sábado, 3 de setembro de 2011

Audiência #folhaXfalha: jornal mente e revela seu lado Otavinho Vader em texto raivoso #magoei

04.09.2011
Do blog  DESCULPE NOSSA FALHA, 01.09.11

mimimimi
A forma que a Folha encontrou pra noticiar hoje a aprovação da audiência pública ontem na Congresso Nacional sobre a censura que promove contra o blog Falha de S.Paulo, que a parodiava e criticava, é digna de aula de jornalismo. Em 13 linhas o jornal conseguiu cometer omissões, mentiu e destilou todo seu rancor, bem ao estilo Otavinho Vader. Mas é assim que a gente gosta, quando as máscaras começam a cair. Vamos lá:
1ª MENTIRA: O jornal diz que nosso blog, “a pretexto de criticar o jornal, vinha utilizando o logotipo”. OI? É exatamente o contrário! Nós usávamos um logotipo parecido com o da Folha para criticá-la. Por quê raios nossa intenção seria original usar o logo –e não criticar o jornal??
2ª MENTIRA: Nós não usávamos o logo. Essa afirmação da Folha é mentira. Nós usávamos o NOSSO logo, o da FALHA. Ele era parecdio, mas NÃO ERA o logo do jornal. Inclusive no processo assinado pela censora da Folha, a advogada Taís Gasparian, ela nunca fala que usamos logo, e sim um logo PARECIDO. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.
OMISSÕES: O jornal não cita o nome do blog que censuraram, mas acho você sabe qual é… também esconde o nome do deputado federal que teve culhão para convocá-los ao Congresso Nacional, mas a fAlha informa: é Paulo Pimenta (PT-RS). Também não cita que serão convidados para explicar a censura o dono do jornal, Otávio Frias Filho, seu editor-executivo, Sérgio Dávila, a advogada-censora Taís Gasparian e o secretário de redação Vinicius Mota.
DISTORÇÕES DA REALIDADE: O jornal afirma que “a Justiça determinou que o blog não use mais o logo nem endereço semelhante na internet”. Traduzindo para a vida real: “A mando da Folha, a Justiça cassou o blog Falha de S.Paulo, ameaçou seus criadores com multa  e os impediu de continuar fazendo a paróida (que era semelhante ao que fizem e fizeram CQC, Casseta & Planeta, Pasquim, Ziraldo, a própria Folha e mais centenas de etc)”.
MAIS ALGUNS PINGOS NOS IS
R$ 10 mil por dia? Tá boa??
Danos morais é pra quem tem moral...
JORNAL DO FUTURO (sic) QUER NOS ARRANCAR DINHEIRO, INTIMIDANDO OUTROS “ATREVIDOS”. Sim… é feio falar assim né? Mas está lá na ação da censora da Folha (ao lado). Eles não apenas pediram uma multa de 10 MIL REAIS POR DIA caso continuássemos com nosso blog como agora estão com um processo de 88 páginas em nossas costas pedindo DINHEIRO a título de indenização por danos morais (o juiz que vai decidir o valor, em caso de vitória da Folha).
JURISPRUDÊNCIA QUE PODE SER ABERTA É TÃO HORROROSA QUE SE VOLTA CONTRA A PRÓPRIA FOLHA. O processo que a Folha move contra nós é inédito no Brasil. Por isso mesmo está tendo tanta repercussão inclusive fora do País, e agora motivou essa audiência no Congresso Nacional. O que o jornal não leva em conta é que sua ação é TÃO tosca, TÃO anti-liberdade de expressão, vai TÃO na contramão do que é o mundo e a internet hoje que, em caso de vitória, eles estarão criando uma jurisprudência que pode se voltar contra eles mesmos. Veja, por exemplo, a charge do Angeli abaixo, publicada no “Jornal do Futuro” poucos dias depois deles nos censurarem:
Logo alterado para fins de paródia, o mesmo “crime” que cometemos. Vai advogados do Mc, Donald´s, parte pra cima da Folha com a MESMA ação que eles usaram contra nós!
ENFIM,  NÃO DÁ PRA DOURAR A PÍLULA. A Folha censurou sim, e está arcando com as consequências desse ato condenável. Pedimos por favor para que todos os que se importam com liberdade de expressão ajudem a denunciar essa baixaria do jornal. A notinha de hoje tenta minimizar o caso, fala em “pendência judicial”… Pendêncial judical uma OVA! (pra não usar outro termo que gere novo processo). Trata-se de uma clara agressão a toda internet brasileira, à democracia e aos princípios que o próprio jornal hipocritamente afirma defender.
PS – LEIA AQUI SOBRE A SENSACIONAL APROVAÇÃO DA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A CENSURA NO CONGRESSO, QUE VAI CHAMAR OTAVINHO E SUA TURMA PRA SE EXPLICAR!


****

Estradas, educação, saúde e segurança na agenda de senador pelo Interior de Pernambuco

03.09.2011
Do BLOG DA FOLHA, 02.09.11
Postado por José Accioly


Em viagem de trabalho por 13 municípios do Sertão do Pajeú, o senador Armando Monteiro comprometeu-se a atuar em Brasília e junto ao governo do Estado para tentar viabilizar investimentos em obras e serviços na região, principalmente nas áreas de saúde e educação. Nesta sexta-feira (2), Armando encontra-se com prefeitos e lideranças políticas e empresariais dos municípios de Tabira, Santa Terezinha, São José do Egito, Itapetim, Brejinho e Tuparetama, com os quais discute projetos e ações que precisam de apoio para ser viabilizados.


Em todos os encontros e também nas entrevistas que concedeu a rádios e blogs, Armando Monteiro foi bastante questionado sobre a situação precária de boa parte das estradas do Pajeú. O senador explicou que o governador Eduardo Campos acabara de anunciar um grande plano de investimentos nas rodovias que cortam o Estado, com quase dois bilhões de reais de orçamento e que prevê a recuperação das vias do Pajeú.


“Essa questão nos incomodava a todos. É evidente que o governo do Estado tem muitas prioridades e muitos problemas, mas o governador sempre esteve atento a essa questão e, agora, com o esforço que promoveu, inclusive no sentido de disponibilizar recursos, ele vai atacar esse problema. Passado o inverno, passadas as chuvas, ele vai se dedicar a um grande plano de recuperação da malha viária do Estado. E as estradas do Pajeú serão priorizadas nessa ação, não só porque estão mais deterioradas, mas, sobretudo, porque essa ação é fundamental para o desenvolvimento da região”, afirmou o senador em Tabira, Santa Terezinha e São José do Egito.


Em Tabira, onde reuniu-se com o prefeito Dinca Brandino (PSB), comprometeu-se a tentar viabilizar recursos para a ampliação e modernização do hospital municipal, que é uma unidade que presta serviços a outros municípios da região. Logo em seguida, esteve com representantes de diversos partidos da oposição ao prefeito e recebeu deles a reivindicação de implantação de uma escola técnica na cidade.


Nos demais municípios, discutiu projetos semelhantes para as áreas de saúde, educação e infraestrutura urbana. Armando Monteiro esteve com os prefeitos Delson Lustosa (PTB), de Santa Terezinha, e Evandro Valadares (PSB), de São José do Egito, além de Léo Saraiva, de Exu, e João Angelim, de Moreilândia, ambos do PTB, que foram ao encontro do senador em Tabira.


Nesta viagem por um total de 15 municípios, incluindo dois do Agreste, o senador Armando Monteiro aproveita para, na condição de presidente do PTB de Pernambuco, conversar com lideranças do partido e de outras legendas sobre a conjuntura política dos municípios e a filiação de novos militantes ao partido, tendo em vista que, no início de outubro, se encerra o prazo de inscrição partidária para as pessoas que desejam disputar mandato eletivo em 2012.
****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/24219--em-viagem-de-trabalho-por-13-municipios-do-sertao-do-pajeu-o-senador-armando-monteiro-comprometeu-se-a-atuar-em-brasilia-e-junto-ao-governo-do-estado-para-tentar-viabilizar-investimentos-em-obras-e-servicos-na-regiao-principalmente-nas-areas-de-saude-

Dez anos depois, como Nova York e o mundo se recupera do fantasma dos atentados terroristas de 2001

03.09.2011
Do BLOG DA FOLHA
Postado por José Accioly



Fotos: Arquivo/iG
alt

Da Época

O quarteirão vazio em meio a tantos prédios tornava impossível esquecer a lacuna na paisagem do sul de Manhattan. Onde as Torres Gêmeas do World Trade Center se impunham, com seus 110 andares, acumulavam-se entulho e dor. Não mais. Dez anos depois da destruição do símbolo da pujança americana, emerge dali um novo arranha-céu. Ainda com 80 andares, a construção ultrapassará as torres originais. Quando ficar pronto, em 2013, o One World Trade Center será o prédio mais alto dos Estados Unidos, com 541 metros.

A seu lado, quatro novas torres. Nessa obra, está refletido o sentimento nova-iorquino ao fim da década. Embora o pior ataque terrorista de todos os tempos tenha deixado marcas indeléveis na história da cidade, do país e do mundo, eles não olham para trás. A melhor imagem para ilustrar seu sentimento são as duas fontes iluminadas com cascatas d’água, que serão inauguradas no próximo dia 11 no exato local onde estavam as Torres Gêmeas. O memorial terá parapeitos de bronze com os 2.977 nomes de homens, mulheres e crianças que perderam a vida em Nova York, na Virgínia e na Pensilvânia – além das seis vítimas do ataque à bomba contra o WTC em 1993. Como a água escoando, esvai-se o legado sombrio do medo deixado pelo terror. Como os nomes inscritos no bronze, resta a memória – e a certeza de que, sem ela, é impossível construir o futuro.

alt

A Nova York jovem tem a dimensão do que ocorreu dez anos atrás. Mas chegou à fase adulta sem ter os atentados como referência de vida. Filha de pai brasileiro, a nova-iorquina Alessandra Bifulco, de 20 anos, é um exemplo dessa nova geração. Quando a Torre Norte virou cinzas naquela manhã de terça-feira, Alessandra estava na escola, em Long Island, região metropolitana de Nova York. Pouco depois do início das aulas, os professores interromperam tudo o que estavam fazendo para acompanhar os eventos pela televisão. Sua mãe, Valerie, já sabia o que ocorrera antes de as emissoras transmitirem ao vivo, pois sua melhor amiga era casada com um bombeiro que ajudou no resgate às vítimas do atentado. No carro, no caminho da escola da filha até sua casa, Valerie manteve-se em silêncio. “Acho que ela não sabia como contar para mim”, diz Alessandra.

Em casa, ela acompanhou a queda da Torre Sul, 29 minutos depois da primeira. “Todos nós choramos muito.” Apesar de ter passado quase o dia todo com os olhos grudados na tela, a jovem teve uma ideia melhor do significado daquelas imagens muito tempo depois. “Acho que entendi mesmo quando tinha uns 15 anos”, diz Alessandra. “Fiquei muito sentida naquele dia, mas não tinha capacidade de dimensionar aquilo tudo.”

alt

Mesmo ciente da grandeza do evento que testemunhou, ela demonstra não se preocupar com o passado nem com uma eventual repetição daqueles dias de sofrimento. Quase no fim do curso de relações públicas da Universidade de Rhode Island, Alessandra trabalha como promotora de eventos e adora sair à noite com as amigas. Nessas ocasiões, diz ela, não há muito espaço para falar sobre o 11 de setembro. “Não é porque há algum tipo de tabu entre nós. Simplesmente, não nos causa preocupação. Conversamos sobre qualquer outra coisa”, afirma a jovem.


Tal desprendimento pode surpreender quem tenta compreender de longe o que é viver numa cidade ainda marcada por um ato bárbaro de terrorismo. Mas Alessandra sente Nova York “muito mais segura” do que há dez anos. Basta circular por parques, praças e estações de metrô para entender esse sentimento. Às vésperas do aniversário dos ataques, é impossível caminhar por qualquer ponto de Manhattan sem cruzar com um policial. Não é raro ver pessoas serem abordadas por algum oficial sem razão aparente. Chama a atenção também a presença dos veículos de “resposta rápida”, prontos para situações emergenciais, e de homens do esquadrão antiterror. A vigilância ostensiva parece não trazer tensão ou incômodo à população, mas uma sensação de segurança e tranquilidade.

alt

A confiança no poder de mobilização da cidade ante alguma nova tentativa de agressão está nas palavras de Julia Park, de 25 anos, funcionária do fundo de investimentos Oppenheimer. “Eu me sinto muito segura aqui. Você sabe que eles (os policiais) estão fazendo o melhor. Nunca se sabe se poderá acontecer algo ruim outra vez, mas não seria por isso que deixaria de morar em Nova York”, afirma Julia.

Assim como Alessandra, ela estudava na hora em que os aviões pilotados por suicidas desencadearam as cenas que abalaram o mundo. Julia vivia na Pensilvânia, Estado onde caiu o Boeing 757 sequestrado para se chocar contra o Capitólio, em Washington, mas impedido de completar a missão depois que os passageiros lutaram com os terroristas para tirá-los do comando da aeronave. “Meus amigos e eu ficamos muito confusos sobre tudo o que estava acontecendo. Estava tudo ali, em frente aos nossos olhos, na televisão. Foi terrível.” Três anos depois, ela foi estudar na New York University. Apesar da memória do 11 de setembro, ficou entusiasmada com a possibilidade de fazer parte da vida nova-iorquina. “O que aconteceu no World Trade Center nunca foi relevante para mim no momento de escolher a cidade onde eu iria morar.”

alt

Mesmo para moradores que já estão em uma etapa diferente da vida, com outro tipo de responsabilidade, o risco do terror está ausente do cotidiano. “Viajar de avião ficou mais restrito, e a polícia revista bolsas com frequência nas estações de ônibus, trens e metrô. Mas não reclamo. São raríssimos os momentos em que penso que minhas filhas podem estar expostas a algum tipo de risco”, afirma o analista financeiro Michael Brown, de 40 anos.

Para ele, Nova York nunca esteve tão bem vigiada. Casado e pai de três meninas pequenas, de 6, 4 e 2 anos, Brown diz que “o 11 de setembro foi sendo esquecido pelas pessoas no dia a dia”. Um ano depois do ataque, uma pesquisa do Instituto Gallup mostrou que 75% dos americanos administravam a vida exatamente como faziam antes da queda das torres. Em agosto de 2006, segundo um levantamento do jornal The Washington Post, 30% já não sabiam mais dizer o ano em que o atentado acontecera.

Dez anos depois, o comportamento de boa parte dos nova-iorquinos diante do que passaram naquela manhã de setembro é compreensível, diz o psicólogo Michael Lindell, diretor do Centro de Recuperação e Redução de Riscos da Universidade do Texas. “Para a maioria das pessoas, é uma reação normal voltar a sua rotina sem problemas depois de seis meses de um evento traumático, mesmo que seja algo como o 11 de setembro”, afirma Lindell.

“Mas é evidente que quem perdeu parentes ou viu cenas muito fortes da tragédia demora mais para superar.” Segundo dados dos três programas de saúde da prefeitura de Nova York dirigidos às vítimas dos ataques, pelo menos 10 mil bombeiros, policiais e civis expostos diretamente aos eventos no World Trade Center apresentaram algum quadro de transtorno de estresse pós-traumático. Muitos ainda não se recuperaram. Não conseguem dormir direito, têm dificuldade de concentração, reagem de forma exagerada a alarmes ou ruídos altos e evitam tudo o que lhes faça lembrar a tragédia.

******
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/24238-dez-anos-depois-como-nova-york-e-o-mundo-se-recupera-do-fantasma-dos-atentados-terroristas-de-2001

Cresce o número de derrames em adultos com menos de 40 anos em São Paulo

03/09/2011
Saúde
Marli Moreira
Repórter da Agência Brasil


São Paulo - O número de pessoas vítimas de acidente vascular cerebral (AVC) ou acidente vascular encefálico (AVE), atendidas nas rede pública de hospitais do estado de São Paulo aumentou, passando de 36,1 mil internações, em 2009, para 38, 9 mil, em 2010. O levantamento da Secretaria de Estado da Saúde apontou que 14% dos pacientes estão na faixa entre 30 e 49 anos.


O total de internações nessa faixa etária somou 5,5 mil. A maioria dos casos ainda ocorre entre a população com idade acima de 70 anos, com 15,9 mil internações seguida pelos pacientes entre 50 e 59 anos, com o registro de 7,3 mil atendimentos.


No entanto, por meio de nota, o neurologista Reinaldo Teixeira Ribeiro alertou que “os principais fatores de risco, que costumavam aparecer apenas em pessoas acima de 40 anos, estão se manifestando cada vez mais cedo”.


Na avaliação dele, o modo de vida urbano tem favorecido o aparecimento de pessoas mais estressadas, sedentárias, com o consumo de alimentos ricos em gorduras, o que faz com que elas fiquem acima do peso e sujeitas a sofrer de pressão alta e diabetes.


De acordo com o médico, as principais causas dos derrames são hipertensão arterial sistêmica (conhecida popularmente como pressão alta), diabetes mellitus (níveis altos de açúcar no sangue), dislipidemias (colesterol e triglicerídeos altos), tabagismo, obesidade, sedentarismo e estresse.


Ele recomenda que, para evitar esses fatores de riscos, as pessoas devem se dedicar à prática regular de atividades físicas e ter uma alimentação balanceada. O neurologista salientou que o socorro imediato é importante. Para ajudar a identificar se a pessoa está sofrendo um AVC, ele citou que, normalmente, são situações em que de repente a vítima fica com a boca torta para um lado, tem os braços e as pernas dormentes, pesados e com dificuldade para mover-se ou falar.




Edição: Rivadavia Severo
****
Fontehttp://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-09-03/cresce-numero-de-derrames-em-adultos-com-menos-de-40-anos-em-sao-paulo

Congresso do PT reúne Dilma e Lula e vira ato de desagravo a José Dirceu

03.09.2011
Do BLOG DA FOLHA
Do O Globo
Postado por José Accioly 


Foto: Gustavo Miranda/O Globo

alt
Os principais nomes do Partido dos Trabalhadores compareceram ao IV Congresso Nacional do PT, nesta sexta-feira. A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram recebidos com entusiasmo e aclamados pelos petistas. Além deles, foi aplaudido o ex-deputado cassado José Dirceu. O início do evento, inclusive, serviu como ato de desagravo a Dirceu, que acusa a revista Veja de invadir sua privacidade.

O encontro mostrou como ele continua influente dentro do partido. Ao chegar, Dirceu ouviu do público presente: "Zé Dirceu, guerreiro, do povo brasileiro!", gritou. Logo na abertura do encontro, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Arthur Henrique, fez questão de dizer que a revista tenta desestabilizar o governo Dilma.

"Quero sugerir que esse Congresso aprove uma moção de repúdio contra o crime cometido por uma revista de circulação nacional contra o nosso companheiro José Dirceu", propôs o presidente da CUT. Arthur Henrique ainda propôs uma outra moção contra a leitura que parte da mídia fez sobre a decisão do Banco Central de reduzir em 0,5 ponto percentual a taxa de juros. "Nas vezes em que o Banco Central aumentou o juros, ninguém falou em falta de transparência ou de autonomia da instituição", tentou justificar.

A abertura do congresso também teve alguns contratempos. Enquanto o presidente nacional do PT, Rui Falcão, discursava, um grande número de militantes barrados batia nas portas do auditório onde estavam as principais estrelas dos partido. Entre os barrados estava inclusive o chefe de gabinete da presidente Dilma, Gilles de Azevedo. Falcão foi interrompido pela plateia, que apelou para que as portas do auditório, com capacidade para 1.400 pessoas e que não estava lotado, fossem abertas. Só então é que a segurança contratada permitiu que o grupo entrasse.

"Esse é que um partido bom. Enquanto em outros tem gente brigando para sair, neste tem gente brigando para entrar", brincou Rui Falcão, ao retomar seu discurso.

****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/24229-congresso-do-pt-reune-dilma-e-lula-e-vira-ato-de-desagravo-a-jose-dirceu

Norma com prazo de atendimento de usuários de plano de saúde só valerá em dezembro

03/09/2011
Saúde
Christina Machado
Repórter da Agência Brasil, 03.09.11


Brasília - A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu adiar para dezembro o cumprimento da Resolução Normativa (RN) 259. O texto determina que beneficiários de planos de saúde não poderão esperar mais que sete dias por uma consulta com especialistas das áreas de pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia.


A norma entraria em vigor no dia 19 deste mês, mas só começará a valer em 19 de dezembro.A decisão atende à demanda das operadoras dos planos por maior prazo para adaptação às regras estabelecidas.


Para mais clareza e segurança jurídica ao cumprimento da norma por parte das operadoras, a ANS publicou nova resolução normativa (RN 268) para ajustar a RN 259.


De acordo com a norma, a operadora deve oferecer pelo menos um serviço ou profissional em cada área contratada. Nos casos de ausência de rede assistencial, a operadora deverá garantir o atendimento em prestador não credenciado no mesmo município ou o transporte do beneficiário até um prestador credenciado, assim como seu retorno à localidade de origem – casos em que os custos correrão por conta da operadora.


Edição: Talita Cavalcante
****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-09-02/norma-com-prazo-de-atendimento-de-usuarios-de-plano-de-saude-so-valera-em-dezembro

Mobilidade:Obras interligarão modais produtivos

03.09.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Por Ana Cláudia Dolores




Imagem: METROREC /DIVULGACAO


Até janeiro de 2013, o estado deve se transformar em um grande canteiro de obras. Esse é o prazo estimado pelo governador Eduardo Campos para que todos os dois mil quilômetros das 73 rodovias contempladas no Plano de Infraestrutura Rodoviária – Caminhos da Integração estejam em obras ou já tenham suas intervenções concluídas. Até 2014 – ano da Copa do Mundo – o objetivo é zerar a programação ou, no máximo, ter 90% dos projetos terminados. Para executar esse cronograma, a administração estadual dividiu o plano em cinco grandes eixos classificados pelo tipo de ação: conservação, restauração, implantação, duplicação e requalificação.
Empregando a política de interiorização do desenvolvimento, o governo contemplou todas as regiões do estado no plano. As demandas foram repassadas pela sociedade civil dentro dos seminários do Todos por Pernambuco realizados em março e abril deste ano. A partir daí, essas pendências foram sistematizadas e passaram a fazer parte dos projetos de restauro e pavimentação de novas estradas. Os arranjos produtivos locais foram levados em conta, a fim de estruturar esses polos para ter melhor acesso a matérias-primas e mais condições de escoamento de produção para outras cidades e estados. Segundo o governador, os recursos para o plano já estão assegurados. Dos cerca de R$ 2 bilhões, R$ 900 milhões são do governo federal e o restante do tesouro do estado.

 Antes mesmo de anunciar o plano, que ainda pode sofrer alterações, o governo já deu início a parte das obras. Cerca de 134 km de estradas, por exemplo, já estão sendo recuperados e deverão ser entregues até outubro deste ano. Ainda na tentativa de não perder tempo para conseguir honrar o prazo de 2014, o governador assinou, ontem, dez ordens de serviço, sendo oito para pavimentação e implantação de rodovias e duas para restauro de vias. A conclusão da ferrovia Transnordestina – prevista para chegar em Suape em 2013 – deve complementar o modal rodoviário, desafogando a circulação de mercadorias pelas estradas viárias. “A palavra de ordem é integrar os modais, os estados vizinhos e as regiões. Esse plano olha para a mobilidade interregional e a ferrovia tem papel central nesse cenário”, destacou o governador.

Uma das intervenções que devem impulsionar o turismo e melhorar o fluxo entre o Litoral Sul e as demais regiões do estado é a criação de novas rotas que podem ser alternativas a quem precisa pegar a PE-60. A principal delas é a implantação da PE-51 entre o distrito de Camela, em Ipojuca, e Escada, que deverá começar a ser feita no segundo semestre de 2012. Outra intervenção relevante é a restauração da PE-96 entre Barreiros e Palmares, que já está sendo recuperada e deve ficar pronta até março do ano que vem. De acordo com o secretário de Transportes, Isaltino Nascimento, essas vias vão dar maior fluidez ao trânsito da BR-101 e da PE-60 no acesso às praias do Litoral Sul, principalmente entre Serrambi e São José da Coroa Grande.

****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2011/09/03/vidaurbana2_0.asp

Relator do Orçamento diz não ver possibilidade de aumento para servidores do Judiciário

03/09/2011 
Economia Política
Mariana Jungmann
Repórter da Agência Brasil


Brasília - O relator do Orçamento, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse hoje (3) que considera inviável o aumento para os funcionários do Poder Judiciário e do Ministério Público. Ontem (2), em mensagem ao Congresso Nacional, a presidenta Dilma Rousseff considerou a possibilidade.


Chinalia disse que o impacto de R$ 7,7 bilhões causado pelo aumento dos salários prejudicaria a aplicação de recursos em outras áreas e o ajuste fiscal do governo. “O Congresso não esteve alheio a essa questão da crise, não é agora que vai estar. A prioridade é o equilíbrio fiscal”.


Além disso, na opinião dele, beneficiaria apenas uma parcela dos servidores públicos. “Eu não vejo possibilidade de beneficiar um só poder com todo este montante”, disse o relator ao chegar ao Congresso do PT, em Brasília.


O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), disse que o ideal seria que todas as categorias tivessem o poder de compra recuperado com o reajuste da inflação, mas até isso parece estar distante dos funcionários do Judiciário. “Não sei se nós teríamos condições hoje de reajustar [os salários] de acordo com a inflação, porque o valor é astronômico”. No ano passado a inflação foi 5,9%.


Existem atualmente cinco projetos de reajuste para servidores do Poder Judiciário, do Ministério Público Federal e dos ministros do Supremo Tribunal Federal.


Edição: Rivadavia Severo
*****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-09-03/relator-do-orcamento-diz-nao-ver-possibilidade-de-aumento-para-servidores-do-judiciario

FPF:A posse de Evandro Carvalho

03.09.2011
Do portal NE10



Bastante concorrida a posse do advogado Evandro Carvalho como novo presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), na tarde desta sexta-feira, na sede da entidade. O novo presidente mostrou que está disposto a ouvir críticas e que está aberto a sugestões. "Vou fazer o que é melhor para os clubes", disse.
Evandro prometeu uma gestão moderna. Tanto que já criou dois novos cargos: diretoria especial de desenvolvimento financeiro, que será comandada por Joaquim José da Câmara, e a diretoria especial de projetos estruturais. "Para esta pasta, convidamos Marcos José Lopes, mas ele ainda não nos deu resposta se aceita ou não", explicou.
O novo presidente voltou a falar que sempre foi a favor do Campeonato Pernambucano com 10 clubes, mas que sempre foi voto vencido. Agora, no comando, vai trabalhar para isso. E já cuidou de evitar aquela famigerada sequência de jogos "dia sim, dia não", que deixou o torcedor, a imprensa, jogadores e dirigentes malucos.
Outro ponto interessante que Evandro Carvalho pretende batalhar é qualificar o voto das ligas. Uma ideia boa, mas que promete causar polêmica. Não vai ser fácil torná-la uma realidade.
No vídeo acima, você confere o momento exato da posse de Evandro Carvalho. Abaixo, a entrevista coletiva concedida pelo novo presidente da FPF. Abaixo, você pode conferir a entrevista coletiva concedida à imprensa:

****
Fonte:http://jc3.uol.com.br/blogs/blogdotorcedor/canais/noticias/2011/09/02/a_posse_de_evandro_carvalho_111435.php

MOBILIDADE:Pacote para novas rodovias

03.09.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Por Ana Cláudia Dolores


Governo vai investir R$ 1,98 bilhão em quase 2 mil km de estradas para garantir mobilidade ao estado até 2014



É unanimidade que Pernambuco tem vivido um de seus melhores momentos na economia. No ano passado, o estado cresceu 5,2% e, neste ano, espera acompanhar a média de crescimento nacional. Mas os bons frutos trazidos pelo boom econômico também geraram desafios como o da mobilidade. O governo do estado sabe que, para manter os empreendimentos já atraídos e viabilizar outros, é necessário investir na infraestrutura de transporte. Afinal, a riqueza tem que circular pelo estado, alcançando todas as regiões. O turismo e a própria mobilidade urbana também precisam fluir por caminhos “bem pavimentados”. Foi com esse olhar integrado, pensando no presente e, sobretudo, no futuro que o estado vislumbra, que o governador Eduardo Campos lançou, ontem, no Palácio do Campo das Princesas, o Plano de Infraestrutura Rodoviária de Pernambuco - Caminhos da Integração. A meta é ousada: se tudo correr dentro do prazo programado, o governo quer que, em 2014, o estado esteja entre os três do país com as melhores estradas e a melhor infraestrutura para o transporte de pessoas e mercadorias.

Com 12,5 mil quilômetros de estradas, entre estaduais e federais, sendo que 60% delas com mais de 20 anos de existência, o estado tem mais da metade de suas rodovias classificadas entre regular (44,6%), ruim (23,2%) e péssima (6,9%), segundo dados da Confederação Nacional de Transportes (CNT) de 2010. Com o plano, o governo quer mudar esses percentuais, investindo R$ 1,98 bilhão em restauração, requalificação, conservação e duplicação de rodovias, além de implantação de novas.

“Queremos recuperar nosso patrimônio rodoviário. Não dá para fazer somente tapa-buraco. Temos um amplo programa que vai dotar Pernambuco de uma infraestrutura logística, com a crença de que ela vai ajudar a direcionar os investimentos”, declarou o governador.
****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2011/09/03/vidaurbana1_0.asp

Paulo Maluf, 80: um dicionário de malfeitos

04.09.2011
Do site do jornal O GLOBO,28.08.11



SÃO PAULO - Malufar: surrupiar, adulterar. Com prisão decretada nos Estados Unidos e todos os bens bloqueados no Brasil e em seis países, o deputado Paulo Maluf (PP-SP) virou sinônimo de malfeitos no dicionário e chega aos 80 anos no próximo sábado deixando ao país um legado de impunidade. Responde a três ações penais e a um inquérito, que se arrasta há mais de cinco anos no Supremo Tribunal Federal (STF), por supostos crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, formação de quadrilha e corrupção. Em São Paulo, é processado por improbidade, o que lhe rendeu 41 dias de prisão e o bloqueio dos bens. Nada mais. 

Enquanto promotores e procuradores aguardam, o deputado pode se beneficiar da idade, com a iminente prescrição dos crimes. Responde a dezenas de processos. O mais grave diz respeito ao sumiço de pelo menos US$ 344 milhões dos cofres paulistanos durante sua gestão como prefeito (1993-1996). Nada disso, no entanto, será citado na festa preparada por sua mulher, dona Sylvia, para celebrar seus 80 anos no Teatro São Paulo.


VÍDEO:
Maluf apresenta o polêmico projeto do Minhocão em 1969

Um dos escândalos mais antigos, a compra de Fuscas para a seleção da Copa de 70, ficou para a história. Maluf foi inocentado do crime de uso do dinheiro público e não devolveu um só centavo. Também tem se livrado de outra denúncia, o Frangogate, sobre a compra por parte da prefeitura de aves de uma empresa da família Maluf.

Ex-prefeito biônico no governo militar (1969), quando governador, em 1971, Maluf criou a Paulipetro, com US$ 500 milhões, e perfurou 69 poços na bacia do Rio Paraná em busca de petróleo. Nada encontrou. Foi processado e condenado, mas não houve reparação ao erário porque Maluf recorreu ao Superior Tribunal de Justiça e as decisões foram suspensas. A todas as condenações, o ex-prefeito tem interposto recursos atrás de recursos. Sua eleição para deputado colaborou com o atraso nos julgamentos. Com o foro privilegiado, os processos "subiram" para o STF.

- Costumo considerar esse caso quase didático, porque apresenta um esquema de lavagem de dinheiro - diz o procurador Rodrigo de Grandis, do Ministério Público Federal.

A história de desmandos com o dinheiro público não barrou a candidatura de Maluf. Ano passado, o Tribunal Regional Eleitoral considerou-o ficha suja, mas a decisão foi revertida na instância superior. Contente, o deputado bradou que tinha "a ficha mais limpa do Brasil". Hoje é membro da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) ao lado do homem que o prendeu, o deputado e delegado federal Protógenes Queiroz.

*****
Fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2011/08/28/paulo-maluf-80-um-dicionario-de-malfeitos-925231568.asp#ixzz1WuBTpXO2