quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Brasil, novo Eldorado para europeus em busca de oportunidades


24.11.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO, 23.11.11
Por Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
Brasil, novo Eldorado para europeus em busca de oportunidades . Imagem: Evaristo Sá/ AFP Photo
Assim como muitos outros europeus, Afeida Ghaleb, de 33 anos, não lamenta ter deixado a França em julho para trabalhar no Brasil, país motor da América Latina, que atrai cada vez mais estrangeiros em busca de oportunidades.

"Sinto que escapei da crise na Europa. Tenho uma dupla cultura (franco-árabe) e tinha vontade de ter uma experiência internacional", disse à AFP a jovem francesa, que trabalhou durante 10 anos em uma empresa agroalimentícia nos subúrbios de Paris.

Contratada pela Michelin no Rio de Janeiro com um contrato local, explicou que o Brasil "é mais aberto, não somos rotulados".

"A França, infelizmente, não valoriza a diversidade", considerou.

Sétima economia mundial, o Brasil cresceu 7,5% em 2010 e aguarda neste ano uma alta de 3,5%, superior à média mundial. A taxa de desemprego caiu a 6% neste ano, a menor desde 2002.

Diferentemente dos europeus que chegam ao Brasil de forma cada vez mais numerosa e enfrentam o problema para obter um visto de residência, Afeida conseguiu com a Michelan um visto de dois anos, renovável.

Alejandro, um espanhol de 33 anos, chegou ao Brasil em outubro como turista. Não teve a mesma sorte que Afeida e faz pequenos trabalhos, como DJ ou guia nas favelas.

"Com a crise e o desemprego na Espanha, precisava mudar de ares, uma cidade com praia e sol. É preciso ir onde as coisas estão melhores. Mas meu visto expira em um mês e meio", disse à AFP este madrileno. Se não conseguir renovar seu visto por outros três meses, o máximo permitido para os turistas, se tornará um imigrante "ilegal".

Como Afeida, Alejandro divide um apartamento com um amigo em Ipanema. Os recém-chegados enfrentam a explosão dos preços no país, impulsionados pela boa saúde da economia e pelo fato de que o Brasil sediará a Copa do Mundo de futebol em 2014 e o Rio os Jogos Olímpicos de 2016.

Segundo o ministério da Justiça, a quantidade de estrangeiros em situação regular aumentou mais de 50% de janeiro a junho, passando de 961 mil a 1,5 milhão. O número não para de crescer e os que chegam em maior número ao Brasil são os portugueses, que compartilham a mesma língua.

De dezembro de 2009 a junho de 2011, os portugueses que estão legalmente no país aumentaram de 277 mil para 329 mil; os espanhóis de 58.500 para cerca de 81 mil e os franceses de 16.500 a 17.800.

Mas as autoridades estimam em mais de 600 mil o número de imigrantes ilegais, em alta constante. Deste total, cerca de 40% são bolivianos, seguidos pelos chineses, com 13%.

"Na Europa, o Brasil é considerado uma terra de oportunidades", declarou à AFP a diretora da Câmara espanhola de Comércio de São Paulo, Nuria Pont.

Este aumento não se deve apenas à crise na Europa, mas também à enorme demanda do Brasil, explicou.

"Há 40 milhões de novos consumidores - quase o tamanho da Espanha - que saíram da pobreza, e o mercado brasileiro não chega a satisfazer a demanda", explicou.

"Faltam oito milhões de profissionais qualificados, como engenheiros, que as universidades brasileiras demorarão de cinco a seis anos para formar", acrescentou.

O jovem arquiteto espanhol David Galipienzo, que implanta um projeto imobiliário no Rio de Janeiro, é testemunha disto.

"Baixamos de (uma oferta de) 800 mil casas por ano para menos de 100 mil. Aqui, a demanda não para de aumentar", disse David.

O boom da economia brasileira, com a criação de 2,5 milhões de empregos em 2010, associado à crise nos países ricos, está provocando a volta da legião de brasileiros que emigraram na década de 1990 aos Estados Unidos, Europa e Japão.

De 2005 a 2011, o número de brasileiros que vivem no exterior caiu pela metade, de quatro para dois milhões, segundo números oficiais.

Da AFP Paris
*****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/nota.asp?materia=20111123104521

Ex-detento preso injustamente morreu de infarto, atesta SVO


24.11.2011
Do DIARIO DE PERNAMBUCO, 23.11.11
Por Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR 
Necropsia
       
Marcelo Lyra/Esp.DP D.A Press/ArquivoO ex-detento Marcos Mariano da Silva morreu vítima de um infarto. A causa da morte foi atestada esta manhã pelos médicos legistas que realizaram a necropsia no Serviço de Verificação de Óbito (SVO), na Cidade Universitária. O local e a hora do sepultamento ainda não foram informados pela família.


Marcos, que passou 19 anos preso injustamente, faleceu ontem, aos 63 anos. Ele foi encontrado sem vida pela esposa, Lúcia Vicente Rodrigues, por volta das 20h, na casa da família em Afogados. Ele ficou conhecido por ter passado quase duas décadas no Presídio Aníbal Bruno, acusado de homicídio. Durante o tempo que ficou detido, estilhaços de uma bomba lançada durante uma rebelião o atingiram, deixando-o cego de um olho. Pouco tempo depois, perdeu a visão no outro olho.


Lúcia contou que, na tarde de ontem, por volta das 14h, o marido havia recebido o telefonema do advogado informando que seria paga a segunda parcela da indenização de R$ 2 milhões, cobrada ao governo do estado. Ao procurar o marido para jantar, ela o encontrou morto no quarto do casal. 


O major Roberto Galindo, ex-diretor do Aníbal Bruno, foi quem descobriu que Marcos era inocente. Segundo Galindo, o detento contava que em 1976 um homem ferido havia se debruçado sobre seu carro, manchando o veículo de sangue, no Cabo de Santo Agostinho. O homem morreu e a Polícia Civil do município acusou Marcos de ser autor do crime.


Quatro anos depois, o verdadeiro assassino foi capturado e Marcos foi solto, mas, segundo Galindo, ele contou que um policial que estava na operação que o prendeu da primeira vez o reconheceu na rua e, dizendo que ele havia fugido, levou-o de volta ao Aníbal Bruno, onde passou mais 15 anos atrás das grades. “Prenderam ele e não houve flagrante nem inquérito aberto. Todo dia ele me dizia que era inocente, até que resolvemos fazer um mutirão com casos antigos e descobrimos”, relembra.


Ao ser preso, Marcos foi abandonado pela primeira esposa e pelos filhos. No período em que ficou na cadeia, conheceu Lúcia, com quem adotou uma criança. Em 2006 o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ordenou que o governo do estado o indenizasse em R$ 2 milhões, dinheiro que foi pago em 2009.


Com informações do Diario de Pernambuco e da TV Clube
****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/vidaurbana/nota.asp?materia=20111123110624

Políticos e fazendeiros são indiciados por mortes de índios


24.11.2011
Do blog OS AMIGOS DO PRESIDENTE LULA

Seis pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso do Sul pelo envolvimento no ataque à comunidade indígena Ypo'i em Paranhos, no sul do Estado, e pela morte dos professores indígenas Jenivaldo Vera e Rolindo Vera. Entre os denunciados estão políticos e fazendeiros da região. Eles são acusados por homicídio qualificado - sem possibilidade de defesa da vítima -, ocultação dos cadáveres, disparo de arma de fogo e lesão corporal contra idoso.

Foram denunciados Fermino Aurélio Escolbar Filho, Rui Evaldo Nunes Escobar e Evaldo Luís Nunes Escobar, filhos do proprietário da Fazenda São Luís; Moacir João Macedo, vereador (PSDB)e presidente do Sindicato Rural de Paranhos; Antônio Pereira, comerciante da região, e Joanelse Tavares Pinheiro, ex-candidato a prefeito do PSDB de Paranhos.

Para o procurador da República Thiago dos Santos Luz, "é intrigante constatar que pelo menos seis indígenas, as únicas testemunhas oculares dos fatos, em depoimentos detalhados, verossímeis e harmônicos, prestados logo após os crimes, tenham expressamente nominado e reconhecido três indivíduos que participaram direta e pessoalmente do violento ataque a Ypo'i e nenhuma delas tenha sido sequer indiciada pela autoridade policial, que concluiu o caso sugerindo o arquivamento. Pergunto-me: quantos testemunhos mais seriam necessários? Depoimentos de índios não valem nada?"

As mortes ocorreram durante expulsão de área reivindicada pelos indígenas como de ocupação tradicional indígena da etnia guarani-kaiowá (Tekoha Ypo'i), na Fazenda São Luiz, em Paranhos, em 31 de outubro de 2009. Alguns dos denunciados e outras pessoas ainda não identificadas chegaram ao local em caminhões e caminhonetes, efetuando disparos com pelo menos sete armas de fogo de vários calibres e agredindo o grupo de 50 indígenas. Mário Vera, à época com 89 anos, recebeu pauladas nas costas, ombros e pernas. Os dois professores foram mortos e os corpos, ocultados.
*****

No futuro você verá seus e-mails através de sua lente de contato

24.11.2011
Do site do JORNAL CIÊNCIA, 22.11.11
Por OSMAIRO VALVERDE DA REDAÇÃO DE BRASÍLIA
Pesquisadores dos Estados Unidos e Finlândia uniram forças para criar uma inovação no ramo das lentes de contato.

 lente já é chamada de “visão exterminadora”. O protótipo consegue traduzir informações de um computador diretamente sobre o olho humano, sendo testado com sucesso.
A pesquisa está apenas no começo, mas a intenção primordial dos cientistas é encontrar algum dia uma lente que seja capaz de estabelecer ligação com a internet, para que os usuários possam ler e-mails, enviar mensagens de texto apenas com o movimento dos olhos, além de controlar sua saúde e lhe avisar caso a “lente futurista” perceba algo de errado em seu organismo como aumento de temperatura ou doenças imperceptíveis.
A grande questão neste caso é o fato dos olhos não poderem enxergar imagens produzidas pela lente devido à grande aproximação. Outras lentes estão sendo criadas e testadas, contendo minúsculos prismas que ajudariam os olhos a focalizarem a luz, com imagens sendo exibidas em sua superfície, permitindo uma total visualização.
Testes foram feitos em coelhos, mostrando que a lente até o momento não causou nenhum efeito colateral ou irritação aos olhos.  A tecnologia de transmissão Wireless precisa avançar, pois a lente só consegue captar sinais de rádio em distâncias de apenas 2 cm da base. Os cientistas querem encontrar até 2012 um modo de permitir que a transmissão ultrapasse os 2 metros de distância.
A foto abaixo mostra como a lente é formada: (1) chip de safira transparente especialmente cortado para os olhos humanos, (2) circuito integrado para armazenar energia, (3) antena de recepção de energia na forma de ondas de rádio, (4) metal de interligação, (5) polímero cosmético usado em lentes gelatinosas, (6) a imagem do número 6 está mostrando a estrutura da lente sobreposta em um objeto abaulado.

Foto: divulgação

Espalhe esta matéria para seus amigos no facebook, twitter ou orkut!

Foto: Reprodução/Universdade de Washington

*****
Fonte:http://www.jornalciencia.com/index.php?option=com_content&view=article&id=1114%3Ano-futuro-voce-vera-seus-e-mails-atraves-de-sua-lente-de-contato&catid=126%3Aindustrial&Itemid=507&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+jornalciencia%2FmnER+%28Jornal+Ci%C3%AAncia%29

Caso Chevron obriga Brasil a pensar como potência

24.11.2011
Do BLOG DA CIDADANIA
Por Eduardo Guimarães

Apesar de o Brasil ter razões óbvias para estar aborrecido com a petroleira americana Chevron, o vazamento que a cada vez mais evidente imperícia da empresa causou motiva reflexão sobre quanto o país progrediu, pois o episódio insinua superioridade técnica e financeira da Petrobrás e revela postura soberana das instituições brasileiras em relação a uma poderosa transnacional que há uma década talvez nem fosse incomodada.
De acordo com o diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Haroldo Lima, a Chevron está sendo punida devido à falta de equipamento adequado para estancar o vazamento, tendo sido obrigada a pedi-lo emprestado à Petrobrás, e por esconder informações, o que, mais do que desrespeito pelas leis brasileiras, pode ter relação com problemas econômicos que afetam o país-sede da empresa, sem falar em sua incapacidade técnica e falta de transparência.
Mas não é só isso. Vai ficando cada vez mais claro que chegou o momento de o Brasil começar a agir como potência não só do ponto de vista econômico, mas, também, do ponto de vista estratégico, pois lhe faltam os meios de patrulhar as suas cobiçadas águas territoriais e isso tira do país as condições de fazer valer a sua soberania por meios não-diplomáticos, o que toda grande nação precisa ter como fazer, se for o caso.
Recentemente, a imprensa noticiou o progressivo sucateamento do poderio bélico do país, se é que se pode chamá-lo assim. A defesa do território nacional seco também está ameaçada pela incapacidade da Força Aérea Brasileira de patrulhar e até de chegar rapidamente a eventuais zonas de conflito fronteiriças devido à obsolescência de suas aeronaves de caça. Enquanto isso, a compra das novas aeronaves empaca sem que se tenha notícia de quando será efetuada.
Nesse aspecto, a politização do assunto compra de novos caças pela imprensa, ano passado, terminou por fazer o governo congelar as tratativas. Devido à mesma imprensa querer determinar de que nacionalidade seriam as armas – que, obviamente, queria que fossem as fabricadas pelos Estados Unidos – o governo retrocedeu e a situação de fragilidade estratégico-militar foi se agravando.
O país tem recursos para se armar. É, atualmente, um dos mais desarmados da América Latina apesar de seus recursos financeiros serem muito maiores do que os de seus vizinhos. E é a política que o mantém inferiorizado belicamente, o que lhe retira também as condições estratégico-militares de seguir pleiteando o tão ambicionado assento definitivo no Conselho de Segurança da ONU.
Está faltando coragem ao governo de pôr o tema em pauta.
O episódio Chevron mostrou a importância e o peso do Brasil hoje no mundo. A poderosa transnacional foi devidamente enquadrada, teve suas atividades suspensas e, preocupada, manifestou-se no sentido de se submeter plenamente às determinações e demandas nacionais. O mundo leva o Brasil cada vez mais a sério, entende cada vez mais a sua importância. É preciso que o país também se leve a sério.

****
Fonte:http://www.blogcidadania.com.br/2011/11/caso-chevron-obriga-brasil-a-pensar-como-potencia/

AIDS/HIV: A crise econômica pode provocar rápida disseminação do HIV na Europa

24.11.2011
Do site do JORNAL CIÊNCIA, 21.11.11
Por  OSMAIRO VALVERDE 
Parece exagero a manchete, mas não é. A crise está provocando o fechamento de hospitais na Europa.
Não é apenas o bolso que é afetado quando ocorrem graves crises econômicas. Especialistas dizem categoricamente que a crise na Europa terá graves efeitos na propagação do vírus do HIV, causador da AIDS.
A União Européia já informou através de uma agência de saúde que já está ocorrendo aumento no número de infecções. Devido aos cortes no orçamento de vários países, muitos hospitais e clínicas de reabilitação terão de ser fechados, o que inviabiliza o tratamento para vários portadores do vírus.
Em países mais afetados como a Grécia, obrigado a reduzir seu orçamento da saúde em 40%, já existem registros de aumento de 50% de novos portadores do vírus que utilizam drogas injetáveis. Organizações não-governamentais e agências de saúde informaram que houve aumento de portadores do vírus em países como Estônia, Bulgária e Lituânia.
Espalhe esta matéria para seus amigos no facebook, twitter ou orkut!

FotoReprodução/internet
*****

Cadê o cunhado do Alckmin?

24.11.2011
Do blog de Altamiro Borges, 23.11.11
Por Altamiro Borges


Na semana passada, a Justiça Federal de São Paulo bloqueou todos os bens do cunhado do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Paulo César Ribeiro, o Paulão, irmão da primeira-dama Lu Alckmin, é acusado de comandar um esquema de fraudes em licitações públicas para o fornecimento de merendas escolares à prefeitura de Pindamonhangaba, a 140 km da capital paulista. 

A decisão da juíza Carla Cristina Fonseca Jório, da 1ª Vara Federal de Taubaté, também incluiu outras sete pessoas – entre elas o próprio prefeito da cidade, João Antonio Salvado Ribeiro, do “ético” PPS de Roberto Freire, e seis empresas fornecedoras. Além do bloqueio dos bens, a Justiça determinou ainda a cobrança de R$ 50 milhões de cada dos envolvidos na ação criminosa.

"Diversas irregularidades e ilegalidades"

Segundo assinalou a juíza Carla Cristina, num despacho de 16 páginas, “o requerido (Paulo Ribeiro), segundo as provas existentes, foi lobista e intermediou a doação do Grupo SP Alimentação para a campanha do prefeito João Antônio Salgado Ribeiro... Consta, também, que ele recebia propina da empresa Verdurama”.

A Verdurama Comércio Atacadista de Alimentos recebeu R$ 29,34 milhões da gestão João Antônio no período entre 2006 e 2010. O Ministério Público Estadual constatou que o contrato foi aditado quatro vezes, o que permitiu a prorrogação do negócio, com elevação dos preços do cardápio servido a 22.119 alunos. O Ministério Público apontou “diversas irregularidades e ilegalidades”.

Doações ilegais para o Caixa-2

O prefeito João Antônio também é acusado pelo Ministério Público por ter nomeado Silvio Serrano para a Secretaria da Fazenda, um testa-de-ferro de Paulão. A nomeação foi a contrapartida pela ajuda que o cunhado de Alckmin deu ao prefeito na campanha eleitoral. Segundo o Ministério Público, ele foi responsável pelo recolhimento de doações ilegais da campanha – o famoso Caixa-2.

O cunhado de Alckmin é alvo de várias investigações e parece ser uma peça-chave no esquema do PSDB em São Paulo. No final do ano passado, escutas telefônicas detectaram a conversa entre um empresário da indústria química com Silvio Serrano, visando marcar um encontro com Paulão. O objetivo seria interceder numa licitação do Metrô e o empresário fala numa “comissão boa”.

Um lobista bem atuante

“O grampo é um indicativo de que o raio de ação e influência de Paulão como lobista pode ir além do campo da merenda. Além de infiltrar-se no âmbito das administrações municipais, ele teria estendido seus préstimos a empresas do Estado”, comentou, na época, o Estadão. “O Ministério Público suspeita que ele use a proximidade familiar com o chefe do Executivo para abrir portas”.

Um estudo feito pela bancada do PT na Assembléia Legislativa de São Paulo constatou, inclusive, que a própria Verdurama, além de transitar pelas prefeituras do interior, firmou vários contratos e aditamentos com a Imprensa Oficial do Estado (Imesp) e com a Prodesp. Eles renderam R$ 23,5 milhões à empresa ligada ao lobista Paulão.

Um dos contratos foi firmado pela Sistal, parceira da Verdurama, com a Imesp em julho de 2000, quando Alckmin ainda era vice-governador. Com a morte de Mário Covas, ele assumiu o posto e prorrogou o contrato. Já o efetuado com a Prodesp foi de julho de 2001 até o fim de 2003, ano em que também houve aditamentos. O valor nominal destes contratos foi de R$ 13, 48 milhões - corrigido pelo IGP-DI até dezembro de 2010, eles alcançam R$ 23, 53 milhões.

O estranho silêncio da mídia

No final de 2010, o deputado estadual Antonio Mentor (PT), líder da bancada, encaminhou ao Ministério Público documentos relativos aos contratos. O PT suspeita que Paulão transite em repartições estaduais e municipais há pelo menos 10 anos. O lobista é rastreado pela promotoria desde 2006.

Apesar das várias suspeitas, a mídia demotucana evita dar manchetes para o cunhado de Alckmin. A revista Veja nunca publicou uma daquelas reportagens escandalosas sobre o delicado assunto. No Jornal Nacional, o casalzinho global também não trata do tema. Nos jornalões, as denúncias de corrupção do lobista Paulão aparecem em pequenas notas, sem qualquer realce. Estranho, não é?
****
Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com/2011/11/cade-o-cunhado-do-alckmin.html

Um ultimato ao PSDB no estilo José Serra


24.11.2011
Do blog  do Zé Dirceu, 23.11.11


Image José Serra


A verdade é que as divergências e cisões entre os tucanos (leiam o post acima Tucanos vestem a carapuça na história de que jogaram a toalha) são muito maiores do que parecem à primeira vista. Além de divididos entre quatro pré-candidatos, eles também estão separados entre serristas e alckmistas, e entre os que querem e os que não querem aliar-se ao prefeito paulistano Gilberto Kassab (ex-DEM-PSDB, agora PSD).


Aliás, já não têm, e isto está claro, o apoio de Kassab e do seu PSD. O prefeito até já lançou seu candidato ao Palácio Anhangabaú (Prefeitura): Guilherme Afif Domingos. Assim, o tucanato tem é uma longa caminhada pela frente para ter candidato e aliança capazes de levá-los ao 2º turno.


Os tucanos nem haviam ainda se refeito do baque da exposição da lavagem de sua roupa suja em público (pelo Estadão) e veio essa outra bomba contra eles publicada hoje pela Folha de S.Paulo: numa reunião com a cúpula do PSDB, José Serra comunicou que o partido não deve ter candidato a prefeito.


Um ultimato bem ao estilo José Serra


E mais: avisou que ou o PSDB apóia a candidatura a prefeito do vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD), apresentada por Kassab, ou ele, Serra, cruza os braços e não participa da campanha. Assim, mesmo, feito ultimato... E tem precedente: em 2008, contrário à candidatura de Geraldo Alckmin a prefeito, ele fez campanha pela reeleição do aliado Gilberto Kassab.


Do nosso lado temos já três candidatos fortes, o ministro da Educação, Fernando Haddad, pelo PT; o deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP); e ainda o vereador Netinho, pelo PC do B. Do lado de cá, falta o PDT definir seu rumo e o PR.


Do lado de lá eles têm, por enquanto, só o DEM (se é que não foi varrido pela formação do PSD e ainda existe em São Paulo), o PTB, o PSB e o PP de Paulo Maluf, todos três partidos integrantes do governo Alckmin no Estado. Agora, é esperar para ver o que é retórica nessa nota do tucanato e no ultimato de José Serra, e o que é realidade.

Foto Fabio Rodrigues Possebom/ABr
****
Fonte:http://www.zedirceu.com.br/index.php?option=com_content&task=view&&id=13856&Itemid=2

Governo estuda distribuir lucro do FGTS entre os trabalhadores

24.11.2011
Do site da Folha.com, 23.11.11
Por LORENNA RODRIGUES
DE BRASÍLIA


O governo estuda distribuir anualmente parte dos lucros do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) entre os trabalhadores para aumentar a remuneração do fundo, que, como no ano passado, ficará abaixo da inflação em 2011.

Com o aval do Conselho Curador do FGTS, a Caixa Econômica Federal concluiu um estudo que prevê a distribuição anual de até metade do resultado do fundo entre todas as contas com saldo em 31 de dezembro.


Estima-se que isso poderia até dobrar a atual remuneração, que é de 3% (juros) mais a variação da TR no ano.

Como o rendimento do fundo é previsto na lei que criou o FGTS, qualquer mudança tem de ser aprovada pelo Congresso Nacional.

Segundo a Caixa, o Ministério do Trabalho está analisando o estudo e avalia enviar um projeto de lei para o Legislativo com a proposta. De acordo com o ministério, porém, não há decisão sobre o assunto na pasta ainda.

No ano passado, o FGTS teve lucro de R$ 5,4 bilhões. O resultado é o retorno dos investimentos, cujos recursos são usados principalmente em financiamentos de habitação, incluindo o programa Minha Casa, Minha Vida, e para financiar obras de infraestrutura e saneamento.

Diogo Shiraiwa/Editoria de Arte/Folhapress

Pela proposta em estudo, anualmente o conselho curador determinará o percentual que o trabalhador receberá como "dividendo", que incidirá sobre o saldo existente ao final de cada ano.

Se a regra já estivesse em vigor neste ano, até metade dos R$ 5,4 bilhões do lucro do ano passado seria dividida entre os mais de 200 milhões de contas abertas no momento -das quais 90 milhões receberam depósitos nos últimos 12 meses.

NOVAS PERDAS

Há alguns anos, representantes dos trabalhadores reclamam da baixa remuneração do FGTS. O governo vem estudando formas de aumentar os rendimentos sem comprometer a estabilidade do fundo.

Neste ano, as contas do FGTS renderão 4,29% (TR de 1,2552% mais 3%), segundo cálculos de Mario Avelino, presidente da ONG Instituto FGTS Fácil. Como o IPCA deverá ficar em 6,5%, as contas dos trabalhadores deixarão de receber R$ 21 bilhões apenas neste ano, diz Avelino.

Uma das propostas avaliadas era atrelar a remuneração à inflação. A alternativa, contudo, enfrenta resistência por aumentar a indexação da economia e potencialmente encarecer financiamentos com recursos do FGTS.

A proposta de distribuição de lucros ganhou força justamente por não criar uma amarra ao desempenho do fundo.

*****
Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1010549-governo-estuda-distribuir-lucro-do-fgts-entre-os-trabalhadores.shtml

DOAÇÃO DE SANGUE: Ministério da Saúde vai buscar novos doadores de sangue por meio de cadastro em redes sociais

24.11.2011
Do BLOG DE JAMILDO, 23.11.2011
Postado por Helder Lopes
Da Agência Brasil


Em busca de aumentar o número de doadores de sangue no país, o Ministério da Saúde decidiu contar com a ajuda das redes sociais. A partir de hoje (23), a página do ministério no Facebook terá um aplicativo em que o internauta poderá se cadastrar como doador de sangue.


O interessado deve informar o nome, o tipo sanguíneo e a região onde mora. Ele não será obrigado a doar imediatamente. Os hemocentros terão acesso ao banco de doadores interessados para poder acioná-los quando for registrada falta de algum tipo de sangue em determinada região.


Com o cadastro virtual, a ideia é que os internautas espalhem a novidade para amigos que vivem na mesma região.


Atualmente, 1,9% dos brasileiros doa sangue regularmente. O percentual está dentro do parâmetro estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que varia de 1% a 3% da população. No entanto, a pressão por mais bolsas de sangue cresce a cada ano no país. As 3,5 milhões de bolsas de sangue coletadas por ano já não têm sido suficientes para suprir a demanda, por exemplo, dos transplantes de órgãos. O ideal é chegar a 5,7 milhões anuais.


Se cada brasileiro doasse duas vezes ao ano, não faltaria sangue para transfusões, calcula o ministério.


O lançamento do aplicativo virtual faz parte da campanha do Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado no dia 25 deste mês.


Quem pode doar sangue:


- Homens e mulheres de 18 a 67 anos. Jovens de 16 e 17 anos podem doar desde que tenham autorização dos pais ou do responsável legal
- O doador deve pesar mais de 50 quilos e precisa apresentar documento com foto válido em todo o território nacional, como carteira de identidade ou habilitação de motorista


Recomendações:


- Não doar em jejum
- Dormir por, pelo menos, 6 horas antes da doação
- Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação
- Evitar fumo e comidas gordurosas


Quem não pode doar:


- Pessoas que tiveram hepatite após os 11 anos de idade
- Grávidas e mulheres em fase de amamentação
- Pessoas expostas a doenças transmissíveis (Aids, hepatite, sífilis e doença de chagas)
- Usuários de drogas
- Pessoas que tiveram relação sexual com parceiro eventual sem uso de preservativo
*****
Fonte:http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2011/11/23/ministerio_da_saude_vai_buscar_novos_doadores_de_sangue_por_meio_de_cadastro_em_redes_sociais_119515.php