Pesquisar este blog

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Exclusivo: Fernando Ferro é indicado para o Ministério do Meio Ambiente. Falta o aval de Dilma

07 de Dezembro de 2010
Do Blog da "Folha de Pernambuco"
Postado por Valdecarlos Alves


Deputado federal é integrante do Movimento PT e entra na cota do partido

O deputado federal Fernando Ferro será o nome indicado pelo PT para assumir o Ministério do Meio Ambiente, cuja titular é Izabella Teixeira, sem filiação partidária. Hoje à tarde, o líder petista na Câmara recebeu um telefonema do presidente nacional do partido, José Eduardo Dutra, perguntando se ele estaria disposto a assumir a pasta. O parlamentar acenou positivamente e a indicação será posta durante uma reunião entre o dirigente do PT e a presidente eleita Dilma Rousseff ainda nesta terça-feira.

Rumores de que Dilma iria manter a atual ministra no comando da pasta a partir de janeiro de 2011 gerou um esperneio dentro do ninho petista e causou mal estar na legenda. O descontentamento com Izabella se deve ao fato dela ser um quadro técnico da área ambiental e não pertencer a alas partidárias, o que deixaria o cargo fora da cota do PT. Fernando Ferro já foi presidente setorial de Meio Ambiente e é relator de diversas matérias que envolvem o fomento das energias renováveis. O deputado federal Maurício Rands tinha o nome especulado para a pasta, mas perdeu a vez para o correligionário pernambucano e afasta de vez o sonho de chegar a ocupar um ministério.
***
Fonte:http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/15249-fernando-ferro-e-indicado-para-o-ministerio-do-meio-ambiente-falta-o-aval-de-dilma-rousseff

Assange: Fascina ver os tentáculos da elite americana corrupta

7 de dezembro de 2010
Do blog de Luiz Carlos AzenhaDo Opera Mundi, via Vermelho

O fundador do site Wikileaks, Julian Assange, falou com exclusividade ao Opera Mundi nesta segunda-feira (6). Assange não escondeu a irritação com o congelamento de sua conta bancária na Suíça e também falou de outras ações tomadas contra a organização desde o lançamento de documentos sigilosos de embaixadas dos Estados Unidos.

Assange se preparava para se apresentar à polícia britânica, o que aconteceu na manhã desta terça-feira (7) em Londres. O fundador do Wikileaks é acusado de crimes sexuais na Suécia. A denúncia não é clara, mas inclui a prática de sexo desprotegido com duas mulheres, na mesma época em que dava uma palestra em Estocolmo. Desde o dia 18 de novembro, a justiça sueca expediu mandado de prisão com o objetivo de interrogá-lo por “suspeitas razoáveis de estupro, agressão sexual e coerção”. Julian Assange deve ser ouvido ainda hoje num tribunal de Westminster, na região central de Londres, onde será decidido se ele será extraditado à Suécia.

Opera Mundi – Neste momento, quais acusações pesam sobre você?

Julian Assange São muitas as acusações. A mais séria é que eu e o nosso pessoal praticamos espionagem contra os EUA. Isso é falso. Também a famosa alegação de “estupro” na Suécia. Ela é falsa e vai acabar se extinguindo quando os fatos reais vierem à tona, mas até lá está sendo usada para atacar nossa reputação.

Opera Mundi – Sobre essa acusação de espionagem, há algum processo judicial correndo?

Julian Assange — Não. É uma investigação formal envolvendo os diretores do FBI, da CIA e o advogado-geral norte-americano. A Austrália, meu país, também está conduzindo uma investigação do mesmo tipo — em que se junta todo o governo — e ao mesmo tempo estão asssessorando os EUA. Uma das fontes alegadas para essa investigação, Bradley Manning [militar acusado de ser a fonte do Wikileaks], está preso em confinamento solitário em uma cela na prisão no estado da Virginia, nos EUA. Ele pode pegar até 52 anos de prisão se for condenado por todas as acusações, que incluem espionagem.

Opera Mundi — Qual a diferença entre o que faz o Wikileaks e espionagem?

Julian Assange O Wikileaks recebe material de “whistle-blowers” (pessoas que denunciam algo errado nas organizações onde trabalham) e jornalistas e os entrega ao público. Acusar de espionagem quer dizer que nós teríamos que trabalhar ativamente para adquirir o material e o repassar a um estrangeiro.

Opera Mundi — No caso da Suécia, o que as mulheres alegam?

Julian Assange — Elas dizem que houve sexo consensual. O caso chegou a ser arquivado por 12 horas quando a procuradora-geral em Estocolmo, Eva Finne, leu os depoimentos. Depois foi reaberto, após uma articulação política. Todo esse caso é bastante perturbador. Agora, eles acabaram de congelar minha conta em um banco na Suíça, nosso fundo para pagar minha defesa.

Opera Mundi — Com base em quê?

Julian Assange Eles estão alegando que eu os coloco em risco. Mas não têm nada que sugira isso, e de qualquer forma isso é falso.

Opera Mundi — E qual é a sua opinião sobre o congelamento de transferêcias de dinheiro pela empresa PayPal, e o fato de que a Amazon retirou o site do ar? Como você vê essas ações?

Julian Assange É fascinante ver os tentáculos da elite norte-americana corrupta. De certo modo, observar essa reação é tão importante quanto ver o material que publicamos. A Paypal e a Amazon congelaram nossas contas por razões políticas. Com o Paypal, 70 mil euros foram congelados. Com o nosso fundo de defesa, cerca de 31 mil euros.

Opera Mundi — O que eles alegam?

Julian Assange Eles dizem que estamos fazendo “atividades ilegais”, o que é, claro, uma inverdade. Mas estão ecoando as acusações de Hillary Clinton [secretária de Estado norte-americana] sobre como publicamos documentos que podem causar transtornos aos EUA. Mesmo assim, o líder do comitê de segurança nacional no Senado disse com muito orgulho que ele havia ligado para a Amazon e exigido o fechamento no site.

Opera Mundi — O que o Wikileaks está fazendo para se defender do congelamento das doações?

Julian Assange Nós perdemos 100 mil euros somente nesta semana como resultado do congelamento dos pagamentos. Temos outras contas em bancos – na Islândia e Suécia, por exemplo, que o público pode usar. Estão em um site. Também aceitamos cartões de crédito.

Opera Mundi: O que mais o Wikileaks está fazendo para se defender?

Julian Assange Nós estamos contando com a diversidade e o apoio de boas pessoas. Temos mais de 350 sites pelo mundo que reproduzem nosso conteúdo. Precisamos disso mais do que nunca.

Nota do Viomundo: Nesta terça, Julian Assangue foi preso no Reino Unido.


****
Fonte:http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/assange-fascina-ver-os-tentaculos-da-elite-americana-corrupta.html

Para OCDE, alunos do Brasil têm leitura semelhante à de Trinidad e Tobago

7/12/2010
Por BBC Brasil

"País melhorou índices de leitura e ficou em 51° entre 65 países, segundo pesquisa."
País ficou em 55º lugar em matemática e em 52º em ciências

Os estudantes brasileiros ficaram em 51° lugar no ranking de leitura entre 65 países, segundo indica uma pesquisa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgada nesta terça-feira.

Segundo o levantamento, realizado pelo Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) da OCDE, o Brasil obteve um resultado de 412 pontos, semelhante aos registrados por Trinidad e Tobago (416), Colômbia (413) e Montenegro (408).

O número representa uma melhora do Brasil em termos de leitura na comparação com a última pesquisa, realizada em 2006, quando o país obteve 396 pontos.

A média em leitura dos alunos dos países ricos que integram a OCDE foi de 493 pontos. O melhor resultado foi dos alunos de Xangai (China), que obtiveram 556 pontos. A pesquisa também incluiu Taiwan, Macau e Hong Kong.

Na área de matemática, os alunos brasileiros ficaram em 55° lugar entre 65 países, com 386 pontos, número similar aos de Albânia, Jordânia, Colômbia e Argentina.

Com isso, o Brasil ficou abaixo do nível básico de compreensão em matemática, que é de 400 pontos - embora tenha crescido 30 pontos em relação a 2006.

Na área de ciências, o Brasil totalizou 405 pontos e também melhorou a performance em relação à pesquisa anterior, que havia sido de 390 pontos. No ranking de 65 países, o Brasil ficou na 52ª posição na disciplina.

O Pisa avalia a cada três anos a performance de estudantes em leitura, matemática e ciências, com idade de 15 anos ou mais, matriculados a partir da 7ª série do ensino fundamental.

Participaram da pesquisa 20,1 mil estudantes brasileiros, de um total de 470 mil.

Crescimento

Em 2009, o Brasil conseguiu ultrapassar em leitura a faixa dos 400 pontos, considerada o nível de competências básicas para ler e saber interpretar um texto. Com isso, superou a Argentina na nova pesquisa.

Apesar disso, quase a metade (49,6%) dos alunos brasileiros obteve menos de 407 pontos (classificado como nível 2) de competências básicas. No entanto, houve progresso, já que esse índice era de 55% na pesquisa anterior.

'O Brasil aumentou os resultados nas três áreas do estudo (leitura, ciências e matemática). Não são muitos os países que conseguiram fazer isso', disse à BBC Brasil Guillermo Montt, analista de educação da OCDE.

O aumento mais importante foi na área de matemática, de 30 pontos, 'o segundo maior crescimento nessa disciplina registrado pela pesquisa', segundo Montt.

'O Brasil mostrou que sabe e pode melhorar seu rendimento. Não é uma surpresa que o país continue em posições baixas no ranking, já que o processo de melhoria do ensino é algo lento e muito amplo', diz o analista da OCDE.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.
***
Fonte:http://noticias.br.msn.com/mundo/artigo-bbc.aspx?cp-documentid=26655517

PMDB indica Garibaldi, Novais, Geddel e Moreira Franco para 1º escalão de governo Dilma

7/12/2010
Do site do "MSN NOTÍCIAS"
Por Andrea Jubé Vianna, estadao.com.br

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), confirmou há pouco à Agência Estado que encaminhou o nome do senador reeleito Garibaldi Alves (PMDB-RN) à presidente eleita, Dilma Rousseff, para assumir o Ministério da Previdência Social. O nome do ex-governador do Amazonas e senador eleito Eduardo Braga (PMDB-AM) foi cogitado, mas ele recusou a indicação sob o argumento de que não tem perfil para a pasta.

Dilma recebeu a indicação de Garibaldi das mãos do presidente do PMDB e vice-presidente eleito, Michel Temer, durante o almoço entre ambos na Granja do Torto. Mas Dilma ainda não convidou Garibaldi para se reunir com ela. O convite deve ocorrer nas próximas horas. A meta é encerrar as pendências com o PMDB e bater o martelo em relação aos nomes dos ministros o quanto antes.

O Ministério da Previdência, juntamente com o do Turismo, foi oferecido ao PMDB como uma compensação pela perda de duas pastas de peso: das Comunicações e da Integração Nacional. Entretanto, a pasta não acendeu a cobiça dos peemedebistas. Ao contrário, tem sido apontada como um vespeiro, porque seu titular desempenhará missões delicadas, como negar o aumento dos aposentados. Também enfrentará debates complexos como o fim do fator previdenciário e a ampliação do reajuste do salário mínimo aos aposentados que recebem dois salários mínimos ou mais. Eduardo Braga recusou, mas Garibaldi topou encarar o desafio. Falta a chancela de Dilma ao seu nome.

A configuração idealizada pelo PMDB para o Ministério do Turismo prevê o deputado Pedro Novais (PMDB-MA) na condução da pasta e o deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) na presidência da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), autarquia vinculada ao ministério. O nome de Novais foi referendado pela bancada do PMDB na Câmara e encaminhado à presidente eleita, Dilma Rousseff. Novais foi convidado hoje pela manhã pela presidente e já aceitou.

O PMDB procura um cargo no primeiro escalão do governo federal para acomodar Geddel Vieira Lima, um dos integrantes do seleto grupo político do presidente da legenda e vice-presidente eleito, Michel Temer. Ex-ministro da Integração Nacional, Geddel perdeu a eleição para governador da Bahia e se tornou adversário político do governador reeleito, Jaques Wagner (PT). Apesar das resistências do PT, tudo indica que o PMDB conseguirá acomodá-lo na máquina federal, embora não seja na vaga cobiçada por ele: a presidência da Infraero.

A indicação de Novais partiu do líder do PMDB, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), que procurava um nome do Nordeste para o posto. Segundo um integrante da bancada, Novais é economista e tem qualificação para o cargo. O maranhense também conta com a simpatia do futuro chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. Novais foi presidente da comissão especial que analisou a proposta de emenda constitucional de prorrogação da CPMF em 2007, enquanto Palocci foi o relator da matéria.

Para a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), vinculada à Presidência da República. Michel Temer deve indicar o ex-governador do Rio de Janeiro Moreira Franco. De início, Moreira Franco rejeitou a oferta, mas voltou atrás depois da proposta do deputado Antonio Palocci, um dos coordenadores da transição. O futuro ministro-chefe da Casa Civil ofereceu ao PMDB um formato 'vitaminado' da pasta, pelo qual a SAE assumiria o comando do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) o chamado 'Conselhão', que hoje integra a estrutura da Secretaria de Relações Institucionais.
****
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26657533

Após indicação, Eduardo Braga recusa ministério da Previdência

7/12/2010
Por Estadão.com.br, estadao.com.br

SÃO PAULO - Logo depois de sua indicação para assumir a pasta da Previdência no governo de Dilma Rousseff, o ex-governador do Amazonas e senador eleito Eduardo Braga (PMDB) rejeitou nesta desta terça-feira, 7, comandar o ministério. Com a vaga disponível, a liderança do PMDB fez nova indicação e recomendou o nome do senador Garibaldi Alves para ocupar o cargo.

Na tarde desta terça, o líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves, anunciou pelo Twitter a confirmação de Garibaldi no comando do ministério da Previdência.

***
Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26657641

Aécio detona FHC

07.12.2010
Do "Conversa Afiada"


Tucanos e demos: um caso de amor

Saiu no Jornal O Globo:

Aécio: antecipar nome do PSDB é ‘tática suicida’

O senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) disse nesta segunda-feira que a proposta defendida pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que o próximo candidato tucano à Presidência seja escolhido em 2012 é uma “tática suicida e amadora”. Em entrevista ao programa “Roda Viva”, da TV Cultura, Aécio repetiu que o PSDB precisa passar por uma “refundação”, outro ponto de discordância entre os dois.

- Eu acho que nós não podemos nos precipitar. Em 2012 talvez até já tenha um encaminhamento natural, e as coisas, quando caem naturalmente, caminham melhor. Mas você antecipar muito a indicação de um candidato é uma tática suicida e amadora. Eu não tenho vocação para a primeira e não tenho mais o direito de exercer a segunda. Então, é dar tempo ao tempo – afirmou Aécio.

Logo após o término da eleição, Fernando Henrique defendeu, pela primeira vez, a tese de antecipação para 2012 da escolha do presidenciável de 2014.

- O PSDB não pode ficar enrolando até o final se é A, B, C ou D. Dentro de dois anos, temos de decidir quem é esse ‘é’ e tem de ser de todo mundo, tem de ser coletivo – argumentou.

Aécio defendeu nesta segunda-feira que a indicação do nome do partido para a Presidência da República ocorra após as eleições municipais e ao término do processo de reestruturação do partido:

- Focarmos agora em candidatura presidencial é uma bobagem. Você pode achar que hoje eu sou uma alternativa, mas, daqui a dois anos, pode ter uma melhor. Vamos cuidar de construir um projeto para o país.

O senador mineiro admitiu que vai insistir no termo “refundação” do PSDB. O termo causou polêmica quando dito pela primeira vez, após a eleição. A ala paulista do partido vê a expressão como um primeiro passo dos tucanos mineiros para tentar assumir o comando da legenda. FH chegou a dizer que ela era “muito forte”:

- Alguns colocam algum obstáculo ou um pé atrás nessa coisa da refundação. Eu vou insistir nesse termo porque tem que ser algo profundo.

Depois de uma temporada de férias no exterior, o mineiro desembarcou em São Paulo nesta segunda-feira pela manhã para um almoço com o governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB) em busca de apoio para essa “refundação”. À noite, ele se encontraria com FH.

Aécio propõe um novo programa partidário para o PSDB – o atual é de 1988 -, mudança no comando da legenda nos estados onde os tucanos tiveram desempenho pífio e a criação de um núcleo de inteligência vinculado à direção nacional, composto por técnicos, para abastecer o partido de informações sobre o governo, orientando, assim, a atuação na oposição. Alckmin mostrou-se favorável.

- Estamos juntos para ajudar a reorganizar o partido. O partido foi fundado no final da década de 80. É importante atualizar o seu programa – disse o governador eleitor de São Paulo.

Aécio afirmou que o partido, equivocadamente, se aproximou de setores conservadores da sociedade nas eleições deste ano durante a discussão sobre temas polêmicos, como a legalização do aborto , e, segundo ele, é preciso voltar a ser um partido social-democrata e de centro-esquerda:

- Eu confesso que foi um retrocesso – disse.

Confira a entrevista de Aécio no Roda Viva:


***
Fonte:http://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/12/07/aecio-detona-fhc-e-aborto-do-serra/

APOSENTADORIA: Fator previdenciário vai ser discutido novamente na Câmara

07 DE Dezembro DE 2010
Do "Blog de Jamildo"
Por Ana Raquel Macedo, da Rádio Câmara

O presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), disse que a decisão judicial contrária ao fator previdenciário pode funcionar como uma forma de pressionar o governo a negociar no Congresso a mudança do cálculo das aposentadorias. Na semana passada, o juiz Marcos Orione Gonçalves Correia, da 1ª Vara Federal Previdenciária de São Paulo, considerou o fator previdenciário inconstitucional. Segundo ele, a lei que instituiu o fator previdenciário (9.876/99) em 1999 acrescentou, para fins de obtenção do benefício, requisitos que dificultam o acesso ao próprio direito à aposentadoria. O juiz determinou que o INSS recalcule, sem a incidência do fator previdenciário, o benefício do segurado que entrou na Justiça contra a Previdência Social.

"Essa é uma decisão parcial e o governo pode recorrer, mas precisamos usar isso para forçar uma negociação com o governo. O governo vinha negociando há algum tempo atrás e depois parou. Parou porque ninguém mais pressionou. Então, acho que podemos chegar a uma fórmula que não achate tanto as aposentadorias das pessoas", disse.

O deputado Pepe Vargas (PT-RS), relator na Comissão de Finanças e Tributação de um projeto do Senado que redefine o uso do fator previdenciário (PL 3299/08), afirma que a decisão judicial pode reabrir a discussão em torno do assunto. "O governo aceitou uma negociação. Não é uma matéria que extingue definitivamente o fator, mas cria um ponto no qual não é mais aplicado o fator previdenciário nas aposentadorias. Nós estamos desde agosto do ano passado tentando votar esse tema e até hoje não houve acordo dos líderes para votar", disse.

Pelo substitutivoEspécie de emenda que altera a proposta em seu conjunto, substancial ou formalmente. Recebe esse nome porque substitui o projeto. O substitutivo é apresentado pelo relator e tem preferência na votação, mas pode ser rejeitado em favor do projeto original. de Pepe Vargas, o trabalhador não terá perdas ao se aposentar quando a soma de sua idade ao tempo de contribuição for 95 para homens ou 85 para mulheres.
****
Fonte:http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2010/12/07/fator_previdenciario_vai_ser_discutido_novamente_na_camara_85733.php

Goleiro Bruno é condenado a quatro anos e seis meses de prisão

07/12/2010
Da "LANCEPRESS"
Extraída do site do "MSN NOTÍCIAS"


Primeira sentença foi divulgada na madrugada desta terça. Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, também foi condenado

Bruno (ao centro) foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão (Crédito: Futura Press)

O goleiro Bruno foi condenado na madrugada desta terça-feira a quatro anos e seis meses de prisão pelo juiz Marco Couto, da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, por três crimes cometidos contra a sua ex-amante Eliza Samudio, em outubro de 2009: cárcere privado, lesão corporal e constrangimento ilegal. Acusado de envolvimento, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, foi condenado a três anos de reclusão por cárcere privado.

Este julgamento não diz respeito ao ocorrido em junho deste ano, quando a Polícia Civil de Minas Gerais declarou que Bruno é suspeito pelo desaparecimento da ex-amante.

Na sentença desta terça-feira, Marco Couto justificou que os fatos apresentados foram inquestionavelmente comprovados e o magistrado não concedeu aos réus o direito de recorrer da decisão em liberdade.

Em depoimento gravado em vídeo e divulgado pelo "Extra", Eliza Samudio contou os detalhes da agressão sofrida. Ela diz que foi forçada a tomar um abortivo e que Bruno a ameçava de morte constantemente. A jovem queria reconhecimento de paternidade por parte do goleiro.
****
Fonte:http://msn.lancenet.com.br/minuto/Goleiro-Bruno-condenado-prisao_0_385761432.html