segunda-feira, 13 de junho de 2011

Casal morto em motel no Dia dos Namorados

13.06.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Por Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR

Casal foi encontrado morto dentro do quarto do Motel Cristal, na rua Imperial, bairro de São José. Luiz Carlos Barbosa de Lima, de 29 anos, matou Isabela Helena Pedrosa, 21, e se suicidou em seguida. Imagem: Lilian Pimentel/Esp. Aqui PE/DP/D.A Press
Lilian Pimentel/Esp. Aqui PE/DP/D.A Press

Assista ao vídeo
Um casal foi encontrado morto dentro do quarto do Motel Cristal, na rua Imperial, bairro de São José.Imagens Tv Clube

Um casal foi encontrado morto dentro do quarto do Motel Cristal, na rua Imperial, bairro de São José. As vítimas foram identificadas como Luiz Carlos Barbosa de Lima, de 29 anos e Isabela Helena Pedrosa, 21, esta identificada pela polícia por meio de um boletim de ocorrência policial e que estaria grávida, com três meses de gestação.
De acordo com o delegado Alfredo Jorge, da Força Tarefa da Capital do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), o casal chegou ao motel por volta das 9 h do domingo Dia dos Namorados e pediu almoço. Por volta das 20 h, quando a recepcionista telefonou para saber se o casal iria iniciar o período de pernoite, ninguém atendeu o telefone. Desconfiados, os funcionários abriram o quarto e viram os dois mortos em cima da cama.
Segundo o delegado, acredita-se que Luiz tenha usado o cordão do roupão para estrangular a moça e depois tenha se suicidado, cortando o próprio pescoço com um pedaço de vidro de uma garrafa de bebida. Alfredo Jorge disse ainda que uma das vítimas teria ingerido veneno cujo frasco foi achado no banheiro da suíte. 
No quarto a polícia encontrou uma carta assinada pelo rapaz onde ele pede desculpas à família e mostra o desejo que a bandeira do Sport seja colocada sobre seu caixão, o que para o delegado atesta para um crime passional premeditado. No verso da carta, o rapaz colou uma foto da namorada que, segundo ele, o estaria traindo, querendo acabar com a relação e fazer um aborto.
Parentes de Isabela telefonaram esta manhã para o telefone celular de Luiz Carlos e foram atendidos pelo delegado, que deu a notícia sobre a tragédia.
Com informações da TV Clube
***

Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/vidaurbana/nota.asp?materia=20110613075024

Dilma propõe ações do 'Brasil sem Miséria' nas cidades

13.06.2011
Do BLOG DA FOLHA 
Postado por Gilberto Prazeres


alt
Do G1

A presidente Dilma Rousseff disse na manhã desta segunda-feira (13), durante o seu programa de rádio "Café com a presidenta", que o programa "Brasil sem Miséria" oferecerá alternativas para a população melhorar a sua condição de vida.  Cursos de capacitação profissional, empréstimos e formação de cooperativas estão nos planos do programa.
"A miséria nas cidades tem várias causas: para algumas pessoas falta capacitação para conseguir emprego, outras recebem pouco pelo trabalho que fazem. Para esses trabalhadores, o ‘Brasil sem Miséria’ vai oferecer cursos de capacitação profissional, que alcançará até 1,7 milhões de jovens e adultos, e vai encaminhá-los para o mercado de trabalho. Vamos oferecer também crédito e incentivos para quem quiser abrir ou melhorar seu próprio negócio", disse a presidente durante o programa.

Dilma citou o exemplo dos catadores de papel ao demonstrar como o programa deve funcionar. "Os catadores de papel não conseguem, muitas vezes, fazer coleta do lixo em condições adequadas. A primeira coisa que vamos fazer é incentivar a organização produtiva, em cooperativa, dos catadores de materiais recicláveis para melhorar suas condições de trabalho e aumentar as suas oportunidades de ter uma renda", disse a presidente."Se oferecermos oportunidades de capacitação e apoiarmos a procura de emprego, abertura do próprio negócio, esses brasileiros terão oportunidade de sair da pobreza", completou.

*****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/21280-dilma-propoe-acoes-do-brasil-sem-miseria-nas-cidades

Rapaz é flagrado com notas falsas

13.06.2011
Do jornal FOLHA DE PERNAMBUCO
Por ISABELLA FABRÍCIO

Ele havia comprado 80 cédulas de R$ 50, totalizando R$ 4 mil

Um técnico de elevador foi preso após comprar notas falsas pela internet. A Polícia Federal prendeu, na última sexta-feira, Filipe Thomaz da Assunção, de 21 anos. Ele teria comprado 80 notas falsas, da nova cédula, de R$ 50,00, totalizando R$ 4 mil. De acordo com o asssessor de comunicação da PF, Giovani Santoro, o que mais impressionou nessa operação é que as notas falsificadas fo­ram negociadas pelo Orkut, site de relacionamentos, e porque elas foram colocadas recentemente pelo Banco Central. “São notas ainda pouco conhecidas pela população, então seria relativamente fácil que as pessoas pegassem sem perceber que eram falsas”, explicou.

Durante interrogatório, o acusado disse que a compra foi feita em comunidade do Orkut, e que pagou R$ 1 mil pelas notas. “Ele não tem passagem pela polícia, disse que foi a primeira vez que comprou esse tipo de produto e que só o fez porque queria ganhar dinheiro”, explicou Santoro. O dinheiro seria usado nas festas juninas através do comércio e bares, onde por conta da movimentação, as pessoas acabam sem conferir se a nota é ou não verdadeira. A PF orienta que é bom sempre estar atento à textura da nota. As falsas normalmente são mais lisas e a impressão é menos nítida.

A prisão aconteceu minutos depois de Filipe pegar a ‘encomenda’, que chegou via Sedex, na Agência dos Correios, no bairro de San Martim. A PF chegou até o acusado após denúncias. Ainda estão sendo investigada a comunidade do Orkut, na qual foi feita a transação e a conta na qual o dinheiro da compra das notas foi depositada. O objetivo é chegar no local onde as notas estão sendo fabricadas. Filipe foi encaminhado para o Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, onde ficará à disposição da justiça.
****
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-policia/643556-rapaz-e-flagrado-com-notas-falsas

Gilmar segura processo contra senador por trabalho escravo

13.06.2011
Do blog CONVERSA AFIADA
Por Paulo Henrique Amorim


O senador e a fazenda Ouro Verde, no Pará, onde trabalhavam 35 "escravos"
Extraído do Blog do Mello:


Gilmar Mendes, o Alienista no STF, segura há 8 meses processo contra senador por trabalho escravo



Ele já se considerou derrotado (e por conseguinte o STF) diante da decisão por goleada do Supremo Tribunal Federal que endossou decisão do presidente Lula de não permitir a extradição de Cesare Battisti para a Itália. Achou o que o STF saiu diminuído (é que ele se considera O STF).


Mas esse mesmo Gilmar Mendes impede que um senador seja julgado por trabalho escravo, Pedido de vista feito pelo ministro Gilmar Mendes há oito meses impede que Supremo decida se transforma em réu João Ribeiro (PR-TO).


Quando é para atacar o MST, o (…) ministro é o primeiro a se antecipar, julgar e condenar, mas quando se trata de grandes proprietários rurais acusados de trabalho escravo ele precisa estudar, e vai estudando, estudando…


Por isso, o ministro Gilmar está ameaçado de impeachment. Ele não percebe que o país mudou e que pessoas como ele são anacrônicas, desligadas do mundo em que vivem, e cada vez mais supérfluas e irrelevantes. É isso que mata Gilmar Bacamarte Mendes de raiva.


*****
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/politica/2011/06/13/gilmar-segura-processo-contra-senador-por-trabalho-escravo/

Juiz do caso Alcides vai proibir entrada de camisas com rosto do estudante

13.06.2011
Do BLOG DE JAMILDO
Postado por Ana Laura Farias 


O julgamento do caso Alcides começa amanhã (14) às 13h, no Fórum Rodolfo Aureliano, em Joana Bezerra. Vinte e cinco jurados vão ser levados ao Fórum, onde sete serão selecionados em um sorteio. O juiz não vai permitir que haja manisfestações pedindo a condenação do réu, João Guilherme Nunes da Costa (Guigo), nem com o rosto da vítima nem com cartazes, para manter a neutralidade do júri. A mãe do estudante, Maria Luiza do Nascimento Lins, pretende entrar com o jaleco com o rosto do filho.  "Eu vou entrar com a imagem do meu filho de todo jeito. Ninguém vai me impedir", retruca.


A sessão vai ser presidida pelo juiz Ernesto Bezerra Cavalcanti.
» Leia especial sobre o jovem Alcides do Nascimento Lins

O julgamento não vai ter depoimentos de testemunhas. O réu pode prestar depoimento em juízo ou não, a depender da estratégia da Defensoria Pública. A promotora, Helena Martins., faz exposição dos argumentos contra o réu, seguido da defensora pública, Fernanda Vieira. Confira abaixo mais detalhes sobre o local onde o julgamento será realizado.
 
No processo, João Guilherme responde por homicídio qualificado e corrupção de menor de 18, por ter cometido o crime com um adolescente.

O réu atualmente está preso no Presídio Aníbal Bruno, na Zona Oeste da capital, onde responde por outros homicídios e assaltos. Já o adolescente cumpre medida socioeducativa na Fundação de Atendimento Socioeducativo de Abreu e Lima, no Grande Recife.

O estudante de Biomedicina Alcides do Nascimento Lins foi assassinado em casa no dia 5 de fevereiro de 2010, na Vila de Santa Luzia, Torre, Zona Oeste do Recife. Ele iria concluir o Ensino Superior em agosto deste ano.
 *****
http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2011/06/13/juiz_do_caso_alcides_vai_proibir_entrada_de_camisas_com_rosto_do_estudante__103555.php
Fonte:

Artur Gonçalves: A transição que desafia a todos A Idade do Lobo

13.06.2011
Do blog de Luiz Carlos Azenha
Por ARTUR GONÇALVES, para o Viomundo

http://www.ted.com/talks/hanna_rosin_new_data_on_the_rise_of_women.html

Há apenas uma geração atrás se falava na Idade do Lobo, quando os homens de meia-idade contemplavam a própria Mortalidade, a sombra perturbadora da impotência, a velhice e o ocaso das próprias ilusões desfeitas na rotina do casamento e na rotina do emprego. A crise de meia-idade era representada no estereótipo do pai-de-família grisalho que comprava um automóvel de linhas esportivas, arrumava uma amante quinze anos mais jovem e, em alguns casos, buscava a separação conjugal.

Hoje em dia não se fala mais em crise de meia-idade masculina, como não se fala em homens de uma maneira geral. A mulher saiu do papel de coadjuvante da síndrome masculina para estrela da sua própria. Hoje se fala em Idade da Loba. As lobas fazem mais ou menos o que os lobos faziam, com a preocupação extra da Menopausa e a segunda grande tempestade hormonal das suas vidas, gerada pelo implacável processo de extinção dos mesmos.

Fui ver o filme de Julia Roberts, “Comer, Rezar e Amar”, baseado em livro homônimo. A personagem central é a própria loba, no âmago da sua crise. Ela começa a estória tendo o insight de que seu casamento tornou-se existencialmente estéril. Rompido o casamento, envolve-se ligeiramente com um jovem ator, e depois parte na sua jornada de auto-descoberta, tentando injetar sangue novo, vibração nova na sua existência entorpecida pelas certezas arraigadas. É interessante ver esse tipo de jornada do ponto de vista do universo feminino.

O Homem, essa criança, quando busca a si mesmo vai se entreter com seus brinquedos civilizatórios, Filosofia, Religião, Guerra. A mulher, ser prático, ela sim o verdadeiro repositório da Razão, recupera a identidade das coisas que dormem nos detalhes, o prazer da comida, dos sabores, dos relacionamentos, da experiência religiosa como encontro pessoal e não interpretação da Existência.

O homem, quando ama, ama estabanada e desarticuladamente, o Amor não é o seu motor verdadeiramente, impulsiona a Ação pela Destruição, consome a si mesmo e ao próprio objeto, se for o caso, e se extingue com a falsa ilusão de que era um impulso da Vida, mas o Amor romântico para o Homem é quase um sequestro, está fora da vida, liga-se aos assuntos terrenos justamente na sua própria aniquilação, pela institucionalização do Casamento, pela vinculação à prole, pela obtenção de posses. A mulher, que ama para dentro de sua Vida e enxerga o Todo, conecta e reconecta o amor ao Todo, e por isso raramente se perde nas incoerências da Paixão.

O Homem, esse Consumidor desleixado, certamente faz por merecer a desatenção da Mídia, da nova dinâmica social que o exclui do papel de protagonista no drama da própria existência. Mulheres, crianças e adolescentes são os elementos de destaque nessa nova dinâmica. O Homem, desequipado de sua Força primitiva, anacrônico na sua própria constituição psico-social, procura um papel. O macho jovem atual (na casa dos vinte a trinta anos) já é uma vítima patética dessa anulação da identidade. Fraco, ególatra, mimado, obcecado pela Forma, esvaziado de conteúdo. Supérfluo como seus músculos de academia.

O vídeo do link acima é fascinante. Basicamente mostra que as mulheres nos Estados Unidos estão assumindo o comando da economia americana, com profundas influências na Cultura, estrutura familiar, Mercado. Mulheres dominam profissões mais destacadas, começam a ganhar melhor, sofreram menos os efeitos da última recessão. O mercado imobiliário detectou que mais que jovens casais, mulheres solteiras sem filhos são a parcela mais expressiva dos compradores de moradias. Mulheres têm melhor escolaridade (para cada dois homens com grau superior há três mulheres). Mulheres jovens projetam para si mesmas um futuro onde elas são as provedoras e líderes dos seus futuros lares.

Algumas afirmações são desafiadoras. As mulheres estão melhor equipadas, evolutivamente falando, para viver no mundo moderno. Sua ascensão segue a mudança do paradigma industrial para o novo paradigma baseado no fornecimento de serviços, Informação e Comunicação. A Economia torna-se software, e as mulheres são inerentemente mais software. Até mesmo seus impulsos sexuais não são hormonalmente comandados por uma ditadura de testosterona, mas nascem primariamente do intelecto, da psiquê. Tamanho e Força não são mais diferenciais no mundo pós-economia industrial.

Linguagem, capacidade de Comunicação, capacidade de ouvir e dominar detalhes em atividades simultâneas e paralelas são vantagens competitivas. Sendo as mulheres a parcela mais expressiva e ativa entre os consumidores, é compreensível que o Capitalismo aprecie essa transição do papel de protagonista na dinâmica sócio-econômica. A nova mulher, com sua nova renda e assegurada autonomia, comanda a Produção e comanda o Consumo. The Man é uma gíria americana para a figura da autoridade opressiva no tecido social.

Pois muito bem: Women are the Man, now! Um aspecto interessante disso tudo é que mulheres também servem melhor às instituições. O Homem primitivo dentro de nós, marmanjos, que ao mesmo tempo que constrói instituições se rebela contra elas, é um estorvo. O homem é mais propenso a combater The Man.

É imperativo constatar tudo isso, e viver de acordo, da melhor forma possível. Há uma transição em curso, motivada por transformações econômicas e culturais. Papéis estão sendo redefinidos. Surge uma era da supremacia feminina e não é a Era de Aquarius da contra-cultura dos anos 60. É um mundo ideal para corporações e mercados globais. Um mundo de Racionalidade onde a Humanidade pode prosperar em relativa Paz, refreados os impulsos guerreiros primitivos dos brucutus que somos nós, machos, mal escondidos dentro de ternos e gravatas. Talvez seja chegado o momento de transcender sexismos culturais. Nesse Matriarcado moderno, construir um modelo novo, onde as diferenças reais entre os sexos sejam apreciadas, e as diferenças falsas e arbitrárias deixem de ser barreiras à compreensão mútua.

PS do Viomundo: O artigo é publicado no dia em que se reuniram, em Brasília, para decidir os rumos do governo, a presidenta Dilma Rousseff, a ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann e a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti.
****
Fonte:http://www.viomundo.com.br/politica/artur-goncalves-a-transicao-que-desafia-a-todos.html

Grécia passa a ter a pior nota de risco do mundo

13.06.2011
Do OPERA MUNDI
Por Efe | Atenas

A agência de medição de riscos Standard & Poor's voltou a reduzir a classificação da dívida soberana da Grécia, de 'B' para 'CCC', com perspectiva negativa.Com isso, o país europeu afunda ainda mais na categoria de bônus "lixo".

Em comunicado, a agência afirma que o rebaixamento reflete os crescentes riscos associados à aplicação do programa da UE (União Europeia) e do FMI (Fundo Monetário Internacional) em "um entorno político cada vez mais complicado para Grécia, somado ao clima atual de dificuldades econômicas".

Segundo a agência, "é improvável" que o acesso da Grécia aos mercados financeiros a partir de 2012, como se pretende no programa oficial da UE e do FMI, se materialize.

"Esta falta de acesso, em nossa opinião, cria uma brecha" de financiamento, destaca a nota, que lembra que o país deve contar com 95 bilhões de euros para os pagamentos da dívida que vencem no final de 2013, e com outros 58 bilhões com vencimento em 2014.

Embora se espere que Atenas obtenha ajuda adicional de seus parceiros da zona do euro, a Standard & Poor's acredita "que alguns doadores de crédito oficiais considerarão necessária a reestruturação da dívida comercial como condição para um financiamento adicional".

"Em nossa opinião, a sustentada recessão na Grécia explica em parte que os lucros orçamentários tenham sido mais débeis do que o planejado neste ano".

Por outro lado, a agência alertou que o rebaixamento da dívida soberana grega pode ter "um impacto negativo" na credibilidade dos bancos National Bank of Greece S.A. (e sua subsidiária United Bulgarian Bank A.D.), EFG Eurobank Ergasias S.A., Alpha Bank A.E. e Piraeus Bank S.A.
*****
Fonte:http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticia/GRECIA+PASSA+A+TER+A+PIOR+NOTA+DE+RISCO+DO+MUNDO_12690.shtml

Prefeitura do Recife revitaliza asfalto do Capitão Temudo

13.06.2011
Do BLOG DA FOLHA
Postado por Gilberto Prazeres

Com o objetivo de proporcionar melhores condições para o tráfego, a Prefeitura do Recife realiza, a partir da noite desta terça-feira (14), a revitalização das pistas do viaduto Capitão Temudo, nos dois sentidos. O novo revestimento de asfalto será implantado num prazo de dez dias e representará um investimento de R$ 450 mil.
A ação revitalizará uma extensão de aproximadamente 1.400 metros nos dois sentidos do viaduto.

Para minimizar transtornos ao tráfego durante as obras, o novo asfalto será implantado em horários com menor circulação de veículos, das 23h às 5h. Além disso, o trabalho ocorrerá somente em uma faixa de circulação por vez para que não seja necessária a interdição do tráfego.

Duplicação: Paralelamente ao trabalho de restauração da pista, a Empresa de Urbanização do Recife (URB), dá continuidade às obras no vão central do viaduto. Os técnicos prosseguem com a colocação das formas de concreto que servirão de base para a concretagem final da pista. A ação, que será realizada até a próxima sexta-feira (17), sempre das 0h às 5h, acontece agora no sentido Boa Viagem/Olinda. Ao todo, serão colocadas 176 placas. O Viaduto Capitão Temudo tem cerca de 950m de comprimento e terá sua largura ampliada dos atuais 14m, para 28m de largura.
*****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/21302-prefeitura-do-recife-revitaliza-asfalto-do-capitao-temudo

Collor relata debate sobre inserção do Brasil no Conselho de Segurança da ONU

13.06.2011
Do BLOG DE JAMILDO 
Postado por Jessica Souza 

Foto: Agência Senado
Da Agência Senado


O senador Fernando Collor (PTB-AL) relatou em Plenário, nesta segunda-feira (13), as opiniões de especialistas manifestadas em reunião da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), no último dia 6, sobre a inserção do Brasil no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).


Collor citou o embaixador Ronaldo Sardenberg, que já presidiu o Conselho de Segurança da ONU por duas vezes, para quem nunca houve oportunidade tão favorável à candidatura brasileira. Acredita o embaixador que o Brasil se fortaleceu com a criação do G4, que inclui Alemanha, Brasil, Índia e Japão e ganhou prestígio e influência na crise econômica e espaço relevante entre os países do Brics (Brasil, Rússia, Ìndia e China).


Na opinião do diplomata, o Brasil tem condições objetivas de galgar essa posição graças a fatores como as suas dimensões territoriais, o fato de ter governo democrático, a sua posição regional e a autonomia no hemisfério, além da capacidade política e sua participação nos processos decisórios multilaterais. Além disso, dão substância à posição do Brasil a sua experiência e prática adquiridas nos 20 anos em que foi membro não permanente no Conselho de Segurança.


O professor Cleomar Lima Carvalho de Souza, do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec-DF), disse Collor, ressaltou a importância do Congresso Nacional nas decisões e no controle da política externa brasileira, bem como a necessidade de que o debate acerca da pretensão brasileira de um assento no conselho seja estendido à sociedade civil.


Ele assinalou que as decisões da política externa brasileira restringem-se ao Ministério das Relações Exteriores e à Presidência da República, sendo que a sociedade civil não toma parte na escolha das prioridades. Entende o professor, segundo o relato de Collor, que este momento de reflexão está se aproximando para o estado brasileiro e que a sociedade terá que "abrir a caixa preta das decisões da política externa".


O professor Danny Zahreddine, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), relatou o senador, abordou as condições necessárias para a aspiração brasileira sob o ponto de vista de seu poder real e crescente no cenário internacional, com sua economia em crescimento, recursos energéticos e o uso de novas tecnologias.


O especialista lembrou também o que chamou de poder potencial do país, representado por sua biodiversidade, o amadurecimento das instituições democráticas, a melhoria da educação, sua população economicamente ativa e a percepção de poder que o Brasil merece dos demais países.


Collor concluiu relatando a participação do professor Albert Fishlow, do Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Colúmbia, em Nova York, que acredita que o Brasil já desempenha um importante e influente papel no âmbito do G-20.


Ele, no entanto, vê dois problemas caso o país obtenha um assento permanente no Conselho de Segurança. Primeiro, os altíssimos custos financeiros que essa presença acarretará, devido ao crescente número de intervenções, no mundo inteiro, patrocinadas pelo organismo. Em segundo lugar, a necessidade que o Brasil terá de alterar sua política de não intervenção e de respeito à lei internacional. Para ele, como membro permanente do conselho, o Brasil terá de adotar uma política mais realista, como a dos Estados Unidos.


Ao final de seu discurso, Collor afirmou que a TV Senado reprisará as audiências públicas já realizadas pela CRE, de segunda a sexta-feira, às 14h.
****

Passageiros de voos cancelados pela nuvem do vulcão devem ser ressarcidos pelas companhias aéreas

13/06/2011
Nacional
Da Agência Brasil

Brasília - A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que direitos estabelecidos na Resolução 141 de Junho de 2010, válida em todo o território nacional, independente da nacionalidade da empresa aérea, determina que o passageiro que estiver no aeroporto e tenha o seu voo cancelado, no caso, por fenômenos naturais, tem o direito imediato ao ressarcimento do valor da passagem. Caso o passageiro não solicite o ressarcimento, a companhia aérea deve disponibilizar assistência material, reacomodação e informação direta ao consumidor.

Após uma hora de atraso, a companhia deve oferecer telefone e internet, com duas horas, o passageiro tem direito a alimentação adequada ao tempo de espera, e no caso de quatro horas ou mais de atraso, a companhia deve arcar com a acomodação em local adequado, interno ou externo do aeroporto, incluindo o transporte até o local.

Em casos de cancelamento de voos, a empresa aérea deve reacomodar o passageiro em um voo em horário próximo do original da própria empresa ou de outra que esteja na mesma rota. As companhias aéreas devem dar informações sobre os direitos dos passageiros e os motivos de atraso ou cancelamento de voos, inclusive por escrito, o que pode ser usado em pedidos de indenizações caso necessário.

De acordo com Guilherme Zancan, representante da RZ Turismo, empresa voltada a seguro de viagens no Rio Grande do Sul, problemas relacionados a cancelamento ou atrasos de voos, são de inteira responsabilidade da companhia aérea e não dos agentes de viagem. "Os pacotes de seguro-viagem têm como prioridade arcar com custos voltados a saúde do passageiro enquanto este se encontra em seu destino final. Os seguros não cobrem hospedagem ou acomodações por conta de imprevistos desta natureza", disse.

A Agência Brasil ouviu duas companhias aéreas, TAM e Gol, que informaram os procedimentos que estão sendo adotados para atender a demanda de passageiros atingidos por atrasos e cancelamentos.

A Gol disse que provindeciará reacomodações sem cobrança de taxas previstas, e se os clientes preferirem cancelar a viagem, receberão o reembolso integral das passagens.

A TAM informou que está prestando assistência necessária aos passageiros afetados pelos cancelamentos e ressalta que serão reacomodados nas próximas opções de voos disponíveis.

As companhias aéreas estão fazendo contato com os passageiros por telefone, SMS e e-mail, mas solicitam que os passageiros também entrem em contato para que o processo seja mais rápido.

A Anac recomenda que os passageiros que tiverem voos marcados para os aeroportos do Sul do país, consultem a companhia aérea antes de se dirigirem ao local, para que possam ser evitados transtornos. A agência alertou que o mesmo procedimento deve ser feito por passageiros com destinos para a Argentina, ao Chile, Paraguai e Uruguai.

Segundo o útimo boletim divulgado pelo Volcanic Ash Advisory Centres da Argentina, instituto responsável pelo monitoramento da situação no Cone Sul, a nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue que na manhã de hoje (13) atingiu parte do município de Chuí no Sul do Brasil, deve ficar restrita à região.

Edição: Rivadavia Severo
*****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-06-13/passageiros-de-voos-cancelados-pela-nuvem-do-vulcao-devem-ser-ressarcidos-pelas-companhias-aereas

Pedágio na Ponte do Paiva fica mais caro a partir desta terça-feira

13/06/2011
Do site Pe360graus.com
Por Redação

O aumento é de 6,5% e a mudança vai atingir cerca de seis mil veículos, que passam pela via por mês; confira os valores para carro, moto, caminhão e ônibus

Os motoristas que passarem pela Ponte do Paiva a partir desta terça-feira (14) devem ficar atentos: o pedágio ficou mais caro na estrada de quase 7 km construída para encurtar o caminho para o Litoral Sul de Pernambuco. O aumento aprovado pela Agência de Regulação dos Serviços Públicos (Arpe) foi de 6,5% e diz respeito a uma correção da inflação de 2010 para este ano.

O pedágio para motoristas de carro, caminhonete ou furgão aumentou de R$ 3,70 para R$ 3,90, nos dias úteis, e de R$ 5,50 para R$ 5,90, nos finais de semana. Já o valor para motos saltou de R$ 1,85 para R$ 2,00, nos dias da semana, e de R$ 2,75 para R$ 3,00, nos finais de semana. O preço do pedágio para ônibus e caminhão leve passou de R$ 7,40 para R$ 7,80, nos dias úteis, e de R$ 11 para R$ 11,80, nos fins de semana.

A mudança de valores vai atingir cerca de seis mil veículos, que passam pela Ponte do Paiva por mês. Nos últimos 12 meses de cobrança, foram arrecadados cerca de R$ 4,5 milhões, quando dois milhões de veículos transitaram pela via.

Parte do valor arrecadado com o pedágio vai como imposto para os governos e outro percentual serve de custeio de manutenção: foi gasto R$ 1,5 milhão no primeiro ano de operação. A Ponte do Paiva, ou Via Parque, ainda tem 29 anos de concessão. Depois desse período, o controle da rodovia passa para o Estado.
*****
Fonte:http://pe360graus.globo.com/noticias/cidades/estradas/2011/06/13/NWS,534647,4,253,NOTICIAS,766-PEDAGIO-PONTE-PAIVA-FICA-CARO-PARTIR-TERCA-FEIRA.aspx

Lula, Dilma e o Datafolha

13.06.2011
Do blog de Altamiro Borges
Por Francisco Bicudo, Blog do Chico:

Em junho de 2003, cinco meses após a posse e ainda embalado pelo fato de finalmente a “esperança ter vencido o medo”, o então Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva tinha seu governo avaliado como “ótimo ou bom” por 42% da população, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha (2.630 pessoas entrevistadas, em 152 cidades); 43% consideravam a primeira administração petista como “regular” e 11% diziam que o governo era “ruim ou péssimo”.

De acordo com o levantamento, a aprovação maior do governo Lula se dava entre os estudantes (49%), aposentados (47%) e funcionários públicos (46%). Ficava também acima da média nacional entre os moradores da região Sul (49%), moradores do Norte e Centro-Oeste (47%), homens (46%) , jovens com entre 16 e 24 anos (46%) e entre os com nível superior completo (45%).

Já era possível notar naquela fotografia um otimismo razoável em relação à economia – 35% acreditavam na queda da inflação; 41% vislumbravam diminuição nas taxas de desemprego; 37% estimavam que o poder de compra dos salários iria subir e 55% esperavam melhoria geral no cenário econômico do país.

Neste domingo, 12 de junho, também cinco meses depois da posse da Presidenta, o Datafolha (2.188 entrevistados) mostrou que 49% dos brasileiros avaliam como “ótimo ou bom” o governo de Dilma Rousseff (eram 47% em março); para 38%, a administração é regular e 10% dizem que é “ruim ou péssima”. Em relação às expectativas manifestadas sobre a economia, os números soam contraditórios: 51% acreditam em alta da inflação e 32% temem aumento do desemprego; no entanto, a taxa dos chamados otimistas ainda é elevadíssima, pois 42% confiam que o cenário econômico geral vai melhorar e outros 37% (somando portanto 79%) acreditam que ficará como está.

A primeira constatação que salta aos olhos é óbvia: quando considerados os mesmos períodos (cinco meses depois das posses), a aprovação de Dilma é sete pontos percentuais superior àquela conquistada por Lula (49% x 42%). Como alerta com muita pertinência Diego Calazans, que se define como um “sócio-comunicólogo em formação”, em breve diálogo que travamos pelo twitter, boa parte desse capital político dilmista ainda pode ser constituído pela memória do governo Lula, o mais bem avaliado da História, tendo passado a faixa presidencial à sucessora com mais de 80% de aprovação popular, um recorde.

No entanto, em favor de Dilma, é preciso lembrar que, em seus primeiros 150 dias, Lula nem de longe viveu as agruras e o inferno de crises enfrentadas pela Presidenta (disputas na base aliada, fogo amigo, caso Palocci, derrota na votação do Código Florestal, PMDB cada vez mais faminto). Em tese, essas dificuldades – cada uma e todas elas – tinham potencial expressivo para abalar ou reduzir sensivelmente a popularidade de Dilma, o que parece não ter acontecido (aliás, para desespero da Folha de São Paulo, que não se conteve, não conseguiu esconder a decepção e estampou em manchete: “Dilma mantém aprovação, apesar de Palocci e inflação”).

Trocando em miúdos: Lula continua a ter sua contribuição, mas parece ser cada vez mais evidente e palpável que o julgamento que a população faz é do governo Dilma – para o bem e para o mal – e seria até mesmo injusto escantear ou menosprezar a participação da Presidenta na construção desses índices de aprovação (novamente, com todos os riscos envolvidos). Já existe, penso, uma percepção bastante razoável do que é o jeito Dilma de governar.

Outro viés importante a avaliar, muito bem destacado também no twitter pelo companheiro Fabio Silvestre, jornalista e professor universitário, é a conjuntura econômica vivida pelo país. Apesar mais de boatarias que de evidências (e, nas alcovas petistas, não são poucos os que garantem que a tese foi fortemente estimulada por “companheiros” interessados no enfraquecimento do ministro Guido Mantega), a inflação, depois de ligeira variação acima da meta estipulada, já dá sinais de arrefecimento.

Enquanto outros países (a lista é imensa: Espanha, Portugal, Grécia, Irlanda, Estados Unidos, Egito...) continuam mergulhados nas consequências nefastas da crise econômica de 2008/2009, o Brasil segue firme seu rumo, até aqui em céu de brigadeiro. Em 2010, a economia brasileira cresceu 7,5% (taxa chinesa!), o que fez o país ser alçado à condição de sétima potência econômica do planeta, superando a Itália. Também em 2010, foram criados quase três milhões de novos empregos formais, outro recorde histórico.

Aqui, e novamente para tentar entender as aprovações de Lula e de Dilma com cinco meses de governos, vale a pena também comparar os cenários econômicos herdados. Lula, além de naquele momento inicial ainda lidar com a desconfiança dos mercados e das classes sociais mais baixas (em 2002, a eleição foi sustentada pelas classes médias, como defende o cientista político André Singer no artigo "Raízes sociais e ideológicas do lulismo"), recebera também um país destroçado. Nos anos FHC, o risco Brasil chegou a 2.700 pontos; o salário-mínimo era de 78 dólares; os créditos populares representavam apenas 14% do Produto Interno Bruto (PIB); em oito anos, foram criados cinco milhões de empregos; em 2002, a taxa de desemprego era de 12,2%.

Dilma assume certamente outro país: risco Brasil de 200 pontos; salário-mínimo de 210 dólares; créditos populares da ordem de 34% do PIB; 15 milhões de empregos formais gerados em oito anos, com 28 milhões de brasileiros tendo saído da linha de pobreza, e o consequente advento das chamadas novas classes médias; taxa de desemprego de 6,8% e o Brasil reconhecido no jogo das relações internacionais como um “global player”. Faz toda a diferença.

O que pretendo sugerir: depois de passar pelas mais diferentes experiências políticas e ideológicas (nacionalismo, desenvolvimentismo, ditaduras, neoliberalismo, lulismo), a população parece fazer o seguinte cálculo e análise: “disputas e crises fazem parte da política, independentemente dos partidos no poder. E quem afinal é capaz de garantir a melhoria efetiva da qualidade de vida para o conjunto da sociedade?”. No limite, como novamente lembra Fabio Silvestre, estão a consagrar o slogan democrata usado pela campanha de Bill Clinton, em 1992, quando derrotou George Bush pai: “é a economia, estúpido!”.

Sem desmerecimentos ou desqualificações, muito ao contrário: é uma avaliação legítima, com forte viés pragmático, certamente, mas ao mesmo tempo com considerável e respeitável grau de consciência política, pois considera os impactos sociais que as políticas econômicas conseguem oferecer. Ao analisar a escolha majoritária dos nordestinos por Dilma, no ano passado, a economista e socióloga Tânia Bacelar de Araújo, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), já anunciava que "aquele não era o voto da submissão, da desinformação ou da ignorância, mas o da auto-confiança recuperada, do reconhecimento do correto redirecionamento de políticas estratégicas e da esperança na consolidação de avanços alcançados - alguns ainda insipientes e outros insuficientes".

Suspeito que as oposições, lideradas pela mídia limpinha, em boa medida já compreenderam essa mensagem e devem voltar cada vez mais suas baterias de agressividade e contestações à política econômica do governo (ainda mais agora que Antonio Palocci, o queridinho dos mercados, se foi...). A tentativa de criar histeria coletiva por conta do "descontrole inflacionário" e de trazer de volta a loucura da remarcação de preços em cadeia dá um pouco do tom dessa postura, que, palpito, deverá ganhar contornos mais nítidos. Não por acaso, Dilma procurou dar respostas e escapar da crise política palocciana com o anúncio do programa "Brasil sem Miséria" - novamente, a economia que tenta alavancar desenvolvimento social.

Mais uma vez, e só para reforçar e fechar: a confortável situação econômica do Brasil, com evidentes ganhos sociais, ajuda a explicar muita coisa - incluindo a popularidade de Dilma.
*****
Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com/2011/06/lula-dilma-e-o-datafolha.html

Precatório do Processo 1562/89: Advogado esclarece agilização do pagamento

13.06.2011
Do site do SINDSPREV.PE, 08.06.11
Por Wedja Gouveia




Em entrevista à TV Sindsprev o advogado do sindicato, Fabiano Parente, fala dos procedimentos e expectativa para o pagamento do precatório do Processo 1562/89, da 5ª Vara do Trabalho.  

ERRATA

A data final para recebimento do precatório do Processo 1562/89 é 31 de dezembro de 2011, e não 31 de dezembro de 2010, como foi informado pelo advogado Fabiano Parente durante a entrevista na TV Sindsprev

******
Fonte:http://sindsprev.org.br/index.php?categoria=noticias_principais_01&codigo_noticia=0000001948&cat=noticias

Avaliação de desempenho na Saúde é tema de audiência com o governo

13.06.2011
Do site do SINDSPREV.PE
Por Wedja Gouveia

Na última segunda-feira, 06/06, dirigentes da CNTSS/CUT e do Sindsprev/PE voltaram a se reunir com o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva. O objetivo da reunião foi discutir avaliação de desempenho, insalubridade, duplo vínculo e gratificações da Funasa.

No encontro foi garantida a extensão do processo de negociação e novas reuniões foram agendadas para os dias 14 e 21 deste mês.  O Planejamento reafirmou sua posição favorável ao reajuste das gratificações Gacen e Gecen recebidas por servidores que atuam no combate e controle de endemias.

A CNTSS e a Condsef, que também participou do encontro, voltaram a apresentar a proposta dos trabalhadores que é reajustar as gratificações nas mesmas proporções da indenização de campo. A categoria quer que seja definido ainda percentual que será usado para reajustar anualmente as duas gratificações.

O secretário informou que o governo vai analisar a proposta e depois vai dar um retorno às entidades. O Planejamento também assegurou que vai encaminhar às entidades a ata da reunião registrando posição favorável do governo em garantir mesmo tratamento da Lei 12.277/10 aos demais cargos de nível superior do Executivo. Em relação aos servidores de nível intermediário e auxiliar, a proposta dos representantes dos trabalhadores é defender a concessão do mesmo percentual de reajuste.

Duplo vínculo– A representação sindical fez a discussão sobre os casos dos servidores da saúde que estão optando por um dos cargos públicos. O secretário afirmou que este problema é de difícil solução, pois a situação já é regulamentada por parecer da Advocacia Geral da União (AGU). De acordo com ele, a orientação dos órgãos de controle é que a carga horária máxima na administração pública é de 60 horas semanais. Esta orientação inviabiliza o acúmulo de cargos públicos, pois a carga horária da carreira destes servidores é de 40 horas semanais.

Adicional de insalubridade- A partir das cobranças da CNTSS de que a forma de pagamento de insalubridade vem prejudicando a categoria, o secretário disse que vai reexaminar o problema  visando uma solução

Avaliação de Desempenho – Os dirigentes expressaram a insatisfação da categoria com o processo de avaliação do Ministério da Saúde e Funasa. A Confederação propõe que a avaliação dos servidores cedidos a estados e municípios deve seguir a mesma sistemática aplicada aos servidores nomeados para exercício dos DAS-4 DAS-5 e DAS-6, ou seja, 80 pontos fixos no caso da avaliação institucional. O governo se comprometeu a apresentar uma proposta, reconhecendo a situação peculiar destes trabalhadores.

A CNTSS reafirma sua posição de continuar cobrando o atendimento das reivindicações dos trabalhadores da sua base e uma solução de pendências já negociadas.


Leia na íntegra relatório da audiência na Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento
******
Fonte:http://sindsprev.org.br/index.php?categoria=noticias_principais_01&codigo_noticia=0000001946&cat=noticias

Vingança motiva duplo homicídio

13.06.2011
Do jornal FOLHA DE PERNAMBUCO 
Por Renatta Gorga
Polícia

Uma das vítimas não tinha nada a ver com as causas do crime ocorrido nos Torrões

Na madrugada n último sábado, por volta das 3h30, a comunidade Roda de Fogo, no bairro dos Torrões, virou cenário de um duplo homicídio. O crime ocorreu no bar Calçada Alta, 229, na rua Júlio Antunes Campelo e vitimou dois rapazes: o estoquista Luiz José da Silva Guedes, o Luizinho, de 24 anos, e o vendedor Rizonildo José da Silva, o Nem, de 44 anos. De acordo com o delegado da Força Tarefa Capital, Victor Hugo Rondin, o motivo do ocorrido foi passional. “Luiz teria se envolvido com a ex-namorada do acusado, Gilmarco Pereira da Silva Júnior, o Hominho, 20, e isso gerou uma briga entre a família de ambos, no final do ano passado. Nessa história, quem ficou na pior situação foi Gilmarco, que apanhou da família de Luizinho. Ontem, então, ele (Gilmário) resolveu se vingar”, explicou o delegado.

Conforme populares, o autor dos disparos estava no bar junto a sua irmã, Gerlane Camila Perei­ra da Silva, de 21 anos. Em determinado momento, Gilmarco teria ido ao sanitário. Ao voltar, retirou a arma da bermuda e efetuou três tiros (um no braço esque­rdo e dois no abdômen) em Luiz José, que estava em uma das me­sas do mesmo estabelecimen­to. Neste momento, nervoso, Gilmarco pediu à irmã que o retirasse do local. Ela atendeu a solicitação, levando-o de moto até à residência dela, próxima ao bar. Local, onde, segundo a cúmplice, ele foi deixado, fugindo pos­teriormente. No entanto, antes de evadir-se do bar, o autor ainda deflagrou um disparo na direção das demais pessoas. O tiro atingiu o pescoço de Rizonildo, residente da comunidade e que não tinha nenhuma relação com a briga.

Moradores da região, assustados com o fato, acionaram o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Os policiais, ao chegarem no local, foram informados da ação de Gerlane e, então, dirigiram-se até a residência da jovem, que foi levada à delegacia. Em depoimento oficial, ela relatou o ocorrido, confirmando a versão dos populares, e disse não saber onde o irmão estaria escondido. “Da maneira dela, ela confessou que só fez dar carona ao ir­mão, em uma tentativa de deses­pero. Mas, na minha visão de delegado, isso é participar ativamente do duplo homicídio”, exter­nou Victor Hugo. Ainda confor­me o delegado, Gerlane informou que a arma utilizada pelo acusado foi um revólver calibre 38. “Nós ainda efetuamos diligências no local, para tentarmos encontrar o autor do crime, porém, não tivemos êxito”, complementou.

Na comunidade, as pessoas estavam inconsoladas com a morte de Rizonildo. Sem ter envolvimento algum com a briga, ele teria sido vítima de uma bala perdida. Ainda sem muitas informações, o irmão de Rizonildo relatou o que sabia. “Parece que ele discutiu com o irmão de uma moça. Esse rapaz se chamava Hominho, mas eu não sei o motivo da briga. A moça foi quem deu fuga ao assassino; irmão dela. Todo mundo viu”, contou, Rizaldo José da Silva, 47, confirmando o ocorrido. Demais moradores também fizeram questão de registrar a boa índole da vítima. “A comunidade toda gostava dele. Ele vendia coxinha por aqui e vivia lá em casa. Ele gostava de dançar; não mexia com ninguém. As pessoas estão horrorizadas com isso”, disse uma vizinha que preferiu não se identificar. A respeito de Gilmarco, os moradores relataram não o conhecer. A proprietária do bar Calçada Alta, que não quis ser identificada, informou que nunca tinha o visto no estabelecimento. “Eu só conhecia Nem, que vinha sempre aqui, sozinho ou com o irmão, e era uma pessoa muito boa”, afirmou.

De acordo com o delegado, Gerlane e Gilmarco não tinham passagem pela polícia. No entan­to, Luiz José havia cumprido pe­na por assalto à mão armada, em 2007. Gerlane, autuada em flagran­te, foi encaminhada à Colônia Penal Feminina do Recife. Gilmarco, contudo, está foragido. A Força Tarefa Capital do DHPP ficará a cargo das investigações.
*******
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-policia/643553-vinganca-motiva-duplo-homicidio

A opinião pública e a opinião que se publica

13.06.2011
Do blog TIJOLAÇO
Por Brizola Neto
Quarta-feira, "queda de Dilma nas pesquisas", dizia a Folha, teria levado à demissão de Antonio Palocci. Três dias depois, uma pesquisa da Folha desmente "pesquisas" da Folha. Isso é que é credibilidade...
A frase genial do Barão de Itararé, meu conterrâneo Apparicio Torelly, cai como uma luva para as análises políticas dos jornais brasileiros.
Dia 8, quarta feira, a Folha publicava que a “Perda de popularidade (do governo) definiu queda de Palocci”.
Hoje, dia 11, sai a chamada para a pesquisa Datafolha de amanhã:“Aprovação de Dilma resiste à inflação e crise, diz Datafolha“.
Dia 8, a Folha dizia:
“A presidente Dilma Rousseff decidiu demitir seu principal auxiliar, Antonio Palocci, após ser informada que pesquisas já apontavam desgaste do governo por conta da crise envolvendo aquele que foi um dos responsáveis pela arrecadação para sua campanha”
Dia 11, ela diz:
“A crise que levou à demissão do ex-ministro Antonio Palocci (Casa Civil) e a alta da inflação não tiveram impacto negativo na aprovação do governo Dilma Rousseff.”
Ou seja, o que o jornal escreve não tem o menor valor? Era “chute”?
Não tenho os dados completos da pesquisa, porque ainda não achei a Folha de domingo, mas o nível de ótimo/bom passa de 47 para 49%. Nos dados que o jornal adianta fica o registro de que a maioria dos brasileiros (óbvio, apesar dos narizes torcidos da elite arrogante) quer que Lula participe da administração.
E, quanto à piora das expectativas, pretender o que, com a mídia martelando que a “a inflação disparou”  e as usinas fazendo a festa nos preços do etanol, mesmo que a inflação, em termos gerais, se mantenha num patamar semelhante ao de 2010, como já se demonstrou diversas vezes aqui?
O fato  de Dilma ter resistido sem danos à ofensiva da mídia, como registra a pesquisa, porém, não nos deve fazer esmorecer. Vocês lembram daquela história de uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade? De quem era, mesmo?
******