Afinal, sabemos que quando um governo tira da maioria a intenção é privilegiar uma casta social — a casta dos "bem-nascidos". E é exatamente que os ricos e a classe média, ridiculamente com a mentalidade dos ricos, querem para o Brasil, com a ascensão de Aécio Neves no papel de presidente da República.

O PT e sua candidata, Dilma Rousseff, tem de desconstruir o tucano Aécio Neves, assim como o fez com Marina Silva, que ao apregoar a "nova política" ficou desnuda, pois seu programa de governo não coadunava com essa tal de nova política, porque conservador ao dar ênfase aos interesses do mercado financeiro, além de contrário à política externa brasileira não alinhada aos Estados Unidos e à União Europeia, bem como perigosamente questionadora de obras de infraestrutura da grandeza das hidrelétricas de Belomonte e Jirau, da transposição do Rio São Francisco e do regime de partilha aprovado para o Pré-Sal pelo Congresso Nacional, que determina que 70% dos recursos sejam destinados à educação e 30% à saúde.

Com efeito, Marina Silva afirmou ainda que o Banco Central se tornaria independente, se ela fosse eleita. Como assim, cara-pálida? O Banco Central em um governo Marina se mudaria para a Praça dos Três Poderes? Então, o BC seria o quarto poder, apesar dessa suposta realidade não constar na Constituição de 1988?

E foi com essas indagações que Dilma Rousseff combateu, nos debates, essa proposta matreira, ladina, contrária aos interesses do Brasil, que tinha por finalidade entregar a política cambial e de juros aos bancos privados nacionais e internacionais. Não é à toa que uma das principais assessoras de Marina é a banqueira Neca Setúbal — herdeira do Banco Itaú.

Marina foi desconstruída e agora quem tem de ser também desconstruído e desmentido, porque mente sobre fatos e realidades para dar suas versões que não condizem com a verdade é o candidato tucano e de direita, Aécio Neves. Tal político conservador e do PSDB tem de ser mostrado no horário eleitoral e nos debates como ele realmente o é.

A resumir: um agente político dos interesses das "elites" brasileiras e de uma classe média colonizada e tutelada, que odeia o Brasil, bem como ficou inconformada com a ascensão social dos pobres, por motivos torpes, pois portadora de graves preconceitos, como o de classe, o racial e o de origem. A pequena burguesia, que não é classe, é mais reacionária do que os ricos — os seus patrões. O nome disso é ideologia.

Aécio Neves tem de ser demolido politicamente, porque mente quando se autoproclama como o candidato da "mudança". Agora a pergunta que teima em não se calar: Como pode um político do PSDB, de direita, pertencente realmente ao high society carioca e mineiro, cujo programa de governo é praticamente a mesma proposta de Marina Silva, considera-se um político que vai fazer mudanças?

Respondo: Só se a tal "mudança" for para pior. O seu futuro ministro da Fazenda, Armínio Fraga, já anunciou, há tempos, que vai ter de efetivar medidas amargas, impopulares, inclusive a mexer no salário mínimo, que nos governos petistas se tornou uma questão de estado e não meramente monetária. A política salarial do PT, que está paulatinamente a recuperar seu poder de compra, a fazer também, juntamente com o Bolsa Família, que o mercado interno brasileiro se fortaleça e, consequentemente, debele o desemprego e movimente a roda da economia.

Só quem não enxerga isso são as pessoas reacionárias e que não desejam o desenvolvimento do Brasil e o crescimento social dos indivíduos mais pobres. É o caso de Aécio Neves e seu programa de governo nefasto e prejudicial aos interesses do povo brasileiro. Por isto e por causa disto, Aécio Neves tem de ser desconstruído como o foi Marina Silva. Ponto! Não tem como Dilma Rousseff ter alguma dúvida, pois está em jogo um projeto de País nacionalista, dedicado ao povo e que propiciou, sobretudo, a melhoria na qualidade de vida do povo brasileiro. Só não percebe quem não quer, ou é de direita ou da extrema esquerda cega, e, inconsequente, que faz o jogo malévolo da direita.

Existe o mal e o bem, sim. O PT não é um partido de santos, mas, sim, de homens e mulheres. A agremiação trabalhista e socialista incorre em erros e acertos, mas, sem sombra de dúvida, combateu a corrupção como nunca foi feito neste País e gerou, espetacularmente, emprego e renda, ou seja, desenvolvimento social e igualdade de oportunidades, exemplificados no Pronatec, no Fies, no ProUni, no Enem, no Bolsa Família e no aquecimento da economia por meio de milhares de obras de infraestrutura e dos programas Minha Casa, Minha Vida e Luz para Todos. Aonde tem luz, há ideias; e aonde tem ideias tem desenvolvimento. Esta é a verdade. O resto é descompromisso das classes sociais abastadas e de sua porta-voz, a imprensa de mercado e corporativa.

Então, dito isto, vamos à desconstrução de um político representante das elites, chamado Aécio Neves, conforme notícias veiculadas por diferentes meios de comunicação:

CENSURA

1- Censurou parte da imprensa mineira, que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG;

2- Tentou censurar o Google, o Yahoo! e o Bing, pois moveu um processo para a retirada de links relacionados ao uso de drogas e ao desvio de verbas da Saúde;

3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que desagradaram-lhes;

4- Não gosta de ser investigado. Em dez anos, ele e seu sucessor, Antônio Anastásia, só permitiram três CPI em Minas Gerais. Mais de setenta foram barradas na Assembleia Legislativa;

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/03/1425228-justica-nega-pedido-de-aecio-para-bloquear-buscas-na-internet.shtml

http://www.midiaindependente.org/pt/red/2003/09/262572.shtml

CORRUPÇÃO QUANDO FOI GOVERNADOR DE MINAS GERAIS

5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da Saúde;

6- Construiu cinco aeroportos em cidades com menos de 25 mil habitantes, no entorno de sua fazenda;

7- Um dos aeroportos custou R$ 14 milhões, e fica na fazenda de seu tio, no município de Cláudio;

8- Pagou R$ 56 mil ao ex-ministro do STF, Ayres Britto, para arquivar a investigação de ilegalidade, no aeroporto na fazenda de seu tio;

9- Quando governador desapropriou um terreno de seu tio-avô, no valor de R$ 1 milhão. Posteriormente, o Estado mineiro pagou a ele uma indenização superfaturada de R$ 20 milhões;

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/05/aecio-neves-sera-julgado-por-desvio-de-r43-bilhoes-da-saude-2.html
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/07/1488587-governo-de-minas-fez-aeroporto-em-terreno-de-tio-de-aecio.shtml

http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/governo-de-aecio-fez-aeroporto-particular-de-r-14-milhoes

http://noticias.r7.com/minas-gerais/governo-de-minas-pode-pagar-r-34-milhoes-por-terreno-de-tio-avo-de-aecio-26072014

INFRINGINDO A LEI

10- Apesar de declarar apenas R$ 100 mil em bens, sua rádio tem uma frota de carros de luxo e de passeio no valor de mais de R$ 1 milhão;

11- Foi pego pela polícia dirigindo o carro de sua rádio, um Land Rover, no valor de R$ 192 mil. O pior: estava embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro;

12- Troca de favores ou compra de votos. Quando governador contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal;

13- Nepotismo. Com apenas 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Econômica Federal (CEF) por seu primo, o então ministro da Fazenda Francisco Neves Dornelles;

http://www.viomundo.com.br/politica/a-estranha-frota-de-luxo-da-radio-de-aecio-neves.html
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/04/aecio-neves-tem-habilitacao-apreendida-em-blitz-da-lei-seca-no-rio.html

http://noticias.r7.com/minas-gerais/stf-determina-dispensa-de-98-mil-servidores-da-educacao-em-minas-efetivados-sem-concurso-26032014

EDUCAÇÃO E SAÚDE

14- Durante seu governo, Minas Gerais passou a pagar o piso salarial mais baixo do Brasil a professores;

15- Aliás, o piso é mais baixo do que o permitido pela lei do piso salarial de professores, e, portanto, ilegal;

16- Diminuiu o salário-base dos médicos em Minas para apenas R$ 1.050 — o segundo mais baixo do Brasil;

17- Quando governador de Minas Gerais pagou com dinheiro do Estado uma dívida da Rede Globo de US$ 269 milhões referente à compra da Light;

http://www.viomundo.com.br/denuncias/professores-de-minas-publicam-contracheques-para-provar-que-estado-e-psdb.html

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/o_governo_mineiro_e_a_globo
http://tijolaco.com.br/blog/?p=19821

ECONOMIA

18- Em 2013 quando Dilma anunciou redução de 20% na conta de luz, os tucanos de Minas se posicionaram contra. Pediram um aumento de 30%. Ao invés de a conta baixar, subiu 14,76% ( foi o que a Aneel aprovou);

19- Ele e seu sucessor, Anastásia, fizeram a dívida de Minas crescer 127% em 11 anos;

http://www.pautandominas.com.br/en/May2013/minas_gerais/494/CEMIG-aumenta-conta-de-luz-e-tenta-jogar-a-culpa-no-governo-federal.htm

http://www.blogdojoseprata.com.br/detalhe-noticia/minas-dos-tucanos-inseguranca-reajuste-da-luz-baixo-crescimento-lei-1002007-endividamento-origem-do-mensalao-

MENSALÃO DO PSDB É PROTEGIDO PELA IMPRENSA FAMILIAR

20- Um dos réus do mensalão do PSDB é seu assessor. O publicitário Eduardo Guedes, acusado de desviar R$ 3,5 milhões para a empresa de Marcos Valério;

21- Aécio é correligionário e aliado político do réu mais famoso e mentor do mensalão do PSDB, além de seu antecessor no governo de Minas Gerais, o ex-governador Eduardo Azeredo;

22- Seu primo, Rogério Lanza Tolentino, era o braço direito de Marcos Valério e foi condenado por lavagem de dinheiro em Minas;

23- Seu outro primo, Tancredo Aladin Rocha Tolentino, foi preso por vender sentenças judiciais. A Globo e a imprensa de mercado em geral se calaram;

24- Por falar em sentença, conseguiu um mandado de busca e apreensão para que a polícia invadisse o apartamento de uma jornalista. Computador, HD externo, CDS e celular foram apreendidos.

25- IMPORTANTE: inquérito aberto em 2005 para investigar contratos do governo tucano de Aécio Neves (2003/2006) com as agências de publicidade de Marcos Valério está parado nas gavetas do Ministério Público mineiro

26- O Mensalão do PSDB completa este ano dez anos sem ser julgado. A imprensa de negócios privados e o Judiciário se calam, não ouvem e não enxergam, porque são mudos, surdos e cegos;

http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/assessor-de-confianca-de-aecio-e-reu-do-mensalao-mineiro

http://tvuol.uol.com.br/video/eduardo-azeredo-participara-como-quiser-da-campanha-diz-aecio-neves-128-04020C183864D0815326

http://www.revistaforum.com.br/blog/2014/06/jornalista-tem-casa-invadida-pela-policia-rj-por-acao-de-aecioneves/

http://www.conjur.com.br/2012-fev-09/desembargador-mineiro-cobrava-180-mil-liminar-denuncia-mpf

SENADOR OMISSO

27- Nos quatro anos como senador, apresentou menos projetos que o deputado Tiririca, que por sinal recebeu notas altas do Diap — Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar;

28- Gastou 63% do dinheiro com passagens de avião pagas pelo Senado com viagens para o Rio de Janeiro, sua verdadeira terra, apesar de ser mineiro, onde o candidato do PSDB também mora e tem fama de playboy boêmio. Apenas 27% de suas passagens tinham como destino as Minas Gerais, Estado que o elegeu senador;

29- Aliás, o tucano torrou R$ 589 mil em passagens de avião para o Rio em pouco mais de três anos e meio como senador;

PETROBRAS COM O PT

30- A Petrobras sempre foi alvo da direita brasileira desde sua criação, em 1953, no governo do presidente trabalhista e estadista, Getúlio Vargas;

31- Em eleições, a burguesia e sua imprensa entreguista e de direita sempre colocaram a Petrobras no olho do furacão, como acontece agora nas eleições de 2014. É histórico a desfaçatez e o ódio contra a empresa;

32- Contudo, teve a descoberta do Pré-Sal, e a Petrobras ficou maior do que já era. A estatal atingiu, em março, recorde no refino;

33- A estatal faz captação em euros: 12 bilhões. Um recorde entre os países emergentes;
34- A Petrobras lança US$ 8.5 bilhões em bônus, mas a demanda supera os US$ 22 bilhões. Outro recorde;

35- A simbólica companhia anuncia a maior captação internacional de sua história: US$ 11 bilhões;

36- São realizados concursos para o brasileiro ingressar na Petrobras e os funcionários da empresa recebem cursos constantes de qualificação;

37- A Petrobras se torna uma das cinco petroleiras mais poderosas do mundo;

38- Petrobras coopera para recuperar e transformar a indústria naval brasileira, que se transformou também em uma das maiores do mundo. Com os tucanos, a indústria naval foi à falência;

PETROBRAS COM O PSDB

39- A maior plataforma de prospecção de petróleo do mundo, a P-36, naufraga. O prejuízo para o Brasil é gigantesco;

40- Os tucanos, à frente FHC, quiseram mudar o nome da Petrobras para Petrobrax. Segundo os "gênios", com o "novo" nome ficaria mais palatável para a gringada comprar o maior patrimônio público brasileiro;

41- Média de lucro da Petrobras na era FHC/PSDB: R$ 4,2 bilhões. Era PT: 25,6 bilhões;

42- Patrimônio Líquido na era FHC/PSDB: R$ 49 bilhões. Era PT: R$ 345 bilhões;

43- Receita na era FHC/PSDB: R$ 95 bilhões; Era PT: 281 bilhões;

44- Ativos na era FHC/PSDB: RS 136 bilhões; Era PT: R$ 677 bilhões;

45- Gás natural (era PT): recorde de distribuição de gás natural em 2013;

46- Petrobras – Valor de mercado na era FHC/PSDB: US$ 15,4 bilhões. Era PT: US$ 112 bilhões;

FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL (FMI)

47- FHC — o Príncipe Neoliberal I — foi ao FMI três vezes, de joelhos, humilhado e com o pires nas mãos, porque quebrou o Brasil três vezes;

48- Lula pagou a dívida e os técnicos do FMI sumiram, inclusive, das imagens das televisões, porque agora eles estão a mandar, a se intrometer e a humilhar alguns países e povos europeus, além de outros por esse mundão afora.

Como se observa, o PT e a candidata, Dilma Rousseff, tem meios para desconstruir o tucano do PSDB, Aécio Neves, que forja uma imagem que não condiz, em momento algum, com sua realidade de político conservador, cúmplice e aliado dos interesses dos banqueiros, dos grandes empresários rurais e urbanos e dos governos dos países desenvolvidos e imperialistas.

Aécio Neves não representa mudança alguma. Ele significa o retrocesso político e econômico do povo brasileiro e um perigo para a sobrevivência de blocos econômicos e políticos, a exemplo dos Brics, da Unasul, do Mercosul e das relações Sul-Sul entre os países do hemisfério sul deste planeta. Aécio representa a volta da política mesquinha e perversa que bloqueia o acesso do povo a uma vida de melhor qualidade, com inclusão e justiça social.

Aécio é do PSDB e como tucano ele vai governar para as classes dominantes, as privilegiadas, pois, como todo elitista ou direitista, sua visão de mundo é provinciana, como se o mundo se resumisse ao seu umbigo. O que está em jogo é um projeto generoso de reconstrução do Brasil, que foi rompido violentamente no decorrer dos governos trabalhistas de Getúlio e de Jango e retomado nos mandatos de Lula e Dilma.

São os avanços sociais e econômicos conquistados pelo povo brasileiro que incomodam e causam inconformismos a quem tem dinheiro, estuda e se alimenta muito bem, no decorrer de gerações. São essas pessoas que não querem a independência, a autonomia do Brasil, bem como a emancipação definitiva do povo brasileiro. São os neoescravocratas! Aécio representa essa gente. O tucano e o PSDB simbolizam o atraso, o retrocesso e a recolonização do Brasil. Aécio tem de ser descontruído. Ele pode ser tudo, menos a mudança. A verdade vence a mentira. É isso aí.

Aécio é o alter ego de FHC. Poder-se-ia dizer que ele é o Neoliberal II
*****
Fonte:http://www.institutojoaogoulart.org.br/noticia.php?id=12100
Postar um comentário