segunda-feira, 17 de junho de 2013

SINDSPREV.PE participa de ato público, critica modelo de gestão do INSS e exige concurso público

18.06.2013
Do portal do SINDSPREV, 17.06.13
Por Wedja Gouveia da Redação do Sindsprev/PE

CLIQUE PARA AMPLIAR

CLIQUE PARA AMPLIAR

Nesta segunda-feira, 17/06, pela manhã, foram realizados atos públicos, simultâneos, em frente às Gerências Regionais do INSS de Caruaru e Petrolina.  A mobilização é resultado de uma aliança política entre o Sindsprev-PE, a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape) e a CUT.

 CLIQUE PARA AMPLIAR
O objetivo do ato, que reuniu cerca de  2 mil participantes,  foi criticar o modelo de gestão do INSS e a insuficiência do número de servidores para atendimento de qualidade à população. O Sindsprev participou ativamente da mobilização de Caruaru, com uma caravana, e enviou  representação de diretores para Petrolina.

CLIQUE PARA AMPLIAR 

Durante a manifestação,  o dirigente Irineu Messias disse que “o modelo de gestão do INSS não oferece condições dignas de trabalho e exige do servidor o cumprimento de metas inatingíveis. Este fato provoca o adoecimento dos nossos trabalhadores, prejudicando a qualidade dos serviços prestados à população”. 

 As organizações sindicais entregaram ao Superintende Regional do INSS, João Maria Lopes, documento contendo as propostas em defesa de uma previdência social de qualidade. Entre os itens reivindicados estão a abertura de concurso público para servidores do INSS, a fim de garantir atendimento digno aos trabalhadores, zerando a demanda acumulada de processos de benefícios nas Agências da Previdência Social do estado; redução do prazo de espera para a realização de perícia médica, uma vez que, hoje, o tempo médio é de seis meses e  garantir que os trabalhadores acidentados sejam habilitados como auxílio-doença por acidente de trabalho, e não como auxílio- doença.

De acordo com as instituições sindicais, a previdência social é um direito que deve assegurar aos trabalhadores proteção social nos momentos em que eles mais precisam. O modelo atual de gestão da seguridade social tem se caracterizado como perverso. A concessão do benefício é um direito garantido por lei e exigimos respeito. Convocamos nossa categoria e os sindicatos urbanos e rurais a participarem desta importante luta.  

Leia carta aberta à população.
*****

VAIA REVELA APENAS A DESELEGÂNCIA DA ELITE

16.06.2013
Do portal BRASIL247
*****

DEPOIS DE JABOR, SETTI TAMBÉM ENGATA MARCHA-A-RÉ

17.06.2013
Do portal BRASIL247
*****