segunda-feira, 9 de maio de 2011

Mais de 500 mil beneficiários do INSS terão que passar por nova perícia

09/05/2011
Saúde
Roberta Lopes
Repórter da Agência Brasil


Brasília - Beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez, concedido por medida judicial, terão de fazer nova perícia para verificar se o auxílio deve ser mantido.

O presidente do INSS, Mauro Luciano Hauschild, explicou hoje (9) que novas perícias são necessárias para que não haja pessoas recebendo o benefício sem necessidade. “Em algum momento, a incapacidade reconhecida pelo juiz cessa. Por isso, temos que reavaliar esse segurado. Se constatarmos que ele não tem mais a incapacidade, encaminhamos esse resultado ao juiz e ele é quem vai decidir se cessa o benefício ou faz uma nova perícia com peritos judiciais.”

O INSS estima que 580 mil pessoas que recebem benefícios por ordem judicial terão de passar por uma nova perícia. Essas pessoas devem começar a receber, entre o fim de maio e o início de junho, carta do INSS convocando para fazer a reavaliação .

De acordo com Hauschild, as primeiras perícias devem começar a ser feitas já no mês que vem. A expectativa do presidente do INSS é que até o fim do ano todo o processo esteja concluído. Ele disse ainda que essa reavaliação é importante para manter o equilíbrio das contas da Previdência. “Isso contribui para que não tenhamos pagamentos indevidos”.

O presidente informou ainda que há estatísticas que mostram que 70% dos beneficiários desses auxílios por ordem judicial voltam ao trabalho depois de reavaliados.

Segundo dados da Previdência Social, no mês de março foram concedidos pouco mais de 14,6 mil aposentadorias por invalidez e cerca de 176 mil auxílios-doença.

Edição: Vinicius Doria
****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-05-09/mais-de-500-mil-beneficiarios-do-inss-terao-que-passar-por-nova-pericia

A república dos canalhas

09.05.2011
Do BLOG DA CIDADANIA, 08.05.11
Por Eduardo Guimarães

Mais um degrau foi galgado na escalada de canalhice que começou no fim do ano passado com aquela garota do interior de São Paulo que pregou o assassinato de nordestinos pelo Twitter, passando pelo crime impune de racismo cometido pelo deputado Jair Bolsonaro e que acaba de desembocar na apologia ao estupro pelo integrante do programa CQC Rafinha Bastos.

O “humorista” do programa da TV Bandeirantes faz piadas com estupro, aborto, doenças e deficiência física. Acaba de dizer que toda mulher que reclama de estupro é “feia” e deveria “agradecer” a violência. Segundo os adeptos desse tipo de “humor”, este não pode ser feito sem mau gosto, sem desumanidade e insensibilidade. A “graça” estaria em pisotear os que já foram pisoteados pela vida.

Esse homem, em reportagem do jornal The New York Times, foi considerado a pessoa mais influente do mundo no Twitter. Mas o que isso quer dizer? O que é ser influente nessa rede social que cada vez mais vai abrigando toda sorte de horrores? Significa ser “retuitado”, ou seja, as pessoas que lêem esse tipo de “pensamento” passam para frente, em efeito multiplicador.

Bastos é influente no Twitter porque tem cerca de DOIS MILHÕES de seguidores na rede social e eles não só compram as aberrações que diz, mas as difundem. Ele os influencia, portanto. Ou seja: faz com que essas pessoas, sobretudo jovens, emulem seu comportamento e suas idéias doentias. E o sucesso que vem fazendo só o estimula a ir cada vez mais longe.

Parece bastante razoável, portanto, dizer que a sociedade brasileira – e, sobretudo, nossos jovens – está moralmente doente. Uma geração em que há tantas pessoas frias, cínicas, empedernidas é a que irá governar o Brasil do futuro. Uma geração diferente de todas as que a terão precedido, capaz de rir das desgraças alheias e de pregar atos criminosos como afogar ou estuprar pessoas.

Como sempre, os adeptos dessa “ideologia” virão dizer que seu ícone não disse o que disse, ou buscarão desculpas para alguém que difunde (com inegável sucesso) um tipo de comportamento que, entre as mentes mais fracas, acabará incentivando a que passem da retórica à ação…

Como não é crime desejar, pregar, incentivar o desprezo pelos valores humanos mais essenciais, e como as autoridades de todos os níveis e instâncias parecem não dar a menor bola para o assunto, essa onda amorfa e repugnante só tende a crescer.

Caberia uma campanha publicitária de iniciativa do Estado exaltando valores humanistas e condenando esse tipo de mentalidade. Contudo, devido à sua crescente popularização a classe política demonstra claramente que não pretende se indispor com contingentes tão amplos de cidadãos. Enquanto isso, a onda vai crescendo.

Está se formando uma geração de bestas-feras, insensíveis, truculentas, perversas, que, um dia, terá poder sobre as vidas de todos os brasileiros. E não há autoridade que faça a menor menção de se opor a esse horror por conta dos interesses mesquinhos e da covardia da classe política. Espero não viver o suficiente para ver esse Brasil que está sendo gestado.

******

O "humor" ressentido de Rafinha Bastos

09.05.2011
Do blog de Altamiro Borges


Por Antônio Mello, em seu blog:

O revoltado, a alguns passos do revolucionário, quer transformar, mudar às vezes radicalmente. O ressentido não. Ele só quer destruir, se vingar, age negativamente contra si ou, mais comumente, contra os outros (de um existencialista a outro, pulo de Camus a Sartre: "o inferno é o outro").

Os outros são os deficientes físicos, os negros, índios, escravos... Os outros são as mulheres, os homossexuais, os pobres...

Sentindo que fracassaram na vida, que gente que consideram medíocre está sendo beneficiada, vangloriada, e ele não, o ressentido age para destruir essas pessoas, às vezes fisicamente, em geral apenas por palavras, piadas, humor...

Gente como Rafinha Bastos é uma válvula de escape para eles. Reportagem da revista Rolling Stones de maio publica que para Rafinha mulher feia não tem que reclamar se é estuprada:

"Tá reclamando do quê? Deveria dar graças a Deus. Isso pra você não foi um crime, e sim uma oportunidade."

Prossegue a reportagem:

"Seus textos versam geralmente sobre preconceitos e termos politicamente incorretos. Durante os poucos minutos de suas apresentações, é possível passear por um rosário de sacanagens em cima de gordos, carecas, deficientes, cidadãos de Rondônia, judeus, golfinhos e pagodeiros. 'A minha comédia não é feita pra todo mundo, véio. E eu não quero que seja. Até agora eu cheguei assim. Eu não preciso popularizar a minha comédia', ele fala, após um gole de refrigerante".

Há uma classe média ressentida no Brasil. Esse ressentimento se intensificou durante o governo Lula que passou a ser percebido como um governo que acolhe todos aqueles com quem eles, os ressentidos, não se identificam.

Aí está a raiz desse humor agressivo, preconceituoso, cada vez mais excludente. Um humor que tem alvo definido: os fodidos (e fodidos são todos aqueles que eles julgam inferiores social, cultural, sexual, etnograficamente).

Rafinha Bastos é mais um a se utilizar disso, Está faturando muito. Inclusive fazendo piada com o próprio filho ("trechos que falavam sobre como cumprimentar gente que não tem os braços, o que dizer para uma mulher virgem com câncer, e por que, depois que teve um filho, Rafinha passou a defender o aborto" [Fonte: a mesma reportagem]).

Rafinha Bastos está ganhando. Mas vai perder mais adiante, e seu humor será uma diversão anacrônica como os gladiadores entregues aos leões, os deficientes que eram atração em circos da Idade Média, a Farra do Boi, as rinhas de galo, o Casseta & Planeta, que apelou para isso e perdeu.

A agressão ao outro (via porrada mesmo ou humor) traz uma satisfação momentânea e ilusória como uma carreira de cocaína. Mas cobra a conta, com tristeza e degradação. Quanto mais cedo Rafinha Bastos e seu público saírem dessa, melhor pra eles - e pra nós.

Termino com um poema de Vielimir Khlébnikov:


ENCANTAÇÃO PELO RISO


Ride, ridentes!
Derride, derridentes!
Risonhai aos risos, rimente risandai!
Derride sorrimente!
Risos sobrerrisos - risadas de sorrideiros risores!
Hílare esrir, risos de sobrerridores riseiros!
Sorrisonhos, risonhos,
Sorride, ridiculai, risando, risantes,
Hilariando, riando,
Ride, ridentes!
Derride, derridentes!

Tradução de Haroldo de Campos.
*****
Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com/2011/05/o-humor-ressentido-de-rafinha-bastos.html

ABRASCO: Manifesto pró-banimento do amianto no Brasil e em solidariedade a Fernanda Giannasi

09.05.2011
Do site da ABRASCO,29.01.11


Manifesto pró-banimento do amianto no Brasil e em solidariedade a Fernanda Giannasi

O amianto, comprovadamente cancerígeno e responsável direto pela morte de muitos trabalhadores envolvidos em seu processamento, foi banido em 66 países e em quatro estados, vários municípios e capitais brasileiros. O Supremo Tribunal Federal (STF), em 04/06/2008, confirmou a lei de banimento no estado de São Paulo, modificando jurisprudências anteriores que impediam que Estados legislassem de maneira mais restritiva do que a União.

O país é um dos maiores produtores, consumidores e exportadores de amianto do mundo, que foi utilizado em quase três mil produtos industriais, principalmente telhas e caixas d´água, que são destinados, sobretudo, às populações mais carentes e, portanto, mais expostas e vulneráveis aos riscos de contaminação.

As doenças relacionadas ao amianto, como outras patologias profissionais, no Brasil, estão ainda invisíveis socialmente, ou pela falta de notificação ou pela ocultação pela própria indústria que promove sua ocultação através de diversos mecanismos, entre os quais acordos extrajudiciais com as vítimas contendo cláusulas, como a do sigilo e a de deixarem de cumprir os compromissos firmados se forem impedidas de continuarem sua atividade utilizando substâncias químicas nocivas, como o amianto. Hoje, convive-se com um enorme silêncio epidemiológico. No caso do amianto, mais de 4.000 acordos extrajudiciais foram celebrados entre as empresas Eternit e Brasilit com seus ex e atuais empregados e somente parte destes casos foram registrados junto à Previdência Social e ao SINAN - Sistema Nacional de Agravos Notificáveis do Ministério da Saúde.

Frente a essa perversa situação, a Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto (ABREA) e algumas pessoas altamente comprometidas e qualificadas lutam diuturnamente para denunciar essa agressão à saúde e à vida – especialmente a dos mais pobres –, mas sofrem, por isso, constante isolamento, amordaçamento, ameaças, intimidações, perseguição e tentativas de criminalização, como já foi demonstrado no relatório Na Linha de Frente: Defensores dos Direitos Humanos no Brasil de 2002-2005, elaborado pelas organizações Justiça Global e Terra de Direitos.

Recentemente, Fernanda Giannasi, engenheira, auditora-fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego em São Paulo e liderança indiscutível na luta pelo banimento do amianto no Brasil, recebeu ameaças de morte através de cartas postadas, pretensamente, por um departamento da Universidade de Berlim, na Alemanha. As cartas fazem clara apologia à continuidade da exploração industrial da fibra de amianto, foram escritas em linguagem agressiva e em tom ameaçador e contêm, inclusive, selos nazistas originais.

A esses últimos fatos, soma-se uma longa história de ameaças e agressões sofridas por Fernanda Giannasi em função de seu engajamento profissional e social ao lado das vítimas do amianto. Foram vários processos criminais, civis e administrativos impetrados por empresas que vêm explorando e manufaturando produtos de amianto, ao longo das últimas três décadas, e que constituíram poderoso lobby, somente comparado ao do tabaco, em tamanho e poderio econômico.

Nas mais recentes ações em busca da criminalização de seu trabalho, encontram-se as reiteradas tentativas de removê-la de sua função na auditoria-fiscal na Superintendência Regional do Trabalho em São Paulo, como o processo ajuizado pela SAMA, do grupo empresarial ETERNIT, na 14ª. Vara Federal de Brasília (Processo 53186-06.2010.4.01.3400), que busca "AFASTAR A AUDITORA FISCAL DO TRABALHO "FERNANDA GIANNASI" DA FISCALIZAÇÃO DA AUTORA NO TOCANTE ÀS OPERAÇÕES CONCERNENTES AO AMIANTO" e que, felizmente, teve no dia 18/03/2011 a tutela antecipada requerida indeferida.

Responsáveis pela exportação de 65% da produção nacional de amianto in natura para a Ásia, as empresas Transportadora Cortes Ltda. e Cortes Armazéns do Guarujá buscaram também afastar Auditora-Fiscal de sua função,para que pudessem livremente agir ao arrepio da lei paulista que proíbe o amianto. Em primeiro momento, obtiveram êxito junto à Justiça Federal de Santos, que determinou que a engenheira se abstivesse de inspecionar as dependências da empresa, por seu envolvimento social na luta pela erradicação da fibra cancerígena, e alegando "a falta de imparcialidade em suas ações". Contudo, tal decisão foi reformada no Tribunal Regional Federal da 3ª. Região de São Paulo (Decisão 7642/2010 em AGRAVO DE INSTRUMENTO nº 0000023-72.2010.4.03.0000/SP impetrado pela União). Não satisfeitas com as derrotas obtidas nas instâncias superiores do Judiciário, as empresas dedicadas à exportação do amianto buscaram novamente amparo na primeira instância da Justiça Federal de Santos, que solicitou à Polícia Federal que instaurasse inquérito (IPL nº. 5-1217/09-DPF/STS/SP) para apurar possível desvio de conduta da servidora pública por "abuso de poder". Infelizmente, a autoridade policial local, Dr. Cassio Luis Guimarães Nogueira, foi levada a erro pelas empresas impetrantes e indiciou a servidora, mesmo informado sobre a decisão do Tribunal Regional Federal. Restou patente que mesmo não obtendo total êxito, as empresas teriam o indiciamento como trunfo contra a conduta ilibada da servidora, que tem constantemente comprovado os atos ilícitos cometidos por estas empresas. Resta agora ao Ministério Público Federal de Santos analisar a conclusão do inquérito policial e decidir se denuncia ou não a servidora. Se isto ocorrer, Fernanda Giannasi terá mais uma vez de ir aos Tribunais para se defender das injustas e levianas acusações do lobby do amianto, ávido por manter a servidora e fiscal longe de suas atividades.

Diante dessas ameaças, os membros da ABRASCO, reunidos em São Paulo durante o V Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde: Requerem à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) que acompanhe com atenção o caso, disponibilizando todos os meios e mecanismos necessários à proteção de Fernanda Giannasi.

Apelar à Polícia Federal que, fiel à sua missão constitucional, instaure os procedimentos necessários para que seja feita uma investigação sobre as ameaças denunciadas aqui, no sentido de identificar seu(s) autor(es) e assegurar a devida proteção à cidadã Fernanda Giannasi, recorrendo, se necessário à Interpol, que já foi avisada da existência destas cartas anônimas, que ferem a dignidade da pessoa humana;

Solicitar ao Ministério Público Federal, em sua condição de guardião da democracia, a apuração dos fatos relatados e as devidas providências no encaminhamento, acompanhamento e solução do caso;

Instar a Advocacia Geral da União (AGU) para que preste assistência jurídica à servidora pública federal que tem enfrentado dificuldades, inclusive, financeiras, para se defender diante dos inúmeros rocedimentos instaurados, com o fim único de desviá-la de seu trabalho reconhecido e premiado, não só nacional como internacionalmente em prol da saúde humana e coletiva.

Frente a certas empresas e certos setores sociais tão interessados na perpetuação do uso do amianto, que não hesitam em recorrer à manipulação de pesquisas, à chantagem do emprego e da eliminação de postos de trabalho, à criminalização dos que questionam o amianto e à violência, reafirmamos aqui o compromisso da ABRASCO pelo total banimento do amianto no Brasil, tratamento e indenização das vítimas, descontaminação e recuperação ambiental e a nossa total solidariedade para com Fernanda Giannasi e as vítimas deste mortífero produto.

Rio de Janeiro, 29 de abril de 2011
******
Fonte:http://www.abrasco.org.br/ad.php?x=338

Brasil não quer se envolver no caso Bin Laden, diz governo

09.05.2011
Do BLOG DE JAMILDO
Por Renata Giraldi, da Agência Brasil


O assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, afirmou hoje (9) que o governo do Brasil não pretende assumir o papel de “agência de certificação internacional” no que se refere à morte do líder e fundador da rede Al Qaeda, Osama Bin Laden.

Segundo ele, o Brasil não opinará sobre a polêmica provocada por autoridades norte-americanas que levantaram dúvidas sobre como o governo paquistanês desconhecia a presença do líder no país.

Garcia disse que o governo da presidenta Dilma Rousseff acompanha atentamente os desdobramentos envolvendo a morte de Bin Laden. Mas ressaltou que, por motivo de “prudência”, o Brasil não entrará no debate entre os governos dos Estados Unidos e do Paquistão. “Não queremos ser uma agência de certificação internacional”, disse.

O assessor especial lembrou que o Paquistão é um país de relevância internacional por vários aspectos, um deles a questão de ser uma potência nuclear. “[Não queremos opinar] sobre a questão da confiabilidade do Paquistão.”

Bin Laden foi morto no último dia 1º por forças especiais dos Estados Unidos, que invadiram a casa onde ele vivia com a família, a 100 quilômetros de Islamabad, capital do Paquistão. A operação foi executada sem a autorização do governo paquistanês. A ação gerou críticas e polêmicas na comunidade internacional, assim como reações de seguidores do líder da Al Qaeda.

Em entrevista ontem (8), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu às autoridades do Paquistão que investiguem a existência de uma possível rede de apoio que ajudava Bin Laden. Para Obama, havia apoio para manter Bin Laden escondido no país. Segundo ele, é necessário descobrir se havia suporte de integrantes do governo ao líder da Al Qaeda.

Com a morte de Bin Laden, aumentaram as especulações se o novo líder da Al Qaeda deve ser o homem que é considerado atualmente o número 2 da rede, Ayman Al Zawahiri.

Na operação que levou à morte de Bin Laden, foram apreendidos arquivos digitais, de áudio e vídeo, além de material impresso, computadores, dispositivos de gravação e documentos escritos à mão. Em meio aos documentos, havia ainda cartas pessoais do líder e de pessoas ligadas a ele.

******

Pedro Eugênio quer reestruturar o PT visando às eleições de 2012

09.05.2011
Do BLOG DE INALDO SAMPAIO
Por Inaldo Sampaio
Foto: Marília Auto
*****

O deputado federal e presidente regional do PT, Pedro Eugênio, está seguindo à risca o planejamento estratégico que definiu junto com outros companheiros visando à ampliação do partido já nas eleições de 2012.

Atualmente, o PT detém em Pernambuco apenas 8 prefeituras, número considerado irrisório em comparação ao PTB e ao PR, por exemplo, que têm mais de 30.

Pelo plano traçado pelo deputado Pedro Eugênio, a única unanimidade, hoje, dentro do partido, o PT planeja eleger pelo menos 20 prefeituras em 2012, e conservar a mais importante das que conquistou em 2008: Recife.






Humberto Costa não considera o prefeito do Recife candidato natural à reeleição

09.05.2011
Do BLOG DE INALDO SAMPAIO
Por Inaldo Sampaio


O senador Humberto Costa, em entrevista concedida hoje à Rádio Jornal, não reconhece o prefeito João da Costa como candidato natural à reeleição.

Disse que o PT está lutando para “resgatar” o prestígio da gestão municipal. “Se conseguirmos, João da Costa tem todas as condições de ser de novo o candidato”, acrescentou.

As versões de bastidores indicam, todavia, que o senador é bastante pragmático. Se vir que João da Costa tem condições políticas de reeleger-se, marchará com a candidatura dele. Se não, ele próprio (Humberto) se apresentará como candidato.




Foto: Waldemir Barreto/Ag. Senado
*****
Fonte:http://maisab.globo.com/inaldosampaio/

Teses precipitadas

09.05.2011
Do BLOG DE INALDO SAMPAIO
Por Adriano Oliveira*


Desde o advento do lulismo, variados atores políticos que militam na oposição publicizam diversas teses precipitadas. A primeira tese é a de que Lula voltará em 2014 caso Dilma não faça um bom governo. A segunda tese é contrária a primeira. Ou seja: se Dilma realizar um bom governo, ela será reeleita. A última tese é a de que o Brasil sofrerá um processo de mexicanização. Não existe nenhuma tese que vislumbre o sucesso da oposição em 2014.

É explicito o desencanto de parte da oposição com a perspectiva de conquistar a presidência da República em 2014. Fatos incentivam o desencanto. O PSDB está rachado. Três atores desejam ser presidente e brigam entre si. Além disto, falta ao PSDB coragem para defender os seus feitos. Saliento, entretanto, que talvez seja tarde para tal atitude, pois Lula e Dilma já utilizam o discurso de FHC.

Falta também ao PSDB um líder. A inexistência deste é proveniente do conflito entre José Serra, Geraldo Alckmin e Aécio Neves. FHC tenta, sem sucesso, apaziguar os conflitos entre estes atores Saliento, entretanto, que não basta ao PSDB construir um líder. Ele precisa ser carismático e falar para a sociedade. Arrisco-me a afirmar que o PSDB precisa de um Lula aprimorado.

Diante da conjuntura desfavorável para a oposição, em virtude dos motivos e fatos que apresentei, variados atores apostam na mexicanização do Brasil. Ao contrário destes, não aposto nesta mexicanização, apesar de reconhecer que se uma liderança não surgir na oposição, a profecia de Lula – 20 anos no poder – tem condições de se tornar realidade.

É importante destacar que no Brasil só existem três partidos de oposição. Quais sejam: DEM, PPS e PSDB. Os dois primeiros dependem do último para voltar a ocupar espaço na cena nacional. E o PSDB depende de si mesmo para voltar à presidência da República. Os outros partidos, os quais integram a base de sustentação da presidente Dilma, são situação hoje, mas poderão trocar de lado no futuro. Basta as expectativas de poder dos atores mudarem para o PSDB.

PMDB e PSB possuem condições hoje de lançarem candidatos à presidência da República. Porém, tenho dúvidas quanto ao sucesso eleitoral dos respectivos candidatos. Por isto, não acredito nesta hipótese. Mas é cabível a hipótese de que ambos podem caminhar juntos com o PSDB e este vir a se fortalecer e conquistar a presidência. Com isto, os partidos que hoje orbitam em torno de Dilma mudarão rapidamente de lado.

Atores políticos não são estáticos. Eles agem conforme as expectativas de poder. Estas, por sua vez, mudam em função da conjuntura. Neste momento, é possível vislumbrar que demandas econômicas e sociais pressionarão Dilma até 2014 e, talvez, ela não encontre os meios adequados para ser uma candidata imbatível em sua reeleição. E diante deste quadro, Lula terá que refletir muito quanto as suas chances de voltar a ocupar a presidência. Portanto, a mexicanização poderá vir a ocorrer. Mas ela não é tão plausível como muitos acreditam!

*Adriano Oliveira é doutor em Ciência Política e professor da UFPE (adrianopolitica@uol.com.br)
*********
Fonte:http://maisab.globo.com/inaldosampaio/

Armando visita a sede da CUT-PE para estreitar suas relações com a entidade

09.05.2011
Do BLOG DE INALDO SAMPAIO
Por Inaldo Sampaio
Foto: Elton Bonfim

Como estava previsto desde a semana passada, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) visitou nesta segunda-feira o presidente da CUT-PE, Sérgio Goiana, e demais diretores da entidade, para discutir os projetos que os sindicatos ligados a esta Central estão defendendo no Congresso Nacional.

Segundo o presidente da CUT-PE, “nesse período em que estamos à frente da entidade, esta é a primeira vez que isso acontece: um senador da República vir aqui para fazer este debate se colocar à disposição dela”.
Durante mais de uma hora, os dirigentes da Central Sindical apresentaram os projetos que consideram prioritários ora em tramitação na Câmara e no Senado. Armando aproveitou a visita para agradecer o apoio que recebeu dos dirigentes da CUT em sua eleição para o Senado em 2010.

“Eu vim também aqui dar um testemunho de apreço à entidade e também às suas lideranças, inclusive pela solidariedade que tive no processo eleitoral”, afirmou. Ele lembrou ainda o bom relacionamento que manteve com a CUT nos oito anos em que foi presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mandato encerrado em outubro de 2010.

****

Comportas de barragens estão abertas, mas não há risco de cheias

09.05.2011
Do BLOG DE JAMILDO

Foto: Aluísio Moreira/SEI/Divulgação

A Secretaria de Recursos Hídricos de Pernambuco anunciou na tarde desta segunda-feira (9) que está abrindo as comportas das barragens de Carpina, em Lagoa do Carro, na Zona da Mata Norte, e de Goitá, no município São Lourenço da Mata, no Grande Recife. O responsável pela pasta, João Bosco de Almeida, salientou que não há risco de qualquer transtorno. "Ninguém vai nem perceber", assegurou.

Hoje está sendo aberta a primeira comporta de Goitá. Estão sendo liberados 15 metros cúbicos por segundo. Nesta terça-feira (10) será aberta a segunda comporta. A vazão de água que vai para o Rio Capibaribe é considerada pequena. "Se der uma chuva forte nesse rio a gente não deixa essa água cair no Capibaribe", explicou João Bosco.

O secretário garantiu que o efeito da abertura das comportas no Rio Capibaribe é mínimo. Na última sexta-feira (6), o rio tinha 700 metros cúbicos por segundo, mas a vazão baixou para 430 m/s.

» LEIA MAIS: Tapacurá 2.0 - A força de um boato

"Não vai voltar sequer para o nível de sexta-feira. Mesmo assim nós avisamos aos prefeitos e às defesas civis. Estamos trabalhando para dar maior segurança a todos. Vamos abrir Goitá para esvaziar um pouco ela para que segure picos de chuva que podem vir de Vitória. É mais uma proteção. Ninguém vai nem perceber. É tão pouqinho que vocês não vão notar", afirmou.

A barragem de contenção de Goitá, no rio de mesmo nome, foi construída em 1978. O vertedouro está a 24,92 metros de altura. O reservatório suporta 52 milhões de metros cúbicos.

CARPINA - A barragem de Carpina, cuja capacidade é de 270 milhões de metros cúbicos, deve chegar ao fim desta segunda-feira com 170 milhões de metros cúbicos acumulados. As comportas estão abertas. A intenção é baixar para 60 milhões de metros cúbicos, valor registrado antes das chuvas. A meta pode ser atingida em cinco dias, caso não haja chuva.

"Hoje a barragem termina o dia com 170 milhões de metros cúbicos, portanto, com uma reserva de 100 milhões de metros cúbicos que é uma folga maior do que observamos nas grandes cheias, tanto do ano passado como deste ano. Vamos continuar assim. As comportas permanecerão abertas até que a gente tire toda essa água que acumulamos nas chuvas de quinta e sexta-feira passada. A meta é 60 milhões de metros cúbicos", disse João Bosco.

"A situação é bem mais confortável do que na sexta-feira quando pegamos quase que duas cheias de 1975 e seguramos totalmente na barragem".

O reservatório de Carpina fica num trecho do Rio Capibaribe localizado no município de Lagoa do Carro, na Zona da Mata Norte do Estado. O vertedouro fica a 39,80 metros de altura e sua capacidade é de 270 milhões de metros cúbicos.

******

CHUVAS: Estado inaugura esta terça sistema para prever cheias

09.05.2011
Do BLOG DE JAMILDO
Do Palácio do Governo/PE


O governador Eduardo Campos inaugura amanhã (10/05), às 09 horas, o Sistema de Previsão e Alerta Hidrometeorológico, a Sala de Situação da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), vinculada à Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos (SRHE). A sala, que funcionará na sede provisória da Apac, nas instalações da Compesa, possui equipamentos de alta resolução que vão possibilitar não só o acompanhamento dos dados em tempo real, mas a antecipação de possíveis riscos, agilizando a capacidade de resposta do Estado às mudanças climáticas e possibilidade de chuva e enchentes.

Um dos destaques do novo sistema é o programa de simulação de enchentes, que, a partir de informações topográficas das cidades e volume de chuvas previsto, pode indicar áreas vulneráveis e permitir a retirada da população, em caso de necessidade.

Os dados do Sistema serão acessados pelos técnicos da Apac e de órgãos como a Defesa Civil para facilitar a prevenção aos prejuízos à população no caso de eventos naturais extremos. Informações do monitoramento hidrometeorológico, como os níveis das principais barragens e volume de chuvas, entre outros, já pode ser acessada pela população através do site www.apac.pe.gov.br

Cerca de R$ 1 milhão já foram investidos na Sala de Situação e no Sistema de Previsão e Alerta do Estado, que vai fazer parte da Rede Nacional de Alerta, do sistema da ANA (Agência Nacional de Águas). Em Pernambuco, o Sistema conta com Plataformas de Coletas de Dados (PCDs) estrategicamente posicionadas para transmissão automática de informações de precipitação pluviométrica e níveis fluviais aferidos em réguas instaladas nos leitos dos rios. Os equipamentos são apoiados por radares meteorológicos, rastreados por satélites.

Serviço:

Inauguração do Sistema de Previsão e Alerta Hidrometeorológico, a Sala de Situação da Agência Pernambucana de Águas e Clima,(Apac),
Dia: terça, 10/5
Hora: 09h
Local: Av. Cruz Cabugá, 1387, no bairro de Santo Amaro, em Recife.

*****
Fonte:http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2011/05/09/estado_inaugura_esta_terca_sistema_para_prever_cheias_100199.php

Pernambuco ganha primeiro carro elétrico do Nordeste

09.05.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO
Por Ed Wanderley
Carro elétrico Aris, da Edra Automotores. Imagem: CPFL/Divulgação
CPFL/Divulgação

Assista ao vídeo
Pernambuco ganha primeiro carro elétrico do Nordeste. Imagens: Ed Wanderley/DP/D.A Press


Pequeno, com espaço para apenas duas pessoas; potente, com capacidade de transporte de até 350kg de cargas; com baixo custo de combustíveis, em média, R$ 0,05 por quilômetro rodado; e, acima de tudo, ambientalmente sustentável. A partir do próximo mês, o primeiro carro totalmente elétrico, de produção nacional, começa a circular nas ruas da Região Metropolitana do Recife. O Aris, de produção da Edra Automotores, será testado durante um período de seis meses, e sem custos, pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) do estado. O protótipo tem custo estimado de R$ 80 mil, mas caso o modelo chegue a ser produzido em larga escala, o preço final ao consumidor deve ficar em torno de R$ 20 mil - valor menor que os carros pupulares convencionais movidos a combustível.

De autoria da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), o projeto de cooperação foi assinado nesta segunda-feira (9), no Espaço Ciência, em Olinda. Semelhante a ele, já está em circulação na cidade de Campinas, interior de São Paulo, um outro Aris, este, utilizado pelos Correios da cidade. “Ele é ideal para circular justamente em ambientes como uma região metropolitana, o que satisfaz demais uma empresa pública como os Correios ou secretarias de governo. A autonomia é de 100km, o que normalmente é coberto em um dia. Depois, basta recarregar em uma tomada comum”, explica o vice-presidente da CPFL, Paulo Cezar Tavares.

Menor e mais silencioso que os carros comuns, o Aris não tem escapamento, ou seja, não emite gases que contribuem para o efeito estufa, como os veículos comuns. Além disso, desenvolve até 80 km/h, velocidade limite em áreas urbanas e, para estar com o ‘tanque cheio’, bastam cinco horas ligados à tomada. O conjunto de baterias, importado atualmente ao valor de 10 mil dólares, tem capacidade de armazenar até 27,5 kw/h. “Em comparação com os carros de passeio a combustíveis líquidos, a eficiência é mais de 300% superior. Com a combustão da gasolina, por exemplo, apenas 25% da energia gerada se transforma em força de propulsão do carro, realmente utilizada. No caso do carro elétrico, o índice de aproveitamento é de 85%”, conclui Tavares.

De acordo com o secretário de meio ambiente e sustentabilidade, Sérgio Xavier, o convênio, o primeiro firmado desde a criação da pasta, é o primeiro de uma série de passos de experimentações de recursos tecnológicos que possam pregar a sustentabilidade e moldar o desenvolvimento econômico de forma ‘verde’. “Estamos atrás de medidas simples e reinventando tecnologias, especialmente no que diz respeito à mobilidade.

O carro elétrico, em si, é uma criação do século XIX, mas, agora, podemos utilizá-lo de uma forma mais adequada. Vamos avaliá-lo e, se interessante, este modelo fará parte da frota do governo, depois que atrairmos indústrias interessadas em sua fabricação em Suape, fazendo de Pernambuco, mais uma vez, pioneiro”, defende.

Para o diretor do Espaço Ciência, Antônio Carlos Pavão, a medida é um grande passo para repensar a sociedade, mas exige cuidados com uma cadeia que vai além do consumo direto da energia elétrica. “É interessante e, certamente, mais ambientalmente responsável que o cenário atual, mas ainda não é o ideal. Nossa energia é, em sua maioria, hidroelétrica, o que significa profundos impactos ambientais de qualquer forma”, explica. No próprio Espaço Ciência, há um protótipo que Pavão julga ser o futuro verde.

O carro, também elétrico, tem como combustível o hidrogênio. A eletricidade, gerada por painéis solares desarticula as células da água para promover energia. “E no fim, tudo que ele devolve para o ambiente é, também, água”, explica.

Modelos do tipo, no entanto, ainda são economicamente inviáveis no Brasil, mas já existem em países como a Alemanha. Um modelo do tipo, fabricado pela Mercedes, já foi solicitado para mais estudos no Espaço Ciência, mas a licitação nunca foi concluída.

****

Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/nota.asp?materia=20110509141731


João da Costa anuncia série de medidas para minimizar problemas da chuva

09.05.2011
Do BLOG DA FOLHA
Postado por Valdecarlos Alves

Valdecarlos Alves
alt

Um dia após a coletiva do governador Eduardo Campos (PSB), o prefeito do Recife, João da Costa (PT), também reuniu a Imprensa para apresentar um balanço da Operação Inverno 2011, logo depois de passar a manhã reunido com a equipe do Comitê de Monitoramento do Estado de Alerta. O petista prometeu dar continuidade em obras e serviços da PCR que estão em andamento. Entre os mais prioritários está a melhoria da drenagem em diversos pontos da cidade.

O prefeito adiantou que estão em curso o trabalho de drenagem sem sete locais considerados críticos no Recife: avenida Caxangá com a BR-101, Rua Conde D'Eu, rua Samuel Campelo, avenida Agamenon Magalhães, comunidade do Bode (Zona Sul) e duas áreas da Mascarenhas de Moraes. O gestor explicou que serão investidos pelo menos R$ 51,6 milhões em intervenções de drenagem, revestimento e limpeza de 18 canais do Recife.

Quase como um "mantra", João da Costa, repetiu por diversas vezes que o Recife vive uma "situação extra", poi nunca choveu tanto na cidade como nos últimos meses. Apenas em maio, houve o dobro de precipitação das médias históricas. Segundo ele, forma 1.037 milímetros de água nos meses de março, abril e início deste mês. "Estamos praticamente há um mês sem dias contínuos de sol", esclareceu o prefeito.
estamos vivendo, não posso garantir que não vai ter alagamentos. Qualquer cidade do mundo, com esse nível de preciptação, sofrerá com alagamento”.

Alojados

Até o momento 510 famílias foram retiradas das áreas de risco em morros da cidade e 1.114 que moram em áreas ribeirinhas. Estão desabrigadas cerca de 60 e 1.200 estão alojadas em abrigos e voltarão depois das chuvas. Daqui a pouco a cobertura completa da coletiva do prefeito na PCR.
*****

Governo intervém em municípios

09.05.2011
Da FOLHA DE PERNAMBUCO
Por Valdecarlos Alves, do Blog da Folha

Escritórios são vistos como garantia contra inoperância de prefeitos

“Se o município não fizer, nós vamos fazer”, garante o governador

“Se o município não fizer, nós vamos fazer”, garante o governador

Apesar de o governo estadual afirmar que a implantação de quatro escritórios de gerenciamentos em Palmares, Ribeirão, Catende e Barreiros ter por objetivo aproximar a ação do Estado com os municípios atingidos pelas chuvas, alguns aliados do Palácio acreditam numa espécie de “intervenção branca” do governador Eduardo Campos (PSB) diante da inoperância dos prefeitos desses municípios.

Em coletiva à Imprensa no Palácio do Campo das Princesas, neste domingo, Eduardo Campos adiantou que as estruturas começam a funcionar a partir de hoje e deixou bem claro que a responsabilidade diante dos problemas na região “é de todos”. “Se o município não fizer, nós vamos fazer”, disse o governador, ao apresentar os números atualizados das chuvas e as medidas adotadas pelo governo. O recado dado aos gestores pernambucanos teria como alvo principal o prefeito de Barreiros, o socialista Antonio Vicente de Souza Albuquerque, o Toinho do PSB. As críticas contra o correligionário do governador vão além do drama causado pela destruição na cidade, localizada na Mata Sul.

“Ele não foi capaz de retirar, sequer, um amontoado de lixo em plena cidade e que não tinha nada a ver com a sujeira causada pelas chuvas”, disse um governista, acrescentando que há um sentimento em Barreiros de total abandono e ausência do Poder Público em meio a um cenário desolador. Na semana passada, o governador Eduardo Campos garantiu que os recursos para recuperar os municípios atingidos pelas enchentes estão garantidos e lembrou que as ações não podem partir apenas do Executivo Estadual, mas também das prefeituras. “Tem prefeituras que precisam fazer alguma coisa. Porque é nossa tarefa estar lá, mas os prefeitos não podem achar que não vão fazer nada”, reforçou.

AÇÕES

Os escritórios de Barreiros, Palmares, Ribeirão e Jaqueira vão atender as nove cidades que estão em estado de calamidade pública. O modelo será o mesmo utilizado na Operação reconstrução 2010. Cada escritório será responsável pelo gerenciamento de cidades próximas e estão sob o comando de uma secretaria específica.

Em Palmares, por exemplo, o escritório vai incluir as cidades de Água Preta e Xexéu e está sob a responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Em Ribeirão, o sistema vai cuidar também de Cortês e Primavera. Em Catende, serão atendidas demandas de Jaqueira e Maraial. Município mais prejudicado pelas chuvas, Barreiros ganhou um escritório exclusivo. Uma tentativa do governador em reeguer o município atingido pela força das águas e pela incompetência de gestão.

******

Morre fundador do MDB em PE

09.05.2011
Da FOLHA DE PERNAMBUCO
Por GERALDO LÉLIS
Especial para Folha


Morreu no último sábado, aos 82 anos, o ex-vereador do Recife Ireno Tiburcio Cavalcanti, um dos fundadores do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), hoje PMDB. O velório aconteceu na manhã de ontem no hall da Câmara Municipal até as 11h, quando o corpo seguiu para o Cemitério Urucuba, em Limoeiro, cidade natal do político. Ireno atuou por comunidades da Zona Norte e residiu durante 60 anos na Bomba do Hemetério, onde foi líder comunitário.

Ele foi eleito pela primeira vez em 1968, mas só assumiu em 1970 e ficou até 1972, com renovação até 1976. O primeiro mandato teve dois anos porque as eleições de 1968 ficaram sub judice por acusação de fraudes, que não foram confirmadas após recontagem dos votos. O vereador Liberato Costa Júnior (PMDB) destacou a ética e a lealdade do companheiro. “Um camarada muito tratável, dialogável, que tinha sentimentos humanos. Uma pessoa que honrou o lado ético em respeito à Câmara. Era leal e interessado pelo Recife”, afirmou antes de enviar “um abraço de pesar para a família, através de Ivanise Tiburcio (filha)”, de quem é amigo.

De acordo com Liberato, a eleição de Ireno foi uma supresa, porque ele não tinha raízes políticas nem apoio financeiro. Tiburcio, que deixou esposa, seis filhos e 12 netos, faleceu às 13h30 após complicações de um acidente vascular cerebral (AVC), no Hospital Santa Terezinha, na Caxangá, onde estava internado há dois meses.
******
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-politica/636292-morre-fundador-do-mdb-em-pe

Em comunicado, Itamaraty nega irregularidade na concessão de passaportes diplomáticos

09/05/2011
Justiça Política
Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília
– O Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty, negou hoje (9), por meio de uma nota oficial com três parágrafos, que a concessão de sete passaportes diplomáticos destinados aos filhos e netos do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2010, tenha sido irregular. Porém, o texto não informa se os documentos foram recolhidos ou devolvidos.

O comunicado é uma resposta ao Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) que condenou a ação e a considerou irregular. No começo de abril, o MPF exigiu a devolução dos documentos e cobrou explicações do Itamaraty sobre a concessão dos passaportes diplomáticos.

“Todos os passaportes diplomáticos expedidos pelo Ministério das Relações Exteriores até 24 de janeiro de 2011 foram concedidos em estrito cumprimento às regras do Decreto nº 5.978/2006. Não existem, no entendimento deste ministério, quaisquer elementos que justifiquem questionamentos à motivação ou à legalidade dos referidos atos”, diz o texto oficial.

Segundo o Itamaraty, a concessão de passaportes diplomáticos se sustenta no Decreto nº 5.978, de 6 de dezembro de 2006. No caso dos sete passaportes diplomáticos, que suscitaram a consulta do MPF/DF, o órgão informou que foram concedidos em caráter excepcional, em razão do interesse do país. Mas, para o Ministério Público Federal, as justificativas são impertinentes.

Há exatamente um mês, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, avisou que o Itamaraty responderia ao pedido de explicações do MPF/DF sobre a concessão dos sete passaportes diplomáticos para parentes de Lula.

De acordo com o Ministério Público Federal, os passaportes foram concedidos a quatro filhos e três netos de Lula, no período de 22 a 29 de dezembro de 2010. A conclusão sobre a irregularidade envolvendo a concessão dos documentos é resultado da análise feita em 328 passaportes emitidos pelo Ministério das Relações Exteriores, no período de 2006 a 2010.

Os demais passaportes, concedidos para religiosos, governadores, prefeitos, ex-ministros de tribunais, diretores de organizações internacionais e servidores públicos em missão oficial, foram considerados regulares.

Em 3 de abril, o MPF/DF recebeu a lista completa com os nomes e as justificativas para a emissão de cada passaporte diplomático. No final de janeiro, o governo aprovou as novas regras para a emissão do passaporte diplomático prometendo mais rigor na emissão do documento.

“A Portaria nº 98, de 24 de janeiro de 2011, do Ministério das Relações Exteriores, que estabeleceu novas normas e diretrizes para concessão de passaportes diplomáticos às pessoas não relacionadas nos incisos do Artigo 6º do Decreto nº 5.978, de 4 de dezembro de 2006, não torna ilegais as concessões de passaportes já realizadas”, acrescenta o texto, divulgado hoje.

A principal regra é que o órgão que requisitar o documento deverá informar de forma detalhada a razão pela qual faz a solicitação. Além disso, a pessoa que receber o passaporte terá de provar o motivo que a faz utilizar o documento. O nome do beneficiado será publicado no Diário Oficial da União.

Edição: Juliana Andrade
*****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-05-09/em-comunicado-itamaraty-nega-irregularidade-na-concessao-de-passaportes-diplomaticos

Escritórios de gerenciamento começam a funcionar hoje em cidades atingidas por chuvas em Pernambuco

09/05/2011 -
Nacional
Paula Laboissière
Repórter da Agência Brasil

Brasília
– Quatro escritórios de gerenciamento anunciados pelo governo de Pernambuco começam a funcionar hoje (9) em quatro cidades atingidas pelas fortes chuvas da semana passada no estado – Barreiros, Palmares, Ribeirão e Jaqueira. Os escritórios irão coordenar as ações de assistência à população.

Cada escritório será responsável pelo gerenciamento de cidades mais próximas. O de Palmares abrange Água Preta e Xexéu; o de Ribeirão engloba Cortês e Primavera; e em Catende, serão atendidas demandas de Jaqueira e Maraial. O escritório de Barreiros será exclusivo já que a cidade foi a mais prejudicada pelas chuvas até o momento.

No último sábado (7), foi publicado no Diário Oficial da União o aviso de edital de licitação para a construção das barragens de Panelas 2 e Gatos. De acordo com o governo de Pernambuco, essas serão as primeiras de um total de cinco barragens de contenção a serem construídas no estado. A previsão é que as obras sejam entregues até o primeiro semestre de 2012 e a estimativa de gasto é de R$ 65 milhões. As barragens irão controlar a vazão da Bacia do Rio Una e evitar novas enchentes.

As chuvas começaram a cair de maneira mais intensa na região entre o final de abril e o início de maio. Até o momento, 55 municípios foram atingidos – Água Preta, Barreiros, Catende, Cortês, Jaqueira, Maraial, Palmares, Primavera e Xexéu decretaram estado de calamidade pública.

Ao todo, 4,9 mil famílias foram instaladas em 227 abrigos e 10.193 estão desalojadas. Duas mortes foram registradas em Camaragibe e em Jaqueira.

Segundo o governo, foram distribuídos 4.410 colchões, 11.186 cestas básicas e 3.050 cestas de pronto consumo. Os desabrigados receberam também 3.330 cobertores e 40 mil litros de água mineral, obedecendo o critério de 60 litros para cada família por semana.

Em 18 municípios pernambucanos, o sistema de abastecimento de água já foi religado e 34 máquinas trabalham em toda a região atingida na tentativa de desobstruir canais e proteger encostas.

Edição: Lílian Beraldo
******
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-05-09/escritorios-de-gerenciamento-comecam-funcionar-hoje-em-cidades-atingidas-por-chuvas-em-pernambuco

Lobão garante que a partir de hoje consumidor deve pagar menos por combustíveis

09/05/2011
Economia Política
Priscilla Mazenotti
Repórter da Agência Brasil

Brasília
- O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, garantiu que a partir de hoje (9) o preço dos combustíveis nos postos de gasolina vai cair. A gasolina e o álcool apresentaram aumentos substanciais nas últimas semanas por causa das instabilidades no mercado internacional e também pela redução da oferta de álcool anidro na entressafra da cana-de-açúcar.

“A partir de hoje poderemos perceber nitidamente a redução do preço do etanol na bomba”, disse ao participar de uma sessão solene no plenário Câmara, na manhã de hoje.

“O governo tomou as medidas necessárias, mas precisamos entender que esse é um mercado livre. Precisamos agora elevar drasticamente a produção para que, com o excesso de oferta, se possa ter a redução dos preços”, acrescentou lembrando que há nove anos o combustível sai das refinarias com o mesmo preço e que o aumento ocorre nas distribuidoras e nos postos de gasolina.

Lobão reforçou que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) passará a ter a responsabilidade de cuidar, também, do etanol. E admitiu que em alguns estados há cartel nos postos de gasolina. “Nitidamente está havendo cartel. Pedi que a ANP fosse ao Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica] para que esse descalabro fosse resolvido”, afirmou.

O ministro disse que, a partir de agora, as punições para os donos de postos que formam cartéis na cobrança dos combustíveis serão rigorosas. Pode haver cobrança de multa e até o fechamento do posto.

Edição: Talita Cavalcante
*****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-05-09/lobao-garante-que-partir-de-hoje-consumidor-deve-pagar-menos-por-combustiveis

PONTE DE FERRO: Trecho da BR-101 liberado nesta segunda

09.05.2011
Do Jornal do Commércio
Por JC Online


Acesso entre Pernambuco e o Sul do País estava interditado desde a última terça

Após a conclusão do trabalho do Exército e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), será liberado hoje o tráfego de veículos na ponte de ferro instalada sobre o Rio Santo Antônio, na BR-101, no município de Xexéu, Mata Sul do Estado. O acesso terrestre entre Pernambuco e o Sul do País está interditado desde a última terça-feira, quando uma das cabeceiras da antiga estrutura ruiu. Inicialmente, a ponte metálica iria suportar uma carga de até 60 toneladas. O Dnit reavaliou e decidiu fixar a capacidade em 50 toneladas. “A ponte metálica vai permitir que a maioria dos veículos siga pela BR-101 Sul. As carretas simples poderão passar. Apenas aquelas mais pesadas terão que fazer outro trajeto”, informou o chefe do departamento de engenharia do Dnit, Euclides Bandeira.

Leia mais no JC desta segunda-feira
*****http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/geral/noticia/2011/05/09/trecho-da-br-101-liberado-nesta-segunda-3872.php
Fonte:

TCE mapeia servidores irregulares no Estado

09.05.2011
Do Jornal do Commércio
Por Gilvan Oliveira

Tribunal faz pente-fino nas folhas de pagamento dos municípios e encontra inúmeras irregularidades

Quantos funcionários têm as prefeituras do Estado? Quantos são concursados e quantos de livre nomeação? Qual o custo deles para os municípios? Há servidores acumulando cargos em várias cidades? São questões simples, porém nunca respondidas. Mas uma auditoria de acompanhamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE) se propõe a realizar o primeiro raio-x no quadro de servidores municipais de todos os 184 municípios pernambucanos, explorando esse autêntico buraco negro até então intocado. A auditoria, com o objetivo de esmiuçar todas as folhas de pagamento municipais, foi realizada entre janeiro de 2009 a maio de 2010 e seus resultados começam a ser condensados. O objetivo do “pente-fino” é encontrar e estancar o desvio de recursos públicos através do pagamento de pessoal.

Até agora, os técnicos do TCE receberam informações preliminares de 159 municípios do Estado, 86% do total. Os prefeitos das 25 cidades restantes estão sendo notificados para apresentarem os dados, o que deve acontecer até junho. O Jornal do Commercio teve acesso ao relatório preliminar preparado pela Coordenação de Controle Externo do TCE. Ele aponta uma série de indícios de irregularidades. Mortos recebendo salário, funcionários “secretos”, servidores com CPF inválidos ou inexistentes, com salários superiores ao de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) ou inferiores ao salário-mínimo são algumas das distorções apontadas no levantamento.

Confira a reportagem completa na edição desta segunda do JC.
*******
Fonte:http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/politica/pernambuco/noticia/2011/05/08/tce-mapeia-servidores-irregulares-no-estado-3818.php

Estragos da chuva é filme velho, mas, ainda assim, revelador

09.05.2011
Do BLOD DE POLÍTICA
Por Josué Nogueira

BarreirosO sol que chegou na manhã desta quinta-feira põe luz sobre um filme, que, entre consequências mais “frugais”, roubou espectadores do Cine PE (festival de cinema de Pernambuco), em curso no Centro de Convenções.

Na face mais cruel, a fita exibe cenas batidas de uma realidade que revela pobreza, desrespeito ao meio ambiente, falta de conhecimento e, principalmente, pouca eficiência do poder público na prevenção e resolução de problemas decorrentes do excesso de precipitação pluviométrica.

Mas esse filme é velho. Antigo. Trata-se de uma reedição dolorosa e apavorante do que foi visto há menos de um ano na Mata Sul, a poucos quilômetros do Recife.

Por que em tão pouco tempo a situação de repete? Por que as famílias que perderam tudo no ano passado – inclusive parentes levados pela enxurrada - enfrentam novamente o mesmo sofrimento?

É falta de agilidade dos governos (federal, estadual e municipais)? É. É resultado de ocupação indevida de margens de rios agravada pela resposta do planeta pelo mau uso de recursos naturais? É também.

Até quando as catástrofes do gênero serão encaradas como algo corriqueiro? Até quando o poder público continuará correndo atrás do prejuízo das consequências em vez de combater as causas?

São conflitos que permanecem sem solução no filme. São perguntas não respondidas aos espectadores.

vista aéreaTalvez nesta quinta-feira em que o sol reapareceu, os cinéfilos voltem ao Centro de Convenções para a sexta noite do Cine PE.

Todavia, a miséria - econômica, educacional e de gestão pública - seguirá em cartaz na Região Metropolitana e na Mata Sul.

Isso tudo perto, muito perto, do Porto de Suape, o símbolo do crescimento econômico “chinês” vivido pelo estado.

Infelizmente, a realidade da estagnação evidenciada (mais uma vez) pelas chuvas é bem brasileira. Bem pernambucana.

É um exemplo de que embora próximos os cifrões “chineses” estão distantes de medidas que poderiam minimizar os efeitos das tragédias que agora se repetem. Mas esse filme também é batido. Todo mundo já viu.

*****

KASSAB EMPREGA MACIEL

09.05.2011
Do JC ONLINE
Por aandrade@jc.com.br
Postado por Ana Lúcia Andrade

Foto: Alexandre Severo/JC Imagem

Ex-senador pernambucano, que perdeu a eleição no ano passado, Marco Maciel é agora conselheiro de duas empresas de São Paulo capital: a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e da SPTuris (São Paulo Turismo).

Ele foi nomeado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que deixou o partido de Maciel, o DEM, para fundar o PSD. O salário do ex-senador é R$ 12 mil para participar de uma única reunião por mês em cada órgão.

A nomeação na SPTuris foi publicada no último dia 27 no Diário Oficial.

O prefeito de São Paulo também deu emprego a outro pernambucano derrotado nas urnas, o ex-deputado Raul Jungmann, integra o mesmo conselho da Companhia de Engenharia de Tráfego com salário de R$ 6 mil.
*****
Fonte:
http://jconlineblogs.ne10.uol.com.br/pingafogo/2011/05/09/kassab-emprega-maciel/

Cássio Cunha Lima pode deixar PSDB e se filiar ao PSD

09.05.2011
Do BLOG DE POLÍTICA
Por Josué Nogueira

cassioO ex-governador Cássio Cunha Lima pode ser o segundo tucano de peso da Paraíba a se filiar ao PSD, o que significará um tiro de morte no PSDB no estado, que ficará só com o senador Cícero Lucena como o maior nome do partido.

O primeiro tucano a se bandear para o partido de Kassab foi o vice-governador Rômulo Gouveia, que assumirá a presidência regional do partido.

Na terça-feira Cássio iria de carona para Brasília com o governador Eduardo Campos, mas a viagem foi cancelada por causa das chuvas.

Caso se concretize a ida de Cássio para o partido de Kassab, Eduardo, que age como operador do PSD, duplicará sua influência política na Paraíba, hoje governada pelo socialista Ricardo Coutinho e cujo vice já é do PSD. (Coluna Diario Político – Marisa Gibson)


*****

Carpina com menos água

09.05.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Por Vida Urbana

Barragem está liberando 30 milhões de m3 por dia, mas continua recebendo água das chuvas


Estado faz balanço das chuvas

Vida Urbana. Imagem: ROBERTO RAMOS/DP/D.A PRESS
O nível do Rio Capibaribe continuará alto nos próximos dias. A razão é a tentativa de esvaziamento da barragem de Carpina, que tem capacidade para conter 270 milhões de m3 de água e chegou a 220 milhões de m3, mesmo após a abertura das duas comportas. Às 10h de ontem, durante a coletiva de imprensa convocada pelo governador Eduardo Campos no Palácio do Campo das Princesas, Carpina estava com 198 milhões de m3. No final da tarde, o volume de Carpina era de 194 milhões. A meta era chegar a 180 milhões até o fim do dia, o que significaria 90 milhões de m3 de reserva. Suficiente para aguentar uma chuva tão forte quanto a do último dia 3, segundo o secretário de Recursos Hídricos, João Bosco Almeida. A abertura das comportas favorece a ocorrência de alagamentos no Recife, mas nada grave, de acordo com o secretário.

“O nível mais alto do rio implica desempenho menor dos canais de drenagem. O Recife tem 12 canais que caem no Capibaribe”, disse o secretário, explicando a probabilidade de ocorrência de mais alagamentos. A situação, no entanto, está mais tranquila. A vazão do rio, que chegou a 700 m3 por segundo, ontem era de 500 m3 por segundo. Por dia, a barragem de Carpina está liberando 30 milhões de m3, mas continua recebendo água das chuvas. A expectativa para ontem era de um esvaziamento de 15 milhões de m3, por exemplo, subtraindo-se a quantidade de água recebida do volume liberado. A meta é chegar a 60 milhões de m3. E, para isso, João Bosco anunciou que as comportas de Carpina permanecerão abertas pelo tempo que for necessário. Isso significa 10 a 40 dias, segundo a previsão do secretário. A mais otimista é contando com dias de pouca chuva, como o de ontem. O secretário ressaltou que as chuvas de terça e quarta-feira passadas foram maiores que as chuvas que provocaram a enchente de 1975.

A vazão da barragem de Jucazinho, que continua vertendo, era, ontem, de 55 m3 por segundo. Pouco, sabendo-se que no pico das chuvas ela chegou a 308 m3 por segundo. A redução é reflexo da diminuição do volume de água na barragem. E isso acarreta menos água indo para Carpina, contribuindo para níveis de água cada vez mais baixos lá também.

A medida é necessária, explica, para evitar enchentes. Entre dos dias 1º e 4 deste mês, choveu no Recife 242,6 mm. A média histórica para o mês todo, levando-se em consideração os últimos 30 anos, é de 48,4 mm. Em Palmares, a situação mais crítica: choveu 297,6 mm em quatro dias, quando a média histórica do mês é de 26,1 mm. Até agora, Pernambuco já tem 55 municípios afetados pelas chuvas, 4.935 famílias desabrigadas e 10.193 desalojadas. Já são 26 cidades em situação de emergência e nove em estado de calamidade. Números do governo continuam mostrando duas mortes em decorrência das chuvas, uma em Camaragibe e outra em Jaqueira, ambas decorrentes de deslizamentos de barreiras. Mas as defesas civis das cidades de Timbaúba, Palmares, Belém de Maria e Nazaré da Mata já confirmaram outras seis. A explicação do governo para a disparidade é que é preciso analisar a ocorrência de cada óbito, a fim de incluir apenas os relacionados às chuvas.

saiba mais

Situação das
principais barragens

Goitá

Município
São Lourenço da Mata
Capacidade máxima
52 milhões de m3
nível no dia 7 de maio
56,6 milhões (108%)
nível ontem
55 milhões (105,8%)

Jucazinho

Município
Surubim
Capacidade máxima
327 milhões de m3
nível no dia 7 de maio
334,4 milhões (102%)
nível ontem
332 milhões (101,5%)

Tapacurá

Município
São Lourenço da Mata
Capacidade máxima
94,2 milhões de m3
nível no dia 7 de maio
118,3 milhões (125%)
nível ontem
116 milhões (123,2%)

Carpina

Município
Lagoa do Carro
Capacidade máxima
270 milhões de m3
nível no dia 7 de maio
219,2 milhões (81%)
nível ontem
194 milhões (72,7%)

Cidades em situação de emergência

Amaraji
Barra de Guabiraba
Belém de Maria
Bom Jardim
Cabo de Santo Agostinho
Camaragibe
Casinhas
Cumaru
Escada
Gameleira
Goiana
Jaboatão dos Guararapes
Limoeiro
Nazaré da Mata
Passira
Paudalho
Pombos
Ribeirão
Rio Formoso
São Lourenço da Mata
São Vicente Férrer
Sirinhaém
Tamandaré
Timbaúba
Vicência
Vitória de Santo Antão

Cidades em estado de calamidade

Água Preta
Barreiros
Catende
Cortês
Jaqueira
Maraial
Palmares
Primavera
Xexéu

******