domingo, 27 de fevereiro de 2011

Espanha prende quadrilha acusada de prostituir 27 brasileiras

Anelise Infante
De Madri para a BBC Brasil


Operação prendeu 48 pessoas e apreendeu armas, dinheiro e munições

A polícia espanhola prendeu nesta sexta-feira uma quadrilha internacional acusada de prostituir mulheres brasileiras no sul do país. Segundo os detetives, em pouco mais de dois anos, a organização lucrou cerca de R$ 40 milhões com o tráfico de pessoas.

A polícia realizou uma batida na madrugada de quinta para sexta-feira na cidade de Almeria, que resultou na prisão de 48 pessoas - 31 prostitutas e 17 espanhóis acusados de pertencer à quadrilha, entre eles, um gerente de banco.

Segundo a polícia, a quadrilha controlava sete prostíbulos e 13 empresas responsáveis pela lavagem de dinheiro. Ao todo, 35 imóveis estavam registrados sob o nome de membros da gangue.

A Polícia Federal do Brasil participou das investigações para comprovar a origem das vítimas. Das 31 prostitutas, 27 são brasileiras. As outras quatro são russas.

As brasileiras detidas serão deportadas por estarem ilegalmente no país.

Investimentos imobiliários

Também colaboraram na operação as polícias de França e Rússia, já que, segundo os detetives, as mulheres exerciam a prostituição na Espanha e depois eram enviadas para outros locais da Europa.

A polícia informou que a quadrilha era comandada por três espanhóis: um casal e um gerente de banco, responsável pelo assessoramento financeiro para lavagem de dinheiro.

Com o esquema, os acusados teriam supostamente lavado ao menos 12 milhões de euros (cerca de R$ 36 milhões) entre 2007 e 2008 através de empresas falsas.

A operação policial ainda impediu que a quadrilha concluísse dois acordos de investimento imobiliário que estavam já assinados: a construção de três mansões na ilha de Tenerife e a compra de um hotel em Almeria.

Participaram da batida policial 80 detetives que revistaram 17 locais, incluindo prostíbulos e casas dos acusados, onde foram apreendidos 70 mil euros em dinheiro (cerca de R$ 200 mil), joias, seis revólveres e munição.

Os detidos foram indiciados por crimes de exploração sexual de estrangeiras, lavagem de dinheiro, posse ilegal de armas, formação de quadrilha e delitos contra a imigração ilegal e contra os direitos dos trabalhadores.

Se condenados, eles podem pegar entre 12 e 30 anos de cadeia.
***
Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/04/090424_espanha_prostitutas_dg.shtml

Polícia liberta mulheres grávidas de 'fazenda de bebês' na Tailândia

25.02.2011
Marina Wentzel
De Bangcoc para a BBC Brasil


Companhia tinha site onde serviços de barriga de aluguel eram vendidos

A polícia tailandesa desbaratou uma operação de tráfico de pessoas que vendia pela internet o serviço de barriga de aluguel e mantinha as grávidas confinadas num sítio em Bangcoc.

Oficiais do departamento de imigração prenderam 13 mulheres vietnamitas em uma casa na região de Ramkhamhaeng na quarta-feira.

Sete estavam grávidas e uma outra teria dado à luz na segunda-feira em um hospital no distrito de Min Buri.

Elas vinham sendo mantidas por chineses de Taiwan que administravam o negócio considerado ilegal.

Algumas mulheres disseram que aceitaram servir de barriga de aluguel devido à promessa de pagamento de US$5,5 mil (cerca de R$ 9,1 mil), mas foram enganadas e tiveram seus passaportes apreendidos pela organização, informou a imprensa local.

Pela internet

O esquema funcionava através de vendas na internet. O site http://www.baby-1001.com cobrava pelo serviço de gestação e prometia privacidade total aos usuários.

A organização funcionava como uma companhia, como uma "fazenda produtora de bebês" e a polícia chegou a intimar um executivo da firma, Siang Lung Lor, em um escritório em Bangcoc.

A operação da empresa foi descoberta depois que quatro mulheres contactaram a embaixada vietnamita em Bangcoc denunciando a exploração.

O pagamento pelo serviço de gestação é proibido na Tailândia pelo código de ética médico e pela regulamentação hospitalar.

Os envolvidos poderão responder por tráfico de seres humanos e outros crimes relacionados à natureza ilegal da fertilização e das gestações.

No entanto, não está claro qual será a possível pena enfrentada pelos acusados, pois leis que tratam de questões relacionadas à concepção artificial e barriga de aluguel ainda aguardam votação final no Parlamento tailandês.

O ministro de Saúde Pública Jurin Laksanavisit disse ao jornal The Nation que o caso é uma prioridade do governo.

"Precisamos encarar com seriedade essa questão, se não a Tailândia se tornará um lugar conhecido pelo tráfico de barrigas de aluguel", afirmou .
****
Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/02/110225_tailandia_gang_barrigas_mw.shtml

Senac Paulista oferece curso à distância sobre liderança e mudança organizacional

27.02.2011
Da FOLHA DE PERNAMBUCO


O Centro de Formação Pessoal de Paulista está com vagas abertas para o curso à distância sobre Liderança e Mudança Organizacional. Nesta modalidade, as aulas serão todas online e não há encontros presenciais. O conteúdo estará disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), assim como os chats, fóruns, textos, diários, vídeos, apresentações em power point, links para pesquisas, etc. Os inscritos terão acesso a partir do dia 01 de março até o dia 12 de abril, das 8h às 20h. A carga horária é de 30h.

O curso é voltado para gerentes, diretores, coordenadores, supervisores e pessoas que exerçam funções similares nas empresas e organizações em geral. O investimento é de R$ 110, que pode ser pago no boleto ou cartão de crédito. As inscrições devem ser feitas através do portal do EAD.

Os Pré-requisitos necessários são: ter Ensino Médio completo, saber utilizar o sistema operacional Windows, disponibilizar de acesso a computador com conexão à internet e possuir endereço eletrônico (e-mail). Mais informações através do telefone 3438.5050.

Com informações da assessoria
****
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/cursos-e-eventos/623297-senac-paulista-oferece-curso-a-distancia-sobre-lideranca-e-mudanca-organizacional

Operários encontram raposa vivendo no topo do prédio mais alto da Grã-Bretanha

25.02.2011
Da BBC BRASIL


Romeo vinha se almentando com restos de alimentos

Uma raposa foi descoberta vivendo no Shard, o edifício mais alto da Grã-Bretanha, atualmente em construção.

Acredita-se que ela tenha entrado no prédio de 288 metros, situado no sul de Londres, no bairro de London Bridge, pela escadaria central.

O animal foi batizado pela equipe que trabalha na construção como Romeo.

Romeo sobreviveu comendo restos de comida deixados pelos operários trabalhando na construção.

Liberdade

O animal foi capturado e levado para o Riverside Animal Centre, uma organização beneficente para animais, onde foi alimentada e recebeu tratamento.

O diretor da entidade fez até uma piada sobre como foi o processo de tratar a raposa Romeo e colocá-lo em liberdade novamente.


Shard, de 288 metros, será prédio mais alto da União Européia

''Nós explicamos para ele que se raposas tivessem sido feitas para viver 72 andares acima do solo, elas teriam recebido asas. Nós acreditamos que ele entendeu o recado'', afirmou o criador do Riverside Animal Centre.

''Quando o soltamos nas ruas (do bairro) de Bermondsey, pouco após meia-noite no domingo, ele olhou em direção ao prédio e foi para a outra direção'', acrescenteou.

O Shard será o edifício mais alto da União Européia, quando for concluído, em 2012.
****
Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/02/110225_raposa_arranha_ceu_bg.shtml