Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Lista fechada é rejeitada

07.07.2011
Do jornal FOLHA DE PERNAMBUCO


BRASÍLIA (Folhapress) - A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado derrubou, ontem, a adoção das chamadas “listas fechadas” no sistema eleitoral brasileiro. Apesar da comissão especial que analisou a reforma política na Casa ter aprovado a mudança, a comissão optou por manter o modelo em vigor no País.


Como não há consenso entre os senadores sobre o modelo do sistema eleitoral, um grupo de parlamentares quer levar a discussão para o plenário do Senado - mesmo depois da CCJ ter rejeitado mudanças.


No modelo das listas fechadas, os eleitores passam a votar nos partidos políticos, e não mais nos candidatos. Cada partido elabora uma lista com os seus indicados que ocupam as vagas obtidas nas eleições proporcionais - de deputado federal, estadual e vereadores. O número de eleitos depende da quantidade de votos recebidos por cada legenda no pleito.


A comissão também rejeitou proposta do senador Romero Jucá (PMDB-RR) de estender o sistema majoritário para as eleições da Câmara dos Deputados. No atual sistema eleitoral brasileiro, os deputados federais são eleitos com base no coeficiente eleitoral de cada partido - o que em muitos casos permite que parlamentares com poucos votos entrem na Casa “puxados” por aqueles que obtém votação recorde.


A proposta de Jucá era viabilizar o voto diretamente nos candidatos, como ocorre no Senado -em que os mais votados ocupam as vagas a que cada Estado tem direito na Casa. Pelo texto de Jucá, as eleições majoritárias da Câmara deveriam seguir o modelo do chamado “distritão” - em que os Estados e o Distrito Federal são transformados em distritos, com a eleição de seus representantes pelo voto majoritário.
***
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-politica/649186-lista-fechada-e-rejeitada

João da Costa entrega novas habitações no bairro do Monteiro

07.07.2011
Do BLOG DA FOLHA
Postado por José Accioly  



****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/22140-joao-da-costa-entrega-novas-habitacoes-no-bairro-do-monteiro

Cidades-sede da Copa precisam assinar contratos para obras de mobilidade até dezembro de 2011, diz ministro

07/07/2011
Esporte
Paula Laboissière
Repórter da Agência Brasil


Brasília – Durante reunião do Comitê de Responsabilidades da Copa do Mundo de 2014, o ministro do Esporte, Orlando Silva, alertou os representantes de cidades-sede para o cumprimento do prazo de dezembro de 2011 para a assinatura de contratos de obras de mobilidade urbana.


“Não adianta se manifestar sobre esse prazo. Isso foi acertado com prefeitos e governadores. É o prazo definitivo”, disse Silva. As cidades que não se adequarem à determinação, acrescentou, poderão ter seus projetos retirados do pacote da Copa. “Eles poderão entrar na rotina de debates de uma cidade ou de um estado com o governo federal.”


Outra exigência estabelecida pela presidenta Dilma Rousseff é que, até dezembro de 2013, todas as cidades-sede tenham o cronograma de execução das obras definido. O ministro assinalou que os prazos são curtos mas os representantes estaduais e municipais se mostraram satisfeitos com a aprovação do Regime Diferenciado de Contratações (RDC).


Perguntado sobe a possibilidade de os partidos da oposição recorrerem ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o RDC, Silva disse que isso faz parte das regras do jogo. “A oposição no Brasil é livre. O Brasil é uma democracia.”


O Comitê de Responsabilidades da Copa do Mundo de 2014 se reuniu hoje (7) para debater o novo ciclo de monitoramento de projetos que estão sendo executados para a realização da competição. Encerrado o ciclo sobre infraestrutura e mobilidade urbana, o próximo passo é debater assuntos relacionados à segurança, ao turismo e à saúde.


Edição: João Carlos Rodrigues
***********
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-07-07/cidades-sede-da-copa-precisam-assinar-contratos-para-obras-de-mobilidade-ate-dezembro-de-2011-diz-min

PT pernambucano inicia ciclo de debates de olho em 2012

07.07.2011
Do BLOG DA FOLHA
Postado por Valdecarlos Alves 


Para analisar o atual quadro político regional e preparar o terreno para as eleições de 2012, o PT de Pernambuco dá início, neste final de semana, ao ciclo de Plenárias Regionais. A iniciativa englobará todas as regiões e mobilizará dirigentes municipais, prefeitos, vices, vereadores, deputados estaduais e federais, lideranças e o senador do partido durante os meses de julho e agosto.


Os primeiros encontros acontecem neste sábado (09), e domingo (10), reunindo municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) e da Zona da Mata Sul, respectivamente. As plenárias serão conduzidas pelo presidente do diretório estadual do PT e deputado federal Pedro Eugênio. As cidades que compõem a RMR estarão reunidas a partir das 14h, na casa Marluce Recepções, em Paulista. Goiânia e Vitória, por serem cidades vizinhas, também participarão do encontro.


Recife será contemplado em evento específico com data e local a serem definidos. No domingo (10), será a vez dos petistas da Mata Sul apresentarem suas demandas locais, contribuindo para ampliação do debate em torno da atuação do PT para as eleições de 2012. O encontro será realizado no Hotel Poetas dos Palmares, PE - Rod BR 101 Sul, s/n km 117, Newton Carneiro.


Para o presidente do PT estadual, Pedro Eugênio, as plenárias ajudarão na estruturação de estratégias para o pleito de 2012. “Nos encontros regionais vamos, além de realizar plenárias reunindo nossas principais lideranças nos municípios de cada região, dedicar tempo para reuniões entre a direção estadual, nossos parlamentares e cada um dos municípios. Será uma oportunidade para irmos afinando a posição do PT sobre nossas candidaturas a prefeito, vice e a vereadores no quadro das alianças que temos com os partidos do campo popular. Serão momentos de congraçamento e avanço para o PT pernambucano”, enfatiza.


Todas as Plenárias Regionais terão como finalidade analisar a conjuntura e quadro político de cada região do estado, no intuito de preparar o partido para as Eleições de 2012, além de eleger os coordenadores regionais. Estarão presentes diversos dirigentes partidários, lideranças do partido como Secretários do Estado, deputados federais e estaduais e o senador por Pernambuco, Humberto Costa, que já confirmou presença.
****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/22145-pt-pernambucano-realiza-inicia-debates-de-olho-em-2012

Câmara de Gestão acompanhará mensalmente obras da Copa 2014

07.07.2011
Do BLOG DA FOLHA
Postado por Valdecarlos Alves
Do G1


A Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, criada em maio pela presidente Dilma Rousseff, fará um acompanhamento mensal das obras da Copa do Mundo de 2014. A decisão foi tomada em reunião nesta quinta-feira (7) da ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, com os empresários que compõem o órgão consultivo.As discussões começaram às 10h, foram interrompidas para almoço e retomadas às 14h30. No período da tarde, o ministro do Esporte, Orlando Silva, fez uma apresentação sobre o andamento das obras do mundial.


Participaram da reunião os empresários Jorgeu Gerdau, que coordena a Câmara de Gestão, Abílio Diniz, dono da Companhia Brasileira de Distribuição, que inclui a rede Pão de Açúcar e Extra, Antonio Maciel Neto, presidente da Suzano Papel e Celulose e Henri Philippe Reichstul, ex-presidente da Petrobras, que também integram o órgão.


De acordo com o Planalto, os empresários fizeram sugestões de sistemas de metas e acompanhamento de desempenho para acelerar o andamento das obras da Copa. As orientações serão entregues em documento à presidente Dilma Rousseff e ao Comitê Gestor da Copa.


Na reunião desta quinta, a Câmara de Gestão discutiu ainda formas de levar instrumentos da iniciativa privada para a gestão pública. O objetivo é implementar sistema de metas nos programas prioritários do governo, como o Brasil sem Miséria, voltado para a erradicação da extrema pobreza.


Além de quatro empresários e da ministra da Casa Civil, integram a Câmara de Gestão os ministros da Fazenda, Guido Mantega, do Planejamento, Miram Belchior, e da Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel.
***
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/22160-camara-de-gestao-acompanhara-mensalmente-obras-da-copa-2014

Palácio age para acomodar PSDB

07.07.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Por Josué Nogueira

Está cada vez mais próxima a oficialização da aliança entre tucanos e socialistas em Pernambuco


Eduardo Campos e Sérgio Guerra intensificaram conversas após eleição
de 2010. Imagem: ROBERTO PEREIRA/SEI e NANDO CHIAPPETTA/DP/D.A PRESS
Sem pressa, sem “dia D”, o Palácio do Campo das Princesas articula a oficialização da entrada do PSDB na base de apoio do governo Eduardo Campos (PSB). Informações levantadas entre socialistas e tucanos apontam para a confirmação da aliança entre os dois partidos, inclusive com a ocupação de uma secretaria pelo PSDB. Nos últimos dias, as conversas em torno da questão, iniciadas logo após a eleição de 2010, foram intensificadas. E indicam que a disputa eleitoral do próximo ano pode ser o momento ideal para que o namoro seja convertido em casamento. Principalmente porque prefeitos do PSDB, que subiram no palanque de reeleição de Eduardo, podem ter o apoio do socialista.

“A proximidade que sempre existiu entre Guerra e o governador deve favorecer essa aliança a partir de coligações municipais. Se isso (o apoio de Eduardo) for confirmado, naturalmente partiremos para uma aliança estadual. Consequentemente poderemos ter uma secretaria”, informa uma liderança tucana, reservadamente. Por sua vez, um socialista frequentador dos salões do Palácio informa que o PSDB pode deixar de ser a “reserva de apoio” com a qual o governador conta de modo informal. “Não se sabe o rumo que Armando (Monteiro Neto, senador e presidente estadual do PTB) irá tomar. Se ele deixar a base, o PSDB, que hoje já apoia a gestão, entrará no governo”, disse.

Essa estratégia, aliás, chegou a ser cogitada no mês passado, quando o PTB ficou contra o governo na votação da PEC que alterou a Constituição estadual e garantiu a possibilidade de reeleição ao deputado Guilherme Uchoa (PDT) para a presidência da Assembleia Legislativa. O episódio foi visto como um estremecimento na relação de Armando com Eduardo. Entretanto, o senador petebista tratou de reafirmar seus compromissos programáticos com a aliança liderada pelo governador e que as divergências eram ocasionais e decorriam “da pluralidade de visões e opiniões inerentes a tão expressivo conjunto de forças”.

Momentaneamente o ocorrido está “absorvido” pelo Palácio, mas trincou a relação entre PSB e PTB. As consequências, se existirem, poderão ser observadas na disputa de prefeituras pelo interior do estado em 2012, quando petebistas e socialistas devem medir forças em algumas localidades. Os tucanos, por outro lado, lembram que Guerra ganhou pontos com o governador ao se empenhar pessoalmente na mobilização da bancada estadual tucana para votar a favor da PEC. 

Assim como o PSB, os tucanos não têm pressa para o desfecho do namoro que mantêm com os socialistas. Segundo fontes do PSDB, a busca de espaço no governo não está na pauta e não é condição para o estabelecimento da aliança. O próprio Guerra destaca que tem se reunido com Eduardo, mas para tratar apenas de assuntos nacionais. Sobre a entrada no governo e a ocupação de uma pasta pelo PSDB, limitou-se a afirmar que esses temas não estão em discussão. Ainda. 

Saiba mais

O fator PSDB

Na oposição


A entrada do PSDB na base do governo deve encerrar as conversas que o DEM tem tido com os tucanos com vistas à eleição do Recife em 2012. Também pode emperrar a construção da chapa que teria o ex-deputado Raul Jungmann (PPS) como candidato à Prefeitura do Recife com respaldo do PSDB. Pode ainda inviabilizar a filiação do deputado estadual oposicionista Daniel Coelho (PV) ao partido de Guerra. 

No governo

O PSDB, com cinco deputados estaduais, reforçará a bancada governista, que pode passar a contar com 44 num universo de 49 – isso se o PTB e seus sete integrantes se mantiverem aliados. A adesão, além de inchar a base, pode intensificar a desconfiança que existe entre o PT e o PSB. Isso porque, sendo o PSDB o principal partido de oposição no plano nacional, fica difícil para o Palácio do Planalto engolir uma união formal entre tucanos e socialistas na terra do presidente nacional do PSB, governador Eduardo Campos.

Em 2012

Com o PSDB oficialmente na base, cresce o número de municípios onde Eduardo evitará visitar na campanha.No comando de uma aliança tão ampla, haverá localidades onde todos os palanques terão aliados do governador. Se pedir votos para um, Eduardo pode provocar ciúmes e amargar defecções. 
****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2011/07/07/politica8_0.asp

Marina sai e Xavier entrega cargos

07.07.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Por Aline Moura

Sérgio Xavier fica no PV, mas vai entregar a presidência estadual do partido e a Secretaria de Meio Ambiente



O PV de Pernambuco, comandado por Sérgio Xavier, será solidário
à ex-senadora. Imagem: EDVALDO RODRIGUES/DP/D.A/PRESS
O núncio de saída da ex-senadora Marina Silva do PV, previsto para hoje, em São Paulo, vai provocar uma reviravolta entre os verdes de Pernambuco. Principal nome do partido no estado, Sérgio Xavier permanecerá na legenda que ajudou a fundar, mas deve adotar dois gestos de apoio à ex-presidenciável que teve quase 20 milhões de votos em 2010. Ele vai entregar o cargo de presidente estadual e colocar a Secretaria estadual de Meio Ambiente à disposição do governador Eduardo Campos (PSB). O argumento é que Eduardo fez uma aliança com o PV em virtude da plataforma que Marina deu visibilidade no ano passado. 

Sérgio Xavier viajou ontem a São Paulo ao lado do ex-deputado Roberto Leandro e da médica Renê Patriota, ex-candidata ao Senado. Eles vão participar do “Encontro Por uma Nova Política” ao lado de Marina e prestar solidariedade à ex-presidenciável no ato de desfiliação. “Sérgio está solidário à ex-senadora neste momento. Ele vai manter o gesto de resistência interna, permanecendo no PV, mas vai entregar a presidência e colocar o cargo de secretário à disposição”, disse Roberto Leandro.

De acordo com Roberto Leandro, o cargo de presidente pertence ao PV, cuja cúpula nacional está em desacordo com os rumos partidários defendidos por Sérgio, enquanto o de secretário ao governo do estado. “O governador fez uma aliança com um partido que teve Marina como candidata. Colocar o cargo à disposição é uma questão de ética”, declarou o ex-deputado, que participou de uma reunião com os fundadores do PV. “O presidente estadual do PV no Rio de Janeiro, Alfredo Sirkis, também vai entregar o cargo, mas não vai se desfiliar agora”, declarou.

Roberto Leandro afirmou que a intenção de Marina não é lançar um partido de imediato, como fez o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que saiu do DEM e tenta criar o PSD. “Os parlamentares não devem deixar o PV porque podem perder o mandato. Mas eles vão construir uma resistência interna. Sérgio Xavier não vai deixar o PV imediatamente porque ele é o principal quadro do partido e nosso candidato a prefeito em 2012. Ele tem perfil aglutinador e vai tentar construir uma resistência”, explicou Leandro. 
****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2011/07/07/politica7_0.asp

Ex-ministro: Alfredo Nascimento reassume vaga no Senado

07.07.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Por Redaçao do DIÁRIODEPERNAMBUCO.COM.BR


O ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR-AM) reassumiu, nesta quinta-feira, o mandato no Senado Federal. Mas não apareceu na Casa, onde o PSOL protocola nesta quinta-feira representação no Conselho de Ética para cassar seu mandato em função das denúncias de corrupção nos Transportes. Nesta quinta-feira, a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse que o Nascimento vai participar da escolha do sucessor.


"O senador não precisa comparecer ao plenário para reassumir. Quando um parlamentar se ausenta para ser ministro ou ocupar outro cargo fora, ele não deixa de ser senador ou deputado. No momento que deixa a função, a reassunção do mandato é automática. Seu nome já foi reabilitado no painel eletrônico", informou a secretária- geral da Mesa do Senado, Claudia Lyra.


Não há previsão de Alfredo Nascimento comparecer nesta quinta-feira ao Senado. Segundo aliados, ele iria para Manaus.


O PSOL também vai solicitar que a Mesa Diretora do Senado tome providências no sentido de apurar as denúncias no ministério. O pedido será feito pela líder do PSOL no Senado, Marinor Brito (PA), e pelo senador Randolfe Rodrigues (AP).


"Se o senhor Alfredo Nascimento não serve para ser ministro, também não serve para ser senador que tenha responsabilidade de fiscalizar os atos do executivo", afirma Marinor Brito.


Pressionado por causa das denúncias de superfaturamento e propina no setor de transportes, Alfredo Nascimento pediu demissão do cargo na quarta-feira e vai retomar ao Senado.


Sarney defende que ministro preste esclarecimentos no Plenário


O presidente do Senado, José Sarney, defendeu nesta quinta-feira que o ex-ministro preste esclarecimentos no plenário da Casa.


"É necessário. Ele deve justamente dar explicações à Casa a que pertence porque até agora são só acusações que existe, ele tem de explicá-las. Como senador, era bom que fizesse no plenário", disse Sarney.


Indagado se Nascimento tem que ser investigado no Senado, Sarney declarou que o regimento interno da Casa determina que as representações sejam encaminhadas ao Conselho de Ética.


"É o conselho que tem de decidir. Isso depende do Conselho de Ética", afirmou.


Quanto à escolha do novo ministro dos Transportes, Sarney disse que a escolha é do PR.


"Já fui presidente e sei que competência é indelegável. Não é lógico o PMDB querer participar de um ministério que pertence a outro partido".


Da Agência O Globo
*****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/nota.asp?materia=20110707155453

Receita abre amanhã consulta ao segundo lote de restituições do IRPF 2011

07/07/2011
Economia
Daniel Lima
Repórter da Agência Brasil


Brasília – A Receita Federal abre amanhã (8) às 9h a consulta ao segundo lote regular de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2011. Também será liberada consulta a lotes residuais do Imposto de Renda de 2010, 2009 e 2008. Para saber se foi incluído nos lotes, o contribuinte deve acessar a página da Receita Federal na internet ou ligar para o telefone 146.


O dinheiro será liberado no banco no próximo dia 15. Do exercício de 2011, serão creditadas restituições para 1.646.075 contribuintes, totalizando R$ 1,9 bilhão, já com a correção de 2,95%.


Do exercício de 2010, serão pagas restituições para 31.186 contribuintes, que somam R$ 60,7 milhões já acrescidos de 13,10 %. Com relação ao lote residual do exercício de 2009, serão creditadas restituições para 10.229 contribuintes, que totalizam R$ 17 milhões, corrigidos em 21,56%. Do lote de 2008, serão creditadas restituições para 6.120 contribuintes, totalizando R$ 12 milhões, já corrigidos em 33,63 %


A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet, por meio do preenchimento do Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Declaração IRPF.


Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá ir a qualquer agência do Banco do Brasil (BB) ou ligar para a Central de Atendimento do BB – cujos telefones são 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.
Edição: Juliana Andrade
****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-07-07/receita-abre-amanha-consulta-ao-segundo-lote-de-restituicoes-do-irpf-2011

Serra defende “moralidade” que não praticou

07.07.2011
Do blog TIJOLAÇO
Por Brizola Neto
O senhor José Serra, que não tem conseguido nem espaços na “mídia amiga”, nos brinda hoje com outra peça de hipocrisia em seu blog.
Ataca o Regime Diferenciado de Contratações, aprovado no Congresso, endeusando a legislação anterior, presa exclusivamente à lei 8.666, de 93.
Como se ela, aliás, tivesse garantido lisura nas licitações públicas. É tão evidente que não que o próprio Serra admite que “ela não era perfeita”.
Em matéria de lisura em obras públicas, José Serra não precisa de argumentos. Apenas de memória.
É só olhar a reportagem da insuspeita Folha de S. Paulo, ano passado.
“Um dia após assumir (no governo Serra) a diretoria da Dersa responsável pelo Rodoanel, Paulo Vieira de Souza assinou uma alteração contratual na obra que deu liberdade para empreiteiras fazerem mudanças no projeto e, na prática, até usarem materiais mais baratos.
A medida, em acordo da estatal com as construtoras, foi definida em 2007 em troca da garantia de “acelerar” a construção do trecho sul para entregá-lo até abril deste ano, quando José Serra (PSDB) saiu do governo para se candidatar à Presidência.
Com a mudança no contrato do Rodoanel, ficou “inviável” calcular se os pagamentos da obra correspondiam ao que havia sido planejado e executado, conforme a avaliação do Ministério Público Federal dois anos depois.”
Ora, isso seria impossível pela nova lei, pois ela prevê será proibida a assinatura de aditivos, instrumentos pelos quais o objeto da licitação pode ser aumentado, salvo em casos excepcionalíssimos, por desequilíbrio processual ou exigências tecnicas posteriores, devidamente justificadas  perante os órgãos de controle.
O despeito de Serra envenena o que ainda resta dele.
*****
Fonte:http://www.tijolaco.com/serra-defende-moralidade-que-nao-praticou/

Governo do Estado vai criar empresa para gestão de projetos para a área rural

07.07.2011
Do blog de Luciano Siqueira*



grito_eduardo

O governador Eduardo Campos anunciou que vai criar uma empresa pública dedicada à gestão dos programas e ações direcionadas à área rural. O anuncio foi feito durante audiência com representantes dos trabalhadores rurais do Estado realizada terça-feira (05/07), no Palácio do Campo das Princesas. A reunião integrou a agenda do III Grito da Terra promovido pela Fetape - Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Pernambuco. O governador Eduardo Campos recebeu uma comissão formada por diretores da Fetape, Confederação Nacional dos Trabalhadores para a Agricultura (Contag) e da Central Única de Trabalhadores (CUT).

“Proporemos à Assembleia um projeto de lei criando uma empresa para o mundo rural. Precisamos ter uma instituição que nasça nesse momento político, sem os traços e os preconceitos que outras entidades carregam”, afirmou o governador.

A nova empresa terá como missão principal agrupar, em um único organismo, programas e ações do governo atualmente dispersas em órgãos como IPA, CEHAB, Secretaria de Transportes, Secretaria de Agricultura e, até, Secretaria das Cidades. “Queremos dar foco a políticas que hoje são realizadas como tarefas secundárias e dar o peso político que uma área com esta importância exige”, esclareceu Eduardo.

No encontro, o governador comprometeu-se também a acelerar a regularização fundiária no estado, com ações específicas que já estão definidas. “Estamos dispostos a investir algo em torno de R$ 100 milhões nesses quatro anos na implantação e consolidação de posse de terra rural. Estamos fixando uma meta para legalizar 170 mil propriedades familiares”, explicou o governador, esclarecendo que a medida ajuda a desenvolver o campo porque “muitos proprietários ficam sem acesso ao crédito em porque não têm o documento de propriedade”.
 grito
Outros assuntos discutidos foram o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), destacado como de grande importância para fortalecimento dos que produzem no campo. Eduardo lembrou que o seu governo multiplicou por cinco os recursos destinados ao programa, saindo de R$ 100 milhões em 2006 para R$ 500 milhões este ano.

Depois da reunião com as lideranças, o governador conversou com os demais participantes da marcha e anunciou que o programa Chapéu de Palha deverá ter reajuste na remuneração e um aumento no número de vagas, passando a incluir as pescadeiras e marisqueiras do Sertão, cerca de 5 mil trabalhadoras, que receberão todo o suporte necessário durante a entressafra do marisco.



*Luciano Siqueira, é deputado estadual pelo PC do B, PE.
****
Fonte:http://www.lucianosiqueira.com.br/site2009-2/index.php/ultimas-noticias/3422-governo-do-estado-vai-criar-empresa-para-gestao-de-projetos-para-a-area-rural