sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Diferença entre eficiência e eficácia

25.10.2013
Do portal VERBO DA VIDA, 14.08.13
Por Cristiano Arcoverde
 
Eficiência e eficácia são a mesma coisa? Muitas vezes, ouvimos falar destas palavras ou até mesmo as falamos sem ao menos saber os seus significados.
 
Eficiência consiste nos meios pelos quais chegamos a um resultado. Refere-se aos métodos e procedimentos pelos quais se chega a um objetivo, fazendo o certo e utilizando os recursos adequados com a melhor maneira de executar o trabalho. É o fazer bem feito! Procurar realizar a tarefa com excelência é uma característica da eficiência.
 
E a eficácia é o objetivo alcançado. O resultado final do trabalho tendo relação com a satisfação das necessidades da sociedade.
 
Pensando sobre isso vi o quanto muitas vezes perdemos tempo realizando tarefas com o esmero, a busca pela perfeição e, no final de tudo, o resultado é extremamente pequeno. E aí vem a pergunta: Será que o que estou fazendo valer realmente a pena? Será que este tempo que estou me dedicando realmente terá o efeito desejado?
 
Durante anos fazia um boletim mensal para ser distribuído em nossa Igreja. Só para que você tenha ideia, chegamos  a ter 32 páginas em uma publicação. Era muito trabalho, nos esmerávamos para fazer aquele jornal, gastávamos dinheiro com cópias, virávamos noites para produzi-lo. Quando chegava no dia marcado distribuíamos com os membros da igreja.
 
Qual era o resultado? Boletins no chão, outros pegavam e liam apenas poucas páginas. Com o passar do tempo, vi que nos esmerávamos na realização daquela atividade, mas efetivamente não tínhamos expressivos resultados. O que gerava era perda de tempo e de recursos. Era muito tempo destacado para uma realização bem feita, porém não eficaz. O que eu fiz? Parei com aquela ação e decidi dedicar  o meu tempo (precioso) para realizações que nos trouxeram resultados mais satisfatórios.
 
Não que discorde de publicações de boletins semanais ou mensais, no meu caso o que até mesmo poderia ter feito era ter uma publicação menor, com menos páginas…seria uma alternativa que poderia ter optado. Mas, pessoalmente, percebi que era tempo de parar.
 
Já ouvi muitas vezes pessoas dizerem: “eu evangelizo para Jesus, não tenho objetivo de levar aquela pessoa para a minha igreja”. Este irmão pode até mesmo ser eficiente, levando uma boa palavra, fazendo uma abordagem de excelência; porém, ele não está sendo eficaz. É claro que evangelizamos para Jesus, levamos a palavra e que aquela vida é livre para tomar suas decisões, mas se você que é o integrante do exército do Senhor não faz questão de indicar seu “quartel”, isso pode soar estranho.
 
Sejamos mais eficazes em nossas abordagens: devemos SIM indicar a nossa igreja, incentivar a presença daquele que estamos evangelizando em nossa congregação, pois você terá a certeza de que aquela pessoa estará recebendo uma boa palavra, uma doutrina equilibrada, um acompanhamento mais próximo por você. Pense comigo: se você prepara literatura, gasta tempo, recursos para levar a Palavra aos pecadores, mas quando é a hora de puxar a rede você solta o peixe. Você tem sido eficaz? Jesus disse que somos pescadores de homens. Encha o “seu” barco de vidas, seja eficaz!
 
Como professor, sempre tenho o desejo de trazer o melhor para os meus alunos e deixá-los participar disto também. Em minhas aulas, sempre procuro trazer publicações, e muitas vezes gastava tempo, dinheiro para tirar cópias e entregar a cada aluno. Foi quando veio a inspiração para fazer uma página na internet e disponibilizar em um canal exclusivo onde além do aluno salvar e imprimir o material, ele também pode assistir vídeos de revisão das minhas aulas.
 
Que você procure fazer as coisas com excelência, mas que também você tenha bons resultados. Seja eficiente e eficaz!
******
Fonte:http://verbodavida.org.br/blogs-gerais/comunicacao-eficaz/diferenca-entre-eficiencia-e-eficacia/