quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Petista consegue apoio de PSDB e DEM para presidir Câmara

22.12.2010
Do ÚLTIMO SEGUNDO
Adriano Ceolin, iG Brasília

Partidos da base aliada e da oposição fecharam acordo de sustentação da candidatura do deputado

Candidato do PT à Presidência da Câmara, o deputado Marco Maia (RS) conseguiu, nesta quarta-feira, o apoio dos partidos de oposição (DEM e PSDB) para comandar a Casa. O gesto praticamente dificulta o lançamento de candidaturas dissidentes dentro da base. Aldo Rebelo (PCdoB-SP) e Julio Delgado (PSB-MG) tentavam viabilizar seus nomes.

Para tucanos e democratas acabou pesando a distribuição de cargo na Mesa Diretora da Câmara e nas comissões. O acordo com o petista também foi discutido pelas cúpulas da oposição. Na semana passada, vice-presidente eleito e defensor de Maia, Michel Temer (PMDB), procurou líderes do PSDB para tratar do assunto.

“Sempre defendemos a proporcionalidade”, disse o presidente do PSDB, deputado eleito Sérgio Guerra (PE). O tucano referiu-se ao critério de distribuição de cargo de acordo com o tamanho das bancadas. Como detém o maior número de deputados, o PT tem o direito de ficar com a Presidência.

O acordo entre as oposições e o PT também interessava ao PMDB, segunda maior bancada na Casa. Partido vice-presidente eleito Michel Temer, a sigla tem um acordo de revezamento no comando da Câmara com os petistas. No próximo biênio (2013-2015), a Casa deverá ser presidida por um peemedebista com o apoio do PT.

O acordo foi anunciado pelos líderes João Almeida (BA), do PSDB, e Paulo Bornhausen (SC), do DEM. Os dois, no entanto, não serão mais comandantes das bancadas a partir de fevereiro do ano que vem, quando irá ocorrer a posse dos novos deputados e a eleição do presidente da Câmara.
****
Fonte:http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/lideres+na+camara+tentam+fortalecer+candidatura+de+marco+maia/n1237890091977.html

SP: aprova 25% dos leitos públicos para planos de saúde

22 de dezembro de 2010
Do portal TERRA

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou o projeto de lei complementar que permite aos hospitais públicos administrados por organizações sociais de saúde de todo o estado a destinarem até 25% de seus leitos para clientes de convênios particulares. O projeto, de iniciativa do governo estadual, teve 55 votos a favor e 18 contra.

A proposta já havia ido a plenário na semana passada, mas não houve quórum suficiente para a apreciação. Na sessão extraordinária da noite de terça-feira, entretanto, o projeto acabou sendo aprovado.

Na prática, a proposta autoriza os 20 hospitais estaduais que são gerenciados por organizações do terceiro setor a atender, de forma diferenciada, os clientes de planos de saúde privados, cobrando o ressarcimento diretamente das operadoras de convênios.

De acordo com o governo de São Paulo, a mudança só valerá para as unidades de saúde que prestem serviços de saúde especializados e de alta complexidade. Além disso, segundo o governo paulista, elas precisam ser responsáveis por mais de 50% da oferta em sua região.
****
Fonte:http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4856932-EI7896,00-SP+aprova+dos+leitos+publicos+para+planos+de+saude.html

NOTA DO BLOG:

Os tucanos com esta Lei Complementar, demonstram de modo muito claro, o compromisso com a privatização da coisa pública. Repudiamos esta medida contrária aos interesses dos cidadãos.

Ainda bem que o povo brasileiro derrotou o candidato dos tucanos para presidência. Infelizmente a maioria dos paulistas preferiram um modelo político que só traz prejuízos para os cofres públicos.

Irineu Messias

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 34 milhões nesta sexta-feira

22/12/2010
Do ÚLTIMO SEGUNDO
iG São Paulo |

139 apostadores acertaram a quina e levaram R$ 15.365,51 cada um. Outras 8.401 apostas acertaram a quadra e ganharam R$ 363,18

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1243 da Mega-Sena sorteadas na noite desta quarta-feira. O valor do próximo prêmio, que será sorteado na sexta-feira, no dia 24, acumulou em R$ 34 milhões, segundo estimativa da Caixa Econômica Federal.

Os números sorteados nesta quarta-feira, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, foram: 09 - 19 - 23 - 29 - 32 - 57.

Ao todo, 139 apostadores acertaram a quina e levaram R$ 15.365,51 cada um. Outras 8.401 apostas acertaram a quadra e ganharam R$ 363,18 cada.

O próximo sorteio da Mega-Sena foi antecipado e acontece nesta sexta-feira, dia 24. O concurso seguinte será sorteio da Mega da Virada, marcado para o dia 31 de dezembro, e que deve pagar cerca de R$ 150 milhões.

As apostas na Mega-Sena podem feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer uma das 10,4 mil unidades lotéricas do País. As apostas custam a partir de R$ 2,00.

Mega da Virada

Na virada do ano a Caixa deve pagar o maior prêmio da loteria brasileira. A previsão é que o valor da Mega da Virada chegue a R$ 150 milhões. Segundo a CEF, as apostas para a loteria têm tido uma procura 28% maior em número de bilhetes, se comparadas as de 2009.

Se considerando apenas o arrecadado em dezembro, o valor registrou elevação de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. O sorteio será transmitido ao vivo por redes de televisão e não poderá acumular. Caso ninguém acerte as seis dezenas, o prêmio será rateado entre os acertadores da quina e quadra.
****
Fonte:http://ultimosegundo.ig.com.br/loterias/megasena+acumula+e+pode+pagar+r+34+milhoes+nesta+sextafeira/n1237891448396.html

Oposição dá apoio a petista na Câmara e base aliada racha

22/12/2010
Do MSN NOTÍCIAS
Por Denise Madueño, de O Estado de S.Paulo

BRASÍLIA - A presidente eleita Dilma Rousseff nem tomou posse e a divisão de sua base na Câmara já foi exposta, ontem, na disputa pelo comando da Casa. Menos de cinco horas depois de o candidato oficial do PT, Marco Maia (RS), divulgar o apoio de líderes do DEM e do PSDB a sua candidatura, o grupo formado por deputados de partidos aliados - PC do B, PSB e PDT - informou a abertura do processo de consulta em todas as bancadas por um nome alternativo para presidir a Casa nos próximos dois anos.

O bloquinho - formado pelos três partidos - vem canalizando as insatisfações dos deputados de diversas bancadas com a partilha do comando da Casa pelo PT e pelo PMDB nos quatro anos de mandato. 'O processo de escolha do presidente da Câmara, da forma como vem sendo conduzido, gera desconforto e insatisfação em um grande número de deputados', afirmou Aldo Rebelo (PC do B-SP), ex-presidente da Câmara e um dos cotado pelo grupo para disputar o cargo.

'O processo de consulta vai examinar a possibilidade de uma candidatura alternativa', disse. Esse nome, necessariamente, sairá de um dos partidos da base do governo. Com isso, o grupo espera evitar a pressão do Palácio do Planalto a favor de um dos candidatos. 'Não é um nome que desencadeia o processo, é o processo que desencadeia o nome. Se viabilizarmos um nome, é para ganhar a eleição', disse Aldo.

Líderes do bloquinho e deputados do DEM e do PPS vêm discutindo a sucessão na Casa e uma forma de garantir os espaços ameaçados com o que chamam de 'condomínio' do PT e PMDB na Casa. Esses dois partidos fecharam um acordo pelo qual Maia presidirá a Casa no primeiro biênio (2011- 2013) e um peemedebista, no segundo (2013-2015). Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) já foi escolhido para comandar o segundo período.

O apoio dos líderes do DEM, Paulo Bornhausen (SC), e do PSDB, João Almeida (BA), a Maia foi vista com reservas entre os aliados. Os dois não consultaram suas bancadas antes de oficializar o apoio a Maia. Nem mesmo petistas acreditam que eles entregarão os votos que prometem. Além disso, o líder tucano não voltará à Câmara em 2011. O grupo que articula a candidatura alternativa aposta nas dissidências verificadas em quase todos os partidos.

Bornhausen e Almeida argumentaram que apoiam o petista, porque tiveram a garantia de que os dois partidos terão assegurados seus espaços na Mesa da Câmara e nas comissões.
***
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26869704

Congresso aprova Orçamento-Geral da União para 2011

22/12/2010
Wellton Máximo
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A presidenta eleita Dilma Rousseff começará o governo com Orçamento próprio. O Congresso Nacional aprovou hoje (22) o Orçamento-Geral da União de 2011. Em sessão unificada, a Câmara e o Senado aprovaram o texto em votação simbólica.

Depois de negociações, o governo conseguiu manter a autorização para remanejar até 30% dos recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o que representa cerca de R$ 12 bilhões. Pelo acordo com a oposição, 25% poderão ser realocados livremente e os 5% restantes só serão remanejados com autorização da Comissão Mista de Orçamento (CMO).

Outro foco de resistência foi o salário mínimo. Depois de um acordo com a base aliada, o governo manteve os R$ 540 que constavam na proposta original. O Executivo, no entanto, poderá editar uma medida provisória para elevar ainda mais esse valor, dependendo das negociações com as centrais sindicais. Os recursos viriam de uma reserva R$ 6,6 bilhões. Desse total, R$ 5,6 bilhões garantiriam mínimo de R$ 560 e R$ 1 bilhão seriam usados para ampliar o Bolsa Família.

O texto final também incluiu a recomposição das verbas do PAC. A relatora-geral do Orçamento, senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), havia reduzido a dotação do PAC de R$ 43,5 bilhões para R$ 40,1 bilhões. Ontem (21), no entanto, ela apresentou uma emenda que autoriza o governo a editar decretos e portarias ao longo de 2011 para recompor a diferença de R$ 3,4 bilhões.

A versão final do Orçamento teve corte de R$ 3 bilhões nas despesas, valor abaixo dos R$ 8 bilhões sugeridos pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. O relatório-geral, no entanto, não detalhou as áreas atingidas. A senadora ainda fez um corte adicional de R$ 3 bilhões, mas os recursos foram para a reserva que custeará o salário mínimo superior a R$ 540.

Antes da votação do Orçamento, o governo conseguiu aprovar a retirada do grupo Eletrobras do cálculo do superávit primário (economia de recursos para pagar os juros da dívida pública). Como a mudança envolvia alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o dispositivo tinha de ser votado antes do Orçamento-Geral da União.

Pelo texto final, as despesas para 2011 foram fixadas em R$ 2,07 trilhões. Desse total, R$ 678,5 bilhões referem-se à rolagem da dívida pública. O Orçamento efetivo de investimento e custeio (manutenção da máquina pública) é de R$ 1,39 trilhão, incluídas as despesas da seguridade social e os investimentos das estatais.

O Orçamento destina R$ 63,5 bilhões para investimentos do governo federal e R$ 107,5 bilhões para os investimentos das estatais. O texto reserva ainda R$ 12,1 bilhões para emendas parlamentares.

A saúde contará com R$ 70,9 bilhões no próximo ano. A educação terá R$ 54 bilhões. Para despesas com pessoal, estão reservados R$ 199,7 bilhões. O Orçamento prevê ainda R$ 360 milhões para as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 – R$ 30 milhões para cada uma delas.

Com a aprovação do Orçamento, o Congresso entra em recesso e só retoma as atividades em fevereiro, com a eleição dos presidentes da Câmara e do Senado.

Edição: João Carlos Rodrigues
***
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=D9283BAAB7D170BBC6065B63C5ED1E1E?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p_col_count=1&_56_groupId=19523&_56_articleId=1126489

O retorno de 'Guerra e Paz' de Portinari

22.12.2010
Do OPERA MUNDI

Os painéis “Guerra” e “Paz”, de Candido Portinari, voltam este mês ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde foram apresentados há 54 anos pela primeira e única vez no Brasil, antes de serem levados aos Estados Unidos.

As obras ficarão expostas no teatro entre os dias 22 e 30 de dezembro, com entrada franca. Em janeiro de 2011, seguirão para o Palácio Gustavo Capanema, também no Rio de Janeiro, onde serão submetidas a um processo de restauração em um ateliê aberto, que poderá ser acompanhado pelo público até maio de 2011.

Painéis de Candido Portinari retornam ao Teatro Municipal do Rio de Janeiro

Com a presença do presidente da República, a exposição será inaugurada no dia 21 de dezembro, para convidados. A partir do dia 22, a visitação estará aberta ao público em seis sessões diárias, no palco do Teatro Municipal, com duração de duas horas.

Durante a visitação, o público terá a oportunidade de assistir a um filme sobre Portinari e o processo de construção dos painéis, além de uma projeção com a seleção de 180 estudos preparatórios que o artista realizou durante a realização das obras. Em seguida, poderá ver, no palco do Teatro Municipal, os murais originais que medem, aproximadamente, 14 metros de altura por 10 metros de largura e pesam 2,8 toneladas.

Os painéis estiveram no Municipal em 1956, na primeira e única vez que o público brasileiro e o próprio pintor tiveram a oportunidade de vê-los, antes de seguirem para a sede das ONU (Organizações das Nações Unidas), em Nova York, como presente do governo brasileiro.

Na época, os EUA não permitiram a visita de Portinari à inauguração dos murais devido às ligações do artista com o Partido Comunista.

Com a realização de uma grande reforma no edifício sede das Nações Unidas entre 2010 a 2013, o Projeto Portinari, que cuida do legado do artista, conseguiu a guarda dos painéis até 2013 para restaurá-la e promover sua exposição no Brasil.

“O sentimento solidário, de revolta e denúncia contra a violência e as injustiças, é uma das características fundamentais das obras de Portinari. Esse foco na exclusão é sintetizado nos monumentais painéis Guerra e Paz, onde o excluído é toda a espécie humana, submetida ao flagelo da guerra e excluída da paz”, disse o filho do artista, fundador e diretor do Projeto Portinari, João Candido Portinari, em entrevista à Agência Faspep.

Após a restauração e a exibição dos painéis no Rio de Janeiro, o Projeto Portinari planeja uma exposição em São Paulo, para meados de julho de 2011, que será o ponto de partida para uma série de exposições pelo Brasil e no exterior, ainda em fase de planejamento. Em agosto de 2013, as obras voltarão à ONU.

(Agência Fapesp)
****
Fonte:http://operamundi.uol.com.br/dicas_ver.php

Hoje na História: 1808 - Sinfonia n.º5 de Beethoven é executada pela primeira vez em Viena

22/12/2010
Do OPERA MUNDI
Max Altman São Paulo

Estreia em 22 de dezembro de 1808 a Sinfonia n.º5 em Dó menor, opus 67 de Ludwig van Beethoven, em Viena. Se as críticas iniciais deixaram de reconhecer na Sinfonia n.º5 uma das maiores peças musicais jamais escritas, é necessário entender as condições adversas sob as quais a obra foi pela ouvida primeira vez.

A Quinta regida pelo maestro Leonard Bernstein e executada pela Orquestra Sinfônica da Rádio Bávara:



No local do concerto fazia um frio de rachar. Passaram-se duas horas de um programa enorme de mais de quatro horas de duração antes da sinfonia começar a ser executada e a orquestra havia ensaiado pouco. No dia, a execução foi de tal forma medíocre que obrigou o compositor, praticamente surdo àquela altura, mas que atuava como regente, a interrompê-la em uma determinada passagem para reiniciá-la desde o começo. Foi, em tudo e por tudo, um início pouco auspicioso para um acontecimento cultural que logo se tornaria a peça da música clássica mais conhecida em todo o mundo.

Também estreou nessa mesma noite no Teatro An der Wien em Viena, o Concerto para Piano e orquestra nº 4 em Sol maior, opus 58 e a Sinfonia nº 6 em Fá maior, opus 68, a “Pastoral”. No entanto foi a Sinfonia n.º5 que, a despeito de sua insegura ‘première’, seria finalmente reconhecida como a maior conquista de Beethoven até esse ponto de sua carreira. Escrevendo em 1810, o crítico E. Hoffman consagrou Beethoven por ter superado os grandes Haydn e Mozart com uma obra que “nos abre de porta em porta o reino do colossal e do imensurável evoca o terror, o medo, o horror e a dor e desperta aquele anseio inesgotável que é a essência do Romantismo."

Essa percepção resistiria à passagem do tempo e a Sinfonia n.º5 rapidamente se tornou a quintessência do repertório clássico para as orquestras em todos os quadrantes. Beethoven, conhecido em seu tempo como ‘Tondichter’ “o poeta dos sons” abraçou o Iluminismo e se tornou defensor da Revolução Francesa, cujos ideais podem ser musicalmente notados, especialmente no segundo e no quarto movimento da 5ª Sinfonia.

Construção

Esta obra traz uma das introduções musicais mais poderosas e impactantes jamais escritas: um ‘fortíssimo’ – sol, sol, sol, curtos, e um mi bemol, um pouco alongado – verdadeiro desafio para maestros, orquestras e público. O universo sonoro construído com base em quatro simples notas nos leva a uma dimensão musical nunca dantes conquistada. O professor de Hector Berlioz, Jean-François Le Sueur, quando a ouviu, ficou alucinado: “Quando saí da sala de concertos e tentei colocar o chapéu, não consegui encontrar minha cabeça”.

Contudo, além de suas qualidades revolucionárias como uma composição erudita, a Sinfonia n.º5 se mostraria com um enorme e duradouro poderio pop-cultural, graças principalmente ao motivo suscitado por suas primeiras e penetrantes quatro notas iniciais. Ela foi usada durante a Segunda Guerra Mundial para abrir a programação da rede BBC porque imitava a letra V, de Vitória, do código Morse.

Popularização

Não nos damos conta, mas Beethoven está presente até hoje em nosso dia-a-dia. Na entrega domiciliar do gás que é acompanhada da deliciosa composição juvenil ‘Für Elise”, nos comerciais da TV, a propaganda de uma lâmina de barbear, na trilha sonora de filmes como Laranja Mecânica de Stanley Kubrick, Minha Amada Imortal, Copiando Beethoven, no brasileiro Appassionata.

Arturo Toscanini regeu-a em 8 de maio de 1945 em Nova York em homenagem ao Dia da Vitória. A transmissão da rendição das tropas do general Von Paulus ao Exército Vermelho em Stalingrado, em fevereiro de 1943, foi feita em Berlim, através da rádio alemã, pelo general Zeitzler, chefe do Alto Comando da Wehrmacht, precedida do rufar abafado de tambores e da execução do segundo movimento – andante com moto – da 5ª Sinfonia.
****
Fonte:http://operamundi.uol.com.br/noticias/HOJE+NA+HISTORIA+1808++SINFONIA+N5+DE+BEETHOVEN+E+EXECUTADA+PELA+PRIMEIRA+VEZ+EM+VIENA_8399.shtml

Ultradireita republicana declara guerra a governos de esquerda

Postado por Irineu Messias, em 22.12.2010
Do OPERA MUNDI , em 26.11.10
Por Niko Schvarz Montevidéu*

No dia 15 de novembro, representantes da ultradireita republicana e de partidos e organizações direitistas de países da América Latina se reuniram no Congresso dos EUA, em Washington, para organizar ações contra os governos de esquerda da região. O título do encontro era "Perigo nos Andes: ameaças à democracia, aos direitos humanos e à segurança interamericana". Os principais alvos dos direitistas republicanos são Cuba, Nicarágua, Venezuela, Bolívia e Equador.

O encontro, realizado nos salões da Câmara de Representantes, foi caracterizado como uma declaração de guerra contra esses governos da nova América Latina. Os congressistas anfitriões republicanos fizeram o convite sob o alento das eleições de 2 de novembro, que lhes deu o controle da Câmara de Representantes, desbancando os democratas. E ficou claro que aspiram conduzir o governo a um enfrentamento aos governos mencionados, particularmente os da Venezuela, Bolívia, Equador, Nicarágua (foi apresentada uma moção pedindo sua expulsão da OEA) e, é claro, Cuba. O título do encontro era "Perigo nos Andes: ameaças à democracia, aos direitos humanos e à segurança interamericana".

Quem deu a tônica foi a congressista Ileana Ros-Lehtinen, da máfia anticubana de Miami, que passará a presidir a Comissão de Relações Internacionais da Câmara de Representantes.

Ela disse que "agora, mais que nunca, é o momento de os Estados Unidos apoiarem seus amigos" e cooperar "com seus sócios na região para enfrentar o declínio das liberdades democráticas e os direitos humanos" por parte dos governos de Venezuela, Bolívia, Nicarágua e Equador.

É preciso lembrar que a congressista apoia furiosamente o bloqueio contra Cuba e conclamou algumas vezes pela eliminação de Fidel Castro, interveio a favor de um indulto e da libertação do terrorista Orlando Bosch (responsável junto a Posada Carriles, entre outros atos, da explosão do avião da Cubana de Aviación em 1976) e apoiou o golpe de estado em Honduras.

Junto a ela estava Connie Mack, republicano pela Florida e próximo chefe do subcomitê de Relações Exteriores para o Hemisfério Ocidental (ou seja, que se ocupará especialmente da América Latina), que esboçou seu programa de ação nestes termos: "Espero que agora, que teremos uma nova maioria, enfrentemos de maneira frontal a Chávez, que é uma ameaça para a democracia na América Latina e o mundo". (O presidente venezuelano acaba de denunciar um plano para assassiná-lo, para o qual há cerca de US$ 1 milhão disponíveis para executar o conluio).

Entre os think-tanks organizadores deste sabá de feiticeiras ou reunião de bruxos no Capitólio se encontra a Fundação Heritage, da qual são membros proeminentes Otto Reich e Roger Noriega, que também puseram lenha no fogo. São dois velhos urubus, papagaios da política intervencionista dos EUA na América Latina. Otto Reich foi enviado especial para a América Latina do ex-presidente George W. Bush e Noriega foi vice-secretário de Estado para a região do mesmo presidente, o que acentua a convicção de que o objetivo do conclave é ressucitar a política do antecessor de Barack Obama e relação à nossa América.

Otto Reich apoiou o fracassado golpe de Estado de abril de 2002 na Venezuela e contribuiu para a legitimação do golpe em Honduras, em junho de 2009. Quanto ao cubano-estadunidense Roger Noriega, integrante de uma confraria com Otto Reich e o conhecido John Negroponte, foi embaixador dos Estados Unidos na OEA, esteve diretamente envolvido com o escândalo da operação Irã-Contras na Nicarágua e também na guerra civil em El Salvador no princípio dos anos 1980, junto aos esquadrões da morte e no assassinato de vários religiosos.

O cartel de participantes foi completado com personagens como: Luis Núñez, presidente do Comitê Cívico de Santa Cruz, Bolivia, que promove a secessão desse departamento boliviano e integrou a conspiração paramilitar que projetou o assassinato de Evo Morales e terminou há dois anos com a morte do conspirador húngaro-croata Eduardo Rózsa Flores; o ex-presidente boliviano Gonzalo Sánchez de Lozada, responsável da Guerra do Gás, de outubro de 2003 e as sequelas de sua sangrenta repressão e que está fugido nos Estados Unidos, país que se nega a extraditá-lo para a Bolivia; o ex-candidato presidencial e ex-governador boliviano Manfred Reyes Villa, fugitivo da justiça; Guillermo Zuloaga, proprietário do canal venezuelano Globovisión, acusado de corrupção, também fugitivo da justiça e radicado em Miami.

Não podia faltar, é claro, a 'benemérita' Sociedade Interamericana de Prensa (SIP), em cujo nome falou o presidente em fim de mandato Alejandro Aguirre. Esta lista está longe de ser exaustiva.

O embaixador venezuelano nos Estados Unidos, Bernardo Álvarez, disse com razão que esta reunião evidencia que em Washington há quem queira "apagar a luz das novas democracias latino-americanas", que a extrema direita da América Latina conta com o apoio de setores ppolíticos do país do norte do continente para "frear os ares integrantes que sopram na Pátria Grande" e que a "ideia é voltar ao cenário de desestabilização, mas este cenário está condenado ao fracasso".

Documento de Sante Fé

A Heritage Foundation, uma das organizadoras do conclave, é a mesma que, junto com o Grupo de Santa Fé (capital do Novo México) elaborou em maio de 1980 o Documento de Santa Fe 1, dirigido a Ronald Reagan e que continha as linhas mestras de um plano para o domínio unilateral da América Latina. Às vésperas da posse de George W. Bush, surgiu em janeiro de 2001 o 4º Documento de Santa Fe, que revive a Doutrina Monroe, com seu componente abertamente intervencionista e coloca em primeiro plano o poderio militar dos EUA. É com estes antecedentes que a Heritage Foundation participou na reunião do Capitólio.

*Artigo publicado no jornal uruguaio La Republica e reproduzido pela Carta Maior. ****
Fonte:http://operamundi.uol.com.br/opiniao_ver.php?idConteudo=1304

Arqueólogos encontram pedras sagradas dos incas no Peru

21/12/2010
Do UOL NOTÍCIAS

As pedras cônicas já haviam sido descritas por cronistas Arqueólogos do Peru e da Grã-Bretanha encontraram um conjunto de pedras incas que, segundo eles, podem revelar à humanidade o segredo do poderio da civilização que dominou parte da América do Sul entre os séculos 15 e 16.

Fazendo escavações no topo de uma montanha onde os incas realizavam rituais sagrados, os especialistas encontraram as três pedras ancestrais, objetos sagrados que, na crença inca, representavam a conexão entre o mundo dos ancestrais e o Sol.

Nenhum exemplar das pedras - descritas por cronistas espanhóis que chegaram à América no período das grandes navegações e vistas em desenhos feitos no período - havia sido encontrado antes.

Elas têm 35 cm de altura e formato cônico, pesam vários quilos e precisam ser carregadas com ambas as mãos.

A equipe de arqueólogos incluiu cientistas da Universidade Nacional de Huamanga, no Peru, do Museu Britânico e das Universidades de Reading e de Londres, na Grã-Bretanha.

"Acreditamos que essas pedras, e as plataformas onde foram encontradas, guardam o segredo do poderio inca"", disse o especialista do Museu Britânico Colin McEwan à BBC Brasil.

Relatos Históricos Os cientistas trabalhava há duas semanas a altitudes de entre 3,6 mil metros e 5 mil metros quando as pedras foram localizadas.

"Estou falando de arqueologia radical, era difícil trabalhar e até mesmo respirar lá em cima", disse McEwan.

Os incas acreditavam que seus ancestrais, os fundadores da civilização, haviam sido convertidos permanentemente em pedras.

Após a chegada dos colonizadores espanhóis, cronistas descreveram, em seus relatos históricos, importantes eventos públicos na praça central da capital do Império Inca, Cuzco.

Nessas ocasiões, o rei inca ficava sentado em uma plataforma elevada, de onde observava as celebrações.

Oferendas líquidas de chicha (uma bebida fermentada feita com milho) eram feitas por meio de uma abertura vertical feita na plataforma.

Quando o rei não estava presente, uma pedra sagrada era colocada no assento onde ele deveria estar sentado para representar o poder da dinastia inca.

Deuses da Montanha "A capital inca, situada entre altitudes de 2,5 mil e 3,6 mil metros, era bastante alta", disse McEwan. "Mas a expansão do império inca implicou na conquista de altitudes ainda maiores, onde viviam as lhamas e alpacas, entre 3,6 mil metros e 5 mil metros".

Fonte de alimento e de lã para tecelagem, além de importante meio de transporte, grandes rebanhos de lhamas e alpacas eram vitais para a sobrevivência do império.

McEwan e a equipe de arqueólogos acreditam que isso explica a presença, nos cumes de várias montanhas, de cerca de 40 plataformas cerimoniais, símbolos do controle inca sobre esses territórios.

Com a ajuda do arqueólogo peruano Cirilo Vivanco Pomacanchari, da Universidade Nacional de Huamanga, que vem progressivamente localizando e mapeando as plataformas em locais remotos, a equipe chegou ao local onde as relíquias foram encontradas.

Segundo McEwan, eles não tinham qualquer ideia do que poderiam encontrar.

"Esses locais eram tão sagrados que os incas não queriam deixar qualquer traço visível da presença humana neles", disse McEwan.

"Ao escavar o chão da plataforma, encontramos amostras de solo trazidas de diferentes regiões, cuidadosamente dispostas".

Mais ao fundo, cerca de 2,5 metros abaixo da superfície, a equipe encontrou uma cavidade que havia sido escavada na rocha sólida.

"Quando escavamos, descobrimos três dessas pedras, cuidadosamente colocadas com as pontas juntas, como um tripé, apontando para baixo, indicando a conexão com o mundo dos ancestrais".

Poder Benevolente? Questionando teorias segundo as quais os incas seriam "socialistas", McEwan disse que seu império foi construído com astúcia e violência.

"Quando negociavam com um líder local, os incas lhe ofereciam a opção de governar localmente, mas ele era obrigado a pagar impostos".

Se a oferta não era aceita, o poderio inca dizimava a população masculina e transferia os sobreviventes para outros locais, cortando seus vínculos com a terra e meios de subsistência.

As plataformas e as pedras ancestrais, parte do arsenal ideológico inca, eram um instrumento-chave de controle imperial.

"Sabíamos que os incas deveriam ter razões importantes para colocar essas plataformas nesses locais, próximos dos cumes sagrados e permitindo uma visão ampla de todo o horizonte à volta".

"Nós acreditamos que eles obrigavam a população local a trazer (as amostras de) solo e as colocavam nas plataformas como símbolos do domínio inca".

Os especialistas calculam que essas plataformas teriam sido construídas por volta de 1.400, durante a conquista daqueles territórios pelos incas, antes da chegada dos espanhóis.

Na crença inca, picos de montanhas cobertos de neve, de onde vem a água que sustenta a vida nos vales, eram sagrados.

As pedras seriam oferendas para o cume sagrado, conectando os ancestrais incas ao Sol.

"Você dá seu mais precioso objeto aos deuses da montanha, esperando em retorno a fertilidade da terra e os benefícios trazidos pelos animais que a habitam", Corpos de crianças mumificados, encontrados anteriormente nas montanhas, indicam também a prática de sacrifícios humanos.

Nova Etapa Segundo McEwan, o próximo passo é fazer uma análise das amostras de solo encontradas nas plataformas.

Com a ajuda de satélites, a equipe está tentando entender também a lógica por trás da localização específica de cada uma delas.

Ele diz que não há plataformas em todos os cumes altos e acredita que a escolha dos locais não era aleatória.

Finalmente, McEwan diz que a equipe procura a resposta para a dúvida de como os incas conseguiram ganhar o impulso que lhes deu controle sobre um território tão imenso.

A resposta estaria guardada nas plataformas e pedras ancestrais.

"Elas estão no coração do grande projeto inca", concluiu Colin McEwan.
****
Fonte:http://noticias.uol.com.br/bbc/2010/12/21/arqueologos-encontram-pedras-sagradas-dos-incas-no-peru.jhtm
Fonte:

Estudantes são acusadas de queimar garota com óleo

22/12/2010
Do UOL NOTÍCIAS

São Paulo - Duas estudantes, de 16 e 17 anos, foram apreendidas pela Polícia Militar após jogar óleo quente em uma garota de 15 anos, na segunda-feira, no Jardim Pinheirinho, em Embu, na Grande São Paulo. A menina sofreu queimaduras no rosto, seios, braços, tronco e pernas e ainda foi agredida com uma ripa de madeira.

Policiais militares foram acionados para comparecer ao Pronto Socorro Central de Embu. O delegado foi até o hospital e ouviu a adolescente na presença da mãe. A menina contou que foi convidada pelas duas menores para comer frango frito na casa de uma delas. Quando o óleo esquentou, a adolescente, de 16, retirou a panela do fogo e atirou o óleo sobre a menina. A garota de 17 ainda agrediu a adolescente com um pedaço de madeira.

As duas estudantes foram localizadas pela Polícia Militar em suas respectivas casas e levadas à Delegacia Central de Embu. O delegado responsável determinou a apreensão das adolescentes pela Vara da Infância e da Juventude. Foi solicitado exame de corpo de delito para a vítima e para as agressoras.
****
Fonte:http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia/2010/12/22/estudantes-sao-acusadas-de-queimar-garota-com-oleo.jhtm

Lula fala em "irresponsabilidade" e diz que governo vai tentar evitar greve do setor aéreo

22/12/2010
Da Agência Brasil
Em Brasília


Aeroportos registram atrasam nesta quarta

criticou as companhias aéreas, os aeroviários e aeronautas por não chegarem a um acordo para evitar a greve das categorias, marcada para começar amanhã (23), antevéspera do Natal, e que pode levar os passageiros a enfrentar um caos nos aeroportos no fim de ano.

Segundo Lula, os brasileiros não podem ser prejudicados por falta de negociação e “atitudes de irresponsabilidade e insensatez”.

Para o presidente, a negociação deveria ter sido feita com antecedência. Ele acredita que tanto empresários quanto os trabalhadores devem ser flexíveis.

“O que não pode é nenhuma atitude de irresponsabilidade que leve o povo brasileiro a sofrer. Estou convencido que deve haver maturidade entre os trabalhadores e empresários para que o povo não seja a vítima da insensatez”, disse Lula, após cerimônia no Palácio do Planalto.

Conheça os principais direitos dos passageiros

Assistência material. A partir de uma hora de atraso, o passageiro tem direito a telefone ou internet disponível. A partir de duas horas de atraso, a companhia deve fornecer alimentação adequada ao tempo de espera (voucher, lanche, bebidas); e a partir de quatro horas de atraso em relação ao horário previsto de voo, os afetados devem receber acomodação em local adequado (espaço interno do aeroporto ou ambiente externo com condições satisfatórias para aguardar pela reacomodação) ou hospedagem (quando necessária), incluindo eventual transporte do aeroporto ao local de acomodação

Reacomodação Imediata no caso de cancelamento ou preterição. Nos atrasos, reacomodação no próximo voo da companhia ou de outra empresa na mesma rota. O passageiro que aguarda reacomodação tem prioridade sobre os que ainda não adquiriram passagem.

Informaçã. Companhia deve informar direitos do passageiro e os motivos do atraso, cancelamento ou preterição, inclusive por escrito (o que pode ser usado em pedidos de indenizações, se for o caso)
Reembolso Para o passageiro que desistir da viagem por cancelamento ou atraso acima de quatro horas, reembolso integral do valor do bilhete, na mesma forma do pagamento (cartão de crédito ou crédito bancário)

Indenização. O passageiro pode pedir reparação no poder Judiciário se entender que o atraso causou dano moral. Por exemplo, se não chegou a tempo a uma reunião de trabalho ou perdeu um casamento

Fonte: Associação Nacional de Aviação Civil (Anac)e Procon


Como reclamar


Anac. Para apresentar reclamação sobre irregularidades cometidas pela companhia, os passageiros podem entrar em contato com representantes da Anac pessoalmente nos principais aeroportos, ou 24 horas por dia pelo telefone 0800 725 4445, com atendimento em português, inglês ou espanhol.


Na internet, o endereço é www.anac.gov.br/faleanac. A Anac avalia a denúncia e pode multar a companhia infratora .


Procon. A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) recebe reclamações a respeito de qualquer falha no serviço. O Procon procura a empresa e busca uma conciliação que garanta o direito do cliente

Judiciário. A avaliação de indenizações em caso de suposto dano moral é feita pelo Poder Judiciário. Nestes casos, o passageiro deve procurar o Ministério Público
***
Fonte:lula-fala-em-irresponsabilidade-e-diz-que-governo-vai-tentar-evitar-greve-do-setor-aereo

Crise faz Dilma manter setor aéreo na Defesa

22/12/2010
Do MSN NOTÍCIAS
Por Christiane Samarco e Rafael Moraes Moura, estadao.com.br

A presidente eleita, Dilma Rousseff, desistiu de criar o Ministério de Portos e Aeroportos para entregar ao PSB por conta de um informe do serviço de informação do governo. O relatório diz que o País está na iminência de enfrentar uma crise 'brutal' no setor aéreo, inclusive com a paralisação de vários serviços e companhias, o que desaconselha qualquer mudança. O setor continuará sob o comando do Ministério da Defesa.

Dilma esteve ontem com o ministro Nelson Jobim. Os relatos que chegaram à presidente eleita e também foram repassados ao PSB indicam grave risco de caos aéreo nos próximos dias e que a situação deve prosseguir durante o réveillon e avançar até o fim das férias de verão.

Diante disso, Dilma e o PSB consideraram melhor manter a Secretaria de Portos como funciona hoje e deixar para criar o futuro ministério depois. A pasta será entregue a Leônidas Cristino, prefeito de Sobral eleito e reeleito com apoio do governador do Ceará, Cid Gomes, e do deputado Ciro Gomes. Antes da indicação ao ministério, Cristino estava cotado para o secretariado de Cid, como coordenador das obras da Copa de 2014.

Cota. Sem ocupar o espaço desejado, o PSB recebeu a confirmação de que sua cota se resumirá ao Ministério da Integração Nacional e à Secretaria de Portos. Dilma reuniu-se ontem com o vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, e Cid Gomes. Para a Integração Nacional.
***
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26861992

Entrevista: Fernando Bezerra Coelho - Secretário de Desenvolvimento Econômico

22.12.2010
Do jornal "Folha de Pernambuco"
Por ARTHUR CUNHA

Caderno de Política

“A gente sempre teve muita confiança”

A presidente eleita Dilma Rousseff (PT) encerrou ontem a novela em que se transformou a participação do PSB no primeiro escalão federal com o anúncio das duas pastas que o partido irá comandar, a partir de 2011. Depois de quase um mês de especulações, o secretário Fernando Bezerra Coelho (Desenvolvimento Econômico) finalmente foi confirmado na Integração Nacional. Nesta entrevista, o socialista afirmou que seu principal desafio será “reposicionar” a pasta, transformando-a em um ministério com “visão nacional” e não apenas sobre questões nordestinas. FBC também manifestou interesse em transformar a Sudene em um órgão “articulador” de políticas públicas para a região. Bezerra Coelho foi indicado na cota do governador e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos.

HONRADO

Chegou o final do processo e a gente realmente fica muito honrado com o convite da presidente Dilma Rousseff, também muito agradecido ao apoio do governador Eduardo Campos, ao apoio de todo o partido, o PSB; dos seus governadores, da bancada federal. Estamos agora desafiados a honrar esta indicação, para colaborar e contribuir para a construção de um Brasil ainda maior.

DEMORA

Faz parte do processo político. A gente sempre teve muita confiança. As negociações foram lideradas pelo nosso governador, pelo presidente do nosso partido. O processo foi mais demorado do que imaginávamos, mas acho que concluímos bem.

CARGOS

A presidente Dilma pediu ao governador Eduardo Campos que tivesse uma conversa com todos os governadores do Nordeste. Essa conversa foi desenvolvida, inicialmente, com os governadores do PT, Wagner e com (o governador de Sergipe, Marcelo) Deda. Em sequência, com todos os governadores do PSB, o governador Cid (Gomes), do Ceará, governador Wilson (Martins/PI), Ricardo Coutinho (PB). Acho que os cargos serão indicados primeiro por mérito, pessoas que possam agregar qualidade e possam trazer suas experiências para que a gente possa realizar um bom trabalho.

NOMES

Vamos nos reunir primeiro com uma equipe que já estamos definindo. Amanhã (hoje), estou indo a Brasília. Vou me reunir com o ministro João Santana (atual titular da Integração Nacional) para receber as primeiras informações. A presidente Dilma me recomendou que recebesse todas essas informações dos projetos, dos programas que estão sendo tocados. Pediu atenção especial para as duas maiores obras, que são a Transposição do São Francisco e a obra da Transnordestina. A partir deste primeiro encontro com João Santana a gente vai começar a definir os nomes que vão formar a equipe.

CODEVASF

Vamos conversar com os governadores do Nordeste e com o presidente do nosso partido (para definir quem comandará a estatal). A presidente Dilma deu muita autonomia. Ela vai cobrar de mim que a gente indique quadros que estejam à altura do desafio. Estou animado, desafiado para poder começar o trabalho.

PROJETOS

A primeira conversa, o primeiro encontro com a presidente Dilma foi muito produtivo. Ela pediu a minha opinião sobre a Transposição. Eu disse a ela que vai ser mais fácil concluir a obra da Transposição. O grande desafio é como gerir o canal da Transposição. Como manter o canal, como cobrar a água do canal, como a água poderá ser utilizada para o abastecimento humano, para os fins industriais, comerciais e de irrigação. Este é um desafio.

MINISTÉRIO

Também tivemos a oportunidade de colocar para a presidente Dilma que esse ministério se chama Ministério da Integração Nacional, mas é visto sempre como o “Ministério do Nordeste”. Está na hora de reposicionar o ministério, no sentido de que ele também possa ter um olhar mais atento para outras regiões do Brasil. Porque mesmo no Sul, no Sudeste, nós identificamos regiões muito pobres. O Vale do Ribeira, em São Paulo, a região sul do Rio Grande do Sul... Então, tem grandes desafios e ela quer me ajudar e me estimulou muito a reposicionar o ministério, para ter uma visão mais nacional do que ter uma visão mais específica para o Nordeste.

MAIOR DESAFIO

O Ministério da Integração Nacional tem como atribuição a política de recursos hídricos para todo o Brasil. Então, a oferta de água é um desafio importante. Tem também como atribuição toda a política nacional de irrigação. É preciso fazer mais do ponto de vista de irrigação. No Nordeste, em particular, mas também no Centro-Oeste e em outras regiões brasileiras. Precisamos também pensar em obras que integrem a economia das regiões mais pobres com as regiões mais dinâmicas. Então, essas obras passam por ferrovias, por transposição de águas, por rodovias.

AÇÕES

Primeiro é só levantar as informações. Ver os programas que estão sendo tocados, como é que estão as obras, com essa atenção especial para estas duas maiores obras que são a Transposição e a Transnordestina. E fazer todo um levantamento dos demais órgãos do ministério, como é o caso da Sudene, da Sudam. Os dois grandes braços do ministério são o Dnocs e a Codevasf. Também num momento oportuno, possivelmente na próxima semana, a gente vai colher informações sobre Codevasf e Dnocs.

SUAPE

Eu vou trabalhar como secretário de Desenvolvimento Econômico até o dia 31 (de dezembro). Foi uma responsabilidade que me deu muita alegria. A gente estar concluindo este trabalho ao lado do governador Eduardo Campos tendo a satisfação de receber o presidente Lula no próximo dia 28 e já colocar a pedra fundamental deste grande empreendimento industrial que é a fábrica da Fiat.

SECRETARIA

O governador não conversou comigo (sobre quem o substituirá na Secretaria). Não posso fazer nenhum comentário. No momento certo o governador vai abrir esta conversa. Ainda não abriu.

CIRO

Falei com Cid Gomes, Ciro está viajando. Mas Ciro é um grande brasileiro. Tenho uma grande admiração por ele. Trabalhamos juntos, fiz a campanha dele para presidente.

CARREIRA

Estou há 30 anos na vida pública. Servi a Pernambuco, à minha região, ao meu município como prefeito, como deputado estadual, co­mo deputado federal. E agora estou merecendo a confiança da presidente Dilma Rousseff para servir ao Brasil.
****
Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-politica/610406-a-gente-sempre-teve-muita-confianca

Arma do crime ainda é mistério

22 de dezembro de 2010
Diário de Penambuco
Caderno de Vida Urbana

Polícia já está com as imagens do condomínio onde houve a tragédia na festa de casamento em Aldeia, Camaragibe

A polícia está mais perto de descobrir quem escondeu a arma usada por Rogério Damascena, o noivo que matou a esposa, um amigo e tirou a própria vida durante sua festa de casamento, em um condomínio de luxo, em Aldeia, no último fim de semana. Ontem, Rômulo José Guerra, um dos sobrinhos da noiva, Renata Alexandre Costa Coelho, disse à polícia ter visto três pessoas próximas ao corpo do noivo, logo após o último disparo. Eram os pais de Rogério e um homem ainda não identificado. Outros dois depoimentos, de um segurança e de um músico da banda contratada para tocar na festa, podem ajudar a descobrir quem ocultou a arma. Vinte pessoas já foram ouvidas. A polícia também já está analisando as imagens captadas pelas câmeras do condomínio.

Foto:Lucas Oliveira/Esp.DP/D.A.

PressAs principais perguntas que ainda precisam ser elucidadas giram ao redor da pistola: quem forneceu a arma ao noivo, quem a escondeu após os crimes e por quê? Segundo o advogado da família da noiva, Hisbelo Oliveira, Rômulo Guerra foi uma das últimas pessoas a ver a pistola, calibre 380. O rapaz de 20 anos teria visto a mãe de Rogério sacudindo o corpo do filho. A arma, que até então estaria na mão dele, teria caído entre o corpo de Rogério e o do amigo assassinado, Marcelo André Zloccowick, gerente financeiro da empresa onde o noivo trabalhava. ´Estavam os pais de Rogério e mais um homem. Rômulo virou-se e quando virou de volta, a arma não estava mais lá`, disse o advogado. Ainda de acordo com ele, o sobrinho de Renata também teria visto um dos músicos gritar ´não mexe na arma`. Hisbelo Oliveira acredita que esse músico pode ter visto quem pegou a pistola.

Os seguranças do condomínio podem ser ouvidos ainda hoje. De acordo com a família de Renata, um deles estava próximo ao local dos crimes e também pode ter informações importantes para a polícia. Ontem foram colhidos 12 depoimentos, entre familiares de Renata Coelho e pessoas envolvidas na organização do evento. Algumas, como a dona do buffet e um dos três garçons que trabalharam no casamento, não tiveram muito a acrescentar. Sem querer se identificar, a proprietária do buffet contou ter sido contratada pelo casal pessoalmente, em novembro.

´Nunca vi divergências. Eles pareciam um casal tranquilo. Estavam felizes. Brincaram e beberam muito`, disse. Um dos garçons, que também não quis ser identificado, disse que, no momento em que os tiros foram disparados, estava perto da copa. ´A gente entrou em pânico e se escondeu`, contou.

De acordo com o advogado da família de Renata, também foi ouvido um amigo do noivo. Seu nome não foi divulgado. Ele teria sido a pessoa que colocou a caminhonete do pai de Rogério, onde a arma estava guardada antes dos assassinatos, dentro do condomínio. De acordo com Hisbelo Oliveira, esse amigo teria ajudado nos preparativos. No final da tarde do sábado, Rogério teria pedido para o amigo pegar a caminhonete e ir até San Martin buscar um par de sapatos. Antes que o colega partisse, o noivo teria ligado novamente e dito que não era mais necessário. A chave do veículo teria permanecido com o amigo de Rogério. À noite, depois que a festa havia começado, o noivo teria pedido ao amigo para pôr a caminhonete, que estava na casa do pai de Renata, em frente ao condomínio, dentro do local da festa. Esse amigo de Rogério teria dito que não tinha conhecimento da arma. Para os familiares e amigos da noiva, a tragédia aconteceu por causa do ciúme excessivo de Rogério. (Juliana Colares)

"Nunca vi divergências. Pareciam tranquilos. Na festa, brincaram e beberam muito" Proprietária do buffet contratado para a festa do casamento .
***
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2010/12/22/urbana1_0.asp

Tânia Passos:Orquestra terá, enfim, um espaço

22 de dezembro de 2010
Do "Diário de Pernambuco"
Caderno Vida Urbana

Terreno em frente ao Quartel de Suprimentos do Exército, no bairro do Cabanga, será doado pela Marinha

A Sala de Concertos Presidente Lula já está desenhada para abrigar a Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque. Atualmente a orquestra funciona em um espaço improvisado no 7º Quartel de Suprimentos do Exército, no bairro do Cabanga. Há dois anos a Associação Beneficente Criança Cidadã (ABCC) pediu ao presidente um terreno para construir uma sede. O pedido foi formalizado já com a indicação do terreno que fica em frente ao quartel, que pertence à Marinha. Foram dois anos de espera, mas a Marinha finalmente cedeu. A assinatura do termo da cessão do terreno está marcada para a próxima e última visita do presidente Lula ao estado, prevista para os dias 28 ou 29.

A sala de concertos foi projetada pela empresa Odebrecht, que
também irá executar as obras em forma de doação. A data do início das obras ainda não está prevista, mas já enche de esperanças as crianças que hoje participam da orquestra. Marcela, Brenda, Thalyson, Filipe e Ítalo fazem parte do universo de 130 alunos, entre 4 e 17 anos, que estudam no local para aprender música. Uma das condições para fazer parte da orquestra é estudar e ser morador do Coque. A associação oferece aulas nos dois turnos. ´Eu tinha oito anos quando cheguei aqui e pedi para aprender violino. Mas hoje quem decide qual o instrumento é para tocar é o maestro`, explicou Thalyson.

No desenho da futura sala de concertos haverá um auditório com capacidade para 700 lugares. Haverá ainda sala de troféus e camarins para os pequenos artistas. ´Acho que a gente vai ter mais espaço e mais crianças poderão participar`, afirmou Ítalo. De acordo com o coordenador geral do projeto, o juiz corregedor João Targino, outra preocupação foi com a acessibilidade. ´O projeto é muito feliz na sua execução e prevê inclusive toda a forma de acessibilidade, tanto para pessoas com deficiência como também para obesos`, explicou o coordenador geral da ABCC, o juiz João Targino.

Foi durante uma apresentação da Orquestra Criança Cidadã dos meninos do Coque, em 2008, queo presidente Lula se emocionou e pediu, que de uma próxima vez eles tocassem A triste partida, de Patativa do Assaré e cantada por Luiz Gonzaga. O presidente também se emocionou com a história do menino Daniel Bernardino Mesquita, na época com oito anos, que se especializou em violino. O menino costumava dormir no chão da sua casa no Coque. O presidente deu de presente para ele um dos primeiros violinos feitos no Brasil em madeira de eucalipto. A orquestra foi criada há quatro anos pelo desembargador Nildo Nery com apoio do TJPE.
****
Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2010/12/22/urbana5_0.asp

Dilma põe petistas no Desenvolvimento Agrário e na Secretaria das Mulheres

22.12.2010
Do MSN NOTÍCIAS
Por Andrea Jubé Vianna, da Agência Estado, estadao.com.br

A presidente eleita, Dilma Rousseff, confirmou nesta manhã, por meio de nota oficial, as indicações do deputado Afonso Florence (PT-BA) para assumir o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e da deputada reeleita Iriny Lopes (PT-ES) para a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.

Natural de Salvador, Florence tem 60 anos e elegeu-se deputado federal em outubro. Ele foi secretário de Desenvolvimento Urbano no governo do petista Jaques Wagner. A escolha de Florence representa uma vitória da corrente de esquerda do PT, Democracia Socialista (DS), que havia se rebelado contra a indicação de Maria Lúcia Falcón (PT) para a pasta. Ela tinha o apoio dos governadores da Bahia, Jaques Wagner (PT), e de Sergipe, Marcelo Déda (PT).

A DS não se conformava em perder o controle do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), atualmente conduzido pelo ministro Guilherme Cassel. Seu antecessor no cargo foi Miguel Rosseto. Os dois gaúchos foram indicados pela Democracia Socialista.

Aos 54 anos, Iriny Lopes reelegeu-se em outubro para o seu terceiro mandato na Câmara dos Deputados. Membro da Executiva Nacional do PT, ela foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), em 2005, e integrou o Conselho de Ética. Ela foi relatora do processo que culminou na cassação do ex-deputado André Luiz, do Rio de Janeiro, flagrado num diálogo em que tentava extorquir R$ 4 milhões do empresário de jogos Carlos Cachoeira.

Com a confirmação de ambos, Dilma conclui às vésperas do Natal a divulgação de seu ministério. Os anúncios, feitos a conta-gotas, se estenderam por um mês. Os primeiros nomes do ministério - os integrantes da equipe econômica, Guido Mantega na Fazenda, Miriam Belchior no Planejamento e Alexandre Tombini no comando do Banco Central - foram anunciados no último dia 24 de novembro.
****
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26863396

Greve nos aeroportos é mantida para amanhã e governo ameaça ir à Justiça

22/12/2010
Do MSN NOTÍCIAS
Por Tânia Monteiro e Eduardo Rodrigues / BRASÍLIA

Após mais de três horas de reunião ontem no Ministério Público do Trabalho (MPT), aeronautas e aeroviários não chegaram a um acordo com as companhias aéreas para evitar a paralisação do setor a partir de amanhã. A situação já preocupa o governo, que considera que os sindicalistas estão fazendo 'terrorismo' às vésperas do fim de ano e, por isso, ameaça acionar a Justiça e aplicar multas altíssimas.

Os aeronautas exigem um reajuste de 15% e os aeroviários, de 13%, mas a proposta apresentada pelos empresários é da correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que é de 6,08%, mais meio ponto porcentual de ganho real, o que resulta em 6,58%.

De acordo com o procurador-geral do Trabalho, Otavio Brito Lopes, apesar das tentativas, ainda há um distanciamento muito grande entre os dois lados envolvidos na disputa. 'Entre 6,58% e 15%, há espaço para continuar a negociação até o dia 23', afirmou. Segundo o procurador, as empresas afirmaram, na reunião, que não há mobilização suficiente dos trabalhadores para o início da greve, mas o MPT estará de plantão, observando o movimento para 'garantir o atendimento das necessidades básicas e essenciais da população, que envolvem o direito à saúde, segurança e vida'.

'Interesse nacional'. O Ministério da Defesa está acompanhando, preocupado, o desenrolar das negociações e ameaça endurecer em caso de greve no setor por considerar que esta é 'uma questão de interesse nacional'. O ministro Nelson Jobim determinou que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) dobre os esforços na fiscalização das companhias aéreas e já avisou que, se houver tumulto nos aeroportos, os sindicatos receberão multas pesadas.

Para isso, o governo já tem pronta, em mãos, para ingressar na Justiça a qualquer momento, uma medida cautelar para punir os representantes sindicais das categorias. Na visão do Executivo, eles estão fazendo 'terrorismo' porque sabem que os prejudicados serão terceiros. O governo quer evitar um novo caos aéreo, o que deixaria uma marca na gestão Lula justamente em seus momentos finais. O ministro da Defesa tem reiterado que é preciso garantir o direito dos passageiros de voar.

Segundo Otavio Lopes, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) mantém plantão para julgar qualquer medida cautelar que possa ser impetrada pelo governo ou por outra parte prejudicada. 'É óbvio que uma greve amanhã vai causar inconveniências para a sociedade, mas há o compromisso dos trabalhadores de que a paralisação, assegurada constitucionalmente, ocorrerá dentro da normalidade.'

Justificativas. O consultor do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), Odilon Junqueira, disse que a proposta de aumento salarial de 6,08% foi a 'única possível', mas os empresários também propuseram antecipar um novo reajuste para maio de 2011. 'Não podemos deixar a sociedade refém de uma situação como essa.'

Já o secretário-geral do Sindicato Nacional dos Aeroviários, Marcelo Schmidt, disse que a proposta apresentada pelos empresários foi uma 'provocação'. 'Estamos prontos para a greve.'

'É para a segurança da sociedade. Se não houver respeito à greve, pode haver acidentes', completou o presidente do Sindicato dos Aeronautas, Gelson Dagmar Fochesato, que ressaltou que as tripulações estão 'com os limites de voo esgotados'.
****
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26861676

Você sabe o que é Integração Modal?

21.12.2010
Do Blog da Sustentabilidade
Por Lincoln Paiva

Faça o teste e melhore a sua qualidade de vida. Todo mundo fala em integração modal, mas pouca gente realmente a faz. Para falar sobre este tema, eu resolvi fazer meu trajeto de trabalho de diversas formas e modais (modalidade de transporte), o melhor custo benefício foi fazer uma parte do percurso a pé, outra de bicicleta e no final Metrô. Diariamente 8km me separa do Trabalho, nesta mesma condição estão mais de 70% da população paulista, é só fazer as contas da km pelo Google, só que a maioria das pessoas escolhem o carro como principal modo de deslocamento, acompanhe o teste modal:

Para este teste useu uma Dahon dobravel modelo Archer, a placa eu ganhei do Chris Carlson do Critical Mass de San Francisco

A busina da esquerda ganhei do dept. de trânsito de bicicletas de Munique e a de Futebol foi na Copa do Mundo da Alemanha na cidade de Berlin

Teste Bicicleta + Metrô

Para isso, usei uma bicicleta dobrável porque era possível levá-la comigo dentro do metrô. Saí de casa as 7:30 h da manhã em direção a estação de metrô Vila Madalena, andei mais ou menos 2 km de bicicleta , levei mais ou menos 8 minutos da minha casa até a estação Vila Madalena, a distância é curta, mas percurso tem bastante subida e que tive que evidentemente caminhar empurrando a bicicleta, escolhi um caminho alternativo com praças e ruas mais tranqüilas e arborizadas. Ao chegar na estação dobrei a bicicleta e me dirigi a plataforma de metrô em direção a estação Consolação o que levou mais 6 minutos ( são três estações) . Em 14 minutos eu estava na Av. Paulista, caminhei até a rua Bela Cintra cerca de 300 metros pela calçada e desci mais 2km de bicicleta em direção ao centro, o que levou mais 6 minutos. Total de tempo gasto até o escritório foram exatos 20 minutos desde a porta da minha casa.

De bicicleta na rua Harmonia na Vila Madalena

Trânsito local na Vila Madalena

Escolher ruas mais tranquilas e arborizadas é parte da rota de todo ciclista

Estação Vila Madalena do Metrô de SP

Descer de escala rolante com a "bicicleta dobrada", não atrapalha ninguém

Bicicleta dobrada no "cantinho" sem atrapalhar o usuário do metrô

Bicicleta dobrada, visto de cima

Empurrando a bicicleta na calçada da Av. Paulista

Descendo a Rua Bela Cintra sentido Centro


Chegando na Green Mobility de Bike...

Estaciono a Bike do lado da mesa da Penélope



Carro

De carro, dependendo do horário é possível fazer o mesmo percurso entre 40 minutos e 1 hora.

Custo gasto com o percursos foram 2 litros de Etanol = 1,70 X 2 = 3,40 + estacionamento = R$ 20,00 + custos (seguro, IPVA, óleo e desgastes p/km – média de 4.800 km/ano) = ( R$ 1,00/km) = 16,00

Total = R$39,40

Metrô

Normalmente a pé até o Metrô eu gasto em torno de 20 minutos, mais 6 minutos até a estação Consolação e mais 10 minutos descendo a rua Bela Cintra até o escritório. Total de 36 minutos

A pé + Metrô = 36 minutos.
Custo = 2,65 ida + volta R$ 2,65 = R$ 5,3

A pé

A pé até o trabalho – 8 km
1:30 minutos
R$ 0
Perde mais ou menos 800 calorias

Resumo:

A pé = 1 h e 30 min , Custo R$ 0,00 ( ainda perdi 800 calorias)
A pé + Metrô = 36 minutos , custo R$ 5,3
A pé + Bicicleta + Metrô = 20 minutos e custos de R$ 5,3
De ônibus = 60 minutos e custo de R$ 5,3
De carro = 40 minutos em média e custo R$ 39,00

A pé + Bicicleta + metrô é o melhor custo benefício para eu ir trabalhar, levando em consideração o conforto, velocidade e preço, sem contar que minha emissão de C02 e gases tóxicos foi praticamente 0.
****
Fonte:http://mobilidadesustentavel.blog.uol.com.br/

Mulher é encontrada morta após temporal na zona sul de SP

22/12/2010
Da Folha.com
DE SÃO PAULO

Veículos que estavam no estacionamento do Condomínio Parque das Americas, na Estrada do M'Boi Mirim

O corpo de uma mulher foi encontrado no pátio do estacionamento da Viação Gatusa, na estrada do M'Boi Mirim, após o forte temporal que atingiu o extremo Sul da cidade de São Paulo na noite de terça e início da madrugada desta quarta-feira.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o corpo foi arrastado até o local pela forte enxurrada que atingiu a região. O nome da vítima não foi confirmado.
Apu Gomes/Folhapress

Mais cedo, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) informou que ao menos três pontos de alagamento ficaram intransitáveis durante a madrugada, nas avenidas Guido Caloi e Guarapiranga, na estrada de Itapecerica --no cruzamento com a rua Manuel de Burgo-- (Campo Limpo), e na rua Nova Britânia (Cidade Dutra).

Os bombeiros informaram também terem atendido muitos chamados de pessoas ilhadas principalmente na área do córrego Ponte Baixa, no M'Boi Mirim. Muitos carros foram levados pela enxurrada nas ruas próximas ao córrego --ruas Luís Aranha de Vasconcelos, José Barros Magaldi e Antônio Aranha.

Um condomínio na rua Amaro Velho teve seu estacionamento nvadido pela água do córrego e alguns veículos também foram arrastados.
****
Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/849421-mulher-e-encontrada-morta-apos-temporal-na-zona-sul-de-sp.shtml