Pesquisar este blog

sábado, 1 de janeiro de 2011

Dilma toma posse com discurso conciliador e apelo à oposição

01/01/2011
Do ÚLTIMO SEGUNDO
iG São Paulo


Depois de se despedir de Lula, petista disse assumir o cargo com as 'mãos estendidas' a aliados e adversários

A presidenta Dilma Rousseff tomou posse neste sábado com um discurso conciliador, permeado por apelos à oposição e agradecimentos a aliados. A cerimônia, que marcou também a despedida do agora ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi marcada em boa parte pelo tom protocolar e declarações com viés administrativo. Dilma, entretanto, perdeu o ar sério em alguns momentos e chegou a se emocionar ao falar sobre a conquista da Presidência e ao relembrar os tempos de militância contra a ditadura.

No primeiro discurso que fez após ser empossada, no plenário da Câmara dos Deputados, Dilma pediu à oposição que deixe para trás a rivalidade da campanha eleitoral e prometeu não fazer um governo baseado em afinidades partidárias. "Não haverá no meu governo discriminação, privilégios ou compadrio. Sou, neste momento, presidenta de todos os brasileiros", afirmou Dilma, com a voz embargada.

A petista citou o mineiro João Guimarães Rosa: "Recorro mais uma vez ao poeta da minha terra: O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem", afirmou Dilma. "É com esta coragem que pretendo governar o Brasil. Mas mulher não é só coragem, é carinho também."

Dilma pediu também a ajuda do Congresso, de prefeitos e governadores para dar continuidade ao trabalhado iniciado no governo Lula. "Estamos vivendo uma nova era, o despertar de um novo Brasil", disse a presidenta. "Pela primeira vez, o Brasil se vê diante da oportunidade real de se tornar uma nação desenvolvida." Dilma aproveitou para repetir a frase dita sucessivamente na campanha para se referir à imprensa. "Prefiro o barulho da imprensa livre ao silêncio das ditaduras."

Dilma voltou a se emocionar ao relembrar o passado de militância, dizendo ter dedicado sua "juventude" à defesa da democracia. "Suportei as adversidades mais extremas", afirmou, dedicando a conquista da Presidência aos companheiros de luta contra o regime. "Divido com eles esta conquista e rendo a eles homenagem."

O fato de ter ser tornado a primeira mulher a chegar à Presidência guiou boa parte das declarações da petista no plenário da Câmara. Logo na abertura de sua fala, Dilma agradeceu a "ousadia" do povo brasileiro em eleger uma mulher para o mais alto cargo do Executivo, depois de ter escolhido um homem do povo para liderar o País por oito anos. "Venho antes de tudo para dar continuidade ao maior processo de afirmação que este Pais já viveu em tempos recentes", completou.

O presidente Lula, que deixou o cargo neste sábado, também foi lembrado pela nova presidenta. "Venho para consolidar a obra transformadora do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com quem tive a mais rigorosa experiência política da minha vida", disse Dilma, que também reservou uma homenagem ao vice de Lula, José Alencar, ausente por estar internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.
****
Fonte:http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/dilma+toma+posse+nesta+tarde+assista+aos+preparativos/n1237904874457.html

Dilma pode contar com apoio de governadores do PSDB, diz Perillo

01.12.2011

Ivan Richard e Iolando Lourenço

Repórteres da Agência Brasil


Brasília - A presidenta Dilma Rousseff poderá contar com o apoio dos governadores de partidos de oposição, afirmou hoje (1º) o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Depois de participar da posse de Dilma no Congresso Nacional, o ex-senador disse que fará tudo para colaborar com o novo governo na promoção do desenvolvimento do país e na realização de reformas, como a política e tributária.


“Governo não faz oposição a governo. Vou sugerir que a presidenta leve a cabo as reformas tão necessárias para que o país possa mudar definitivamente seu perfil e gerar cada vez mais oportunidades”, disse Perillo. Ele acrescentou que todos os governadores tucanos pensam da mesma forma.


“De minha parte, farei tudo para colaborar com o meu país. A oposição não deve ser ao país. Cabe ao parlamente fiscalizar, à oposição fazer oposição e aos governadores e à presidenta governar. Tenho certeza que essa é a opinião sensata de todos os governadores do PSDB”, afirmou.

Um dos principais líderes da oposição no Senado durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Perillo prometeu colaborar com a nova presidenta. “Vamos, com toda a sinceridade, buscar colaborar com a presidenta e estamos certos de que vamos viver um bom tempo de relacionamento maduro e democrático das nossas instituições.”


O tucano disse esperar que Dilma tenha uma relação respeitosa com a oposição e com as demais instituições. “Estou certo de que o discurso que a presidenta fez será levado a cabo e ela procurará unir as forças todas do Brasil para que possa avançar sem ódios, sem hipocrisias, avançar no sentido de valorizar a cidadania e respeitar a dignidade dos brasileiros”, disse Perillo.

Edição: João Carlos Rodrigues

***

Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=672A685F24EB54A2FF5623A64A97AC8B?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-4&p_p_col_count=8&_56_groupId=19523&_56_articleId=3153866

No parlatório, Dilma pede união de todos para projeto de crescimento econômico


Priscilla Mazenotti
Repórter da Agência Brasil

Brasília - No primeiro discurso à nação como presidenta da República, Dilma Rousseff pediu a união de todos em torno do crescimento do país. No parlatório do Palácio do Planalto, diante de milhares de pessoas que acompanharam a posse do gramado do Congresso e da Praça dos Três Poderes, Dilma disse que só com união é possível criar mais e melhores oportunidades para todos.

“Meu sonho é o mesmo de qualquer cidadão. O sonho que uma mãe e um pai possam oferecer aos seus filhos oportunidades melhores do que as que tiveram. É um sonho que constroi um país, uma família, uma nação. É o desafio que ergue um país”, disse emocionada.

Em alguns momentos, ao discursar, Dilma chorou e foi aplaudida. Ela falou em perseguir sonhos considerados impossíveis. “Foi por não acreditar que havia o impossível que o presidente Lula fez tanto pelo país nesses últimos anos. Precisarei muito do apoio de todos vocês. Quero pedir o apoio de todos, de leste a oeste, de norte a sul de todo o país. Se todos trabalharmos pelo Brasil, o Brasil nos devolverá em dobro o nosso esforço. E que Deus abençoe o Brasil e o povo brasileiro. Que todos nós, juntos, possamos construir um mundo de paz”, completou.

Depois de receber a faixa presidencial do agora ex-presidente Luiz Inácio Lula
da Silva e de discursar para a população, Dilma Rousseff recebeu cumprimentos de autoridades nacionais e estrangeiras que participaram das cerimônias de posse. No início da noite, Dilma seguirá para o Itamaraty, onde participará de um grande e protocolar jantar comemorativo.

Edição: Vinicius Doria

***

Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=672A685F24EB54A2FF5623A64A97AC8B?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p_col_count=1&_56_groupId=19523&_56_articleId=3153798

Sérgio Telles: Blogueiros na cobertura da posse da Dilma

31 de dezembro de 2010 às 11:28

Do blog de Luiz Carlos Azenha

Por Sérgio Telles, do RioBlogProg

Prezados colegas blogueiros

Uma ótima notícia para os colegas que não participarão presencialmente da posse da presidente Dilma Rousseff. Será possível acompanhar virtualmente toda a cerimônia, que acontecerá neste sábado, 1º de janeiro, das 14h às 18h.

Mais de 30 blogueiros procedentes de vários estados do Brasil vão se reunir amanhã, em Brasília, para fazer uma cobertura colaborativa da posse. Graças à companheira Helen Lima, até uma tenda teremos.

Parceria dos blogueiros com a TVT

A TVT, de São Bernardo do Campo, abrirá seu canal de Skype e outras formas de comunicação para comentários dos blogueiros progressistas.

A TVT realizará um programa especial, ao vivo, sobre a posse da presidente Dilma, via blogs e redes sociais (twitter, facebook, orkut etc). Para isso, está convidando internautas e blogueiros progressistas para participar ativamente do programa com depoimentos ao vivo via Skype e/ ou mandando fotos, vídeos e comentários para o site da TVT durante a cerimônia da posse.

Vai funcionar assim:

Skype

Para falar ao vivo e fazer comentários sobre a posse, via webcam ou celular 3G, conecte no Skype da TVT.

Usuário: Cliqueligue

Site da TVT ou email

Quem estiver em Brasília e quiser participar pode enviar vídeos pelo site www.tvt.org.br No canto esquerdo inferior, há um ícone especial o encaminhamento. Vídeos podem ser enviados por celular/web ou por e-mail para este endereço: cliqueligue@tvt.org.br

Twitter

O twitter (novinho) é @cliqueligue

Além disso, a TVT, com a jornalista Erica Aragão, estará produzindo um documentário sobre a participação dos movimentos sociais , considerados fundamentais na eleição da presidente Dilma.

Desde sempre, salientamos que o movimento dos blogueiros é pluripartidário e abrange todas as correntes que defendem a democratização da comunicação, sejam eles pró ou contra o governo. E que o grupo que está em Brasília organizou-se em paralelo às estruturas dos movimentos estaduais e do nacional de blogueiros (Barão de Itararé)

Um abraço,

Sérgio Telles

****

Fonte:http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/sergio-telles-blogueiros-na-cobertura-da-posse-da-dilma.html

Agnelo Queiroz toma posse e assume compromisso contra a corrupção no DF

1/1/2011
Do MSN NOTÍCIAS
Por Agência Brasil, estadao.com.br


BRASÍLIA- Agnelo Queiroz e Tadeu Filippelli, governador e vice do Distrito Federal, tomaram posse neste sábado, 1, pela manhã na Câmara Legislativa do Distrito Federal com a promessa de uma gestão livre da corrupção. A cerimônia ocorreu após a posse dos 24 deputados distritais e lotou o auditório do prédio.

A cerimônia de posse começou, com atraso de uma hora, por volta das 11h. Após a execução do Hino Nacional, Agnelo e Filippelli fizeram o juramento de compromisso e assinaram do termo de posse. Depois, o governador fez, emocionado, um discurso de cerca de meia hora, em que agradeceu a confiança das pessoas que votaram nele. Agnelo disse que exigirá lealdade e transparência de atos do governo, sobretudo dos amigos.

'Quero ver em cada um dos companheiros de jornada o compromisso público que tem de ser a raiz de todos os governos', disse. O governador ainda afirmou que 'as nuvens tempestuosas de uma das piores crises do DF ainda não se dissiparam', referindo-se à crise no ano passado que resultou na saída de José Roberto Arruda do governo. Entretanto, se comprometeu a resgatar o orgulho do povo do Distrito Federal .

'A situação que nos encontramos, com o serviço público no caos, dívidas, obras paralisadas, são frutos de um jeito de governar que usa o dinheiro público para benefício pessoal. Não é aceitável que a capital federal seja percebida como sinônimo de corrupção, negociatas e práticas incompatíveis com o serviço público. Não é possível que seja motivo de achincalhe e piada nacional', destacou Agnelo.

Ele também assumiu o compromisso de estabelecer a ordem no serviço médico do DF nos primeiros 100 dias de seu governo, o fim do analfabetismo em dois anos, preparar jovens para o mercado de trabalho e estimular o investimento em empreendimentos no DF. 'Apoiaremos pequeno empreendedor da nossa terra para se desenvolver aqui. Brasília é a unidade da federação mais rica do país, precisa transformar isso em beneficio direto para o cidadão.'

Agnelo também falou que combaterá o crescimento desordenado que levou o Distrito Federal a ser a unidade da federação mais desigual do Brasil. 'A capital do Brasil perdeu a chance de pegar carona nas mudanças do governo Lula. O fosso social ficou ainda maior e mais profundo. Hoje tem duas 'Brasílias', uma planejada e rica e outra maltratada. Queremos levar mais governo para quem precisa de governo. Estou certo que terei apoio irrestrito de Dilma Rousseff para isso.'

Agora Agnelo segue para o Palácio do Buriti, onde receberá a faixa do atual governador, Rogério Rosso e ambos discursarão. O novo governador assinará o termo de posse dos secretários e administradores regionais da capital e depois vai para a Praça do Buriti cumprimentar correligionários que acompanharão a cerimônia do Executivo em telões instalados embaixo de tendas. Por fim, segue para o plenário da Câmara Federal para a posse da presidenta eleita, Dilma Rousseff.
***
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26986841

EUA confirmam Hillary na posse de Dilma e intenção de aprofundar relações com Brasil

30/12/2010 - 15h09

Renata Giraldi

Da Agência Brasil
Em Brasília
  • Convite para o coquetel da posse com o termo presidenta, como Dilma prefere ser chamada O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confirmou hoje (30) que a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, virá para posse da presidente eleita, Dilma Rousseff. Em um comunicado, o porta-voz da Casa Branca, Philip J. Crowley, informou que o objetivo é “avançar” e “aprofundar” as relações bilaterais e globais.“O Brasil é um parceiro essencial no continente e no mundo e os Estados Unidos estão empenhados em aprofundar as nossas relações em uma ampla gama de assuntos bilaterais, regionais e globais com o governo e o povo do Brasil”, diz o comunicado.

Em seguida, o texto acrescenta que os Estados Unidos aguardam a oportunidade de trabalhar com a presidente eleita, Dilma Rousseff, e com seu governo para avançar nesses assuntos e em outras metas compartilhadas.

Pelo comunicado, Hillary deve chegar no sábado (1º) ao país. As informações são confirmadas pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. A expectativa é que cerca de 50 autoridades estrangeiras participem da posse da presidenta eleita – entre presidentes da República, primeiros-ministros, chanceleres e o príncipe Felipe da Espanha.

No dia 1º de novembro, logo depois do resultado das eleições presidenciais, Obama telefonou a Dilma para parabenizá-la. Segundo a Casa Branca, o presidente norte-americano elogiou “o povo do Brasil por sua fé e compromisso com a democracia”. De acordo com o governo dos Estados Unidos, Obama ressaltou a relação de trabalho com o Brasil e o “compromisso em aprofundar a cooperação e novas áreas de colaboração”.

Na conversa com Dilma, Obama confirmou ainda que aguardava uma reunião com ela para “trabalhar” temas como o uso de energia limpa, o crescimento global, a assistência à reconstrução do Haiti, os esforços de desenvolvimento colaborativo e outras questões de importância global.

****

Fonte:http://noticias.uol.com.br/politica/2010/12/30/eua-confirmam-hillary-na-posse-de-dilma-e-intencao-de-aprofundar-relacoes-com-brasil.jhtm

Posse será transmitida ao vivo pelo UOL e pela Folha

31/12/2010

Do UOL Notícias

Em São Paulo

Praça dos Três Poderes começa a receber público para a posse de Dilma Rousseff

Na tarde do dia 1º janeiro de 2011, o maior portal de internet do Brasil e o maior jornal do país farão uma cobertura unificada em vídeo da posse da presidente eleita Dilma Rousseff (PT). A parceria repete a fórmula do debate Folha/UOL, o primeiro da história da internet brasileira, realizado em agosto, e da cobertura do segundo turno das eleições 2010, em novembro.

A transmissão começa às 13h com a participação de especialistas e convidados que analisam os desafios do novo governo, o legado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a composição do novo Congresso Nacional.

Em São Paulo, os jornalistas Fernando Canzian e Carolina Matos conversam com especialistas e convidados. Em Brasília, Fernando Rodrigues, Rodrigo Flores e Diogo Pinheiro entrevistam políticos e personalidades que participam da cerimônia.

O internauta que preferir pode acompanhar a transmissão pelas salas do Bate-Papo UOL. Nos dispositivos móveis, o sinal ao vivo estará acessível via iPhone e iPad.

O sinal em vídeo da cobertura estará ainda nas redes sociais, nos perfis do UOL Notícias no Twitter (http://twitter.com/uolnoticias) e no Facebook(http://www.facebook.com/UOLNoticias). Haverá ainda atualização em tempo real no Twitter e Facebook com as principais notícias da posse, em Brasília, e também nos principais Estados.

****

Fonte:http://noticias.uol.com.br/politica/2010/12/31/posse-sera-transmitida-ao-vivo-pelo-uol-e-pela-folha.jhtm

“Um dia, lá no mundão, uma das donzelas da torre será presidente”

30 de dezembro de 2010 às 22:53

Do blog de Luiz Carlos Azenha

Por Luiz Carlos Azenha

Rose Nogueira comprou uma camélia vermelha, para usar na posse de Dilma Rousseff. Com a camélia, pretende levar para a festa todas e todos que não puderam estar lá.

Rose e Dilma foram colegas de presídio Tiradentes, em São Paulo, durante o regime militar.

Naquela época, elas costumavam sonhar com a liberdade dizendo: “Um dia, lá no mundão…” vou fazer isso ou aquilo. “Um dia, lá no mundão…” serei assim ou assado.

“Um dia, lá no mundão”, diz Rose Nogueira por telefone, de Brasília, com seu tradicional bom humor, “uma das donzelas da torre será presidente”.

Ela ri de uma notícia que leu a bordo do avião, em O Globo, que fala nas 11 ex-companheiras de cela de Dilma, todas convidadas para a posse. Talvez estivesse se referindo a esta notícia.

Fica sem saber se o jornal tentou ser irônico ao falar em Grupo das Onze, já que os Grupos dos Onze foram os famosos “comandos nacionalistas” criados por Leonel Brizola, nos anos 60, para resistir ao golpe.

O fato é que Rose é uma mulher extraordinária da mesma forma que muitas mulheres o são. Extraordinária com as pequenas conquistas do dia-a-dia, consciente de que é o elo de uma corrente e que, portanto, é preciso persistir. Persistência não é o forte das mulheres?

“Se não fosse a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho, legislação trabalhista implantada pelo governo Vargas) do Getúlio, ela teria se matado de tanto trabalhar”[Rose sobre a avó, a tecelã Maria Ghilardi Guerra, exemplo de mulher batalhadora]

“Eu apanhava porque eu estava fedida de leite azedo” [Rose sobre a tortura. Quando ela foi presa, o filho era recém-nascido]

“Ela contribuiu mais do que qualquer outra para a mudança do Brasil” [Rose sobre a atuação de Dilma no ministério de Lula]

“Quando a gente tava lá na cadeia ficava muito claro que todas tinham vocação política. A Dilma era a pessoa onde mais isso aparecia. Porque ela tinha uma presença muito forte, ela tinha um equilíbrio nas análises das coisas que, embora ela tivesse 20, 21 anos, impressionava, francamente” [Rose, explicando depois que Dilma defendeu na cadeia a ampliação do mar territorial brasileiro de 12 para 200 milhas, uma proposta dos militares]

“Eu considero que quem fez a luta armada contra o povo brasileiro foi a ditadura” [Rose ao lembrar que milhões de brasileiros se opuseram ao regime militar e que os oportunistas costumam repetir, nos dias de hoje, o bordão usado no passado pelos militares, de que a resistência ao regime queria implantar no Brasil uma ditadura de esquerda]

“A gente naquela época era tratada como coisa” [Rose, sobre as mulheres nos anos 60]

Durante nossa conversa Rose Nogueira lembra que a classe operária brasileira se formou nos anos 30, especialmente com a chegada de imigrantes. E que nos anos 60, na geração dela, os filhos de imigrantes começaram a chegar à universidade. Razão pela qual havia muitos filhos de imigrantes na resistência ao regime militar. Gente que tinha ascendido socialmente mas mantinha sua solidariedade com os de baixo. Como foi, aparentemente, o caso dela.

A jornalista perdeu o pai aos 4 anos de idade. Foi morar com a avó, a Maria “que tinha guerra no nome”. Aliás, a avó de Rose não queria saber de batizar ninguém com o próprio nome. Dizia, “Maria tá condenada ao sofrimento”.

Maria contava que, para não perder o emprego, tinha “atrasado” o parto da mãe de Rose. Escondeu a gravidez com a cumplicidade do chefe. A mãe de Rose nasceu no domingo de Carnaval. Na quinta, dona Maria Guerra estava de volta ao emprego.

A vida de dona Maria foi tocada pela implantação, no governo Vargas, da CLT, quando a jornada de trabalho dela caiu de 14 para 8 horas diárias.

Mais tarde a maternidade assumiria ares dramáticos para a própria Rose. Quando ela foi presa o filho tinha 33 dias de vida. Ela narrou o episódio num livro. O Viomundo, faz algum tempo, reproduziu parte do texto de Rose, em que ela descreve a vida no presídio Tiradentes.

Foi deste período, também, a patética demissão de Rose Nogueira do jornal Folha da Tarde. Ela foi demitida por abandono de emprego quanto até as árvores da Barão de Limeira sabiam que a jornalista do Grupo Folha estava na cadeia. Aqui ela tratou do assunto.

Um caso sobre o qual a Folha ainda nos deve explicações, sem falar no empréstimo de viaturas para a Operação Bandeirantes.

O fato é que a geração de Rose subirá a rampa com Dilma Rousseff, no sábado, em Brasília. Junto com a memória da dona Maria Ghilardi Guerra, que faleceu aos 90 anos de idade. E, de certa forma, com todas as mulheres batalhadoras do Brasil, do passado e do presente.

Terminada a entrevista, Rose liga de novo, para complementar: diz que com a avó aprendeu a importância de combater as injustiças, mas que a militância mesmo começou aos 18 anos, quando se apaixonou por um militante do PCB. Amor + luta. Rima com mulher.

Ouçam a entrevista com a Rose, que vale a pena:

****

Fonte:http://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/um-dia-la-no-mundao-uma-das-donzelas-da-torre-sera-presidente.html

Ciro Gomes acompanha a posse do irmão em Fortaleza

01.01.2011
Do MSN NOTÍCIAS
Por Carmem Pompeu, estadao.com.br


FORTALEZA - O deputado federal Ciro Gomes (PSB) aguarda neste momento, na Assembleia Legislativa do Ceará, a posse do irmão dele, Cid Gomes (PSB), reeleito governador do Ceará. Ciro disse que não vai exercer nenhum cargo político. 'Vou me aquietar', respondeu ao ser questionado sobre seus planos políticos.

Sobre o governo da presidente Dilma Rousseff, Ciro afirmou que ela é uma grande administradora. 'Eu a conheço bem de perto. É uma pessoa decente. Terá um certa dificuldade devido à heterogeneidade da base e por conta dessa sombra de mangueira que é o Lula', disse o parlamentar, referindo-se à alta popularidade do presidente que deixa o cargo hoje.

Ciro afirmou ainda que vê 'com muita esperança o futuro do Ceará e do Brasil'. Com relação ao novo mandado do irmão dele como governador, ele acredita que será muito melhor. 'Conheço os planos, as estratégias. Sei que vai avançar na segurança pública e na saúde. O Ceará será um dos três destinos do Brasil, com o Centro de Eventos bastante avançado', apontou. Ainda segundo Ciro, Cid Gomes saneou o caixa estadual e tem em caixa R$ 1 bilhão.
****
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26986070

Sérgio Xavier esclarece sua ligação com o PSB

31.12.2011
Do blog de PAREDÃO DO POVO


Sempre o tratei com respeito e cordialidade, mesmo quando discordo das suas insinuações e opiniões. Portanto, não compreendo o motivo da agressividade e deselegância da nota “É dando que...” na sua coluna de hoje. Além de grosseira, mostra que você está desinformado sobre o processo de aproximação do PV com os partidos do campo da esquerda. Ou, talvez, você esteja apenas reproduzindo tese maldosa de alguma fonte sem qualidade.

Para lhe situar melhor, seguem fatos concretos que contextualizam o posicionamento atual do PV:

1) Sou fundador do PV, membro da direção nacional desde a fundação, e nas eleições que participei como presidente estadual sempre nos posicionamos de forma independente ou coligados com o PT, PSB e outros partidos do campo da esquerda;

2) No primeiro governo Lula, fui secretário nacional de fomento e incentivo à cultura, com o ministro Gilberto Gil, no Ministério da Cultura;

3) Retornei à presidência do PV em 2009 e, juntamente com diversas outras lideranças, iniciamos um processo de reposicionamento político-ideológico do partido;

4) Articulei ativamente o convite para que Marina Silva (que sempre militou no PT) fosse candidata a presidente pelo PV e minha candidatura ao governo objetivou a formação de um palanque estadual em sintonia direta com Marina e o projeto nacional dos verdes. Ou seja, um projeto coletivo, transparente e que foi reconhecido pela população. Marina ficou em segundo lugar, com 903 mil votos. E eu fiquei em terceiro lugar, atingindo cerca de 4% dos votos no Recife, mesmo sem estrutura.

5) Durante a campanha, o PV teve postura crítica ao governo. Mas propositiva, e esteve independente, distante do bloco de partidos de oposição;

6) Após as eleições, o PSB procurou o PV buscando aproximação, que é natural, considerando o histórico acima;

7) A direção estadual do PV reuniu-se na última terça-feira (28/12) e aprovou aproximação e diálogo com o PSB e o governador Eduardo Campos, com apenas um voto contra. Entre outros, votaram a favor lideranças de peso como o nosso atual deputado Lucrécio Gomes (que já foi candidato a prefeito de Escada com apoio do PSB); o vereador do Recife Augusto Carreras (que já atuava próximo ao PT e PSB desde o seu primeiro mandato); o ex-deputado Roberto Leandro (que saiu do PT acompanhando Marina Silva); o ex-vereador de Escada Ermírio Rego Barros e Carlos Augusto Costa (vice-presidente estadual e membro da executiva nacional). Por estar em viagem ao exterior não pude participar da reunião, mas encaminhei minha posição por escrito, avaliando duas possibilidades: a independência (que poderia isolar e enfraquecer o PV) e a reaproximação com o campo do PSB e PT;

8) A direção estadual estabeleceu que uma possível aliança deverá ser desenvolvida a partir de compromissos programáticos, que estão sendo consolidados em documento a ser assinado por todos;

9) Participação em governo (cargos) será o último estágio deste processo, após consolidação de compromissos programáticos. Neste momento não foram definidos nomes, nem estruturas. O que existe é a especulação natural da imprensa com muita informação incorreta;

10) O PSB tem demonstrado compromisso de incorporar nas suas políticas governamentais propostas de sustentabilidade defendidas pelo PV. São questões de interesse público e o PV tem obrigação de disponibilizar idéias e contribuir com o desenvolvimento sustentável do nosso estado. Não tenho desejo pessoal de ocupar cargos no governo (não estava nos meus planos), mas o PV não pode se omitir quando abre-se algum espaço para implantar políticas públicas que defendemos. Neste momento, estamos discutindo formas criativas de contribuir, ocupando cargos ou não (o processo não foi finalizado).

11) Continuo no exterior e só voltarei ao Recife no dia 5 de janeiro. Portanto, muito distante das articulações, que estão sendo conduzidas por Carlos Augusto Costa, presidente em exercício do PV, com participação de toda a direção estadual. Fato que torna sua nota descabida e injusta.

12) Por tudo isso, reduzir todo este processo a barganha é, no mínimo, desinformação. Portanto, peço que avalie jornalisticamente as informações acima e brinde os seus leitores com análises mais próximas dos fatos.

Com o desejo de um Feliz Ano Novo,

Sérgio Xavier
***
Fonte:http://paredaodopovobj.blogspot.com/2010/12/sergio-xavier-esclarece-sua-ligacao-com.html