Pesquisar este blog

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Arrecadação federal cresce 15,34% e registra recorde em janeiro

23/02/2011
Wellton Máximo
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Impulsionada pelas vendas de bens e serviços e a massa salarial, a arrecadação federal iniciou 2011 com recorde. Segundo números divulgados há pouco pela Receita Federal, a arrecadação em janeiro somou R$ 91,701 bilhões, alta de 15,34% em relação a igual período do ano passado, descontada a inflação oficial pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O resultado foi o melhor para meses de janeiro e o segundo melhor da história, perdendo apenas para dezembro do ano passado, quando a arrecadação, corrigida pelo IPCA, havia somado R$ 94,015 bilhões.

De acordo com a Receita, o pagamento da primeira cota do Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) em janeiro, além do pagamento trimestral de royalties relativos à extração de petróleo contribuíram para o recorde. O fim das desonerações do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de automóveis também ajudou no crescimento em relação a janeiro de 2010.

O principal fator, no entanto, foi o desempenho da economia em dezembro do ano passado, que se reflete no recolhimento dos tributos em janeiro. A massa salarial aumentou 17,98% em dezembro em relação ao mesmo mês de 2009, as vendas de bens e serviços subiram 14,80% e a produção industrial se elevou em 2,7% na mesma comparação.

No mês passado, o secretário da Receita, Carlos Alberto Barreto, havia estimado crescimento nominal de 10% na arrecadação federal neste ano. Se for retirado o IPCA e considerado apenas o valor nominal, a alta nas receitas em janeiro foi de 22,25%, mais que o dobro da previsão inicial.

Edição: João Carlos Rodrigues
***
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=C62FB298DBF452FD6D10306BB71C629A?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p_col_count=1&_56_groupId=19523&_56_articleId=3196530

Regime de Kadafi é enfraquecido e perde controle de parte do país

23.02.2011
Do MSN NOTÍCIAS, e Agência EFE

Trípoli, 23 fev (EFE).- Após uma semana de protestos populares sem precedentes, o regime do coronel Muammar Kadafi, que dirige a Líbia há 42 anos, começa a apresentar fraquezas, perde uma parte de seu principal apoio e também o controle sobre uma porção do território.

Informações cada vez mais repetidas e que vêm de diferentes fontes confirmam que amplas regiões do país começam a se libertar do domínio do regime de Trípoli.

Um jornalista líbio que trabalha em Benghazi, a segunda maior cidade do país com mais de 1,5 milhão de habitantes, informou nesta quarta-feira que a região compreendida entre as fronteiras do Egito e a localidade de Jedabia já não está mais sob o controle do Governo.

Em declarações à emissora de televisão "Al Jazeera", o jornalista citou textualmente as cidades de Begasi, Derna, El Beida, Mesrata, Tobruk e El Merdj e afirmou que todas estas localidades foram "libertadas".

A notícia foi confirmada nesta quarta-feira pelo chefe da diplomacia italiana Franco Frattini e pelo ex-ministro da Justiça líbio Mustafa Abdel Jalil, que renunciou há três dias para protestar contra a repressão aos manifestantes.

Na cidade de Benghazi, segundo o jornal "Quryna", as autoridades locais desistiram de exercer suas funções devido à pressão das ruas e os habitantes decidiram assumir os assuntos da cidade.

Comitês denominados "populares" foram constituídos para solucionar algumas questões, tais como a recuperação das armas utilizadas por alguns manifestantes em ataques aos quartéis e delegacias de Polícia.

Além disso, chamaram a si a tarefa da proteção dos bens públicos e privados, assim como a conscientização dos comerciantes para que abram seus negócios e evitem aumentar o preço dos artigos alimentícios.

A maior fragilidade do regime de Kadafi se materializou na renúncia do ministro do Interior e antigo companheiro de armas, o general Abdul Fatah Younis.

Trata-se do terceiro membro do gabinete que renuncia como reação à violenta repressão da população líbia.

Younis anunciou que deixa todas as funções oficiais e fez um chamado aos soldados e às forças da ordem para aderirem à "revolução".

O general confirmou as intenções genocidas do líder líbio ao indicar, em uma declaração ao "Quryna", que Kadafi o informou pessoalmente de um plano para bombardear a população de Benghazi, o que Younis suplicou para que não fizesse.

Por outro lado, segundo as mesmas fontes, um avião de combate de fabricação russa Sukhoi 22 caiu nesta quarta-feira na região de Jedabia depois que seus dois pilotos saltaram de paraquedas ao recusarem a ordem de bombardear Benghazi.

A renúncia dos ministros foi precedida pela de inúmeros diplomatas e embaixadores líbios e por vários oficiais e tropas do Exército que aderiram aos protestos.

Kadafi, que mostrou sua obstinação em discurso na tarde desta terça-feira, ameaçou matar seus oponentes e os que reivindicam sua queda e, assim, perdeu o apoio e a legitimidade nas chancelarias estrangeiras.

Vários países que iniciaram a retirada de seus cidadãos condenaram firmemente a brutal repressão dos manifestantes e reivindicam sanções internacionais contra o regime líbio.

Kadafi e seus partidários são acusados de assassinar centenas de pessoas e segundo um balanço divulgado nesta quarta-feira por Sayed al Shanuka, representante líbio no Tribunal Penal Internacional (TPI), pelo menos 10 mil pessoas teriam perdido a vida desde o começo das manifestações no país norte-africano.
****
Fonte:http://noticias.br.msn.com/artigo.aspx?cp-documentid=27779919

Três empreiteiros são presos em SP acusados de escravidão

23/02/2011
Por GUILHERME VOITCH
DE SÃO PAULO

Três empreiteiros foram presos na terça-feira (22) em Campinas, acusados de manter 27 trabalhadores em condição análoga à escravidão.

Os trabalhadores, oriundos do Maranhão, estavam em Campinas desde o último domingo para trabalhar na construção de um loteamento de casas populares.

Eles haviam sido aliciados na cidade de Gonçalves Dias, com a promessa de que receberiam o pagamento em Campinas. Para poder embarcar, cada um teve de pagar R$ 230 pela viagem em um ônibus clandestino.

O grupo foi localizado por agentes da Guarda Municipal de Campinas após uma denúncia anônima, nas instalações de uma panificadora abandonada, no bairro Jardim Florence I.

Os trabalhadores recebiam apenas uma refeição por dia, estavam sem água tratada e dividam apenas um banheiro. Muitos dormiam no chão.

O proprietário, o gerente e um mestre de obras da empreiteira FKRJ foram presos pela Polícia Federal. Eles irão responder pelo artigo 149 do Código Penal (Redução a Condição Análoga a de Escravo), com pena de 2 a 8 anos de reclusão e multa. A empresa que contratou a FKRJ também pode ser responsabilizada.

A reportagem da Folha não conseguiu localizar os advogados dos empreiteiros.
****
Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/poder/880121-tres-empreiteiros-sao-presos-em-sp-acusados-de-escravidao.shtml

Isaltino foi entrevistado por mais de uma hora no estúdio do JC Online

22.02.2011
Do BLOG DE LEONARDO, em 12.01.2011

Foto e texto: Daniel Guedes/Blog de Jamildo

Pernambuco terá nos próximos quatro anos um cinturão ligando o Litoral Norte ao Litoral Sul garantindo que os motoristas evitem pontos de estrangulamento. A ideia é tirar o transporte de cargas da BR-101, que hoje encontra-se saturada. Será uma espécie de Rodoanel, via inaugurada para tentar desafogar o trânsito no Estado de São Paulo. O projeto do Arco Metropolitano, como foi batizada a via, já foi apresentado ao governador Eduardo Campos (PSB). A via terá cerca de 100 quilômetros de extensão e irá do Complexo Portuário e Industrial de Suape, em Ipojuca, Litoral Sul, até Igarassu, no Litoral Norte. A obra está orçada em R$ 1,5 bilhão. "O governador pretende fazer um equilíbrio entre os polos Norte e Sul", explicou o secretário de Transportes de Pernambuco, Isaltino Nascimento (PT).

Depois da sáida dos presídios de Itamaracá, prevista para os próximos oito meses, o Governo do Estado construirá uma segunda ponte para facilitar o acesso à ilha. De acordo com o secretário, está havendo um debate no governo para se definir o modelo de administração da via. Uma parceria público-privada (PPP) não está descartada. FREEWAY - Por falar em PPP, há outra obra nos planos do secretário e esta, diferentemente da anterior, já tem um modelo de gestão definido. Será uma parceria público-privada. Trata-se de uma freeway (rodovia de acesso limitado) que sai da fábrica da Caninha 51, no Cabo de Santo Agostinho, e vai até a praia de Porto de Galinhas, em Ipojuca. Há possibilidade de levar a estrada até o Estado de Alagoas. O secretário de Governo, Maurício Rands (PT), está em negociação com o governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB).

Veja outros trechos da entrevista:


BR-423 - O secretário Isaltino Nascimento anunciou que o governo federal liberou nesta quarta-feira (12) R$ 28,804 milhões para a elaboração do projeto de duplicação da BR-423, de São Caetano a Garanhuns. A obra está orçada em R$ 300 milhões.

ARENA DA COPA - À Secretaria de Transportes cabe a duplicação da BR-408, que dá acesso à Arena da Copa, em Igarassu, na Região Metropolitana. A promessa é concluí-la até abril de 2012, prazo limite para que o Estado receba a Copa das Confederações, em 2013. A novidade é que a rodovia terá um viaduto de acesso à área dos jogos.

TERMINAIS RODOVIÁRIOS - Isaltino reconheceu a precariedade dos terminais rodoviários, inclusive do TIP, no Recife, que é gerido por uma empresa privada. Ele afirmou que há algumas possibilidades para a gestão dos 60 terminais do Estado: é possível conceder a gestão a uma empresa privada; pode-se fazer um pool de municípios e autorizá-los a delegar a administração a terceiros; pode haver repasse de recursos aos municípios para que eles mesmos administrem os terminais. Em relação ao TIP, ele prometeu fazer uma visita surpresa ao local para avaliar as denúncias que são feitas. Ele prometeu inclusve padronizar os serviços de sinalização no Estado para que não haja mais casos de pessoas que se perdem para chegar ao terminal mais importante do Estado. Isaltino afirmou que não há como garantir a iluminação das imediações do TIP agora, mas que o problema será resolvido com a duplicação da BR-408.

BURACOS - Para facilitar a detecção de buracos nas rodovias e a solução do problema, Isaltino disse que toda a execução de obras ficará sob responsabilidade direta do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Hoje isso é responsabilidade dos oito distritos rodoviários.

SITE - Finalmente será possível saber os horários de ônibus que saem e chegam ao TIP e os preços das passagens. Nos próximos cem dias o secretário anunciará quando entra no ar o site com essas informações essenciais.

JOÃO DA COSTA - Isaltino acredita que para que o prefeito do Recife, João da Costa (PT), aumentar sua popularidade que, segundo pesquisa do Instituto Datafolha, anda em baixa, é preciso que melhore a comunicação de sua gestão. "Uma coisa importante para o homem público é a comunicação. É preciso aprimorar este link entre o que está sendo feito e o que a população sabe. O processo de comunicação precisa ser otimizado e aprimorado", afirmou.

CIDADES - A perda da Secretaria das Cidades para o PSB não representa, de acordo com Isaltino, uma perda para o PT Estadual. Neste novo governo, a legenda ficou com a Secretaria de Governo, a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Transportes. "Acho que ganhamos para o fortalecimento do partido", afirmou.
****
Fonte:http://leomedeirosolinda.blogspot.com/2011/01/o-secretario-de-transportes-isaltino.html

Acidente por pouco não virou tragédia

23.02.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
VIDA URBANA

Queda em área densa e de muito trânsito poderia ter causado mortes. Abaixo, a ação dos bombeiros e pedaços do avião.
Fotos: Julio Jacobina/DP/D.A Press

O bairro do Pina, na Zona Sul, por pouco não foi palco de uma tragédia. Por volta das 12h40 de ontem, um avião de pequeno porte, um ultraleve avançado modelo Vimana de Asa Alta, sobrevoava a área quando caiu sobre uma residência, após ter batido levemente em outras três, quando tentava pousar na pista do Aeroclube de Pernambuco. O piloto, o empresário Antônio Carlos de Carvalho, 42 anos, que estava sozinho na aeronave, sofreu lesões na cabeça e nas costas, mas não corre risco de morte. Ninguém da casa ficou ferido. Apesar do susto, o acidente poderia ter sido ainda pior. Primeiro, pela própria localidade, que é repleta de prédios residenciais e comerciais e tem um intenso fluxo de veículos. Segundo, porque esse tipo de aeronave é um modelo experimental (muito leve e para fins não comerciais) e, por isso, não é homologada e nem certificada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A responsabilidade pelo voo e pela operação do protótipo é do piloto. Sendo assim, o inquérito do acidente de ontem ficará restrito à esfera civil. As hipóteses mais fortes são de falha humana, pane no motor ou falta de combustível.

O avião de prefixo PU-HHC caiu na Rua Antônio Pedro de Figueiredo, em frente à Praça Marco Antônio Vilaça, nas proximidades do antigo Colégio Brasil. Segundo a administradora do Aeroclube, Hilária Pimenta, o piloto saiu de Aracaju em direção ao Recife, onde pretendia fazer uma parada antes de seguir para Caruaru, no Agreste, para vistoriar a aeronave construída no município (ver matéria na C2). ´Ele teve autorização da torre do Aeroporto dos Guararapes para pousar na pista do Aeroclube mas, quando estava próximo, arremeteu (voltou a subir quando já estava bem perto da pista), fez um curva e caiu`, afirmou Pimenta. Segundo a esposa do piloto, Eunice Carvalho, 45, ele tinha menos de dois anos de experiência e saía de Sergipe para Pernambuco a cada 15 dias para tratar de negócios, já que é dono de restaurantes no Recife e em Caruaru. ´Ele conhecia a pista`, frisou.


Antônio Carlos sofreu fraturas nas vértebras e um corte na sobrancelha direita. Apesar de estar consciente, disse não saber o que tinha acontecido. A assessoria de imprensa da Anac não informou se ele possuía o certificado de piloto desportivo emitido pela agência e conferido por meio da Associação Brasileira de Ultraleves (Abul). Esse certificado é obtido depois de o interessado fazer um curso de pilotagem na Abul. No entanto, segundo a Anac, ele não precisa fazer provas aplicadas por uma banca examinadora da agência, como é o caso dos pilotos comerciais. Da mesma forma, as ultraleves não são homologadas e nem fiscalizadas pela Anac. O comprador desses aviões precisam obter na agência o certificado de autorização de voo para garantir que ele não será usado para fins comerciais. (Ana Cláudia Dolores, Daniel Leal e Kléber Nunes)
****

Mobilidade

23.02.2011
Do DIARIO DE PERNAMBUCO
Diário Político
Por Marisa Gibson


Depois de ouvir quilombolas e índios, o secretário de Transportes, Isaltino Nascimento, vai receber representantes de movimentos de luta pela terra para ouvir propostas de como melhorar acessibilidade e mobilidade para estas populações. Será hoje na sede do DER.



****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2011/02/23/politica2_0.asp

INSS: CCJ do Senado deve votar esta semana projeto que cria cargos

22.02.2011
Do site do SINDSPREV.PE, via UOL NOTÍCIAS
Postado por Wedja Gouveia


A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado deve votar nesta quarta-feira, dia 23/02, projeto de lei terminativo que prevê a criação de 524 cargos comissionados e 500 cargos de carreira para peritos médicos do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Como a matéria já foi apreciada pela Câmara dos Deputados, se for aprovada pelo colegiado sem alterações vai à sanção presidencial.

O relator do projeto encaminhado ao Congresso no governo Lula, Romero Jucá (PMDB-RR), disse à Agência Brasil que essas contratações não se contrapõem à decisão do Executivo de cortar R$ 50 bilhões nos gastos previstos para 2011. Jucá acrescentou que os cargos de carreira e comissionados vão estruturar “novas agências que ainda estão em construção em todo o país”.

Ele ressaltou que essas contratações, como as que serão feitas para escolas técnicas e universidades, continuarão, apesar do corte orçamentário previsto. “É uma necessidade. O governo tem a determinação de cortar gastos, mas as necessárias continuarão ser feitas”.

Em 2009, o projeto foi encaminhado pelo governo para a apreciação do Legislativo. Na exposição de motivos, o então ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, destacou que o impacto orçamentário previsto para 2010 seria de R$ 5 milhões e, a partir deste ano, “de R$ 10 milhões em cada um dos exercícios subseqüentes, incluindo gratificação natalina, adicional de férias e encargos”, diz Jucá em seu relatório.

Romero Jucá afirma ainda, em seu relatório, que as 500 novas vagas de perito médico do INSS, a serem preenchidas por concurso público, estão condicionadas à existência de prévia dotação orçamentária suficiente para atender às projeções de despesa de pessoal e aos acréscimos dela decorrentes. Outra condição, segundo o relator, é a existência de autorização específica na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), como determina a Constituição.
****
Fonte: http://www.sindsprev.org.br/index.php?categoria=noticias_principais_01&codigo_noticia=0000001818&cat=noticias

Corredor exclusivo para ônibus

23.02.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Caderno VIDA URBANA


O trecho de 30 km da BR-101 que contorna a Região Metropolitana do Recife, entre Abreu e Lima e o Cabo de Santo Agostinho, será reformado e ganhará uma via exclusiva para transporte coletivo, num conjunto de obras orçado em R$ 450 milhões. A proposta, que está prevista desde o Plano Diretor de Transporte de 1978, finalmente é colocada como uma prioridade para a melhoria da mobilidade urbana. O contorno é também chamado de 4ª perimetral.

O governador Eduardo Campos esteve reunido ontem em reunião em Brasília com o diretor-geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot. ´Queremos que o projeto esteja pronto até o dia 2 de maio para que a obra possa ser licitada ainda no primeiro semestre`, afirmou Eduardo Campos. O empreendimento faz parte dos corredores de tráfego que devem ficar prontos até a Copa de 2014.

A solução prevê elevados e corredores de BRTs (Transporte Rápido por Ônibus). ´Já estamos fazendo as duplicações das BRs 104 e 408 e vamos assumir mais esse desafio`, afirmou o secretário de Transportes, Isaltino Nascimento. Ele lembrou ainda que a requalificação do contorno vai melhorar significativamente a mobilidade na RMR. Para o diretor do DNIT, Luiz Antonio Pagot, a realização da obra apresenta poucos obstáculos em termos de desapropriações. ´O local mais urbanizado, que é o trecho entre Dois Irmãos e o entroncamento da BR-232, será resolvido com a construção de uma via elevada`, esclareceu Pagot.
****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2011/02/23/urbana4_2.asp

Transporte Rápido por Ônibus

23.02.2011
Do DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Caderno VIDA URBANA

O que ia ser


O BRT (Transporte Rápido por Ônibus) foi planejado pelo Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano para os corredores Norte/ Sul, Leste/Oeste e Avenida Norte

Em setembro de 2009, o projeto do Norte/Sul, bancado pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros foi apresentado ao governador pelo urbanista Jaime Lerner 45 km é a extensão do Norte/Sul (De Igarassu à estação Cajueiro Seco) 9 municípios poderão ser beneficiados diretamente, segundo o projeto

Na Agamenon, a proposta é de instalar um elevado sobre o canal para os ônibus 300 mil pessoas poderão ser transportados no corredor R$ 300 milhões era o custo de implantação do projeto

40% é o tempo de redução das viagens com o corredor exclusivo

O que poderá ser

No lugar do BRT poderá entrar em cena o Monotrilho (uma espécie de metrô sobre um único trilho) - o projeto está sendo elaborado pela empresa Odebrecht a pedido do governo do estado

Outra opção é a junção de dois ou mais modais: Ônibus, monotrilho ou VLT . 30 de março é o prazo para o governador Eduardo Campos definir o modelo

3 de abril é o prazo final para os municípios encaminharem os projetos para conseguir recursos junto ao PAC da Mobilidade

Fonte: Secretaria das Cidades e Urbana-PE
****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2011/02/23/urbana4_1.asp

Urbanista diz que prefeitura de SP precisa rever políticas para moradores de áreas de risco

23/02/2011
Daniel Mello
Repórter da Agência Brasil

São Paulo
– A prefeitura de São Paulo precisa estabelecer uma política habitacional consistente para reduzir efetivamente o número de famílias que vive em áreas de risco, disse o urbanista do Instituto Polis, Kazuo Nakano. “Enquanto a gente não tiver uma política habitacional boa, as famílias vão continuar indo para essas áreas”, acrescentou.

A prefeitura divulgou nessa terça-feira (21) o mapeamento de áreas de risco na cidade. Segundo o levantamento, 29 mil famílias vivem em situação de risco alto ou muito alto. Para resolver o problema dessas pessoas, o executivo municipal promete implantar ações integradas, que vão desde a transferência de domicílios em situação de risco à eliminação do risco por meio da construção de sistemas de drenagem e tratamento de encostas.

Nakano destacou que para conseguir atender a maior parte das famílias é preciso uma “programação de investimentos permanentes” em moradia, ao contrário do que tem sido feito até agora. “As reiteradas ocorrências de desastres, de deslizamentos e do aumento do número de mortes mostra que as ações da prefeitura têm sido completamente insuficientes”, apontou.

O foco de destinação dos projetos e recursos na capital paulista está concentrado, segundo o urbanista, na ampliação do sistema viário. “ Na abertura e construção de vias, em obras desse tipo”, afirmou.

Para ele, a solução do problema de milhares de pessoas que vivem em áreas de risco exigirá não somente recursos financeiros, mas bons projetos de realocação dos que tiverem que deixar suas casas. “Em uma remoção só com indenização, muito provavelmente as pessoas não conseguem recompor sua vida naquele mesmo lugar”, destacou a professora do Departamento de Geografia da Universidade Federal de Minas Gerais, Heloísa Costa.

Ela admitiu, no entanto, que encontrar uma nova residência para os moradores dessas áreas em uma grande cidade envolve conflitos com os interesses daqueles que têm imóveis desocupados. “Tanto a terra quanto a habitação vazia têm dono, então conseguir conciliar essas duas coisas nem sempre é possível nessa escala.”

Nakano lembrou que é preciso ainda criar instrumentos para evitar novas ocupações irregulares. “Construir uma estratégia de regulação da terra urbana que precisa ser muito forte, com fiscalização descentralizada”, disse.

Edição: Graça Adjuto
****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=F67E3FBF402AEFE1383E810CB7AE1958?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-2&p_p_col_pos=2&p_p_col_count=3&_56_groupId=19523&_56_articleId=3195700

Janela de troca não consegue unanimidade

23.02.2011
Do jornal FOLHA DE PERNAMBUCO

SÃO PAULO (Folhapress)
- Nem partidos que têm tradição de seguir uma estratégia da ordem unida nos debates políticos, como o PT, têm uma posição comum sobre a criação de uma janela para a troca de partidos. A discordância ficou evidente na festa dos 90 anos da Folha de S.Paulo, realizada anteontem na Sala São Paulo (centro). Enquanto petistas como a senadora Marta Suplicy (SP) e o deputado federal Jilmar Tatto rechaçam a medida, o líder do PT na Câmara, Cândido Vaccarezza, e o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) são favoráveis, com alguns senões, à criação de um prazo em que os políticos poderiam trocar de partido sem serem penalizados - hoje eles podem perder o cargo.

Tatto até debocha dos eventuais resultados de um período para a troca: “Janela para quê? Para inchar o PMDB? O DEM ia acabar. É a única coisa boa da janela”. Os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), dizem ser contrários a essa medida. “A janela partidária é casuísmo. Mas o País precisa de uma rearrumação partidária. Vai haver um momento que será necessária uma rearrumação partidária da legitimidade. Os partidos estão muito superficiais”, diz Sarney.

Para Maia, a discussão sobre a janela partidária está fora do tempo: “Quem queria mudar podia fazer isso na eleição. Digo isso, embora ela viesse a beneficiar os partidos da base aliada. Temos de passar por um processo de fusão de partidos. Quanto menos partidos tivermos, melhor para a democracia”.
****
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-politica/622601-janela-de-troca-nao-consegue-unanimidade

SUSTO NO PINA

23.02.2011
Da FOLHA DE PERNAMBUCO
Por JULIANA ARETAKIS


AERONAVE de prefixo PU-HHC arremeteu no Aeroclube, e terminou caindo

O susto seguido de intensa correria causou pânico entre os moradores da residência de número 194 da rua Antônio Pedro de Figueiredo, no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife, ontem. Pouco depois do meio-dia o imóvel foi atingido por um avião monomotor experimental, identificado como um ultraleve Super Vimana, de prefixo PU-HHC, que teria saído de Aracaju, em Sergipe. O piloto teria arremetido no Aeroclube do Recife, no Pina, a poucos metros da residência atingida.
Depois de frustrada a tentativa de pouso, a aeronavae caiu no muro que divide a casa e uma agência de publicidade. Nenhum dos imóveis atingidos sofreu grandes avarias, além da perda parcial do telhado. Cerca de quatro pessoas estavam no terraço da residência no momento em que o monomotor caiu. O avião quase atingiu a cozinha. Após o susto inicial, os moradores tentaram socorrer o piloto e empresário do ramo gastronômico Antônio Carlos Leite de Carvalho, 42, que estava sozinho e foi o único a sofrer escoriações.

Aparentando muito nervosismo, o piloto, segundo testemunhas, tentava sair do avião o mais rápido possível. Para os que socorreram o homem, o desespero era revelado pela forma com que ele tentou deixar a aeronave. Além dos moradores da residência, policiais do 19º BPM acompanharam a saída do piloto enquanto esperavam o Corpo de Bombeiros. “Ele sangrava muito e tinha um corte profundo na testa e no nariz. Quando esticava a perna ele se queixava muito de dor na coluna”, disse o tenente Wedson Cordeiro, que viu o momento da queda.

Mesmo com uma escada colocada próxima ao muro para a sua descida, o piloto tentou pular do avião, sendo ajudado por PMs e moradores. Depois de deixar o avião, que teve a porta do piloto arremessada, Antônio Carlos foi socorrido em uma ambulância do Samu, onde seguiu para o Hospital da Unimed. Até a noite de ontem o estado de saúde da vítima era estável e seria submetida a uma cirurgia para a reconstituição do nariz. O piloto sofreu ainda traumatismo craniano. Ele não corre risco de morrer.

O acidente causou tumulto e um pequeno engarrafamento na via que aglomerava curiosos. Porém, os mais preocupados eram os moradores da casa atingida. Aos 90 anos de idade, o aposentado Arlindo Nanes estava no muro oposto ao que foi atingido pelo avião. Para ele, os momentos que antecederam a queda foram de pânico. “Pensei que era o fim do mundo quando ouvi o estrondo e o barulho das frutas caindo. Nunca achei que fosse um avião”, disse.

A esposa de seu Arlindo, Vandeci Nanes, 74, também não imaginava de que se tratava o barulho. “Escutei um barulho muito alto das telhas. Em 74 anos eu nunca tive um susto desses. Nunca pensei que um avião ia cair dentro da minha casa”, disse. Para evitar riscos de incêndio os bombeiros jogaram uma camada de espuma no monomotor antes de ele passar pela perícia, acompanhada por representantes do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa).
****
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/edicao-de-hoje/622627-susto-no-pina

Petrobras compra participação em bloco no Benin e inicia atuação em mais um país africano

23.02.2011
Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro
- A Petrobras anunciou hoje (22) o início de atividades na República do Benin, na costa ocidental da África, com a aquisição de metade da participação em um bloco de exploração petrolífera de 7,4 mil quilômetros quadrados. Segundo nota divulgada hoje, a Petrobras dividirá a exploração do Bloco 4 com a Compagnie Béninoise des Hydrocarbures (CBH), subsidiária da Lusitania Petroleum.

A expectativa da estatal brasileira é encontrar petróleo leve, a uma profundidade de água que varia de 200 a 3 mil metros, no bloco localizado a 60 quilômetros da costa. O objetivo, ao adquirir parte do bloco, segundo a Petrobras, é buscar novas oportunidades em águas profundas e ultraprofundas no Continente Africano, onde a empresa já mantém atividades em cinco países: Angola, Líbia, Namíbia, Nigéria e Tanzânia.

Segundo a nota, a CBH permanece como operadora do bloco, mas se a Petrobras desejar, tem o direito de assumir a operação. A estatal brasileira terá o compromisso de fazer o levantamento sísmico tridimensional de 2.250 quilômetros quadrados do terreno. Caso o bloco confirme ter potencial exploratório, serão perfurados três poços.

Edição: Juliana Andrade
****
FONTE:http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=16FCEA3B76FB8DCB80749A4C86A30F07?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-4&p_p_col_pos=5&p_p_col_count=6&_56_groupId=19523&_56_articleId=3194820

Garota que foi estuprada e depois queimada, em Caruaru, presta depoimento

23.02.2011
Da FOLHA DE PERNAMBUCO
Com informações de Bruno Bastos
Repórter de Grande Recife

Na tarde desta terça-feira (22), a delegada da Mulher de Caruaru, Sérvula Bezerra, veio ao Recife para ouvir a adolescente de 14 anos que foi estuprada e teve parte do corpo queimada na madrugada do último domingo, na zona rural de Caruaru. A jovem permanece internada e sem previsão de alta, na Unidade de Queimados do Hospital da Restauração.

Os primeiros depoimentos foram coletados já na segunda-feira, mas nenhuma informação foi divulgada para não atrapalhar o andamento do inquérito. Até então, não foi apontado nenhum suspeito do crime. Quando retornar para Caruaru, a menina e seus familiares devem ser atendidos por um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), que vai tentar promover sua reinserção social.

O caso

A adolescente foi encontrada na manhã do domingo no Sítio Xicuru, zona rural de Caruaru, sem roupas e com queimaduras de segundo e terceiros graus na cabeça, tórax e nos braços. Segundo informações de moradores da localidade, ela teria dito que foi abordada por um homem eu uma moto na Praça do Rosário, que teria pago para fazer sexo com ela.
****
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/noticias-geral/33-destaque-noticias/622513-garota-que-foi-estupra-e-depois-queimada-em-caruaru-prestou-depoimento

Dilma quer o quadro Abaporu em exposição no Planalto em homenagem à mulher

22/02/2011
Luciana Lima
Repórter da Agência Brasil

Brasília
- Símbolo dos mais representativos da pintura modernista brasileira, o quadro Abaporu deverá ficar no Brasil cerca de dois meses. A presidenta Dilma Rousseff está pessoalmente empenhada nas negociações para que a obra de Tarsila do Amaral faça parte da exposição comemorativa do mês da mulher.

O quadro pertence ao colecionador argentino Eduardo Costantini desde 1995, quando foi arrematado em um leilão, em Nova York, por US$ 1,5 milhão. De acordo com fontes do Planalto, as conversas estão bem encaminhadas para que o Abaporu, atualmente exposto no Museu de Arte Latino-Americano de Buenos Aires (Malba), seja emprestado ao governo brasileiro para fazer parte da mostra que será montada no segundo andar do Palácio do Planalto, a partir da segunda quinzena de março.

Símbolo máximo da antropofagia brasileira, o nome Abaporu significa em Tupi, “homem que come gente”, uma referência à proposta modernista de “deglutir” a cultura estrangeira, fazendo uma releitura com base na realidade brasileira. O quadro foi pintado em óleo sobre tela em 1928. A pintora Tarsila do Amaral presenteou o Abaporu ao seu marido na época, o escritor Oswald de Andrade.

A exposição em homenagem à mulher deve reunir cerca de 50 obras de mulheres brasileiras em uma exposição aberta ao público. A Fundação Armando Alvares Penteado (Faap) é a responsável pela curadoria e já está fazendo o trabalho de reunir as peças, entre esculturas e pinturas.

Muitas das obras que serão expostas fazem parte dos acervos de órgãos públicos, principalmente do próprio Palácio do Planalto, do Palácio do Itamaraty e do Banco Central. A Faap também é responsável pelo transporte de todo material até Brasília.

Além do Abaporu, também serão expostos quadros de Djanira e Anita Malfatti e esculturas de Maria Martins. A mostra vai reunir ainda as obras de uma geração mais recente de artistas brasileiras com reconhecimento internacional como Beatriz Milhazes e Adriana Varejão.

Edição: Aécio Amado
****
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=BF22D8E695E6A80E68565E7239F83864?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-3&p_p_col_count=8&_56_groupId=19523&_56_articleId=3195598