Pesquisar este blog

domingo, 5 de junho de 2011

Pesquisas de boca de urna indicam vitória de Humala no Peru

05.06.2011
Do MSN NOTÍCIAS
Por  BBC, BBC Brasil



Pesquisas de boca de urna indicam vitória de Humala no Peru
"Indígena Quechua vota em eleições do Peru (AP)"
Minutos após o fechamento das urnas no Peru, pesquisas de boca de urna indicam uma vitória do nacionalista Ollanta Humala. Diretores dos três institutos deixaram claro, porém, que os dados podem não refletir o resultado final.
Em média, o candidato de centro-esquerda teve uma vantagem de 5% em relação à sua rival, a conservadora Keiko Fujimori. A margem de erro nesse tipo de pesquisa é de até 6%.
Pelo instituto Ipsos Apoyo, Humala teve 52,6% dos votos, enquanto a filha do ex-presidente Alberto Fujimori ficou com 47,4%. Pela empresa CPI, eles tiveram, respectivamente, 52,5% e 47,5%. Já pela boca de urna da Datum, os números ficaram em 52,7% para o nacionalista e 47,3% para Keiko.
Embora analistas e diretores dos institutos tenham pedido calma e que a população esperasse o resultado final, partidários de Humala já tomavam a Praça 2 de Mayo, no centro de Lima, onde já estavam programadas as comemorações caso o nacionalista vencesse.
Os primeiros resultados oficiais estão previstos para as 21h, mas antes disso serão divulgados números preliminares feitos por amostragem.
Incertezas
Durante a manhã e tarde de domingo, os peruanos saíram para escolher entre Keiko e Humala, após uma corrida presidencial dominada por incertezas e posições extremistas.
José Antonio Marote (filho) em local de votação (Foto: Mariana Della Barba)
"José Antonio Marote (filho) em local de votação (Foto: Mariana Della Barba)"
O processo eleitoral transcorreu normalmente, apenas com alguns problemas que não chegaram a atrapalhar a votação, segundo observadores internacionais e o Departamento Nacional de Processos Eleitorais do Peru. Com o dedo marcado de tinta indelével pela última vez, já que as próximas eleições serão com urna eletrônica, os eleitores estavam tranquilos durante a votação em Lima, mas se diziam tensos e preocupados com o resultado. No bairro central de Miraflores, militares armados acompanhavam a votação nos corredores da escola escola Juana Alarco de Dammert. Ao sair de sua sala, o administrador José Antonio Marote, de 50 anos, contou que votou nulo: 'Os dois (candidatos) passaram o tempo todo fazendo ataques um contra o outro e mal falaram de suas propostas.' Para ele, essa é uma eleição decepcionante, pois a grande maioria da população está insatisfeita, votando pelo mal menor. 'Agora, meu único medo é que, se perder, Humalla convoque seus seguidores para irem protestar nas ruas.' Já o filho de Marote de 18 anos, que tem o mesmo nome do pai, votou pela primeira vez nessas eleições e escolheu Keiko, embora acredite que Humala seja o vencedor. 'Vi nas pesquisas divulgadas lá fora que ele está na frente. Mas se ele perder acho que não vai ter nenhum problema. Ele já perdeu uma vez e não aconteceu nada', disse, sob o olhar de desaprovação do pai
Temor
Nelli Flores, de 19 anos, eleitora de Keiko tem outro temor.
'Acho que se o Humalla ganhar, vai ser muito ruim para as empresas privadas, principalmente as pequenas, como a minha', disse a peruana, que tem um escritório de serviços de reformas.
Prestes a entrar na sala em que deveria votar, a enfermeira Lucia Vienueva, de 50 anos, afirmou que ainda não sabia em que ia votar.
'No primeiro turno, votei por PKK. Por isso acho que agora vou votar em Keiko', disse a Vienueva, em referência ao candidato Pedro Pablo Kuczynski, que passou a apoiar a candidata conservadora. 'Na hora, vou fechar os olhos e escolher um dos dois.'
Passado
Acompanhado pela mulher, Nadine Heredia, Humala votou pela manhã na Universidade Ricardo Palma, localizada no bairro de Surco, no centro de Lima.
Um pouco antes, ele saiu para correr no sul da capital, onde conversou com a imprensa.
'Temos que dar uma oportunidade ao que é novo. E temos que nos lembrar do passado na hora do voto', disse o candidato em referência aos anos de governo de Alberto Fujimori, pai de Keiko, que hoje cumpre pela de 25 anos por violação dos direitos humanos.
Já Keiko votou na escola Manuela Polo Jiménez, no mesmo bairro de Surco. O lado do marido, o americano Mark Vito Villanella, ela disse esperar que os peruanos votem pelo crescimento do país.
Propaganda eleitoral
O chefe da missão da missão da Organização dos Estados Americanos (OEA), que monitora a eleição peruana, Dante Caputo, disse que o segundo turno havia sido mais tenso que o primeiro, por enfrentar um cenário 'muito mais polarizado'.
'Mas tudo está bem tranquilo, até agora não tivemos nenhum inconveniente significativo', afirmou,
Na segunda-feira, a missão da OEA divulgará um primeiro informe sobre o processo eleitoral.
A diretora do Departamento Nacional de Processos Eleitorais (ONPE, na sigla em espanhol), Magdalena Chú Villanuea, afirmou que houve pequenos incidentes durante a votação, mas nenhum que atrapalhasse o processo.
A maior parte das irregularidades registradas (77%) foram de propaganda eleitoral ilegal e, em seguida, problemas com os materiais de votação (10%), como cédulas e urnas.
A diretora do ONPE acompanhou parte da votação no distrito de Pacarán (no sul de Lima), onde um grupo de 1.354 peruanos testou a urna eletrônica pela primeira vez e qualificou como 'histórico' o uso do software eleitoral.

*****
Fonte:http://noticias.br.msn.com/mundo/pesquisas-de-boca-de-urna-indicam-vit%C3%B3ria-de-humala-no-peru-1

Mantenha-se saudável mesmo em uma dieta com restrições

05.06.2011
Do MSN NOTÍCIAS
Do site Minha Vida
Por Carolina Gonçalves


Intolerância a glúten e outras dietas não devem ser um empecilho à saúde




É sempre muito comentada e exaltada a importância de manter uma alimentação balanceada, que inclua todos os grupos alimentares. Algumas pessoas, porém, não comem determinados alimentos - por escolha própria ou intolerância a alguma substância - e podem ter mais dificuldades para ter uma dieta saudável.

Entretanto, fazendo as substituições certas, é perfeitamente possível adquirir todos os nutrientes necessários, mesmo deixando alguns alimentos de lado. Separamos as dietas restritivas mais comuns e conversamos com duas nutricionistas, que indicaram as alternativas ideais para cada uma delas.

Vegetarianismo 
Em uma dieta vegetariana, que corta toda a carne e derivados de animal da dieta, o maior desafio é conseguir suprir a necessidade diária de proteínas, ferro e vitaminas do complexo B, cujas principais fontes são alimentos de origem animal. "Ao mesmo tempo, uma dieta vegetariana equilibrada pode nivelar o colesterol e reduzir os riscos de doenças cardiovasculares", diz a nutricionista Vivian Goldberger, do Emagrecentro. 
vegetariana - Foto Getty Images
Segundo Vivian, a ausência de proteínas de origem animal pode causar anemia ferropriva, que é causada por insuficiência de ingestão de ferro. Por isso, a nutricionista Amanda Epifânio, do Citen, explica que o consumo de proteína vegetal é fundamental para os vegetarianos não sofrerem com a deficiência protéica.

A proteína vegetal pode ser encontrada em leguminosas como feijão, lentilhas, ervilha seca, proteína texturizada de soja e castanhas. "A vantagem de uma dieta com esses alimentos como fonte protéica é a ausência de gorduras e a presença de fibras", conta Vivian.

Já para alcançar as necessidades de ferro e vitaminas do complexo B, os vegetais de coloração verde-escuro devem estar presentes diariamente nas refeições, tanto no almoço como no jantar. Algumas opções são rúcula, agrião e espinafre. Vivian também diz que é possível aumentar a capacidade de absorção do ferro combinando esses vegetais com suco de laranja, limão ou acerola, ricos em vitamina C que facilita o aproveitamento do ferro. 

Descubra seu peso ideal!

Faça sua avaliação gratuita,descubra a sua faixa de peso ideal e como emagrecer de forma saudável
(ex: 65.5)(ex: 1,65)
imagem Botao Descobrir
Colesterol alto 
Pessoas com altas taxas de LDL, conhecido como colesterol ruim, correm o risco de formar placas de gorduras prejudiciais ao organismo, aumentando a chances de desenvolver uma doença cardiovascular.

Vivian afirma que apenas a fração HDL, o colesterol bom, é capaz de remover o excesso de LDL no sangue, evitando o entupimento das artérias. "O ideal são taxas de LDL baixas e HDL altas", diz a nutricionista.

Por isso, as gorduras, principalmente dos alimentos de origem animal, leite e carnes, devem ser evitadas no cardápio diário. "Entretanto, não há necessidade de abolir completamente esses grupos alimentares do cotidiano", alerta Amanda Epifânio, que explica que o ideal é buscar versões mais magras desses alimentos, como leite desnatado, queijo branco e cortes de carne bovina magros, como coxão mole ou coxão duro. 
colesterol alto - Foto Getty Images
A dieta adequada para pessoas que precisam controlar o colesterol deve ser rica em gorduras monoinsaturadas, frutas, verduras, legumes, fibras e grãos integrais. Confira os principais alimentos aliados:

- Oleaginosas, como avelã, castanhas, amêndoas e nozes, que possuem gorduras monoinsaturadas;

- Suco de uva natural com casca, que é rico em uma substância chamada resveratrol, que ajuda a diminuir o colesterol e tem função antioxidante;

- Frutas cítricas, que reforçam as paredes das artérias e combatem a formação das placas de gordura; - Abacate, rico em gorduras monoinsaturadas, o que auxilia nas taxas de HDL;

- Alho, por possuir compostos sulfurados, que diminuem as taxas de LDL e impedem seu acúmulo nas paredes das artérias;

- Cebola, que diminui a obstrução dos vasos e a formação de placas de gordura.

Já os óleos vegetais não devem ser excluídos completamente da dieta. Amanda explica que não são eles os responsáveis diretos pelo aumento do colesterol. "Óleos vegetais, quando consumidos em excesso, contribuem para o ganho de peso, e esse sim pode contribuir para elevação do colesterol", conta a nutricionista.

O ideal é manter o consumo de óleo vegetal na alimentação, pois são fontes importantes de Omega 3 e Omega 6. "Mas sempre com moderação, que é o lema da alimentação saudável", completa Amanda.  
intolerância à lactose - Foto Getty Images
Intolerância à lactose
intolerância à lactose ocorre por uma produção insuficiente de uma enzima chamada lactase, responsável por digerir a substância. Os sintomas mais comuns são diarréia, distensão abdominal, gases e má digestão. Porém, só é possível fazer um diagnóstico preciso após ir ao médico e fazer uma série de exames.

O intolerante precisa suspender alimentos fontes desse elemento, ou seja, leite e derivados. A grande questão é que excluir essas opções da dieta causará, inevitavelmente, uma restrição do consumo de cálcio, nutriente fundamental para a saúde óssea. Cerca de 70% do cálcio da alimentação humana vem do leite e seus derivados.

A melhor forma de manter a dieta saudável, nesses casos, é buscar outros alimentos que sejam ricos em cálcio. "A indústria de alimentos contribuiu significativamente para o tratamento adequado dessa intolerância", diz Amanda. "Hoje, podemos contar com leite sem lactose, por exemplo", completa. Também há outros alimentos que já são suplementados com cálcio, como o leite de soja. Mas lembre-se sempre de conferir na embalagem se aquele produto possui a suplementação adequada.

Algumas pessoas são intolerantes apenas a alguns alimentos que contém lactose, afirma Vivian. "Com o tempo e a adaptação de novos hábitos alimentares, a própria pessoa aprenderá sobre quais alimentos lácteos poderá ingerir sem sentir sintomas", diz a nutricionista.

Entre as opções não lácteas que são ótimas fontes de cálcio estão as oleaginosas, e vegetais escuros - como brócolis, couve e repolho -, além de aipo, erva-doce, feijão verde, aspargos, cogumelos e semente de gergelim. 
milho - Foto Getty Images
Intolerância a glúten 
Para algumas pessoas, a ingestão de glútenprovoca danos na parede do intestino delgado, causando a chamada doença celíaca. O glúten, ao chegar ao intestino da pessoa intolerante, estimula a produção de anticorpos, principalmente as imunoglobulinas do tipo IgA. Esses anticorpos diminuem e atrofiam as chamadas vilosidades do intestino, que são pequenas ?pregas? responsáveis pela absorção de nutrientes.

A consequência desse atrofiamento é a dificuldade de absorver nutrientes, principalmente gordura, cálcio, ferro e ácido fólico. Os principais sintomas são: diarréia, gases, fraqueza, perda de peso devido à má absorção dos nutrientes, anemia, osteoporose e deficiência no crescimento em crianças.

Os alimentos que contem glúten se dividem em quatro grupos: trigo, cevada, aveia e centeio. Pessoas celíacas devem evitar qualquer prato feito com esses ingredientes. Dessa forma, é preciso encontrar alternativas saborosas que substituam os pães, massas, biscoitos, bolos e muitos outros alimentos.

As nutricionistas dão algumas dicas de alternativas saudáveis:

- Derivados do milho, como amido de milho, farinha de milho, canjica e fubá;
- Arroz e derivados, como a farinha de arroz;
- Fécula de batata;
- Derivados da mandioca, como a farinha de mandioca, o polvilho azedo, o polvilho doce e a tapioca. 
"Infelizmente, o investimento da indústria alimentícia em produtos isentos de glúten ainda é muito discreto. Por isso, o ideal é a mudança de hábitos por conta própria para alcançar uma alimentação mais nutritiva e saudável", diz Amanda.

No mercado, os produtos industrializados geralmente indicam no rótulo se são isentos de glúten. Vivian alerta que sempre vale dar uma conferida. Alimentos com a indicação "NÃO CONTÉM GLÚTEN" podem ser consumidos. 



******
Fonte:http://msn.minhavida.com.br/conteudo/13271-Mantenhase-saudavel-mesmo-em-uma-dieta-com-restricoes.htm

Justiça processa estudante que ofendeu nordestinos

05.06.2011
Do BLOG DA MARGARETE,02.06.11




A denúncia do Ministério Público Federal contra Mayara Penteado Petruso foi aceita pela Justiça Federal de São Paulo, que abriu no dia 4 de maio um processo contra a estudante de Direito. Ela vai responder pelo crime de racismo por causa de uma mensagem que publicou em seu perfil no Twitter, em 31 de outubro de 2010.

No texto, ela disse: "Nordestino (sic) não é genteFaça um favor a Sp: mate um nordestino afogado!" A jovem estudante de direito errou ao escrever nodestisto, em vez de nordestino.

A informação sobre o processo foi divulgada na tarde desta quinta-feira pela assessoria de imprensa da procuradoria.

A declaração de Mayara teria sido motivada pela eleição de Dilma à Presidência, já que o Nordeste concentrou grande parte dos votos à petista. Uma série de perfis nas redes sociais lançaram ofensas contra nordestinos na época, mas a publicação da estudante foi a que repercutiu com mais intensidade.

Em nota, o MPF de São Paulo afirmou que, entre novembro de 2010 e abril deste ano, a investigação seguiu sob sigilo para que se pudesse constatar que a atualização do perfil havia sido feita por ela mesma.

A denúncia foi então apresentada à Justiça em 3 de maio e aceita no dia seguinte.

Com Folha OnLine

****
Fonte:http://blogdocelsojardim.blogspot.com/2011/06/justica-processa-estudante-que-ofendeu.html