Pesquisar este blog

sábado, 27 de agosto de 2011

Advogada 'Viúva Negra' é condenada a 18 anos de prisão no Rio de Janeiro

27.08.2011
Do portal MSN NOTÍCIAS
Por estadão.com.br, estadao.com.br


SÃO PAULO - Conhecida como 'Viúva Negra', a advogada gaúcha Heloísa Borba Gonçalves, de 61 anos, foi condenada, na noite desta sexta-feira, 26, no 2º Tribunal do Júri do Rio, a 18 anos de prisão em regime fechado, após julgamento que durou cerca de oito horas.


A advogada é acusada pela morte do coronel Jorge Ribeiro, morto a marretadas, em fevereiro de 1992, numa sala comercial em Copacabana, na zona sul do Rio. O processo correu na 1ª Vara Criminal do Tribunal do Justiça. O Ministério Público, durante a sessão de julgamento, alegou que a advogada queria ficar com os bens da vítima.


O advogado de Heloísa tentou impedir o julgamento com o argumento de que o crime cometido pela cliente foi anterior à vigência da Lei da Cadeira Vazia, que permite a sessão em casos de seguidas faltas do réu. A advogada continua foragida e já enterrou três maridos e dois namorados entre 1971 e 1992.


*****
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/advogada-vi%c3%bava-negra-%c3%a9-condenada-a-18-anos-de-pris%c3%a3o-no-rio-de-janeiro

Governo vai liberar verba emergencial para a reforma agrária, diz representante do MST

27.08.2011
Da Agência Brasil,26.08.11
Por Luana Lourenço
Repórter da Agência Brasil


Brasília - O governo vai liberar um crédito emergencial de R$ 400 milhões para a reforma agrária. O dinheiro será repassado ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para obtenção de terras, disse hoje (26) Valdir Misnerovicz, membro da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).
A liberação é resultado de uma negociação entre o governo e os movimentos sociais ligados à terra, que estiveram em Brasília esta semana para uma série de mobilizações que fazem parte da Jornada Nacional de Lutas por Reforma Agrária.
De acordo com o MST, o orçamento do Incra para desapropriações este ano está esgotado. Com o crédito suplementar, a entidade estima que será possível assentar cerca de um terço das 60 mil famílias acampadas atualmente. Os recursos serão usados para assentar famílias acampadas em diversos estados.

“Esta semana foi fundamental na luta dos trabalhadores camponeses. O governo recolocou a reforma agrária no núcleo central da política. A reforma agrária passou a ser um tema da agenda da presidenta Dilma Rousseff”, disse Misnerovicz.

Em relação ao refinanciamento da dívida da agricultura familiar, segundo Plínio Simas, representante da Via Campesina, o governo ofereceu créditos de até R$ 20 mil por família para refinanciamento e novos investimentos com juros de 2% ao ano e prazo de sete anos para quitação da dívida. No entanto, de acordo com ele, os movimentos sociais querem a garantia de um bônus para os pagamentos em dia. “Não fechamos o acordo. Queremos que haja um bônus de adimplência para os agricultores, se não a dívida será apenas arrastada”, declarou.

Edição: Aécio Amado
*****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-08-26/governo-vai-liberar-verba-emergencial-para-reforma-agraria-diz-representante-do-mst

Homem leva tiro no pênis no bairro da Torre

27.08.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Por Raquel Lima, do Diario de Pernambuco
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
POLÍCIA


Uma conversa entre amigos em uma praça do bairro da Torre acabou com um jovem baleado no pênis, na madrugada deste sábado. As informações do posto policial do Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Cordeiro, são de que Rodrigo Souto Raimundo, de 19 anos, conversava na praça localizada na Avenida Santa Luzia ao voltar de uma festa, quando foi baleado.


"Dois homens passaram em uma moto e um deles estava armado e atirando", explicou o policial. O jovem negou conhecer qualquer um dos envolvidos, que usavam capacete no momento do crime. O tiro atingiu o pênis, o saco escrotal e a perna do rapaz, que foi levado ao HGV. Depois de ser atendido na unidade de trauma do hospital, Rodrigo Souto Raimundo foi encaminhado ao Hospital Octávio de Freitas, em Tejipió, para ser avaliado por um urologista.


O jovem passa bem e deve receber alta médica ainda hoje.
******
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/nota.asp?materia=20110827151317

O Zé Cardozo vai investigar a Veja ? Não e Sim ! Vote

27.08.2011
Do blog CONVERSA AFIADA
Por Paulo Henrique Amorim



O ex-Ministro José Dirceu revelou que um repórter da Veja, o detrito de maré baixa, tentou por duas vezes invadir o apartamento dele num hotel de Brasília.

Dirceu registrou o BO.

Trata-se de uma denúncia gravíssima.

Um órgão dito de imprensa, de uma empresa que explora livros didáticos e compartilha uma empresa de TV a cabo tem o direito de fazer isso e sair, assim, de fininho ?

É para isso a liberdade de imprensa ?

Na Inglaterra, o Murdoch teve que fechar o tablóide sensacionalista News of the World debaixo da pressão do Primeiro Ministro, do Ministro da Justiça e da opinião pública.

Diretores e jornalistas do Murdoch foram em cana, porque realizavam ou coonestavam o grampo.

Murdoch fugiu para os Estados Unidos, contratou 1002 advogados e espera que nada aconteça com ele por lá.

Murdoch nasceu na Austrália, destruiu a imprensa da Inglaterra e se naturalizou americano.

Leonel Brizola se perguntava quantos passaportes tinha o Sr Civita, dono da Abril e que contribuiu para enlamear a imprensa brasileira.

Ele é americano, brasileiro ou italiano ?

Se o “invadido” fosse um ex-ministro tucano ?

Fosse, por exemplo, o Padim Pade Cerra, o maior Ministro da Saúde do Brasil segundo Nelson Johnbim.

Imagine, amigo navegante, se um repórter de um blog sujo tentasse invadir o apartamento do Padim, em Brasília.

Estaria em cana, já nesta manhã de sol, debaixo das pedradas do PiG (*) (que se calou diante da invasão ao apartamento do Dirceu).

A ANJ da dra. Judith Brito teria entrado ao vivo, por 28 minutos, no jornal nacional.

Como o José Dirceu não é tucano nem queridinho do PiG (*), pergunta-se: o que fará o Zé – clique aqui para saber por que e quem o chama de  – Cardozo ?

Ele tem medo da Veja ?

O Cardozo vai se coçar ?


Não


Ele tem medo do PiG

Sim


Ele é ministro da JUSTIÇA



Clique aqui e vote !


(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.
****
Fonte: http://www.conversaafiada.com.br/pig/2011/08/27/o-ze-cardozo-vai-investigar-a-veja-nao-e-sim-vote/

A indústria editorial de falar mal do Lula. O “e” e o “o”

27.08.2011
Do blog CONVERSA AFIADA
Por Paulo Henrique Amorim



Mary, Lillian e a indústria da auto-ajuda



O ansioso blogueiro foi ao chaveiro e sentou-se numa lanchonete búlgara para comer uma bureka de espinafre com café turco.

A lanchonete é búlgara; o café, turco; o dono é libanês, e fica no bairro judeu de Higienópolis.

Essas considerações são perigosíssimas, porque, segundo incomparável testemunho do ex-Presidente Supremo do Supremo, este ansioso blogueiro é racista, posto que caucasiano e hispano, de ascendência lusitana.

Um perigoso racista !

Foi o que demonstrou em 50 anos de profissão.

O ansioso (e racista) blogueiro, segundo o testemunho notável, foi em seguida a uma importante livraria de São Paulo atrás do livro do Joe Wallach (“Meu Capítulo na TV Globo”), para conferir se havia alguma coisa sobre a Globo que ele ainda não soubesse.

O livro já foi “publicado” em todos os jornais, mas não chegou às livrarias.

É uma característica da indústria editorial brasileira.

Aproveitou para comprar um livro de Terry Eagleton sobre Ética.

Na fila de espera para pagar, viu ao lado um senhor alto, de cabelos brancos, elegante como um tucano de Higienópolis pode ser às 11 horas da manhã de um sábado de sol.

Ele comprava um livro do José Nêumanne Pinto que fala mal do Lula.

O senhor me reconheceu, eu o cumprimentei e perguntei, assim como quem não quer nada:

- O senhor vai ler o livro do Nêumanne ?

- Sim, sem dúvida !

- O senhor não lerá nada que já não saiba, disse o ansioso blogueiro ao simpático tucano de Higienópolis.

- Não tem importância, ele respondeu, com um sorriso nos lábios.

- Então, o senhor admite que vai jogar dinheiro fora.

- Não. É sempre bom ler o que você já sabe…

- Por quê ?, perguntei.

- Pra ver se a gente não comete o mesmo erro outra vez.

- Que erro o senhor cometeu ?

- Não !, ele protestou. Eu, não ! O Brasil !

- Que erro ?, insisti.

- Botar essa gente no poder, ele respondeu.

- É, mas vai ser difícil tirar essa gente de lá. Os tucanos não têm rumo.

- É verdade, ele concordou.

E a fila a crescer.

- Depois que o Fernando Henrique se aposentou nós não temos mais nada pra dizer.

Fiquei quieto.

Ele continuou.

- Sabe que o professor Roberto Romano recomendou muito o livro do Nêumanne. O senhor conhece o professor Romano ?

- Muito. Ele também não dirá nada que o senhor já não saiba.

- Não tem importância. Eu gosto de ler de novo o que eu já sei. O senhor conhece o Nêumanne?, ele perguntou.

- Sim, trabalhamos muito. Nos damos muito bem. O problema não é pessoal. É mais adiante …

Ele me olhou sem entender direito.

Continuei.

- O senhor sabe que existe uma indústria editorial de falar de Lula ?

Percebo que as jovens da caixa e o resto da fila se interessam pelo nosso diálogo.

Sinto-me à vontade para prosseguir.

- Um escreveu um dicionário das besteiras do Lula e foi um fracasso editorial. Outro comparou o Lula a uma anta e fugiu para a Itália. Um falou mal do Lula e se tornou imortal.

- Então, meu querido jovem, disse ele, o Nêumanne também vai entrar para a Academia.

- Sim !, respondi. Teremos uma Academia para falar mal do Lula ! É o que não falta lá.

E saiu ele sem levar o livro.

Percebi, foi atrás e disse.

- Senhor ! Senhor !, o Senhor se esqueceu do livro.

- Ah, é verdade !

- É porque o senhor já leu, não é isso ?, insisti.

Ele riu e foi embora.

Pano rápido.

Em tempo: sobre “a indústria editorial de falar mal do Lula” não resisto a parodiar frase de Mary McCarthy sobre Lillian Hellman: tudo o que essa indústria diz é desprezível. Até o “e” e o “o”. Diríamos que, no Brasil, trata-se de um ramo  editorial de auto-ajuda.


Paulo Henrique Amorim
*****
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2011/08/27/a-industria-editorial-de-falar-mal-do-lula-o-%E2%80%9Ce%E2%80%9D-e-o-%E2%80%9Co%E2%80%9D/

Zé Dirceu: Repórter Gustavo Nogueira Ribeiro cometeu crime

27.08.2011
Do blog de Luiz Carlos Azenha, 26.08.11
Do blog do Zé Dirceu, sugerido pelo leitor Alex

Repórter da revista Veja é flagrado em atividade criminosa contra mim
Depois de abandonar todos os critérios jornalísticos, a revista Veja, por meio de um de seus repórteres, também abriu mão da legalidade e, numa prática criminosa, tentou invadir o apartamento no qual costumeiramente me hospedo em um hotel de Brasília.
O ardil começou na tarde dessa quarta-feira (24/08), quando o jornalista Gustavo Nogueira Ribeiro, repórter da revista, se registrou na suíte 1607 do Hotel Nahoum, ao lado do quarto que tenho reservado. Alojado, sentiu-se à vontade para planejar seu próximo passo. Aproximou-se de uma camareira e, alegando estar hospedado no meu apartamento, simulou que havia perdido as chaves e pediu que a funcionária abrisse a porta.
O repórter não contava com a presteza da camareira, que não só resistiu às pressões como, imediatamente, informou à direção do hotel sobre a tentativa de invasão. Desmascarado, o infrator saiu às pressas do estabelecimento, sem fazer check out e dando calote na diária devida, ainda por cima. O hotel registrou a tentativa de violação de domicílio em boletim de ocorrência no 5º Distrito Policial.
A revista não parou por aí.
O jornalista voltou à carga. Fez-se passar por assessor da Prefeitura de Varginha, insistindo em deixar no meu quarto “documentos relevantes”. Disse que se chamava Roberto, mas utilizou o mesmo número de celular que constava da ficha de entrada que preencheu com seu verdadeiro nome.  O golpe não funcionou porque minha assessoria estranhou o contato e não recebeu os tais “documentos”.
Os procedimentos da Veja se assemelham a escândalo recentemente denunciado na Inglaterra. O tablóide News of the Word tinha como prática para apuração de notícias fazer escutas telefônicas ilegais. O jornal acabou fechado, seus proprietários respondem a processo, jornalistas foram demitidos e presos.
No meio da tarde da quinta-feira, depois de toda a movimentação criminosa do repórter Ribeiro para invadir meu apartamento, outro repórter da revista Veja entrou em contato com o argumento de estar apurando informações para uma reportagem sobre minhas atividades em Brasília.
Invasão de privacidade
O jornalista Daniel Pereira se achou no direito de invadir minha privacidade e meu direito de encontrar com quem quiser e, com a pauta pronta e manipulada, encaminhou perguntas por e-mail já em forma de respostas para praticar, mais uma vez, o antijornalismo e criar um factóide. Pereira fez três perguntas:
1 – Quando está em Brasília, o ex-ministro José Dirceu recebe agentes públicos – ministros, parlamentares, dirigentes de estatais – num hotel. Sobre o que conversam? Demandas empresariais? Votações no Congresso? Articulações políticas?
2 – Geralmente, de quem parte o convite para o encontro – do ex-ministro ou dos interlocutores?
3 – Com quais ministros do governo Dilma o ex-ministro José Dirceu conversou de forma reservada no hotel? Qual o assunto da conversa?
Preparação de uma farsa
Soube, por diversas fontes, que outras pessoas ligadas ao PT e ao governo foram procuradas e questionadas sobre suas relações comigo. Está evidente a preparação de uma farsa, incluindo recurso à ilegalidade, para novo ataque da revista contra minha honra e meus direitos.
Deixei o governo, não sou mais parlamentar. Sou cidadão brasileiro, militante político e dirigente partidário. Essas atribuições me concedem o dever e a legitimidade de receber companheiros e amigos, ocupem ou não cargos públicos, onde quer que seja, sem precisar dar satisfações à Veja acerca de minhas atividades. Essa revista notoriamente se transformou em um antro de práticas antidemocráticas, a serviço das forças conservadoras mais venais.
Leia também:

****
Fonte:http://www.viomundo.com.br/denuncias/ze-dirceu-reporter-gustavo-nogueira-ribeiro-cometeu-crime.html

Furacão Irene alcança o continente e chega à Carolina do Norte

27.08.2011
Do portal OPERA MUNDI
Por Agência EFE, Miami 


O furacão Irene tocou terra neste sábado (27/08) perto de cabo Lookout, no estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, com ventos máximos sustentados de 140 quilômetros por hora, informou o NHC (Centro Nacional de Furacões) dos EUA.

Irene chegou à região como um ciclone de categoria 1, a mínima na escala de intensidade Saffir-Simpson (que tem máximo de 5). A previsão é de que ele comece a perder intensidade nas próximas horas.

Leia mais:
Chegada do furacão Irene força retirada de 250 mil pessoas em áreas de risco em NY 
Nova York paralisa transportes públicos e ordena evacuação devido a furacão
Mais intenso, Furacão Irene segue de Porto Rico em direção à Costa dos Estados Unidos
ONU mobiliza recursos de assistência humanitária contra furacão Irene Inundações na China somam 94 mortos e 78 desaparecidos desde maio 

Este é o primeiro ciclone que chega ao território dos EUA desde que Ike, em 2008, tocou terra na ilha de Galveston, no Texas.

O furacão, cuja passagem pode afetar cerca de 65 milhões de pessoas, estava localizado às 9h (de Brasília) de hoje 10 quilômetros a norte-nordeste de cabo Lookout e 100 quilômetros a sudoeste de cabo Hatteras.

Ele se desloca em direção a norte-nordeste a 22 quilômetros por hora e, nesta trajetória, se movimentará rumo ao leste da Carolina do Norte para depois avançar em direção ao sul da Nova Inglaterra no domingo.

Irene, que deixou pelo menos seis mortos em sua passagem pelo Caribe, castiga o litoral da Carolina do Norte com fortes ventos, chuvas torrenciais e uma ressaca ciclônica "extremamente perigosa". Áreas densamente povoadas do litoral atlântico norte-americano, incluindo a cidade de Nova York, estão em alerta, segundo o NHC. 

****
Fonte:http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticia/FURACAO+IRENE+ALCANCA+O+CONTINENTE+E+CHEGA+A+CAROLINA+DO+NORTE_14712.shtml

MOBILIDADE URBANA: Audiência Pública apresenta projeto sobre deslocamento do pico do trânsito

27.08.2011
Do BLOG DA FOLHA
Postado por José Accioly 

O vereador Maré Malta (PPS) realiza nesta segunda-feira (29), às 9h30, uma audiência Pública, no Plenarinho da Câmara Municipal do Recife, para discutir a questão da mobilidade urbana. Na ocasião, o parlamentar também irá apresentar um projeto de lei, de sua autoria, que determina o deslocamento do horário de pico no trânsito do Recife.

“O objetivo deste meu projeto é melhorar a mobilidade no Recife já que não possuímos um Plano Diretor para o problema. O projeto pode tornar-se uma alternativa para combater os problemas do descaso para com as obras viárias e o transporte público da cidade, que há 10 anos não possui investimentos por parte da Prefeitura do Recife”, pontua o vereador.

Já estão confirmadas as presenças do presidente da Comissão de mobilidade da Assembeéia Legislativa de Pernambuco, o deputado Silvio Costa Filho, o presidente da Comissão de Mobilidade da Câmara do Recife, vereador Gilberto Alves; da presidente da CTTU, Maria de Pompeia, entre outros.

Projeto

O projeto de alteração de pico, que deverá mudar o horário do início das aulas das redes educacionais públicas e privadas e do início dos trabalhos nos serviços públicos, foi aprovado em primeira discussão, no dia 01 de agosto. A matéria prevê que as escolas iniciem suas atividades até as 7 horas e o servidores só comecem a trabalhar a partir das 9 horas.
****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/23972-audiencia-publica-apresenta-projeto-sobre-deslocamento-do-pico-do-transito

Tentativa de "manobra política": PT e Farc: até os EUA duvidaram de denúncia da Veja

27.08.2011
Do blog de Rodrigo Vianna, Escrevinhador
Por Thaís Romanelli, do Opera Mundi



"Reportagem" não convenceu nem a embaixada americana
Wikileaks: Para EUA, Veja fabricou proximidade do PT com as FARC por objetivos políticos


No dia 16 de março de 2005, a revista semanal Veja publicou a matéria “Os Tentáculos das FARC no Brasil”, em que detalhava uma possível relação entre membros do PT (Partido dos Trabalhadores) com a guerrilha colombiana. O caso, porém, foi relatado pela embaixada dos Estados Unidos em Brasília como um exagero, além de uma tentativa de “manobra política”. O documento da embaixada com o relato foi divulgado pelo Wikileaks.


Segundo a matéria, candidatos petistas teriam recebido 5 milhões de dólares da guerrilha durante uma reunião no ano de 2002, em uma fazenda próxima a Brasília. Na ocasião, membros do PT teriam se encontrado com o representante da organização colombiana no país, Francisco Antonio Cadenas, e acertado os detalhes. O objetivo seria financiar a campanha de reeleição do ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010).


O partido, porém, negou as acusações e a Veja não conseguiu provas documentais sobre a transferência de dinheiro.


Para embaixada norte-americana, a revista “exagerou o real nível das relações entre as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e o PT”, segundo o documento datado de março de 2005. Isso porque, após as acusações, membros da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) em Brasília, que de acordo com a revista, estavam infiltrados no encontro, não obtiveram provas concretas sobre o recebimento de dinheiro.


Citado pela embaixada norte-americana, o general Jorge Armando Felix, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Abin e que acompanhou a investigação, afirmou que os documentos internos da agência citados pela Veja como provas foram “forjados”, já que não estavam nas formatações da agência.


“O que foi publicado é uma mistura de meias verdades e meias mentiras. Nós não temos qualquer documento oficial que prove que o encontro ocorreu”, afirmou o delegado e chefe da Abin, Mauro Marcelo, também citado no despacho.


No documento, fica explícito o estranhamento do embaixador norte-americano em relação a demora de três anos para divulgação do possível financiamento. “A história mais parece uma manobra política. O que é incontestável é que os membros do PT e representantes das FARC estiveram juntos em um encontro, mas não há provas de colaboração financeira”, disse.

Para ele, o que deveria ser uma denúncia importante tornou-se uma ferramenta arquitetada pela Veja para minar a candidatura de Lula ao segundo mandato. “Enquanto os opositores e a outros veículos de comunicação estão notavelmente desinteressados em prosseguir com as acusações e investigações, parece que a Veja está exagerando os fatos”, conclui o embaixador.


Leia outros textos de Outras Palavras

*****
Fonte:http://www.rodrigovianna.com.br/outras-palavras/pt-e-farc-ate-os-eua-duvidaram-da-veja.html