quinta-feira, 7 de agosto de 2014

INSS; Servidores serão transferidos para prédio alugado

07.08.2014
Do portal SINDSPREV, 06.08.14
Por Wedja Gouveia da Redação

 

Na manhã desta quarta-feira, dia 06/08, no hall de entrada da Gerência Executiva Recife do INSS, o Sindsprev realizou assembleia com os servidores para analisar o resultado do Parecer Técnico da Secretaria Executiva da Defesa Civil do Recife (Sedec) sobre as precárias instalações físicas do local. Também foram discutidas medidas a serem adotadas para garantir a segurança dos trabalhadores e da população. O encontro teve a participação de gestores da Gerência Recife.

Após a leitura do parecer que aponta alto risco de sinistro no prédio, os servidores em conjunto com o Sindicato decidiram exigir do INSS, o mais rápido possível, o conserto nas instalações hidráulicas e elétricas, a correção das infiltrações nos telhados, ocasionadas pelas chuvas e a criação de uma brigada de incêndio para atendimento em situação de emergência. Esses reparos precisam ser feitos enquanto os gestores alugam  um imóvel, no centro do Recife, para a transferência dos servidores da Gerência Executiva. O Sindicato também vai reforçar junto ao Ministério Público do Estado o pedido de interdição imediata do prédio e a realização de uma audiência pública naquele órgão.  

A gerente substituta da Gerência Executiva, Valéria Gouveia, disse que já há dois projetos em tramitação: um de reforma geral do edifício, que deve ficar em obras durante três anos, e outro de locação de  imóvel para a transferência dos trabalhadores. Segundo ela, a idéia é alugar um imóvel que concentre todos os servidores, mas se isso não for possível, a equipe terá que se dividir em outros espaços locados. Informou ainda que pelo laudo do Corpo de Bombeiros, o INSS tem um prazo de 360 dias, a contar de 3 de julho de 2014, para realizar essa transferência e liberar o edifico para execução de reforma geral.

Defesa Civil-   O Parecer Técnico da Defesa Civil foi resultado de solicitação do Sindsprev de uma vistoria nas dependências daquela unidade de trabalho. No ofício, com data de 29 de maio, o Sindicato, na qualidade de representante dos servidores, denuncia a situação precária das instalações físicas da Gerência Executiva, solicitando até a interdição do prédio.

No parecer, a Defesa Civil informa que a vistoria foi realizada no dia 10/07 e foram confirmadas as irregularidades apontadas pelo Sindsprev,  inclusive com o registro de fotos dos principais problemas: paredes com rachaduras; instalações elétricas precárias com inúmeros  fios e plugues expostos e emendados; infiltrações na laje-teto com danos às ferragens que estão expostas e oxidadas; banheiros com manchas de infiltrações e trechos com ausência de revestimento; vigas com infiltrações de água da chuva, entre outros.

O documento concluiu que com base nas irregularidades constatadas, o prédio oferece alto risco  de sinistro às pessoas que estejam no local e faz as seguintes recomendações: inspeção criteriosa nas instalações hidráulicas e elétricas, atendendo às Normas Técnicas vigentes NBR -5410 e 6118 e vistoria nos telhados onde há infiltraçõesprovocados pelas chuvas.Ao final recomenda a realização o quanto antes  dos serviços apontados e que deverão ser executados por profissional ou empresa devidamente registrados pelo Conselho de Engenharia e Arquitetura (CREA)´

****
Fonte:http://www.sindsprev.org.br/index.php?categoria=noticias_principais_01&codigo_noticia=0000003094&cat=noticias
Postar um comentário