Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Gilmar Mendes, que concedeu liberdade ao estuprador Roger Abdelmassih, nega pedido de relaxamento de prisão a Battisti

17.05.2011
Do blog OS AMIGOS DO PRESIDENTE LULA, 16.05.11


O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta segunda-feira o pedido de relaxamento de prisão feito pela defesa do italiano Cesare Battisti. Com isso, o ex-ativista permanecerá no presídio da Papuda, no Distrito Federal.

O pedido dos advogados do italiano foi apresentado na última semana ao STF. Por um erro interno, acabou nas mãos do ministro Marco Aurélio Mello, depois foi encaminhado ao ministro Joaquim Barbosa, que devolveu o processo à secretaria judiciária no fim de semana, sem análise. Fora do País, o relator retornaria no sábado e poderia se manifestar sobre os autos.
*****
Fonte:http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011/05/gilmar-mendes-que-concedeu-liberdade-ao.html

O churrascão contra o preconceito

17.05.2011
Do blog de Altamiro Borges


Por José Dirceu, em seu blog:

Os tucanos não imaginavam que a mudança de local da estação do Metrô fosse dar tanta dor de cabeça. Cedendo aos apelos dos moradores “diferenciados” de Higienópolis e Pacaembu, vivem um imbróglio que cresce dia a dia. Cerca de 700 manifestantes participaram, neste sábado, do protesto bem humorado contra as mudanças de local da estação.

A reação foi muito maior do que esperavam os organizadores do “churrascão”, convocado em uma página do Facebook. Cerveja, batucada e ambulantes vendendo camisetas com o slogan “gente diferenciada” marcaram o ato, apoiado por jovens, moradores e pessoas indignadas com a anuência do poder tucano ao preconceito dessa pequena elite, poderosa e racista, que se sente ameaçada pela mera circulação do povo em seus bairros.

Fernando de Barros e Silva, editorialista da Folha de São Paulo, lembra que o público presente ao ato “é uma fração de classe reagindo ao sentimento ostensivamente antipovo de representantes dessa mesma classe”. Para a antropóloga Silvana Rubino, da USP, a polêmica vai muito além: “já assumiu o tom de luta de classes".

Em O Estado de São Paulo, Raquel Rolnik, comenta em “Lições do churrascão”, que há um modelo de cidade que tem orientado o desenvolvimento de São Paulo (e das cidades brasileiras) pelo menos desde o final do século 19: um urbanismo segundo o qual "qualidade" é sinônimo de "exclusividade". Para ela, no episódio de Higienópolis simplesmente “convergem de forma perversa coalizões de interesses econômicos enlaçados - por relações pessoais ou de classe - com interesses políticos”.

Indignação de muitos

Hoje, no Painel do Leitor da Folha, várias cartas comentam o assunto. “No Primeiro Mundo a maioria dos habitantes usa o metrô”, afirma Richard Zajaczkowski, estranhando a rejeição dos moradores da região pela estação.

Já Sérgio Penha Ferreira, morador próximo à estação Vila Madalena, ressalta que, na sua região, o Metrô não causou os constrangimentos alegados pelos que recusam a estação em Higienópolis ou Pacaembu. Por fim, José Carlos Sampaio traz um argumento de ordem prática: “Tivessem os parisienses temido a presença dos “diferenciados”, hoje não teriam as estações Foch, na Madeleine ou na Royale”.

É isso. As elites brancas, expressão que empresto do ex-vice governador Cláudio Lembo, não surpreendem por sua reação preconceituosa e mesquinha. Apenas se expõem perigosamente à indignação pública.
*****
Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com/2011/05/o-churrascao-contra-o-preconceito.html

BC publica circular com novas regras para devolução de cheques e compensação por meio de imagem digitalizada

16/05/2011
Economia
Stênio Ribeiro
Repórter da Agência Brasil

Brasília
– Entraram em vigor hoje (16) as novas regras para devolução de cheques, aprovadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em reunião, no final de abril.

A diretoria do Banco Central (BC) aprovou, na última sexta-feira (13) a Circular 3.535, com a regulamentação da decisão do CMN. A partir de agora, os bancos só poderão alegar falta de fundos ou conta encerrada na devolução de cheques quando não houver qualquer outro motivo que justifique o ato.

Caso haja outro motivo, como erro de preenchimento ou assinatura indevida, o banco deve anotá-lo como motivação da devolução. Com isso, deve cair o número de clientes que têm o nome incluído no cadastro de emitentes de cheques sem fundo, o que ocorre sempre que um cheque é devolvido por falta de dinheiro na conta, é reapresentado e novamente volta por não ter fundos.

A circular determina ainda que, a partir da próxima sexta-feira (20), entrará em vigor o novo sistema de compensação de cheques por meio de imagem digitalizada, salvo nos locais de difícil acesso ao sistema. Nesses casos, o BC dará 60 dias de prazo para que as agências bancárias se adaptem.

A autoridade monetária estima que o novo sistema de compensação vai permitir o desbloqueio do cheque em até dois dias, no máximo, em qualquer lugar do país. A previsão é um dia para cheques superiores a R$ 300 e dois dias para cheques inferiores a R$ 300.


Edição: Lana Cristina
****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-05-16/bc-publica-circular-com-novas-regras-para-devolucao-de-cheques-e-compensacao-por-meio-de-imagem-digit

Fórum aponta caminhos de diálogo para melhorar o trânsito em Pernambuco

16.05.2011
Do site SEGS


O Fórum Permanente “Desafios do Trânsito do Amanhã”, cuja primeira reunião aconteceu no dia 27 de abril, no Recife, começa a construir caminhos de diálogos na busca de soluções para melhorar o trânsito em Pernambuco. De acordo com o vice-presidente da Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros) na região Nordeste, Carlos Valle, “foi um encontro excelente porque reuniu autoridades responsáveis para tratar do tema central, focado na situação das rodovias federais”.

Além da Fenacor, o movimento tem apoio do Sindiseg N/NE (Sindicato das Empresas Seguradoras do Norte e Nordeste), Sincor-PE (Sindicato dos Corretores de Seguros Pernambuco) e do Diário de Pernambuco. O líder da categoria no Nordeste lembra que a palestra de abertura foi com Maurício Pina, professor de disciplina sobre trânsito nas Universidades Federal e Católica de Pernambuco.

“Também, entre os palestrantes, estiveram Emerson Valgueiro, que é engenheiro e chefe de Operações do Dnit – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte – e Eder Rommel, chefe de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal – além de especialistas que fizeram o contraponto das questões levantadas”, reforça. Para Valle, o balanço do primeiro encontro do Fórum demonstra que se trata de uma iniciativa capaz de compilar importantes informações “e permitir o diálogo entre a sociedade e o Estado”.


Acesso e circulação

O Fórum Permanente “Desafios do Trânsito do Amanhã” continuará com reuniões mensais e pretende, cada vez mais, mostrar soluções viáveis para melhorar o tráfego e a mobilidade, em especial nas cidades que vão sediar a Copa do Mundo, em 2014. A próxima reunião será realizada no dia 17 deste mês, no auditório dos Diários Associados, e abordará o tema “Rodovias Estaduais”. Os palestrantes serão o secretário estadual de Transportes, Isaltino Nascimento; o secretário estadual das Cidades, Danilo Cabral, o secretário extraordinário adjunto da Copa de 2014, Sílvio Bom Pastor; e o vice-presidente do Sindicato Nacional de Arquitetura e Engenharia de Pernambuco, Ilo Leite.
****
Fonte:http://www.segs.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=37641:forum-aponta-caminhos-de-dialogo-para-melhorar-o-transito-em-pernambuco&catid=45:cat-seguros&Itemid=324

Aécio Neves e a censura em MG

16.05.2011
Do blog de Altamiro Borges

Da redação do sítio Fazendo Media:

Com base em denúncias que circularam pela internet em meados de 2003, o Laboratório de Mídias Eletrônicas (LabMídia), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), produziu um vídeo demonstrando que o governo estadual de Minas Gerais, na gestão de Aécio Neves (PSDB), cerceava a liberdade de imprensa no Estado. Com depoimentos de um ex-diretor da filial da Rede Globo em Minas Gerais e outro do jornal impresso o Estado de Minas, além de outros veículos e jornalistas, são apresentadas as dificuldades e até restrições em disseminar informações contrárias aos interesses do governo à época. A produção e roteiro são de Marcelo Chaves, e o material é datado de 2005/2006.

Marco Nascimento, ex-diretor executivo da Globo Minas, que passou seis anos por São Paulo, onde foi chefe de redação por dois anos, lembrou de quando o governador Aécio Neves, recém eleito, adiou uma entrevista para o programa “E agora governador?”. A conversa só foi realizada meses depois no telejornal local, e com algumas dificuldades:

“A assessora veio depois dizer que as perguntas não estavam combinadas”, disse o ex-diretor. Andréa Neves, por sua vez, responde no vídeo que “é incomum haver quebra de formato proposto e aceito por ambas as partes, sobretudo numa entrevista ao vivo”. Algum tempo depois, a assessora chamou o diretor para um almoço, no qual reclamou da cobertura de jornalismo da emissora e criticou uma matéria que denunciava o consumo de crack perto da delegacia de investigação em Minas. A reportagem também denunciava o desvio de função policial para presídios e a superlotação carcerária, além da corrupção na corporação. Segundo Nascimento, a assessora disse que “essa matéria veio num momento ruim para o governo do estado”.

As denúncias não param por aí. Paulo Sérgio, ex-apresentador do Itatiaia Patrulha, afirma que “era veladamente proibido de cobrar do governo através do chefe, Marcio Poti”, que dizia “tudo o que você fizer eu quero na minha sala”. Como ele relatava problemas no comando da polícia, resolveram tirá-lo do programa.

Além dele, o famoso jornalista esportivo, Jorge Kajuru, quando trabalhava na Band, em 2004, denunciou na porta de um jogo de futebol que enquanto 42 mil ingressos foram colocados à venda para o povo cerca de 10 mil foram direcionados para convidados especiais da CBF e do governo de Minas. E a entrada para estes era a mesma das pessoas portadoras de necessidades especiais. No meio da matéria Kajuru informa que vai entrar nos intervalos comerciais e não retorna. Além da reportagem ficar pela metade, ele foi demitido. São vários os exemplos, outros jornalistas deram depoimentos no vídeo relatando as dificuldades de se publicar matérias mais críticas ao governo.

Chegou a tal ponto essa situação que todas as notícias que pudessem contrariar o governo eram contestadas pelos assessores, diz o ex-diretor da Globo Minas. Acabou que Marco Nascimento foi demitido, apesar de ter sido chamado pela própria empresa para sair de São Paulo e assumir o cargo de direção em Minas. E com a demissão desses profissionais, um dos jornalistas diz que eles ficam marcados e outras empresas se negam a contratá-los, chegando a ficar seis meses sem emprego por sustentar opiniões contrárias ao governo. Sindicatos entraram com uma ação no Ministério Público Federal, para investigação de acordos empresariais com o estado de Minas, mas o Ministério Público Estadual engavetou os processos.

É importante estar atento a esse lado da figura de Aécio Neves, atual referência da oposição capitaneada pelo PSDB. Não se trata de criticá-lo em defesa do atual governo, mas pela liberdade de expressão. Seu partido, junto à mídia, bombardeou Brasil afora críticas à liberdade de imprensa quando o Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH3) foi proposto pela governo junto à sociedade.

E atual presidenta Dilma Roussef também já recebeu críticas por suas manifestações em cobrar maior responsabilidade dos meios de comunicação de massa. Aécio, por sua vez, foi cogitado a vice presidente de José Serra nas últimas eleições, e vem crescendo como liderança aos olhos da mídia hegemônica. O senador tem grandes chances de se candidatar às próximas eleições, e essa sua relação com a mídia não pode passar despercebida.
*****
Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com/2011/05/aecio-neves-e-censura-em-mg.html

Review: Nokia X3-02, um quase smartphone de baixo custo

16.05.2011
Do MSN NOTÍCIAS
Tecnologia

Neste review nós fizemos algo de uma forma bem diferente, já que a Nokia nos enviou dois aparelhos para testes, este aí da foto e o X5. Usamos o Facebook e Twitter para perguntar a vocês qual das resenhas vocês queriam primeiro e a escolha caiu sobre este feature phone que vocês podem ver na foto acima e em todo este post. Enfim, vamos ao review de fato com base em alguns dias de uso contínuo do celular.

HARDWARE

É, ele não é um smartphone e nem adianta sair reclamando que ele não é todo feito em alumínio nem algo do tipo. Ele é um celular simples, só que com alguns toques que aproxima este modelo um smartphone que temos aos montes. Ele é fino, e muito leve (tomem nota pela imagem abaixo). É aquele tipo de celular que fica no seu bolso e não faz qualquer volume a não ser que você goste de calças colada no corpo, aí até uma folha de papel vai fazer volume.

Algo que me surpreendeu nele foi a tampa traseira que esconde a bateria, que é uma BL-4S com 860mAh. Esta tampa tem uma sensação mais gelada e não é por acaso: é feita de alumínio! Mesmo com a cor muito próxima do restante do aparelho, é possível notar com clareza o estilo de aço escovado que a tampa tem. A maneira como ela é retirada é bem interessante e simples, já que são dois botões que ficam nas laterais do aparelho, pressionando os dois ela levanta um pouco e você retira sem problemas. Ser de alumínio ajuda e muito em uma parte removível, pois não dá possibilidade de quebrar as travas ou de amassar a tampa na hora de trocar a bateria, chip ou o cartão de memória MicroSD. Falo das travas pois tive um N95 que as mesmas quebraram e para segurar a tampa eu usava um pequeno case, algo muito, mas, muito chato!

Continuando pela parte externa do aparelho, você encontra um teclado físico e que vem com quatro teclas de atalho para acesso rápido do player de música, mensagens, ligar e um que desliga a ligação e também o aparelho, além da tela de 2,4 polegadas que tem 240 x 320 pixels de resolução. Na parte inferior encontramos o falante e o microfone dividindo o mesmo “buraco”, na lateral esquerda há botões específicos para travar a tela de toque – SIM! A tela é sensível ao toque! – e botões para aumentar e diminuir volume, do outro lado não há nada e na parte superior encontramos uma entrada para o carregador, outra para transferir dados e mais uma para fones de ouvido no padrão 3,5 mm.

A qualidade das ligações é incrível. Não sei se me desacostumei com celulares, já que desde 2001 eu só comprei smartphones, mas me surpreendi neste aparelho. A clareza e nitidez são fortes e olha que tenho outro celular aqui da Motorola, mais simples, e mesmo o X3-02 sendo mais baixo, é mais nítido.

A câmera vem com bons recursos como zoom digital progressivo, ou seja, você vai se aproximando lentamente até o máximo. Ela vem com 5 megapixels de resolução e grava vídeos em 640 x 480 pixels com 15 quadros por segundo. Mesmo com tamanha quantidade de pixels juntos, a qualidade das imagens é bem “bacana”. É ruim para quem nunca viu uma foto tirada por um N95 ou por um iPhone 4, por exemplo, mas se você não liga muito para isso, ela cumpre o prometido. No lado do vídeo, ele é bem inferior aos que disse acima e até de alguns celulares da LG ou da Samsung, ainda mais quando você reproduz o vídeo gravado na tela do próprio celular. Nessa hora parece que todos os 15 quadros por segundo dão uma freada e chegam a uns 5 (fiquem de olho nas imagens abaixo que foram tiradas com o próprio celular testado).

Como a tela é sensível ao toque, a Nokia eliminou as setas do teclado físico. Isso pode ser não tão bem visto pelos consumidores já que nem todos são simpatizantes de sair tocando na tela pra tudo. Outro ponto negativo é a própria tela, já que a Nokia nunca soube fazer uma tela resistiva de alta qualidade. Você é obrigado a pressionar forte pro toque ser reconhecido e até vem um tremorzinho dentro do celular pra confirmar que você tocou a tela.

O teclado numérico me deixou confuso com a tecla do zero que fica no lado direito e não abaixo, entre o sustenido (jogo da velha) e o asterisco. Estes dois foram para lateral junto com o zero, fica meio dificil se acostumar com este layout, mas com o tempo você pega o jeito.

SOFTWARE

Ele tem uma versão do sistema operacional de celulares da marca, os S40. É rápido na hora de ligar o aparelho e desligar, mas não devemos comparar de forma alguma com algum smartphone, que costumamos testar aqui com mais frequência. Há vantagens nisso, já que como o sistema operacional não suporta multitarefa, ele nunca trava ou fica lento. Você abre um programa e fecha o outro, da forma que qualquer celular faz. Falando em aplicativos, ele já vem com alguns instalados e que são feitos em Java como o próprio navegador de internet nativo da Nokia, Opera Mini, acesso rápido para as redes sociais Twitter e Facebook, aplicativo de email para mais de uma conta ao mesmo tempo, além de jogos pré-instalados como o famoso Guitar Hero.

Falando em navegador, ele vem com um que tem até suporte ao Flash de alguns sites, mas não imagine que você vai entrar no Youtube e assistir a imensidão de vídeos de lá na tela do seu aparelho, como os Androids fazem. Ele é lerdo, e quando digo lerdo é lerdo mesmo! O que salva é o Opera Mini, muito melhor que o da Nokia em todos os sentidos que você puder pensar.

Uma novidade deste aparelho é a possibilidade de ligá-lo sem um chip inserido, algo novo nos celulares da Nokia sem Symbian. Ele vem com conexão Wi-Fi, o que é um ponto positivo e não tão comum em celulares mais simples.

PONTOS POSITIVOS

  • Tela de toque e teclado físico são inovadores quando juntos em celulares simples
  • Leve, fino e pequeno
  • Som toca alto no falante próprio
  • Conexão Wi-Fi

PONTOS NEGATIVOS

  • Teclado com layout diferente
  • Falta botão da câmera
  • Vídeos gravados poderiam ser melhores

CONCLUSÃO

Este celular é um ótimo aparelho se você não faz questão de um smartphone ou se o dinheiro está apertado. Ele consegue reproduzir músicas em MP3, AAC, eAAC, eAAC+ e WMA, grava vídeos com som e tira fotos em 5 megapixels. É fino e vem com uma interessante conexão Wi-Fi, além do Bluetooth. Se você já tem um smartphone, ele pode ser seu segundo celular sem qualquer dificuldade. O bacana dele é unir um mundo de telas de toque e outro que usa um teclado físico.

****

Governo prioriza votação com regras para licitações de obras para a Copa

16.05.2011
Do BLOG DA FOLHA, Agência Brasil
Postado por Valdecarlos Alves

A votação da Medida Provisória (MP) 521, que cria um regime diferenciado de contratações públicas, visando a agilizar as contratações de obras voltadas à realização da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016, é a prioridade do governo nesta semana na Câmara dos Deputados. Inicialmente, a MP foi editada para ampliar o valor da bolsa de médico residente, mas foi emendada para tratar das licitações para obras da Copa.

O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), está tentando mobilizar os líderes dos partidos aliados do governo para votar a emenda amanhã (17). Segundo ele, o modelo de contratação proposto é mais rigoroso na fiscalização dos gastos governamentais e garante melhoria na qualidade dos serviços.“A Copa e as Olimpíadas são eventos que atraem os olhos de todo o mundo para o país, aumentando investimentos estrangeiros e o reconhecimento político global”, disse Vaccarezza.

Mesmo com os argumentos do líder governista, os partidos de oposição prometem obstruir a votação da medida provisória por considerá-la inconstitucional e, também, com o argumento de que a aprovação da MP é dar um “cheque em branco ao governo”. Até partidos da base governista querem votar primeiro o Código Florestal e só depois a MP da Copa.

Na última semana, os líderes partidários acertaram com o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), que a MP só seria votada após a aprovação do Código Florestal. Com isso, o líder do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), apresentou requerimento na última sexta-feira (13) para a realização de sessão extraordinária amanhã para votação do código.

No entanto, a votação do código só deverá ser retomada na última semana deste mês, conforme anunciou Vaccarezza. Ele argumenta que o presidente da Câmara está em viagem ao exterior e não poderá estar na Casa para presidir a votação nesta semana. Segundo o líder, como se trata de votação polêmica, é importante que seja presidida pelo titular da presidência da Casa.

Vaccarezza quer votar também nesta semana a MP 517, que reduz a zero o Imposto de Renda incidente sobre os rendimentos de títulos privados, se o comprador residir no exterior, e a MP 520, que cria a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para apoiar os hospitais universitários federais. Ao todo, trancam a pauta de votações 11 medidas provisórias.
*****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/20354-governo-prioriza-votacao-da-mp-com-regras-para-licitacoes-de-obras-para-a-copa

Governo prioriza votação com regras para licitações de obras para a Copa

16.05.2011
Do BLOG DA FOLHA, Agência Brasil
Postado por Valdecarlos Alves

A votação da Medida Provisória (MP) 521, que cria um regime diferenciado de contratações públicas, visando a agilizar as contratações de obras voltadas à realização da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016, é a prioridade do governo nesta semana na Câmara dos Deputados. Inicialmente, a MP foi editada para ampliar o valor da bolsa de médico residente, mas foi emendada para tratar das licitações para obras da Copa.

O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), está tentando mobilizar os líderes dos partidos aliados do governo para votar a emenda amanhã (17). Segundo ele, o modelo de contratação proposto é mais rigoroso na fiscalização dos gastos governamentais e garante melhoria na qualidade dos serviços.“A Copa e as Olimpíadas são eventos que atraem os olhos de todo o mundo para o país, aumentando investimentos estrangeiros e o reconhecimento político global”, disse Vaccarezza.

Mesmo com os argumentos do líder governista, os partidos de oposição prometem obstruir a votação da medida provisória por considerá-la inconstitucional e, também, com o argumento de que a aprovação da MP é dar um “cheque em branco ao governo”. Até partidos da base governista querem votar primeiro o Código Florestal e só depois a MP da Copa.

Na última semana, os líderes partidários acertaram com o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), que a MP só seria votada após a aprovação do Código Florestal. Com isso, o líder do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), apresentou requerimento na última sexta-feira (13) para a realização de sessão extraordinária amanhã para votação do código.

No entanto, a votação do código só deverá ser retomada na última semana deste mês, conforme anunciou Vaccarezza. Ele argumenta que o presidente da Câmara está em viagem ao exterior e não poderá estar na Casa para presidir a votação nesta semana. Segundo o líder, como se trata de votação polêmica, é importante que seja presidida pelo titular da presidência da Casa.

Vaccarezza quer votar também nesta semana a MP 517, que reduz a zero o Imposto de Renda incidente sobre os rendimentos de títulos privados, se o comprador residir no exterior, e a MP 520, que cria a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para apoiar os hospitais universitários federais. Ao todo, trancam a pauta de votações 11 medidas provisórias
*****
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/20354-governo-prioriza-votacao-da-mp-com-regras-para-licitacoes-de-obras-para-a-copa

O que a elite midiática ainda não entendeu

16.05.2011
Do BLOG DA CIDADANIA
Por Eduardo Guimarães

Essa elite ainda não entendeu nada. Os que se manifestaram diante do shopping Higienópolis e na avenida Angélica no último sábado, não foram às ruas para que seja construída uma estação de metro e tampouco são diferentes dos cidadãos do bairro de Higienópolis.

Parece que a brincadeira que levou dezenas de milhares de jovens a dizerem no Facebook que pretendiam fazer um churrascão diante do shopping daqueles que acham que quem não mora ali é “diferenciado”, foi levada ao pé da letra. A maioria, porém, só estava brincando.

Todavia, alguns acharam boa uma idéia que, inicialmente, foi apenas uma brincadeira de um rapaz de 24 anos, Danilo Saraiva, jornalista, que não tem qualquer militância política, como vem fazendo questão de frisar nos últimos dias. É tão neófito em militância política que chegou a ficar assustado com a dimensão que sua brincadeira tomou.

Há, também, outros que parece que não entenderam a razão do protesto ou quem são os que decidiram protestar.

Vários colunistas da grande imprensa – coincidentemente, os que residem em Higienópolis – estão se esforçando para mostrar que, naquele bairro, vige uma mentalidade que pode até não ser de todos, mas é de boa parte dos que ali vivem.

Colunistas da Folha e da Veja, por exemplo, como Sergio Malbergier e Fernando de Barros e Silva, do primeiro veículo, ou Reinaldo Azevedo, do segundo. Todos, entre outros, foram ao churrascão e depois “denunciaram” que não viram gente miserável, mas de classe média.

Juram? Quer dizer que não havia esfomeados e maltrapilhos entre aqueles que viram o protesto no Facebook, que tem sido identificada como a rede social para qual a classe média migrou, fugindo da popularização do Orkut?

Deixem de ser ridículos, meus caros colunistas. É óbvio que havia gente das classes B e C, apenas, entre os que foram para diante da Folha. Havia gente que mora até em bairros ditos “nobres”, como este primário blogueiro, mas também havia gente de Perus, Itaquera…

O colunismo paulista também tenta desviar a questão lembrando que há lugares mais importantes para se construir metrô do que na avenida Angélica. Aliás, concordo. Estações de metrô têm que ir até a periferia para transportar para o centro a massa que se espreme desumanamente em ônibus e lotações diariamente.

O protesto, porém, não foi convocado por isso e, sim, porque estação de metrô que seria construída em Higienópolis deixou de ter projeto por ordem do governador Geraldo Alckmin só para atender aos interesses de um número ínfimo de pessoas. E, também, devido ao preconceito de quem se acha mais igual…

Os colunistas também implicam com o número de manifestantes, fugindo da conclusão óbvia de que a maioria não levou o protesto a sério, achando que era só uma brincadeira. E depois que o autor do protesto manifestou medo de “violência”, tudo ficou ainda mais difícil, apesar de ele ter voltado atrás e mantido a convocação.

O que se está combatendo, então, é a velha prática de governantes se elegerem com o voto da maioria e governarem para a minoria – pois a estação que se pretendia construir certamente desafogaria o tráfego no centro e facilitaria a vida de quem ali trabalha – e um direito que os ricos brasileiros julgam ter que é incompatível com a cidadania.

De qualquer forma, não importa o que essa gente pensa ou escreve em seus jornalões e revistões, ou o que omite em suas redes de televisão. O fato é que esse episódio do “churrascão da gente diferenciada” mostra que as redes sociais estão mudando o mundo e que podem, agora, desmentir a imprensa.

No fim da tarde de sábado, por exemplo, a imprensa falava em 200, 300 manifestantes. Então, as redes sociais foram tomadas por fotos e vídeos do ato e em questão de 30, 40 minutos os veículos começaram a corrigir a informação, ainda que teimem em reduzir o número de manifestantes que fechou, literalmente, toda uma região.

A partir de agora, e cada vez mais, as pessoas pararão de depender dos meios de comunicação de massa tradicionais para que sua opinião seja formada e as informações que antes lhes eram “proibidas” serão difundidas como nunca antes.

A possibilidade de “tribos” se interconectarem é um fenômeno que permitirá alteração jamais vista na formação da opinião pública. Nada mais pode ser escondido por qualquer jornal, revista, rádio, tevê ou portal de internet. É isso o que estes ainda não entenderam.
******

Plano prevê semáforos modernos, ciclovias, recuperação de pavimentos e estudos

16.05.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO, 11.05.11
Por Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
A Prefeitura do Recife anunciou, no início da tarde de hoje, o Plano de Ação para o trânsito do Recife 2011/2012. Imagem: Blenda Souto Maior/DP/D.A Press

Diario aponta roteiro para fugir dos dez maiores buracos do Recife

Prefeito anuncia plano de ações para o trânsito e avalia operação inverno

A Prefeitura do Recife anunciou, no início da tarde de hoje(11.05.11), o Plano de Ação para o trânsito do Recife 2011/2012. Com um investimento total de quase R$ 18 milhões e prazo de um ano para a execução, o projeto traz uma série de intervenções para melhoria dos padrões de mobilidade urbana. O pacote de serviços está dividido em nove metas, desde a modernização semafórica com a implantação de equipamentos de proteção para a variação de tensão, incluindo baterias nos semáforos de trânsito, a criação de giros de quadra até a manutenção de ciclovias. Também fazem parte do plano, ações de recuperação de pavimento e estudos de engenharia de tráfego.

O objetivo é melhorar a circulação de pedestres, veículos e ciclistas intervindo nos logradouros e realizando a manutenção de locais estratégicos como os principais corredores viários do município e o entorno dos mercados públicos.
Confira detalhes do plano, anunciados pela prefeitura:

Manutenção e sinalização – O Plano prevê a sinalização vertical e horizontal de 119 vias do Recife, que foram divididas em três blocos de acordo com o grau de prioridade. Serão iniciados primeiramente os grandes corredores metropolitanos, por onde trafegam os maiores volumes de veículos diariamente. Depois, as ações serão realizadas nos corredores secundários e nas vias coletoras – aquelas que ligam as ruas aos corredores principais -, e na seqüência as vias locais.

Entre os logradouros que irão receber serviços de manutenção de sinalização e pavimento estão as avenidas Caxangá, 17 de Agosto, Conde da Boa Vista, Conselheiro Aguiar, Conselheiro Rosa e Silva, Cosme Viana, Cruz Cabugá, Dantas Barreto, Abdias de Carvalho, Domingos Ferreira, Agamenon Magalhães, Guararapes, Hidelbrando de Vasconcelos, Mascarenhas de Morais, Maurício de Nassau, Norte, Nossa Senhora do Carmo, Otacílio de Azevedo, Parnamirim, Recife, Rui Barbosa, Uriel de Holanda, Dois Rios, Antônio Falcão, Beberibe, General Mac Arthur, General San Martin, João de Barros, Boa Viagem, entre outras. Custo das intervenções: R$5.774.080,00.

Criação de giros - Outra iniciativa do plano é a criação de giros de quadra em importantes avenidas, acabando assim com algumas entradas à esquerda. A ação visa facilitar e melhorar a fluidez dos veículos, e assim, evitar retenções que se formam com a obstrução de uma das faixas na via. As dez intervenções previstas já dispõem de estudos por parte da CTTU, são elas:

- Eliminação de dois giros à esquerda na Av. Agamenon Magalhães e o fechamento de três agulhas que dão acesso à via principal e a local.

Haverá a proibição do movimento à esquerda no horário das 7h às 22h (em dias úteis), no sentido Olinda/Recife, nos pontilhões localizados na altura da Av. Rui Barbosa e da Rua Henrique Dias. Com isso, os veículos terão que realizar giros de quadra. Será adequado o horário dos outros giros à esquerda da Agamenon situados na altura na Rua General Joaquim Inácio e Rua Bandeira Filho para também da 7h às 22h, valendo apenas para dias úteis.

O projeto inclui ainda o fechamento de três agulhas localizadas na pista Oeste, sentido Olinda/Recife. Serão eliminadas as duas entradas entre as vias São Salvador e Bandeira Filho (uma de saída e outra de entrada para a pista local) e a primeira agulha após a Rua Joaquim Nabuco. Serão implantadas e trocadas placas de sinalização advertindo os condutores para as saídas existentes na via. A iniciativa visa melhorar a fluidez tanto na via principal quando na via local da Agamenon Magalhães. Custo da intervenção: R$250 mil.

- Eliminação do giro à esquerda para retorno no sentido subúrbio/cidade na Av. Mascarenhas de Morais com destino à Av. Recife. Com essa mudança, os condutores que estiverem no sentido subúrbio-cidade deverão a fazer o retorno após a UPA (Unidade de Ponto Atendimento) da Imbiribeira e subir pela alça do viaduto Tancredo Neves no sentido Av. Recife. A ação prevê também a colocação de um semáforo para pedestres em frente à unidade hospitalar. Custo da intervenção: R$101 mil.

- Construção de pontilhão sobre o canal da Av. Agamenon Magalhães na altura do viaduto da Av. João de Barros. Serão duas alças que servirão de retorno para os dois sentidos da via. A medida servirá para melhorar o fluxo e o escoamento de veículos que vêem dos bairros da área. Custo do serviço: R$1.442.100,00.

- Criação de giro de quadra na Av. Norte para a Av. Professor José dos Anjos, no Vasco da Gama. Será eliminado o giro à esquerda do local no sentido subúrbio/cidade. O projeto da intervenção prevê a pavimentação de um trecho do Canal Vasco da Gama entre as ruas Guimarães Peixoto e Av. Norte, que servirá para a realização do giro de quadra. Com isso, será suprimido o terceiro tempo do semáforo localizado na AV. Norte com a Av. Professor José dos Anjos. A medida vai facilitar a circulação de veículos na via principal. Custo da intervenção: R$275.800,00.

- Criação de giro de quadra na Av. Norte, no bairro da Tamarineira. Com isso será eliminado o giro à esquerda no sentido cidade/subúrbio no ponto entre as ruas Regueira Costa e General Abreu e Lima. O condutor terá que entrar à direita na Av. Agamenon Magalhães Melo seguir pelo prolongamento da Rua Canapolis e Rua 13 de Junho para cruzar a Av. Norte. Com a mudança será extinto o terceiro tempo do semáforo do local. Custo da intervenção: R$326 mil.

- Criação de alça de retorno no canteiro central da Rua Prefeito Arthur de Lima Cavalcante, em Santo Amaro. Com a intervenção, o motorista que estiver vindo da Ponte do Limoeiro não poderá mais entrar à esquerda para acessar a Rua da Aurora. Para chegar até a via, o condutor irá dobrar à direta logo após a ponte e seguir pela Rua Prefeito Arthur Lima Cavalcanti até fazer o contorno na nova alça na Praça. Com a modificação será eliminado um dos tempos do semáforo da Av. Norte com a Rua da Aurora, o que irá melhorar a fluidez dos veículos que transitam pela área. Custo da intervenção: R$396.400,00.

- Criação de giro de quadra na Rua da Fundição, em Santo Amaro. Com a medida, o veículo que segue pela Rua Prefeito Arthur de Lima Cavalcanti não poderá mais entrar à esquerda na Ponte do Limoeiro. Para acessar o Bairro do Recife, o condutor seguirá pela Rua da Aurora e entrará a direita na Rua Dois de Julho em seguida dobra no prolongamento da Rua da Fundição que terá terrenos desapropriados até entrar a direta novamente na Av. Norte no sentido subúrbio/cidade. Serão construídos 250 metros de via entre as ruas Araripina e 24 de Agosto para a eliminação de um dos tempos do semáforo localizado na Av. Norte com a Rua da Aurora. Custo da intervenção: R$312.900,00.

- Eliminação de giros de quadra nos dois sentidos na Av. Abdias de Carvalho, no bairro do Prado. Com isso, serão criados dois giros de quadra. O primeiro no sentido cidade/subúrbio será através da Rua Santa Edwirges, Rua Pandia Calógeras e Av. Cosme Viana, para quem quer acessar o bairro de Afogados. Já para o motorista quem está no sentido subúrbio/cidade, o giro será feito pelas vias Santa Edwirger e Padre Teófilo Tworz. Custo da intervenção: Santa Edwirger - R$40 mil e Padre Teófilo Tworz – R$15 mil.

- Criação de giro de quadra na Av. Abdias de Carvalho nas proximidades da faculdade FIR. Com isso, será eliminado o giro à esquerda da área localizada no bairro do Prado. Com a execução do projeto, o condutor que estiver vindo no sentido cidade/subúrbio terá que realizar o retorno através das ruas Dr. José Machado, Leopólis e Xavier Sobrinho. A medida possibilitará o ganho de mais uma faixa para a circulação dos veículos no trecho da Abdias de Carvalho. Custo da intervenção: R$668 mil.

Concurso Público - A Prefeitura do Recife promoverá um concurso público, em agosto, para a contratação de duzentos novos guardas municipais. O certame propiciará uma melhoria no monitoramento do tráfego, já que parte dos novos profissionais será absorvida pela CTTU. O edital com o cronograma de datas e conteúdo programático será lançado em junho.

Etapas

– Foi publicada a comissão de elaboração do concurso no Diário Oficial do Município de 07/05/11.

Termo de referência pronto na primeira quinzena de maio.
– Avaliação do Termo de referência pela comissão até o final de maio.
– Lançamento do edital em junho.
– Realização do concurso prevista para agosto.


Modernização semafórica com inclusão de baterias - Nesta semana, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) inicia o processo de modernização e manutenção 210 grupos semafóricos em importantes corredores da Cidade. O trabalho, que faz parte do conjunto de ações da Prefeitura para minimizar os transtornos causados pelo período chuvoso e assim melhorar a circulação de veículos, inclui a instalação das baterias “no brecks” nos equipamentos. Os serviços terão um prazo de quatro meses para a conclusão. A cada mês será contemplado um conjunto de vias definido por região do município.

O primeiro corredor de trânsito a receber a modernização será a Av. Agamenon Magalhães, onde nove sinais receberão as melhorias. Com a iniciativa da colocação de baterias, mesmo que haja falta de fornecimento de energia elétrica, os equipamentos não irão parar de funcionar com uma autonomia de até três horas. Além disso, todos os 210 semáforos também terão os gabinetes dos controladores e os cabos de comunicação trocados, uma nova vedação para a passagem dos cabos, novo aterramento e filtros específicos para evitar “ruídos” na comunicação entre as redes.

A primeira etapa do trabalho é a troca dos cabos. A partir da segunda quinzena de maio, serão implantados os demais novos componentes. Ainda neste mês, também passarão pela modernização os semáforos das avenidas Caxangá (15), Norte (18), Dois Rios (4) e da Rua Real da Torre (3), perfazendo um total de 49.

Em junho, o trabalho continua nas seguintes vias: Abdias de Carvalho (8); Mascarenhas de Morais (20); Recife (10); Benfica (6); e José Bonifacio (4). Em julho, será contemplada a área do bairro de Boa Viagem e Pina, com as avenidas Boa Viagem (13); Conselheiro Aguiar (16) e Domingos Ferreira (21); Por fim, em agosto, receberão as melhorias os equipamentos das avenidas Conde da Boa Vista (8); 17 de Agosto (11), Rosa e Silva (7); Rui Barbosa (7); Cruz Cabuga (6) Beberibe (12); Rua 48 (3); Joaquim Nabuco (6) e Rua do Espinheiro (3).

Em fase de testes, uma bateria já foi instalada no conjunto de semáforos que ficam localizados no cruzamento da Av. Agamenon Magalhães com a Rua Joaquim Nabuco. Nas medições realizadas, o dispositivo respondeu muito bem. Custo da intervenção: R$2.158.650,00.

Mercados públicos – Disciplinamento do entorno de nove mercados públicos do Recife. Os projetos incluem a regulamentação de estacionamento, implantação e manutenção de sinalização horizontal e vertical, melhorando a circulação de pedestres e veículos. A ação prevê ainda a transformação de algumas vias em sentido único para facilitar a fluidez.

Serão alvo dos serviços de ordenamento os mercados de Casa Amarela, Afogados, Nova Descoberta, São José, Água Fria, Encruzilhada, Boa Vista, Madalena e Cordeiro. Custo das intervenções: R$1.619.000,00.

Melhorias de mobilidade - O plano contempla alguns projetos e estudos da CTTU para a melhoria da mobilidade urbana do Recife. Entre eles está a contratação de um estudo de tráfego e simulação para os pontos críticos da Avenida 17 de Agosto, em Casa Forte. Esse trabalho de estudo terá o custo de R$150 mil. Outros pontos da Cidade também irão receber ações que visam facilitar a mobilidade das pessoas. São elas:

- Alargamento de 350 metros da Av. Dois Rios, no Ibura, no trecho a partir da linha férrea sentido BR-101. A obra inclui a criação de baias para ônibus. No local, já foram realizados, nesse último mês de abril, serviços de pintura e reposição de sinalização, atendendo a uma demanda na comunidade do bairro. Com a ampliação da via, a intenção é que haja uma melhor circulação de veículos com menos retenções. Custo da intervenção: R$ 1.060.384,00.

- Criação do binário das ruas Francisco da Cunha e Ministro Nelson Hungria, em Boa Viagem. As duas vias serão transformadas em toda sua extensão em mão única, melhorando a circulação interna e o escoamento de veículos da área. Custo da intervenção: R$ 253.807,00. Além disso, numa segunda etapa, haverá o complemento do binário com a criação de um acesso a Rua José Maria de Miranda. Custo da intervenção: R$ 1.322.439,00.

- Transformar a Rua José de Alencar, na Boa Vista, em mão dupla. Com a medida, a via torna-se uma nova ligação para o condutor que estiver no bairro da Boa Vista e quer chegar até a Ilha do Leite. A ação visa também desafogar o trânsito de veículos da Avenida Lis Petit e Rua General Joaquim Inácio. Custo da intervenção: R$ 60 mil.
- Disciplinamento de estacionamento na Rua José Osório, na Madalena. Será regularizada a sinalização e proibição de estacionamento com horário determinado. Com a medida, a intenção facilitar a circulação de veículos na via que liga a Rua Joaquim Nabuco até a Av. Caxangá. Custo da intervenção: R$35 mil.

- Inversão no fluxo dos veículos no Segundo Jardim da Avenida Boa Viagem, no horário 17h às 20h. A medida permitirá o acesso ao bairro da Zona Sul pela Capitão Rebelinho. Agentes de trânsito estarão local para orientar os motoristas sobre as mudanças.
Comitê de Discussão sobre Mobilidade – A Prefeitura do Recife criará um comitê formado por técnicos da CTTU, especialistas em trânsito ligados a universidades, entidades de classe como taxistas, empresários de transporte urbano e outras representações da sociedade civil. O grupo fará fazer sugestões e participar das ações para melhorar o tráfego no Município.

Ciclovias – Dentro do Plano de Ação, serão recuperadas cinco ciclovias da Cidade, que no total representa mais de 18 quilômetros. As intervenções incluem a melhoria de pavimento, a colocação de blocos e a sinalização horizontal e vertical. Serão alvo do trabalho de recuperação as ciclovias Cavouco; Arthur de Lima Cavalcante (trecho da ciclovia Centro); Orla de Boa Viagem; Brasília Teimosa; e Tiradentes. O total de investimento para a manutenção desses equipamentos será de R$1.626.000,00.

Disciplinamento de Carga e Descarga
– Além das intervenções físicas, também integra o conjunto de ações de melhoria dos padrões de mobilidade a elaboração de um Projeto de Lei ou Decreto que regulamenta a operação de carga de descarga de mercadorias. Pela antiga lei, de 1996, a proibição das 7h às 19h era restrita apenas aos bairros do Centro do Recife, corredores de transporte coletivo do Centro Expandido e corredores metropolitanos urbanos principais e secundários.

Assim, ficará proibida a parada e estacionamento de veículos de transporte de carga e descarga no horário de 6h a 22h, de segunda a sábado. Caberá ao órgão gestor de trânsito do Recife definir quais são as vias e as regras para a implantação do disciplinamento dos serviços de carga e descarga de mercadorias.

O que você achou do Plano de Ação para o trânsito do Recife 2011/2012? Dê sua opinião
*****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/nota.asp?materia=20110511134300

ALERTA - Terremoto a 878 km de Noronha

16.05.2011
Da FOLHA DE PERNAMBUCO
Por Anna Flávia

Mapa da Ilha

BRASÍLIA e RECIFE (ABr e AE) - Um tremor de terra de 6 graus na escala Richter foi registrado, ontem, a 878 quilômetros do Arquipélago de Fernando de Noronha. De acordo com o Centro Nacional de Informações sobre Terremotos, nos Estados Unidos, o abalo ocorreu às 10h08 (horário de Brasília) a 415 quilômetros do arquipélago de São Pedro e São Paulo e a 1.276 quilômetros de Natal, no Rio Grande do Norte. O tremor teve epicentro dez quilômetros abaixo do fundo do mar - a profundidade da água é de quatro mil metros na região.

A Defesa Civil do Rio Grande do Norte soube do terremoto no início da tarde, depois que boatos de um possível tsunami se espalhou entre a população. Todas as unidades do Corpo de Bombeiros da capital e da Defesa Civil foram acionadas e ficaram em prontidão. O Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi acionado e, às 15h35, o governo do estado divulgou na página oficial uma nota registrando a ocorrência do sismo e tranquilizando os moradores.

“Não há essa possibilidade (de tsunami)”, informou o comunicado, explicando que o tipo de movimento do sismo foi “transcorrente”. “Para se gerar um tsunami é necessário que o movimento seja vertical, quando a água do mar pode ser empurrada ou descida, abruptamente, e isto não aconteceu”, afirmou o coordenador do Laboratório Sismológico UFRN, Joaquim Mendes.

O professor George Sand França, do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), também descartou o risco de tsunami por causa das características da área. Segundo ele, um tsunami só pode ser provocado por abalos acima de 7 graus na escala Richter e em falhas geológicas, quando duas placas tectônicas se encontram e uma é empurrada para baixo da outra. “No meio do Oceano Atlântico ocorre exatamente o contrário”, explicou.

Segundo Mendes, o Centro de Pesquisa Geológica dos EUA identificou a ocorrência em tempo real porque eles monitoram tudo o que ocorre 24 horas por dia, o que não é feito nas estações sismológicas instaladas em Riachuelo e Pau dos Ferros (RN) e Gravatá (PE), sob a coordenação do Laboratório Sismológico da UFRN. Mendes reconheceu que, se tivesse havido um tsunami, todos teriam sido pegos de surpresa. O Rio Grande do Norte e o Ceará têm registrado o maior número de tremores no Brasil.
******
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/edicao-de-hoje/637750-alerta-terremoto-a-878-km-de-noronha

A ABOLIÇÃO DA DISCRIMINAÇÃO E DO PRECONCEITO NO BRASIL

16.05.2011
Do site da CNTSS/CUT, 13.05.11
Por Maria Júlia Reis Nogueira*


Cento e vinte três anos após a abolição da escravidão no Brasil, em 13 de maio de 1888, diariamente ainda testemunhamos e somos vítimas de processos de discriminação e de preconceito, principalmente de gênero e de raça.

O fim da escravidão não significou a inserção da população negra no mundo do trabalho formal e assalariado que se iniciou no país com a chegada dos imigrantes europeus, os negros e negras ganharam a “liberdade” com a Lei Áurea, mas não foi assegurado a estes condições de inclusão na sociedade brasileira de forma digna, muito pelo contrário, foram relegados às periferias das cidades, das relações formais de trabalho, ou seja foram jogados à margem da sociedade que estava sendo construída.

As conseqüências dessa exclusão social imposta aos negros e negras durante séculos é refletida até nos dias atuais.Essa exclusão pode ser percebida nas distorções salariais e na desigualdade social devidamente comprovada por estudos e pesquisas amplamente divulgadas.

Para tornar esta realidade ainda mais difícil, quando se combina a questão de raça com gênero, obtém-se um resultado ainda mais grave já que revela uma maior exclusão social. Para se ter uma idéia mínima do que isto representa, em 2009 um estudo realizado pelo IPEA (Instituto de Pesquisa Econômico e Aplicada), sobre o perfil das trabalhadoras domésticas revelou que estas recebiam R$ 78,55 a menos que o valor do salário mínimo de R$ 465,00.

Este dado é importante, por que as mulheres representam 93% das trabalhadoras domésticas contra 7% ocupados por homens.

Segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio ) 76,2% das mulheres negras no Brasil encontram-se no serviço doméstico e não possuem carteira assinada. Esse mesmo estudo revelou ao analisar o perfil das ocupações no mercado de trabalho, que 65% das ocupações classificadas como precárias ou informais são ocupadas por negros e negras.

Mais recentemente um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas apontou uma diminuição da diferença salarial entre trabalhadores e trabalhadoras negros e negras quando comparados com trabalhadores e trabalhadoras não negros. Entretanto, esse mesmo estudo aponta a manutenção da diferença salarial.

Compreendemos que a política de Ações Afirmativas desenvolvida nos últimos anos no país é a responsável por esse avanço, mas muito ainda precisa se avançar para efetivamente podermos ter uma sociedade mais igual no país. Se em 13 de maio de 1888 os negros e negras conquistaram a liberdade através da Lei Áurea, é bom que fique registrado que não foi uma concessão do império e sim fruto da revolta e organização dos negros, negras e dos abolicionistas, é preciso caminhar bastante para a abolir do Brasil o preconceito e a discriminação a que a população negra ainda é submetida, pois ai sim teremos de fato um país justo e democrático.

*Maria Júlia Reis Nogueira é dirigente da Cut Nacional e membro do Conselho Fiscal da CNTSS/CUT e diretora do Sindprev/MA.
*****
Fonte:http://www.cntsscut.org.br/pagina.asp?pagina=noticia&acao=lerNoticia&id=3329

BLOG DO IRINEU MESSIAS: “LUXO É O SANTA!”

BLOG DO IRINEU MESSIAS: “LUXO É O SANTA!”: "16.05.2011 Da FOLHA DE PERNAMBUCO Por Paulo Fazio O grito estava preso na garganta. Já eram cinco anos sem celebrar uma conquista, tempo..."

“LUXO É O SANTA!”

16.05.2011
Da FOLHA DE PERNAMBUCO
Por Paulo Fazio


O grito estava preso na garganta. Já eram cinco anos sem celebrar uma conquista, tempo em que o Santa Cruz havia se esquecido de como era grande, de como é doce o sabor de levantar um troféu.

Mas ontem foi um dia de libertação, em que a torcida tricolor pôde voltar a bater no peito com força e gritar em alto e bom tom: “É campeão!”. No Estádio do Arruda, todo pintado em preto branco e vermelho, à moda dos donos da casa, nem mesmo a derrota por 1x0 para o Sport, com um gol de pênalti de Marcelinho Paraíba no último minuto da partida, conseguiu estragar a festa coral.

A vantagem construída na última partida, quando venceu por 2x0, foi o suficiente para o Mais Querido celebrar a sua 25ª conquista estadual. Bravo, aguerrido e guerreiro, como prega sempre o técnico Zé Teodoro, o Santa Cruz fez o que era necessário: marcou e jogou, o suficiente para segurar o Sport na maior parte dos 90 minutos. Os rubro-negros, inclusive, estiveram tecnicamente muito abaixo do esperado para uma equipe que precisava reverter uma desvantagem atuando no campo do adversário. A vitória acabou sendo amarga com o fim do tão sonhado hexacampeonato.

Dentro de campo, o que se viu não foi uma partida bonita, digna de uma final. Houve sim muita entrega, disposição e vontade de vencer. Mas futebol, mesmo, o Clássico das Multidões acabou devendo na primeira etapa. O Leão até chegou a assustar aos nove minutos, quando Bruno Mineiro cabeceou para fora um cruzamento de Renato, pelo lado direito. O Tricolor respondeu com Landu, aos 14, desperdiçando uma ótima oportunidade de frente para o goleiro Magrão.

Parecia que as emoções estavam reservadas mesmo para o segundo tempo, quando Gilberto cabeceou uma bola perigosa com apenas seis minutos de bola rolando. Precisando da vitória, o Sport atacava como conseguia, mas de tão desorganizado, acabou sendo dominado pelo Santa Cruz. As chances corais foram muitas. Gilberto, aos 25, pegou fraco na bola em um lance certo de gol. Dois minutos depois, foi a vez de Magrão intervir em um ótimo chute de Thiago Cunha.

Antes do apito final, o Sport ainda fez 1x0, em cobrança de pênalti de Marcelinho Paraíba, mas já era tarde. O camisa 10 rubro-negro ainda protagonizou um vexame, ao partir para cima de Éverton Sena após o apito final, que desencadeou um princípio de confusão no Arruda.
*****
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/edicao-de-hoje/637747-luxo-e-o-santa