Pesquisar este blog

domingo, 1 de julho de 2012

MÍDIA DEMOTUCANA ESCONDE: Onda de violência cresce em São Paulo

01.07.2012
Do blog SINTONIA FINA, 29.06.12
Por Altamiro Borges

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG - Partido da Imprensa Golpista) não mostra!


A crescente onda de violência de São Paulo abalou de vez a falsa imagem de que os governos tucanos, hegemônicos no estado há quase duas décadas, avançaram no quesito segurança pública. Nas últimas semanas, arrastões em restaurantes e condomínios de luxo, aumento dos homicídios, assassinatos de policiais e incêndios de ônibus causam pânico e apreensão na população paulista.

A própria mídia, que faz de tudo para blindar o PSDB e que vivia divulgando índices positivos de combate à criminalidade, já deu o braço a torce. As cenas de violência inundam a telinha, com discursos hidrófobos de estímulo à vingança. Estadão e Folha, dois jornais que atuam como porta-vozes do tucanato, também estão preocupados. 

As principais vítimas da barbárie

Em seu editorial do hoje, a Folha estampa: “São Paulo apreensiva”. Para o jornal, “não há dúvida”; o estado “vive uma onda de violência”. O diário da famiglia Frias, apesar de elogiar os “progressos notáveis na área de segurança pública na última década” – em mais uma bajulação servil de José Serra e Geraldo Alckmin –, confirma que os governos tucanos perderam o controle.

Também apreensivo, o Estadão adverte para o aumento do número de homicídios e roubos. Suas reportagens confirmam que as maiores vítimas da barbárie são os moradores da periferia, sempre tão carente e abandonada – e não os ricaços das áreas nobres. Na noite de ontem, o 11º ônibus foi incendiado, desta vez pelos próprios moradores do Capão Redondo, na zona sul capital.

Segundo o Estadão, os moradores se revoltaram porque a Polícia Militar impôs toque de recolher e um jovem foi assassinado. No Parque Bristol, também nesta carente região, as famílias de trabalhadores são humilhadas, confundidas com os bandidos. O toque de recolher no bairro foi imposto pela temida Força Tática da PM. O clima é de medo na periferia paulistana.

A linguagem bélica do governador

Diante do caos na segurança, as autoridades “tucanas” apresentam como única solução o aumento da repressão. “Os criminosos serão presos. E, se enfrentarem a polícia, eles vão levar a pior. Essa é a ordem e o governo não retrocede um milímetro nesse trabalho”, esbraveja o governador Geraldo Alckmin, em sua linguagem bélica. Não há qualquer autocrítica pelo colapso do setor.

O secretário de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, não consegue explicar o caos e a ineficiência da sua pasta – causada, entre outros fatores, pela falta de planejamento estratégico e de investimentos no setor. E nem parece muito preocupado. Em plena explosão de violência, ele tirou férias e viajou para o exterior na companhia do seu filho. Talvez tenha sido contaminado pelo marketing que São Paulo é um paraíso! 

*****

GOLPE DE ESTADO NO PARAGUAI REVELAM OS GOLPISTAS DE 64, NO BRASIL:Falsos democratas e o golpe no Paraguai

01.07.2012
Do BLOG DO MIRO



Por Paulo Moreira Leite, na colunaVamos combinar:


Estou espantado com a relativa naturalidade com que as pessoas receberem o golpe que derrubou Fernando Lugo. Em 2009, a queda de Zelaya, em Honduras, gerou mais reações, debates, polêmicas. Agora, os falsos democratas perderam o pudor.


O Departamento de Estado americano, que chegou a condenar a deposição de Zelaya e mais tarde mudou de ideia, já se manifestou para elogiar o comportamento pacífico da população paraguaia. O governo alemão de Angela Merkel já deu declarações apaziaguadoras.

Jornais brasileiros dizem que a falta de resistência da população ao novo governo dá legitimidade à queda de Lugo.

O governo brasileiro condenou o golpe e os governos da Unasul também.

Mas estranho o silêncio das oposições, dentro e fora do Brasil. Acham tudo normal?

Essa postura contribui para dar um ar natural a deposição de um presidente eleito, que ainda possuía 14 meses de mandato pela frente.

Entre os protestos, cabe registar a reação de Porfírio Lobo. Sucessor de Zelaya em Honduras, até ele definiu a queda de Lugo como uma “ferida na democracia.”

A queda de Lugo mostra, em primeiro lugar, que os falsos democratas estão onde sempre estiveram.

Lugo não foi deposto porque fazia um mau governo. Se fosse assim, francamente, o que dizer de absolutamente todos seus antecessores?

Lugo foi deposto porque, com acertos e erros, fazia um governo que a oligarquia não era capaz de manter sob rédea curta. Não era um chavista, como Zelaya.

Fazia um governo independente em relação às oligarquias, como nunca se viu no Paraguai. Já foi razão suficiente para ser deposto.

A tese de que a queda de Lugo não foi um golpe porque teve apoio de uma maioria folgada do Congresso não resiste a uma observação elementar. O regime paraguaio não é parlamentarista, onde os governos caem quando ficam em minoria.

É um regime presidencialista. Por este sistema, cabe ao povo escolher, de forma soberana, seus governantes. O Congresso tem autoridade para destituir um presidente mas isso só pode ser feito sem ferir a soberania do voto popular.

Não basta ter a maioria de votos em plenário. É preciso julgar o presidente, dar a chance de defesa, cobrar acusações precisas. Este é o espírito da coisa.

Mas nem a Polícia foi ouvida para apurar as denúncias contra Lugo. A Justiça não examinou as queixas de sua defesa. E este curso inacreditável recebe o aplauso de comentaristas menos inibidos e o silêncio de cúmplices mais acanhados.

Não custa lembrar que a defesa de Lugo teve o tempo ridículo de duas horas para se manifestar contra acusações vagas, genéricas e imprecisas. Nenhuma das 5 “denúncias” de bolso de colete apresentadas contra Lugo foi demonstrada de forma irretorquível por seus adversários. Aliás, eles nem estavam preocupados com isso, porque já tinham os votos garantidos.

A segunda questão é que surtos golpistas costumam ser contagiosos – e isso torna a reação bondosa diante da deposição de Lugo mais preocupante.

Imagine que já tem gente fazendo aquele teste imoral a favor e contra pela internet.

Por enquanto, o placar era de condenação. Mas, se der a favor, o que acontece? Muda alguma coisa?

A história do ciclo militar latino-americano dos anos 60 começou com um golpe no Peru. Foi assim: um candidato de esquerda iria ganhar as eleições até que uma intervenção militar impediu que o pleito fosse realizado na data correta.

Quando as eleições ocorreram, após pressão internacional, o ambiente político do país havia mudado e um candidato conservador foi vitorioso. Depois do Peru, ocorreram duas intervenções militares na Guatemala e na Republica Dominicana.

Nesses dois lugares, Washington temia a consolidação de governos de esquerda e ajudou militares dispostos a derrubá-los.

Foi nesse ambiente que John Kennedy e o embaixador Lincoln Gordon discutiram, em 1962, como apoiar o movimento militar que derrubou João Goulart, em 1964. Um assessor de Kennedy, Richard Goodwin, estava presente ao encontro.

Quando o presidente americano começou a demonstrar um certo pudor em apoiar o golpe de forma descarada, Goodwin reagiu de forma irritada. Lembrou que a Casa Branca deveria deixar sua posição de forma clara, sob o risco de desmotivar os golpistas. Na prática, o assessor estava dizendo algo parecido a “vamos deixar de frescura, presidente.”

Não é preciso tentar adivinhar o futuro e encontrar indícios de rupturas democráticas aqui e ali. Mas muita gente resolveu “deixar de frescura,” concorda?

Basta reparar que, na queda de Lugo, um considerável número de vozes conservadoras já demonstrou menos pudor em relação aos rituais democráticos. Foi apoio direto, na lata.

E isso é péssimo, concorda?
****

FHC MANDA STF CONDENAR DIRCEU

01.07.2012
Do blog CONVERSA AFIADA
Por Paulo Henrique Amorim

O que o Farol de Alexandria quis dizer foi: Supremo, condene o Dirceu!


Vamos supor que os mervais de muitos chapéus estivessem escondidos na cozinha do escritório do Nelson Johnbim e ouviram o Lula dizer ao Gilmar Dantas (*): ou você adia o mensalão ou eu te ferro na CPI !

Não é isso o que os mervais de múltiplos chapéus testemunham diariamente no PiG (*) ?

Vamos supor que eles tenham razão, embora, o chantageado não tenha ido à Delegacia de Polícia mais próxima fazer um B/O. contra o chantageador.

O Nunca Dantes não pode tratar do mensalão com o Gilmar Dantas (*) !

Onde já se viu tanta safadeza ?

Agora, e o FHC pode ?

O FHC, que deixou como máxima herança a Privataria e seu Mentor Jurídico, o Gilmar Dantas (*) – o Farol de Alexandria, que iluminava a Antiguidade e se desfez num terremoto – ele pode ?

Pode !

O FHC pode tudo.

Menos ganha uma eleição de vereador em Higienópolis.

Vamos analisar, amigo navegante, trechos especialmente selecionados do artigo de fundo do Farol no Estadão e no Globo (Êpa ! Dose pigal dupla !):

AS CLASSES MÉDIAS NA BERLINDA


Desde abril até agora viajei bastante, saindo e voltando ao Brasil. Fui aos Emirados Árabes, ao México, ao Japão, à China e, na semana passada, ainda fui a Buenos Aires. Sempre participando de seminários ou fazendo conferências. Lia, naturalmente, os jornais locais que tinham edição em inglês.

Ele se acha !

O provinciano que se deslumbra com uma Primeira Classe e lê jornais em inglês !

(…) a política vem sendo percebida cada vez mais como um jogo de vale-tudo, onde a moral conta menos do que o resultado.

“Vem sendo percebida”- deve ser a publicação do Privataria Tucana, quando a gente passou a perceber como a Privataria dele e do clã Cerra foi a maior roubalheira de todas as Privatarias latino-americanas.

Só pode ser coisa do Amaury esse “vem sendo percebida”.

É hora, por isso mesmo, de reforçar, e não de menosprezar, os valores fundamentais ditos “de classe média” – estudo, trabalho, honestidade.

Quer dizer que o pobre e o rico não estudam, não trabalham e vivem de roubar ?

O Farol entende tanto de Classe Média quanto o programa da Fátima.

É certo que o descaso em nossa vida pública pelos valores básicos das classes médias diminui as chances de que eles venham a prevalecer. Há oportunidades, entretanto, para reforçá-los. O julgamento do mensalão é uma delas. Seja qual for o resultado, se o Supremo Tribunal Federal se comportar institucionalmente, sem medo de condenar ou de absolver, desde que explicando o porquê e sendo transparente, pode ajudar a demarcar os limites do inaceitável. Nem só de pão vive o homem. A decência e a honestidade são partes da vida. Convém reforçar os comportamentos que se inspiram nelas.

Em bom português, o que o Farol de Alexandria quis dizer foi: Supremo, condene o José Dirceu !

Não vá decepcionar a Classe Média !

“Comportar-se institucionalmente” não haveria de ser a absolvição do Dirceu, não é isso, amigo  navegante ?

Agora, o FHC pode dizer qualquer coisa !

No PiG (**).

Porque nem em Higienópolis levam ele a sério.

No PiG (**) e nos Emirados Árabes, no Japão, no México, na China e até em Buenos Aires !

Que chic !

O que ele não deve ter de milhas !


Paulo Henrique Amorim



(*) Clique aqui para ver como eminente colonista do Globo se referiu a Ele. E aqui para ver como outra eminente colonista da GloboNews e da CBN se refere a Ele. E não é que o Noblat insiste  em chamar Gilmar Mendes de Gilmar Dantas (*) ? Aí, já não é ato falho: é perseguição, mesmo. Isso dá processo…”

(**) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

****

ELEIÇÕES 2012, BELO HORIZONTE: PT de BH rompe com Márcio Lacerda e lança candidato próprio

01.07.2012
Do blog ESQUERDOPATA, 30.06.12


PT de BH rompe com Lacerda e escolhe Roberto Carvalho candidato a prefeito

Legenda terá candidatura própria na capital mineira; decisão foi oficializada em convenção realizada neste sábado: 'Quem rompeu com o PT foi o PSB', disse o candidato

Denise Motta - iG Minas Gerais

O PT de Belo Horizonte decidiu, por 11 votos a 4, que terá candidatura própria na capital mineira. A decisão na convenção da legenda na tarde deste sábado (30) significa o rompimento com o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), aclamado candidato também neste sábado . O candidato a vice de Lacerda estava definido pelo PT, o deputado federal Miguel Corrêa Júnior. O nome escolhido para ser o candidato do PT foi Roberto Carvalho, vice-prefeito rompido com Lacerda .

Carvalho foi aclamado por unanimidade dos 15 membros da Executiva municipal. "É uma decisão definitiva do partido. Desde o início tínhamos vontade de candidatura própria. O PSB rompeu de forma desrespeitosa e desagradável. Vamos disputar eleições para resgatar tudo que o PT fez de bom em Belo Horizonte", afirmou o vice-prefeito.

Durante a convenção do PT-BH nesta tarde, um integrante do PSB chegou com uma carta para Roberto Carvalho. O documento, lido aos militantes do PT, avisava que a Comissão Executiva Municipal do PSB havia decidido lançar chapa própria para eleição de vereadores. Carvalho destacou que foi este posicionamento da carta o motivo do lançamento da candidatura própria.

"A carta do PSB rompe o acordo. A chapa proporcional era uma pré-condição para a aliança. Quem rompeu com o PT foi o PSB", afirmou Carvalho.

Ele descartou intervenção da Executiva Nacional do PT. O ex-deputado federal Virgílio Guimarães, entretanto, afirmou à imprensa que o PT de Belo Horizonte irá cumprir o que a Executiva Nacional mandar.

Momentos depois de ser escolhido candidato, o presidente do PT de BH recebeu ligações de dirigentes do PR e do PRB. Ele disse que irá conversar também com o PMDB, legenda que lançou o deputado federal Leonardo Quintão candidato também neste sábado.

Carvalho disse em entrevista acreditar em pressão do PSDB para que o PSB não fechasse a coligação proporcional com o PT. Rumores de que o senador Aécio Neves (PSDB) teria exigido que Lacerda não fechasse a proporcional com o PT surgiram ao longo da semana. Por meio de sua assessoria, Aécio informou que as articulações cabem apenas às direções municipal e estadual do PSDB.

****

APÓS DEIXAR A VICE NA CHAPA DO CANDIDATO PETISTA EM SÃO PAULO, EX-PREFEITA DIZ QUE MAL-ESTAR PASSOU E QUE EPISÓDIO SOBRE ALIANÇA DO PT COM O PP DE MALUF "É PASSADO"

01.07.2012
Do blog SINTONIA FINA

DEPUTADA TEM AGORA A MISSÃO DE CONTRIBUIR COM A POPULARIZAÇÃO DO EX-MINISTRO

A ex-prefeita de São Paulo Luiza Erundina (PSB) quer deixar para trás o episódio sobre sua saída da chapa petista nas eleições da capital. Ela afirmou nesta sexta-feira que o mal-estar provocado pela aliança entre PT e PP "é passado" e que agora vai "organizar sua tropa" para ajudar eleger o candidato do PT, Fernando Haddad, segundo reportagem da Folha de S.Paulo. A deputada federal deixou o cargo de vice após o PT fechar aliança com o PP do deputado Paulo Maluf (PP-SP).
Quando Erundina desistiu da chapa, o vice-presidente nacional do PSB, Ricardo Amaral, chegou a afirmar que nada mudava entre os partidos e que a sigla continuaria com o apoio aos petistas em São Paulo. "Eu continuo apoiando Haddad. Vou organizar minha tropa para a gente ajudar na eleição dele. É o melhor candidato. O episódio é passado", disse hoje a ex-prefeita. Erundina afirma esperar que não haja mágoas também por parte de Haddad. "Vou provar para ele que isso não foi dirigido a ele", disse. "Vou dar minha contribuição para ajudá-lo a se eleger", acrescentou.
Como justificativa de sua desistência, a socialista afirmou que tomou a decisão para mostrar que estava em sintonia com a sociedade. "Eu lamento que tenha tido que ser assim, mas política tem que passar a compreensão para a sociedade de que há interesse de que as coisas mudem." Na ocasião, Erundina disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia passado dos limites ao ir até a casa de Maluf selar o apoio com o PP, onde tirou uma foto com ele e Haddad.
Sobre a nova vice de Haddad, Erundina diz ser uma "boa escolha". Antes de o ex-ministro da Educação formalizar o nome da ex-secretária de Esporte da gestão Marta Suplicy e presidente estadual do PCdoB, Nádia Campeão, na quarta-feira, fez questão de declarar que foi ele mesmo quem a escolheu. Antes da comunista, as opções passaram pela deputada estadual Leci Brandão (PCdoB) e pelo presidente da OAB-SP, Luiz D´Urso (PTB), que agora está confirmado como vice na chapa de Celso Russomano (PR).
Sintonia Fina
- com 247
*****

PT não brinca e coloca JPLS na vice de Humberto

01.07.2012
Do BLOG DO MAGNO
Por Pierre Lucena


jphc
DO BLOG ACERTO DE CONTAS - PIERRE LUCENA

Depois de ser isolado pelo Governador Eduardo Campos, o PT resolveu parar com a brincadeira eleitoral e jogou um time de peso na campanha.

A escolha de João Paulo para vice de Humberto Costa surpreendeu. Eu mesmo não acreditava que ele pudesse aceitar.

O PT fez certo. Dada a situação, era preciso ir com tudo para a luta.

Com isso, há grande chance de polarização entre Humberto Costa e Geraldo Júlio, que possui um palanque imenso.

Se a força política do palanque de Geraldo Júlio não for suficiente para ganhar no primeiro turno, a situação pode ficar muito ruim no segundo turno.

Isso porque o tempo de TV passará a ser igual entre os candidatos, e Geraldo Júlio não irá contar com seu exército de 400 candidatos a vereador.

Por outro lado, a chapa do PSB tende a receber o apoio de Daniel Coelho e do PPS, além da provável migração dos eleitores de Mendonça.

Não será tarefa fácil para Eduardo Campos, ainda mais com o imenso desconhecimento do seu candidato. E se o PT se recompor com João da Costa e Lula realmente ajudar na campanha, será um embate duríssimo.

Com uma vitória petista, no outro dia Humberto começa a preparar sua eleição de Governador nas costas de Eduardo Campos, que terá que rebolar muito para manter o mínimo de tranquilidade no Governo.

E dessa vez teria o apoio irrestrito de JPLS como Prefeito da capital.

A única coisa certa nisso tudo é que a eleição será animada.

****

No Paulista, Sérgio Leite une dez partidos em torno de sua candidatura

01.07.2012
Do BLOG DE JAMILDO
 Postado por Vinícius Sobreira


A Frente Paulista para Todos, formada por 10 partidos (PT, PTB, PMDB, PHS, PPS, PR, PSOL, PCB, PDT e PSDC) homologa esta tarde a candidatura do deputado estadual Sérgio Leite à prefeitura da cidade do Paulista, tendo como vice candidato Antônio Speck (PTB), ex-prefeito da cidade.
O ato político do Partido dos Trbalhadores aconteceu às 17h deste sábado (30), no Clube Municipal do Paulista, no bairro do Nobre. A chegada dos candidatos e dos diversos políticos que apoiam a chapa, a exemplo dos senadores Armando Monteiro Neto(PTB) e Humberto Costa (PT).
O evento ocupa toda a área do clube, com a montagem de tendas nos jardins para acolher os militantes e os candidatos a vereadores de todos os 10 partidos que fazem parte da coligação. Na quadra coberta foi montado o palanque principal onde foi afixado um banner com as imagens da presidenta Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula, dos senadores Humberto Costa e Armando Monteiro Neto e de Sérgio Leite. Dois telões exibiram vídeos da campanha e a transmissão simultânea do evento.
 

*****

Assembleia de Deus é a denominação que mais cresce entre os evangélicos

01.07.2012
Do portal GOSPEL PRIME, 30.06.12
Por Leiliane Roberta Lopes

 Daniel Berg e Gunnar Vingrem.

Dos brasileiros que se declaram evangélicos, 60% são pentecostais o que representa 10,4% da população do Brasil    


De acordo com dados do Censo divulgado nesta sexta-feira (29) pelo IBGE, a Assembleia de Deus é a igreja que mais cresceu no Brasil entre 2000 e 2010, passando de 8,4 milhões de membros para 12,3 milhões.
Os dados confirmam que a AD continua sendo a maior denominação evangélica do Brasil, mesmo sendo dividida em tantos ministérios. Fundada em 1911 por missionários suecos que desembarcaram em Belém (PA), hoje, 101 anos depois, a Assembleia de Deus está espalhada por todos os estados do país reunindo membros de todas as idades e classes sociais.
Censo de 2010 mostra que entre os brasileiros que se declaram evangélicos, 60% – que representa 10,4% da população – são de igrejas pentecostais, enquanto que apenas 18,5% são de igrejas históricas como luteranos, presbiterianos, metodistas, batistas e etc. Essa parcela representa 4,1% dos brasileiros.
O coordenador de População e Indicadores Sociais do IBGE, Cláudio Dutra Crespo, fala sobre o crescimento dos evangélicos do Brasil. “O crescimento dos evangélicos foi impulsionado, principalmente, pelas igrejas pentecostais. As de missão pararam de crescer”, disse ele.
As igrejas neopentecostais também estão em ritmo de crescimento, principalmente a Igreja Mundialdo Poder de Deus que apareceu no Censo pela primeira vez, mesmo tendo mais de 14 anos de existência.


****

BLOG MOBILIDADE URBANA Agamenon, a cidade passa por aqui .

01.07.2012
Do blog MOBILIDADE URBANA
Postado por Tânia Passos


Vídeo mostra o dia a dia da avenida mais importante do Recife. Um trabalho de 12 horas de filmagem pela jornalista Juliana Colares. Vale a pena conferir



****
Fonte:http://blogs.diariodepernambuco.com.br/mobilidadeurbana/2012/06/agamenon-a-cidade-passa-por-aqui/

PARTIDO DA MÍDIA GOLPISTA: SE A GLOBO DER O GOLPE PARAGUAIO? A DILMA PODE SE DEFENDER ?

01.07.2012
Do blog CONVERSA AFIADA, 30.06.12
Por Paulo Henrique Amorim

Esse Supremo resistiria a um Golpe paraguaio desfechado pela Globo,pela “opinião pública”?


Saiu no inglês The Guardian: 

ESCÁNDALO EN LOS MEDIOS DE COMUNICACIÓN MEXICANOS: UNA UNIDAD SECRETA DE TELEVISA PROMOCIONÓ AL CANDIDATO DEL PRI

Según unos documentos vistos por the Guardian, la cadena de medios encargó videos para desacreditar a los rivales del candidato que es ahora el favorito para ganar la carrera por la Presidencia del domingo

Según unos documentos vistos por the Guardian y gente familiarizada con el operativo, una unidad secreta de la cadena de televisión dominante en México, estableció y financió una campaña para que el candidato favorito, Enrique Peña Nieto, ganase las elecciones presidenciales.
 

Las nuevas revelaciones de la falta de objetividad de Televisa, la cadena de medios más grande del mundo en lengua española, cuestionan la afirmación de ser políticamente imparciales hecha por la compañía así co mo las insistencia de Peña Nieto de no haberse beneficiado de una relación especial con Televisa.

La unidad, apodada “el equipo Handcock” lo que según las fuentes era un nombre en código para el político y sus aliados, encargó videos promocionales sobre el candidato y su partido, el PRI, que a la vez desacreditaban a los rivales del partido en el 2009. Los documentos sugieren que el equipo distribuyó los videos a miles de direcciones de correo electrónico y también los promocionó en Facebook y Youtube donde alguno de ellos todavía puede ser visto.

La naturaleza de la relación entre Peña Nieto y Televisa ha sido un asunto clave de las elecciones que se celebrarán el próximo domingo desde que en Mayo se originara un movimiento estudiantil centrado en la percibida manipulación de la opinión pública a favor del candidato por parte de los medios.

Navalha
Televisa é a Globo do México.
Peña Nieto é o Cerra que deu certo.
Peña é o favorito das pesquisas e do narco-tráfico na eleição deste domingo.
Aqui, no Brasil varonil, a Globo e o Ali Kamel no jornal nacional já deram um Golpe e levaram a eleição de 2006 para o segundo turno – clique aqui para ler “o primeiro Golpe já houve falta o segundo”.
O Merval Global e o Melhor do Carnaval, a Catanhêde e o dos múltiplos chapéus já deram a senha: se houver um Golpe paraguaio, tamos nessa !
É conosco mesmo.
Em 24 horas a gente põe essa raça pra correr !
Por sugestão do Mauricio Dias, na Rosa dos Ventos da Carta Capital, o ansioso blogueiro leu o fascinante relato de Flavio Tavares “1961 – O Golpe Derrotado – Luzes e sombras do Movimento da Legalidade”, os 13 dias em 1961 em que Leonel Brizola (Ah!, que falta faz !) montou uma Rede da legalidade e deu posse ao Presidente eleito segundo a Constituição de 46, João Goulart.
Brizola conseguiu adiar o que, três anos depois, se tornou um Golpe paraguaio típico: o presidente constitucional estava em território nacional e o Congresso declarou a “vacância” do cargo.
(“Congresso Nacional”, leia-se o senador paulista Auro de Moura Andrade.)
No capítulo “O combate no ar”, pág 53, Tavares descreve como Brizola se apossou da Rádio Guaíba, do adversário Breno Caldas, e tornou possível o movimento anti-golpista.
Sem a Rádio Guaíba e a Rede da Legalidade, o Golpe paraguio de 64 teria sido defechado em 1961.
Agora, amigo navegante, medite sobre os dias que correm.
Sobre o Golpe paraguaio e as tentativas similares na Venezuela, no Equador, na Bolívia e na Argentina, com o lock-out dos produtores rurais, promovido pela Globo de lá, o grupo Clarín.
É o “golpe pós-moderno” dos americanos e seus aliados tropicais, o PiG continental.
É o “neo-Golpe”, sem baionetas.
Moderninho.
Cheiroso.
Em forma de tablet.
Qual a diferença entre o que o Peña fez com a Televisa e a “entrada livre” que os tucanos e Golpistas têm na Globo ?
O Peña pagou e o Cerra não paga.
Não paga ?
E aquela escolinha no terreno que o Cerra deixou a Globo invadir e, depois, transformou numa escola para a Globo treinar profissionais, com dinheiro do contribuinte ?
E quando o Cerra e o Fernando Henrique, com o Andrea Matarazzo à frente, mandavam nas verbas de publicidade da SECOM e a Globo ficava com 90% do bolo ?
Qual a diferença ?
E quando a Globo der o Golpe paraguaio ?
No mensalão que está por provar-se, o Golpe paraguaio só não evoluiu, porque o Zé Alencar não deixou, segundo contou a Tarso Genro.
O Golpe corre solto no PiG (*) todo dia.
Agora mesmo, a Globo marcou a data do julgamento do mensalão no Supremo e vetou o Toffoli.
Precisa mais ?
O amigo navegante acredita que esse Supremo resistiria a um Golpe paraguaio desfechado pela Globo, pela “opinião pública” ?
Se a Suprema Corte americana não resistiu à Fox News e elegeu o Bush, filho sem contar os votos da Flórida …
Imagine aqui, nesse Supremo mais partidarizado que a Suprema Corte americana …
Há 25 anos a Globo impede o Congresso de regulamentar os capitulos que tratam da Comunicação.
há 50 anos se vale de um vácuo institucional, de que se beneficia integralmente.
Quem manda mais no Brasil que a Globo ?
O Daniel Dantas ?
E como é que a Dilma vai se defender de um Golpe paraguaio ?
Vai dar uma entrevista ao ABC Color, o conglomerado de midia stroessiano que derrubou o Lugo ?
Como se defender, no meio de uma crise fomentada por livre- atiradores em terras griladas do Daniel Dantas no Pará – leia na Carta Capital importante reportagem de Cynara Menezes sobre a crise dos sem terra no Paraguai e quem estava por tras dela.
O amigo navegante percebeu que a Globo deu cobertura à crise dos sem-terra no Paraguai com a rapidez que não aplica à cobertura da criminalidade endemica em São Paulo, que está por exigir uma intervenção federal.
Impressionante a agilidade Golpista da Globo.
Se foi assim no Paraguai, por que não seria no Brasil, no Pará, em São Paulo ?
Como a Dilma se defenderia, Bernardo ?
Num “fast impeachment”, em 24 horas, Bernardo, como a Democracia brasileira se protegeria dos Golpistas ?
Os velhos Golpistas de sempre.
Os Chatôs, os Marinho, os Civita, os Frias, os Mesquitas – the usual suspects.
Ou ela ia fazer como o Palocci, que achou que ia se proteger com uma entrevista ao jornal nacional – depois de por ele ser trucidado ?
Quais os instrumentos de que dispõe a Presidência da República para evitar um Golpe de Estado ?
Qual a Rádio Guaíba que vai defender a Constituição ?
Que falta faz o Brizola !
E o Franklin !



Em tempo: o amigo navegante se lembra que a Televisa desempenhou papel decisivo na eleição de Carlos Salinas de Gortari, o Fernando Henrique mexicano, aquele que vendeu México ao Slim, assim como o Fernando Henrique vendeu o Brasil ao Daniel Dantas, o “brilhante !”. A Televisa, na véspera da eleição, produziu uns camponeses vítimas de violência na fazenda do adversário, Cuahautemoc Cárdenas. Depois de Salinas eleito, a fraude foi desmascarada. E entrou em antologias mundo afora como exemplo de manipulação eleitoral pela televisão, no mesmo capítulo da edição do jornal nacional que continha o resumo do debate do Collor com o Lula. Patranhas exemplares ! Similares ! Globo e Televisa são especialistas na matéria: Golpe.


Paulo Henrique Amorim


(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

****

PERNAMBUCANO LEOCÁDIO TINÉ É PREMIADO EM CANNES, FRANÇA: Pernambucano fala a CNN

01.07.2012
Do DIARIO DE PERNAMBUCO,29.06.12
Por BLOG DE JOÃO ALBERTO

  Leocádio Tiné durante palestra no AndroidRecConf
Foto: AndroidRecConf/Divulgação
 O pernambucano Leocádio Tiné, que recentemente foi premiado com o Leão de Bronze do Festival de Cannes, na França, pelo aplicativo Medida Certa, esteve na Califórnia até ontem participando de um congresso de inovações tecnológicas promovido pelo Google. Na ocasião, o jovem, que foi representando a empresa Fingertips, foi um dos entrevistados pela emissora norte-americana CNN durante a reportagem feita no evento. Confira a matéria na íntegra no vídeo abaixo:

Leia também:

*****