terça-feira, 16 de setembro de 2014

Por que defendemos o pré-sal? Porque pensamos no futuro do país

16.09.2014
Do blog MUDA MAIS
 

A exploração do Pré-Sal representa uma nova estratégia de desenvolvimento que já beneficia o povo brasileiro e que irá beneficiá-lo ainda mais no futuro. Nos moldes adotado pelos governos dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, essa estratégia tem amplo significado, que inclui: o estímulo à produção nacional - o que gera emprego e renda para as pessoas do país e não para os estrangeiros -, a garantia de R$ 1,3 trilhão de investimentos para saúde e educação nos próximos 30 anos e a transformação do país em um dos maiores produtores mundiais.

Descoberto pela Petrobras em 2007, o Pré-Sal é uma área de reservas petrolíferas que fica debaixo de uma profunda camada de sal, formando uma das várias camadas rochosas do subsolo marinho que vai do litoral de Santa Catarina ao Espírito Santo. Se chama Pré-Sal porque é o tempo de formação do petróleo. 

A exploração do Pré-Sal vai gerar dividendos para o país. Em setembro de 2013, a presidenta Dilma sancionou a lei que instituiu 75% dos royalties do petróleo para a educação e 25%  para a saúde. Também é previsto em lei que 50% do Fundo Social do Pré-Sal (espécie de poupança pública de longo prazo com base no lucro arrecadado das concessionárias do pré-sal) sejam levados para a educação.

Como forma de gerar emprego, investir na capacitação de mão-de-obra qualificada e desenvolver tecnologias, foi criado no governo do ex-presidente Lula e seguiu com Dilma, a Política de Conteúdo Nacional, que tem como um dos reflexos, a transformação da indústria naval do país, hoje, a quarta do mundo. Além disso, por determinação de Dilma, no mínimo 60% dos serviços e equipamentos usados no Pré-Sal têm que ser brasileiros -  e isso significa a geração de milhões de empregos, além de dinamizar toda a economia.

Mesmo com todos esses tópicos inquestionáveis sobre a importância da exploração do pré-sal para o futuro do país, teve candidato que o ignorou em seu programa de governo. Manchete do jornal O Globo, por exemplo, dizia: “Campanha de Marina deixa pré-sal em segundo plano no programa de governo” e especialistas alertavam sobre o erro estratégico da campanha da candidata (link is external). Como de costume, diante da pressão dos meios de comunicação, ela mudou de lado e hoje diz que se trata de uma campanha da oposição, em que ela está sendo  "caluniada e acusada de ser contra esse patrimônio do Brasil" (link is external) . Mas, como bem lembrou Dilma recentemente, em entrevista coletiva, Marina não voltou atrás com relação a "rever" o estímulo à produção nacional,ou seja: se eleita, Marina pode mesmo reduzir nossa indústrial naval a pó.
*****
Fonte:http://mudamais.com/daqui-pra-melhor/por-que-defendemos-o-pre-sal-porque-pensamos-no-futuro-do-pais
Postar um comentário