sexta-feira, 6 de abril de 2012

Ferro: Veja se uniu ao crime organizado

06.04.2012
Do blog CONVERSA AFIADA, 05.04.12
Por Paulo Henrique Amorim


Saiu no Viomundo:
 Em tempo: o Deputado Fernando Ferro foi quem cunhou a expressão PIG para se referir a um artigo do Ali kamel. O que será, provavelmente, a única contribuição de Kamel à História do Jornalismo Universal. 
Clique aqui para ler artigo de José Carlos Assis, sobre o mesmo tema.


******

E agora Anastasia e Aécio? Cachoeira explora caça-níqueis em Uberlândia-MG

06.04.2012
Do blog OS AMIGOS DO PRESIDENTE Lula, 05.04.12



Agora é oficial. O relatório da Operação Monte Carlo da Polícia Federal é peremptório na folha 593:

Conforme elementos de prova, juntados aos autos, o irmão e o sobrinho de Carlinhos Cachoeira exploram máquinas caça-níqueis em Minas Gerais, na cidade de Uberlândia.

E agora governador Anastasia (PSDB/MG)? Como explica essa atuação livre, em seu estado, bem debaixo de seu nariz?

Está explicado o aparte elogioso do senador Aécio Neves (PSDB/MG) ao discurso do seu colega Demóstenes Torres (DEM/GO), no dia 06/03/2012, quando o goiano ainda tentava dissimular que seu relacionamento com Cachoeira seria só social e não saberia das atividades ilegais. Eis as palavras de Aécio registradas nos anais do Senado:

O SR. DEMÓSTENES TORRES (Bloco/DEM – GO) – Agradeço a V. Exª e concedo a palavra ao Senador Aécio Neves. 

O Sr. Aécio Neves (Bloco/PSDB – MG) – Ilustre Senador Demóstenes, para nós que o conhecemos e o conhecemos em profundidade talvez soasse desnecessária sua presença hoje na tribuna do Senado Federal para tratar dessa questão. Compreendo a iniciativa de V. Exª de falar ao Brasil, de prestar os devidos esclarecimentos aos brasileiros, em primeiro lugar, porque V. Exª é uma figura nacional; aos goianos que, por duas vezes, o trouxeram a esta Casa; e, por último, a seus pares. A serenidade, Senador Demóstenes que V. Exª demonstra, acompanhada da clareza de seu pronunciamento e da firmeza com que se coloca perante seus Pares só confirmam o caráter de V. Exª e isso torna-se ainda mais relevante porque vem emoldurado pela unanimidade das manifestações dos seus Pares de todas as vertentes políticas. V. Exª é um homem digno, sempre agiu dessa forma em todos os cargos públicos que ocupou. E digo mais, V. Exª, Senador Demóstenes, é dos mais preparados e destemidos homens públicos deste País e, por isso mesmo, dos mais respeitados. Esteja seguro, V. Exª, a sua família, aqueles que como eu tanto o admiram, de que será desta forma que V. Exª continuará a ser visto pelos brasileiros, pelos goianos e pelos seus Pares: com respeito e enorme admiração.

Leia também:

Efeito cascata ou 'cachoeira'? Anastasia troca cúpula da Segurança Pública mineira

*****

Senado aprova novo regime previdenciário para servidores públicos federais


06.05.2012
Do site do SINDSPREV/PE, 29.03.12
Postado por Edmundo Ribeiro

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (28), em votação simbólica, o novo modelo de previdência do servidor público federal. O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 02/2012, acaba com a garantia de aposentadoria integral a servidores que recebam acima do teto do Regime Geral da Previdência Social, de R$ 3.916,20.

Para ganhar acima desse valor, será preciso aderir à previdência complementar. A regra será obrigatória para quem ingressar no serviço público depois da implementação da lei, mas não atingirá os atuais servidores.

A proposta havia sido aprovada pela manhã na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Agora segue para sanção presidencial. À sessão plenária esteve presente o próprio ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves.

De acordo com o texto, serão criadas três entidades fechadas de previdência privada, uma para cada Poder da República: Executivo, Legislativo e Judiciário. São elas a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp-Exe), Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Legislativo (Funpresp-Leg) e Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário (Funpresp-Jud).

A criação das entidades deve ocorrer até 180 dias após a publicação da lei no Diário Oficial da União. As fundações serão administradas de forma compartilhada entre representantes dos servidores e do Poder a que se referem, compondo os conselhos deliberativo e fiscal.

Relator da matéria nas três comissões que a analisaram (CAS, CCJ e Comissão de Assuntos Econômicos), o senador José Pimentel (PT-CE) afirmou que o novo regime de previdência trata de forma igualitária todos os trabalhadores, seja da iniciativa privada, do serviço público ou autônomos, ao trazer para todos as mesmas regras de aposentadoria.

Para novos servidores

O novo regime previdenciário será obrigatório para os servidores que ingressarem no serviço público a partir do início de funcionamento de cada uma das novas entidades. A obrigatoriedade, no entanto, trata da adoção do novo regime, mas não da adesão a essas entidades.

Do novo servidor será descontado no contracheque 11% sobre R$ 3.916,20. Esse será o limite tanto para a contribuição quanto para a aposentadoria e pensão – semelhante ao modelo já adotado para os trabalhadores da iniciativa privada, abrigados no RGPS.

Quem ganha acima deste valor e desejar aposentadoria ou pensão correspondente à sua remuneração deverá contribuir com o fundo de pensão do Poder para o qual trabalha. Haverá uma contrapartida do empregador, seja Executivo, Legislativo ou Judiciário, no mesmo percentual do empregado. A contrapartida do empregador, no entanto, será limitada a 8,5% da parte do salário que exceder os R$ 3.916,20. Quem ganhar menos do que R$ 3.916,20 poderá contribuir com o fundo e, assim, conquistar o direito a uma previdência complementar, mas sem a contrapartida da União.

Os atuais servidores e aqueles que ingressarem no serviço público até o dia anterior à entrada em vigor do novo regime também poderão optar por ele, se for de seu interesse. Para isso terão prazo de 24 meses para se decidir.

A migração para o novo modelo, porém, será irrevogável. Em compensação, os que migrarem terão direito a receber, quando se aposentarem, uma parcela referente ao período em que contribuíram pelo antigo regime previdenciário. Denominada de benefício especial, essa parcela equivalerá à diferença entre a remuneração média do servidor e o teto do RGPS, calculada proporcionalmente ao tempo de contribuição que ele tem no regime previdenciário da União.

Fim da pressão

O senador Anibal Diniz (PT-AC) afirmou ter certeza de que o PLC 02/2012 irá se constituir em algo “muito importante’ para o Brasil ao dar segurança à previdência dos trabalhadores do setor público no futuro e aos investimentos no país. Para o senador, com a redução da pressão que a previdência promove nos gastos públicos, o governo poderá dar mais atenção a setores estratégicos da economia.

- Não podemos ficar vendo déficit na Previdência. Temos de fazer a previdência ficar sustentável – defendeu.

Para começar a funcionar, as entidades previdenciárias terão recursos iniciais da União. A fundação do Executivo terá um aporte de capital inicial de R$ 50 milhões, enquanto as entidades do Legislativo e do Judiciário terão cada uma o capital inicial de R$ 25 milhões.

Fonte: Agência Senado
****

SANTO AMARO: Trânsito da Avenida Norte muda a partir de sábado

06.04.2012
Do JC Online, 05.04.12

O semáforo do cruzamento entre a via e a Rua da Aurora diminuirá de cinco para dois tempos, eliminando os giros à esquerda

 / Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

Uma nova medida do Plano de Ações para o Trânsito, da Prefeitura do Recife, entra em vigor no próximo sábado (7). A partir da data, estarão proibidos os giros à esquerda no cruzamento entre Avenida Norte com Rua da Aurora e Ponte do Limoeiro. A medida reduzirá o sinal do cruzamento de cinco para dois tempos, visando agilizar o tráfego na localidade.

Com a mudança, os motoristas que trafegam pela Avenida Norte no sentido Centro/Subúrbio e quiserem entrar na Rua da Aurora terão que entrar à direita na Avenida Prefeito Artur de Lima Cavalcanti, que margeia o mangue, e acessar o retorno recém construído na via. O mesmo é válido para quem vem da Rua da Aurora, sentido Recife/Olinda, e deseja entrar à esquerda na Avenida Norte. O condutor deve seguir em frente, retornar pela outra mão, para enfim acessar a via.

» Confira aqui o mapa ilustrativo com as novas orientações de trânsito na região.

Já os carros que vêm do Centro e quiserem retornar ao bairro do Recife poderão também seguir em frente pela Avenida Norte e seguir até a Praça General Abreu e Lima, por trás do Cemitério dos Ingleses, chegando à Avenida Cruz Cabugá para entrar na Avenida Norte de novo. O mesmo caminho deve ser feito por quem vem pela Avenida Prefeito Artur de Lima Cavalcanti e deseja entrar na Ponte do Limoreiro. Quem vem pela Avenida Doutor Jayme da Fonte em direção ao Bairro do Recife deve entrar à direita na Cruz Cabugá e depois à esquerda na Avenida Norte.

GALERIA DE IMAGENS

Quem vem da Ponte do Limoeiro, deve entrar à direita para acessar o retorno e depois a Rua da Aurora
Legenda
Anteriores
  • Foto%3A%20Alexandre%20Gondim%20/%20JC%20Imagem
  • Foto%3A%20Alexandre%20Gondim%20/%20JC%20Imagem
  • Foto%3A%20Alexandre%20Gondim%20/%20JC%20Imagem
  • Foto%3A%20Alexandre%20Gondim%20/%20JC%20Imagem
Próximas





A obra inclui ainda a manutenção das sinalizações horizontal e vertical, como implantação de placas indicativas e pintura de faixas de pedestre e de divisórias da pista. Agentes da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) estarão na localidade durante os próximos dias para orientar os motoristas.

*****
Fonte:http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/geral/noticia/2012/04/05/transito-da-avenida-norte-muda-a-partir-de-sabado-38210.php

Bob Fernandes: As supostas relações de Demóstenes e Gilmar

RELEMBRE DEMÓSTENES PREGANDO MORALIDADE AOS COLEGAS

06.04.2012
Do blog ANAIS POLÍTICOS, 04.04.12


Nada como um dia depois do outro na República chamada Brasil, onde trololós demotucanos estão sendo desmascarados, ainda que tardiamente, para nos liberar de tanta hipocrisia.

Repare neste vídeo do fanfarrão mór Demóstenes Torres, o vestal do Senado, colocando Renan Calheiros na parede. Note como ele se utiliza das palavras que poderiam muito bem estar sendo dirigidas a ele mesmo.

Daí eu me pergunto. Será que enquanto falava tudo aquilo, ele tinha no fundo, algum naco de vergonha naquela cabeça lustra?

A resposta me vem logo em seguida. Claro que não! Não sejamos assim, tão ingênuos.

Assista ao vídeo e divirta-se.

.
Clique aqui para ver a fabriqueta de candidatos do imprensalão paranaense.
Clique aqui para ver a cegueira matinal do Reinaldo Azevedo.
Clique aqui para ver Greca acabando com a boataria da imprensa curitibana.
Clique aqui para ver que a feijoada do Esmael foi um sucesso.

*****

Caso Demóstenes expõe roubalheira e moral hipócrita da direita

06.04.2012
Do blog TERROR DO NORDESTE, 05.04.12



O senador Demóstenes Torres foi, na prática, expulso do DEM nesta terça-feira (3), embora a versão oficial diga que ele decidiu sair do partido. Conhecido pelo discurso da moralidade, de combate à corrupção, o senador tinha o costume de denunciar membros do governo Dilma. Agora ele é acusado de ser cúmplice de negócios ilegais controlados pelo bicheiro Carlinhos Cachoeira, em um esquema que envolve diretamente o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo.


A mídia tem se esforçado para esconder o envolvimento do governador tucano no caso que pode gerar uma CPI no Congresso Nacional. Porém, nesta terça-feira, o governador foi forçado a se manifestar sobre o caso.

"Lamento muito que estes fatos estejam acontecendo. Até porque eu fui colega do senador Demóstenes e ele foi um senador que produziu muito. [Elaborou] milhares de relatórios, ajudou na mudança do Código de Processo Penal, no Código de Processo Civil... É uma das autoridades mais respeitadas nessa área jurídica", disse o Perillo ao R7.

Ele negou as evidências que o ligam ao bicheiro Carlinhos Cachoeira. "Eu queria tranquilizar a todos em relação ao governo do estado. Não há qualquer vínculo de ilícito do governo do estado em relação à contravenção ou com a prática de quaisquer outros crimes. Por esta razão, nós estamos tranquilos, trabalhando, cumprindo agenda diária."

O governador diz ainda não temer as investigações da Polícia Federal. A reportagem de capa da CartaCapital desta semana, porém, não tergiversa, e divulga, sob o título "O crime no poder", provas consideráveis do envolvimento do governador tucano com o esquema ligado ao senador expulso e ao bicheiro.

Da Redação Vermelho, com agências

*****

Escândalo Demóstenes-Cachoeira expõe Brasil como país de otários

06.04.2012
Do BLOG DA CIDADANIA, 05.04.12
Por Eduardo Guimarães

Venho de uma maratona de três dias com a filha caçula (13 anos) na UTI de um hospital. Fui “rendido” na vigília ao lado dela por um acompanhante substituto e temporário – ficará com menina até à noite para que eu possa, por algumas horas, finalmente desfrutar do luxo de uma cama após três noites dormindo em uma poltrona.
Esta irrequieta veia de blogueiro, no entanto, não me deixa pegar no sono. Vim caminhando do hospital até em casa – são só quatro quadras – já fuçando a internet pelo celular e perguntando nas redes sociais quais eram as últimas sobre o caso Demóstenes-Cachoeira, que pôs o país perplexo ao desnudar alguns fatos que parecem oriundos de uma ficção policial ou de espionagem.
Amigos daquelas redes me mostraram que Hollywood não faria melhor. Primeiramente, descubro que não preciso mais da imprensa porque foi só de ontem para hoje que jornais como Folha de São Paulo e O Globo deram uma notícia da qual eu tomara conhecimento há quase uma semana: o governador de Goiás, Marconi Perillo, está envolvido no escândalo em tela.
Diálogos de assessores diretos do governador com o bicheiro Carlinhos Cachoeira que este blog e ao menos outros dois publicaram no meio da tarde do dia 29 último – portanto, há seis dias – através da reprodução do inquérito da Justiça sobre a Operação Monte Carlo já davam, então, acesso ao material que aqueles jornais parecem só ter notado na terça-feira (3) e que só realçaram em suas páginas na quarta (4).
Ainda não chegou à grande mídia outra notícia estupefaciente (venho querendo usar o adjetivo há dias, porque me surgiu do nada na cabeça). A maior revista semanal do país, a qual ganhou fama por publicar escândalos políticos, empreendeu uma epopéia denuncista contra um só lado do espectro político ao longo da década passada valendo-se de relações permanentes e profundas com uma quadrilha que se encontra (quase) toda presa.
Um jornalista e blogueiro de renome publica, em primeira mão, que a publicação que se relaciona com bandidos manteve centenas de ligações telefônicas com eles sem jamais ter notado que enquanto eles lhe forneciam informações sobre políticos aos quais essa publicação se opõe escancaradamente, cometiam graves crimes. Tão graves que foram flagrados pela Polícia Federal.
Em seguida, o mesmo jornalista divulga uma extensa lista de matérias de capa que a tal revista semanal publicou contra o governo do país e informa que todas elas derivaram de informações daquela quadrilha que está vendo o sol nascer quadrado em uma penitenciária de segurança máxima.
Enquanto isso, a mesma revista e outros grandes veículos tão distraídos que até agora não descobriram nada disso, tentam, desesperadamente, achar algum membro do partido do governo federal ou de algum partido aliado para envolver em um escândalo que mostra que o segundo maior partido de oposição não passa de um ajuntamento de criminosos que vai sendo flagrado ano após ano, obrigando esse “partido” a uma teatralização de “surpresa” com os crimes de mais um membro até então emérito.
Essa grande imprensa que se especializou em divulgar escândalos valendo-se de informações miraculosamente levantadas contra o governo federal não foi capaz de ver o que acontecia na oposição – ainda que, até 2003, vivesse descobrindo escândalos do partido que, então, era oposição e que, hoje, ocupa o Poder.
Ainda estou caminhando entre o hospital e a minha residência quando um amigo argentino, que também é jornalista, liga-me no celular e pergunta se é verdade que a tal revista publicou todas aquelas matérias contra o governo usando informações da quadrilha de Goiás, e revela que a imprensa internacional só espera a confirmação dessas informações para divulgá-las.
Para a nossa imprensa seria mais fácil. Os relatórios da Polícia Federal e o próprio inquérito que está na Justiça sobre a operação Monte Carlo permitem comprovar tudo. Porém, a imprensa brasileira fatalmente será furada pela estrangeira, pois as provas contra a tal revista são escandalosas.
Quando a imprensa internacional começar a discutir esse assunto, o mundo saberá que as instituições se mobilizaram para investigar denúncias que aquela revista publicou e que se originaram de uma quadrilha de criminosos (!) com a qual a tal publicação mantinha estreita relação. Também saberá que tais denúncias consumiram recursos públicos e nenhuma foi comprovada.
Detalhe: refiro-me às denúncias contra o governo federal que a revista fez baseada em informações da quadrilha que está no xilindró e que, nos grampos da Polícia Federal, os bandidos dizem que foram “todas” fornecidas por eles mesmos.
O que o mundo dirá do Brasil? O que você diria de um país que coloca polícia, toda a grande imprensa, a Procuradoria da República e até o Judiciário para correrem atrás de denúncias feitas por bandidos de forma a distraírem essas autoridades das próprias atividades criminosas? Você, leitor, não sei, mas eu diria que é um país de otários.

******

BLOG MOBILIDADE URBANA: Desrespeito às vagas especiais

06.04.2012
Do DIARIO DE PERNAMBUCO,05.04.12
Por Tânia Passos



Apenas 7% das vagas dos estacionamentos privados são destinadas para idosos e deficientes físicos pelo Código de Trânsito Brasileiro. Os outros 93% são para os demais motoristas. Mas nunca parecem ser o bastante. Seis meses após o lançamento da campanha entre os shoppings do Recife e a CTTU para conscientização do respeito às vagas especiais, os números mostram que os recifenses continuam desrespeitando a legislação. Somente nos três primeiros meses do ano foram emitidas 521 notificações.  As vagas especiais só podem ser usadas por quem portar o cartão de identificação da CTTU.

O Diario acompanhou uma blitz da CTTU em dois shoppings da cidade: Boa Vista e Recife e constatou a “normalidade” das infrações. No Shopping Center Recife, que tem 5 mil vagas, a ocupação irregular é uma prática corriqueira. Em um dos exemplos, os agentes de trânsito encontraram situações de carros com três tipos de infração. O veículo estacionado com uma parte na vaga de deficiente físico e outra parte em cima da marca de canalização (espaço destinado para o embarque e desembarque da cadeira de rodas). Nesses casos, as multas são para ocupação irregular da vaga especial, que corresponde a três pontos na carteira, de estacionamento sobre a marca de canalização, que é de cinco pontos na carteira e, ainda, por ter transitado sobre a marca de canalização. Essa última é gravíssima e sete pontos na carteira. “De uma vez só o condutor recebe 15 pontos na carteira e totaliza mais de R$ 700 em multa”, explicou o agente de trânsito Wilson Lima. O o número máximo de pontos é 20.

Fiscalização

O peso no bolso parece não ter tido ainda o efeito desejado ou talvez as fiscalizações não tenham conseguido imprimir um ritmo sistemático. De acordo com a CTTU, a operação é feita com duas duplas de agentes de trânsito nos turnos da manhã e tarde. Mas a demanda é muito superior à capacidade de fiscalização. “No Shopping Recife, a gente atua por setor. Não há como fiscalizar as 5 mil vagas em um turno. Todas as vezes encontramos irregularidades”, disse Wilson Lima. Uma paradinha rápida é uma das desculpas mais ouvidas pelos agentes para justificar a infração. No Shopping Boa Vista, encontramos uma Kombi dos Correios fazendo descarga em uma vaga especial. Outra prática comum no Boa Vista é o motorista estacionar nessas vagas para pagar o estacionamento. “Desconhecia essa prática”, afirmou o gerente de operações do shopping, Rivanaldo Sales. O agente de trânsito Rorenaldo Cândido lembra que “basta estacionar na vaga, já é infração”.

Infrações

Nem sempre os agentes multam. “Nosso interesse é evitar que a pessoa volte a cometer a infração”, ressaltou Cândido. Para o diretor de operações de trânsito da CTTU, Agostinho Maia, as fiscalizações não vão conseguir implantar a cultura do respeito às vagas especiais. “Quando a fiscalização para, as infrações continuam. O trabalho de conscientização tem que ser amplo e permanente”, ressaltou. O diretor executivo da Associação Pernambucana de Shoppings Centers (Apesce), Raymundo Almeida, acredita que houve melhora após a campanha. “Fizemos uma ampla campanha e percebemos melhora significativa”, afirmou. Pode ser. Mas ainda não o bastante.
*****

Por que as caronas corporativas são caronas inteligentes

06.04.2012
Do Youtube,28/10/2011
Postado por    

   
***** 

MOBILIDADE URBANA:Infratores vão parar na internet


06.04.2012
Do DIARIO DE PERNAMBUCO
Por Tânia Passos
taniapassos.pe@dabr.com.br

Indignado com desrespeito à vagas especiais, analista de sistemas criou página para denunciar

Imagem: HELDER TAVARES/DP/D.A PRESS

O que transforma uma prática irregular em um hábito? Seria a falta de punição ou o anonimato do infrator? Para tornar públicos os desrespeitos às vagas especiais de estacionamento, o analista de sistemas Carlos Edmar Pereira, pai da menina Clara, que tem deficiência física, criou o site www.vagadavergonha.tumblr.com, onde posta flagrantes com os quais se depara diariamente. Ontem, o Diario trouxe o assunto à tona e revelou que a prática é mais comum do que se imagina, até mesmo nos maiores shopping centers da cidade. De acordo com dados da CTTU, foram mais de 500 infrações registradas nos três primeiros meses do ano, em vagas de idosos e deficientes físicos. 

Segundo ele, a ideia surgiu a partir de um site produzido em São Paulo. “Lá, uma certa avenida se transformou em ponto de prostituição. Os carros paravam na via. Houve vários pedidos à companhia de trânsito para fiscalizar, sem sucesso, até que alguém criou um site e começou a mostrar os carros. Os motoristas deixaram de parar e as prostitutas saíram”.

Ele acredita que, se for revelada a infração, o condutor dificilmente irá repeti-la. “Certa vez, cheguei em uma loja e as vagas especiais estavam ocupadas por motos. Procurei o gerente e disse a ele que ia fotografar e colocar na internet. Ele pediu para eu não fazer isso e chamou os donos das motos pelo sistema de autofalantes para desocupar as vagas. Todos retiraram seus carros”, revelou. O trabalho do analista é de “formiguinha”, mas pode ganhar novos adeptos e as redes sociais têm exercido um papel fundamental. “A notícia circula muito rapidamente pela internet e ninguém vai querer aparecer como um infrator, uma pessoa que não tem respeito pela cidadania”, opina. O diretor de operações de trânsito da CTTU, Agostinho Maia, concorda com esse ponto de vista. “O que também funciona é multa pesada. Por isso, defendo valores mais altos. É um instrumento educativo. Foi assim com o cinto de segurança”. 

Estacionar em vaga especial é considerada infração leve, com multa de R$ 53 e três pontos na carteira. Já estacionar por cima da marca de canalização, por onde se faz o embarque e o desembarque dos cadeirantes, é falta grave, com multa de R$ 127 e cinco pontos. Transitar pela marca de canalização é infração gravíssima. A multa é de R$ 574, mais sete pontos. Entre as situações mostradas no site, há casos em que o mesmo condutor comete três infrações, o que soma 15 pontos e R$ 754 em multas. Uma das estratégias do analista, quando encontra um carro irregular na vaga especial, é “trancar” o veículo. “Deixo o meu carro atrás. O motorista tem que esperar eu voltar. É uma forma de mostrar que a vaga é para o deficiente”. 
*****