A exoneração da gestora Marlene Soares Custódia, da creche municipal Futuro do Amanhã, em San Martin, gerou protesto na manhã desta quarta-feira, de colegas da instituição educacional revoltados com a substituição repentina da funcionária, há 12 anos à frente do cargo. A indignação no local se deve ao fato de Marlene ter sido substituída por Ana Paula do Carmo Santana, filha de uma militante e acusada de ser “puxadora de voto” do prefeito João da Costa, bem às vésperas da prévia do PT, marcada para  o dia 20 de maio.  Um abaixo-assinado está sendo elaborado com a participação de mães do bairro e um novo ato será realizado, desta vez na Câmara de Vereadores.
“Não vamos ficar de braços cruzados com esse absurdo e vamos levar o caso à Câmara”, avisou a coordenadora pedagógica Ireide Barbosa da Silva.
Pais e professores protestaram em frente a unidade (Foto: Filipe Gondim/Simpere/Divulgação)

A reportagem do Blog da Folha esteve pela manhã na creche e tentou falar com a nova gestora. Ela disse ser formada em Pedagogia e ter assumida a nova função na terça-feira. “Não vou falar com a Imprensa no horário do expediente”, adiantou Ana Paula. Questionada se a sua indicação teria sido feita por influência política, ela negou o fato. “Não tem nada disso. Não foi uma questão política”, desconversou. Por volta das 7h30, um carro de som do Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere) arrastou um grupo de funcionários e pessoas da comunidade. O ato percorreu algumas ruas do bairro e retornou para a frente da creche.
Com o término do protesto (que durou cerca de uma hora), cerca de oito funcionários que participaram do ato de solidariedade à ex-gestora foi impedido por Ana Paula de entrar para trabalhar no local. “Foi um absurdo isso. Ela não deixou o pessoal entrar. Bastava apenas cortar uma hora de trabalho”, disse Ireide Barbosa. Ela conta que assim como os demais colegas do local, foi pega de surpresa com a exoneração de Marlene, que exercia com dedicação e respeito o trabalho com as crianças no local.
“É um absurdo o que estão fazendo. Por uma questão política tiraram uma pessoa que estava lá há 12 anos e fazendo um belo trabalho. Ana Paula não tem experiência alguma e veio de uma empresa que não tem nada a ver com a área educacional”, disparou Ireide. Em reserva, moradores de San Martin acusaram o vereador Inácio Neto (PSB) de ter influenciado na troca da gestora.
****