sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Roberto Amaral ao 247: "foi uma bomba sobre nós"

15.08.2014
Do portal BRASIL247

Paulo Emílio, Pernambuco 247 - O advogado e ex-ministro Roberto Amaral, que ocupa a presidência do PSB desde a morte de Eduardo Campos, foi alçado à posição de personagem central da política brasileira. Seu voto será o mais importante na definição de quem será o candidato, ou candidata, do partido à sucessão presidencial. Numa rápida entrevista ao 247, Amaral adiantou uma informação importante. "Vamos disputar as eleições", disse ele. No entanto, não garantiu que a vaga será da ex-senadora Marina Silva. "Não é hora de falar sobre isso. O PSB irá tratar desse tema na semana que vem".

Profundamente emocionado, Amaral falou que a primeira providência será substituir os programas eleitorais do PSB, que irão ao ar já a partir do dia 19, quando começa a propaganda eleitoral. "Ontem à noite eu orientei o pessoal da comunicação para que preparassem um novo formato para o programa eleitoral. Os dois primeiros programas serão inteiramente dedicados ao legado de Eduardo, ao que ele deixou", disse ele. Nesta sexta-feira, vazaram imagens dos primeiros programas que falavam da "nova política". Ao lado de Marina Silva, Eduardo Campos prometia governar sem depender de políticos como os senadores José Sarney (PMDB-AP) e Renan Calheiros (PMDB-AL). "Esses programas também morreram de certa forma", disse Amaral.

O presidente do PSB informou, ainda, que as coligações do PSB serão mantidas em todos os estados. Em alguns deles, como São Paulo, o PSB preferiu apoiar o PSDB de Geraldo Alckmin. No Rio de Janeiro, a aliança se deu com o PT do senador Lindbergh Farias (PT-RJ). 

No Distrito Federal, a aposta é na candidatura própria do senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), contra candidatos do PT, do PSDB e do PR. "Não muda nada. As coligações estão mantidas como sempre foram. Nada muda. Não se tem como alterar isso", disse ele.

Antes de desligar, Amaral falou, com voz embargada, sobre o significado da morte de Eduardo Campos. "É uma bomba que caiu em cima da gente. Mas estamos tentando sobreviver. Temos que continuar. Os ideais dele não morreram. O partido é maior que tudo isso e vamos disputar as eleições. Temos compromisso com ele, com as ideais dele e principalmente compromisso
****
Fonte:http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/150294/Roberto-Amaral-ao-247-foi-uma-bomba-sobre-n%C3%B3s.htm
Postar um comentário